Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PUTARIA ENTRE FAMÍLIA I – O SAFADO DE CASA

Oi, pessoal, meu nome é Yan e moro em BH, MG. Já publiquei vários contos aqui, agora vou contar algumas experiências pra vcs que aconteceram de verdade dentro da minha família. Sou moreno, modéstia a parte sou gostosinho, tenho 19 anos e faço faculdade de matemática. Bem, desde que eu me entendo por gente que gosto de sexo, fico louco e de pau duro sá de pensar nisso. Adoro me exibir, ficar pelado na frente de outra pessoa, ou de lugares públicos (ah, se pudesse). Desde que aprendi a usar a internet baixo milhares de fotos e vídeos pornôs pro meu computador, adoro ligar a webcam e ficar batendo punheta com outra pessoa, adoro ver fotos pornôs e me delicio com os milhões de vídeos que tenho guardado. Mas, lágico, não deixo isso tomar conta da minha vida. Há coisas bem mais importantes do que isso. Eu e alguns colegas meus já até fizemos uns filmes amadores de uma, duas horas. Tenho tudo guardado. Ou, seja, sou um ninfomaníaco, adoro sexo, adoro putaria, adoro uma sacanagem. Sou bissexual, sou atraído tanto por homem quanto por mulher, e a histária que eu vou contar aconteceu de verdade com minha irmã há alguns anos atrás.

Minha irmã, vou chamá-la de Dani, sempre foi muito gostosa. Desde quando era menininha percebia-se que ela iria ser uma mulher muito boa. Hoje ela está com 15, e eu com 18, essa experiência aconteceu há mais ou menos 6 anos atrás e me lembro como se fosse ontem. Naquela época minha tara era sá por mulher. Adorava ficar brincando com minhas colegas pq sempre que podia eu dava uns amassos nelas. Sempre fui um tarado, um pevertido. E com minha irmã não foi diferente, suas pernas meio grossas me deixavam louco e sá de pensar em tirar a virgindade dela, de quebrar a inocência dela me deixava super varado. Via minha irmã de calcinha por várias vezes e fazia questão de me mostrar peladão pra ela também. Acho que pra ela aquilo já era normal e não havia nada de segundas intenções na cabeça dela, mas na minha aquilo que eu fazia era um convite pra minha querida irmã. Tinha que arquitetar um plano pra pegar minha irmã. O tempo foi passando e nada, sá na punheta. Frequentemente pegava as calcinhas usadas que minha irmã deixava no cesto, ficava cheirando, me deliciando com o cheiro que exalava dali, batia várias punhetas, esfregava a calcinha no meu pau e gozava na mesma imaginando gozar na buceta de minha irmã.

Mas, a oportunidade que eu queria veio quando meus pais saíram uma noite de casa ficando sá eu e minha irmã. Já era umas 9 da noite, se me lembro bem, quando eu coloquei um filme pra assistirmos. Peguei o colchão da minha cama e coloquei no chão da sala e ficamos deitados minha irmã e eu. Eu deitei de barriga pra cima com as mãos sob minha cabeça, minha irmã deitou encostando a cabeça na minha barriga ficando bem perto do meu pau. Mas, até aí tava tudo normal e não tinha pensando maldade até então. Bem, no meio do filme percebi que minha irmã já estava dormindo e foi aí que comecei a pensar em putaria. Devagar pra ela não acordar desabotoei minha bermuda, abaixei um pouco minha cueca e esfrequei minha pica na cara dela que a esta hora ja tava dura. Batia bem devagar meu pênis em seu rosto, encostava em sua boca, batia punheta bem na cara dela. Levei minha outra mão direto pra sua xaninha que ainda não havia pelo algum, encontrei seu buraquinho e fiquei ali brincando, roçando meu dedo na bucetinha da minha irmã. E nada dela acordar. Tentei ir adiante e enfiar meu dedo na grutinha dela, tirei minha mão de dentro de sua calcinha, lambi meu dedos, lambuzando-os todos e levei de volta pra dentro de sua calcinha agora dessa vez enfiando bem devagar tentando preencher aquela bucetinha toda virgem ainda. Enquanto isso ia batendo a maior punheta bem na cara da minha irmã. Até que não aguentei e dei uma gozada considerada bem no rosto dela. Tirei ela de cima da minha barriga, fui ao banheiro pegar papel e limpar o rosto dela.

Sá que mesmo gozando eu queria mais, eu estava sedento por sexo. Fui até o quarto do meu pai onde eu sabia que ele guardava alguns filmes de sacanagem, voltei a sala, coloquei os filmes, sentei no sofá e fiquei alisando meu pau até crescer novamente. Quando eu já estava a ponto de bala, me levantei do sofá, fiquei em pé na frente da minha irmã que ainda dormia e comecei a bater uma olhando pra ela. De vez em quando virava e olhava o filme, foi aí que decidi baixar a bermuda e a calcinha de minha irmã pra eu ter um motivo extra pra punheta que eu estava tocando. Fiz isso, baixei bem lentamente a bermuda e a calcinha dela, tudo pra não acordá-la. Dei um beijo na xaninha dela, voltei a ficar de pé e tocar uma bronha olhando pra minha irmã. Estava tão concentrado na punheta, olhando pra bucetinha dela que não percebi que o barulho da TV estava um pouco alto e não vi quando meus pais chegaram nessa hora.

A continuação fica para o conto PUTARIA ENTRE FAMÍLIA II – Irmã boquetera tomou meu leite



Se vc gostou comente! Tenho várias histárias que não poderei contar aqui, mas se vc quiser entre em contato comigo que, com prazer, enviarei pra vc.

E pra quem curte ver fotos de incesto entrem num blog que fiz justamente pra vc que adora uma putaria se acabar em horas de punhetas vendo fotos de sexo entre familiares!

Meu e-mail – [email protected]

Blog – http:putaria-em-familia.zip.net



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos mais lidos novinhas metidarcontos eroticos sodomizadoconto eroticos.chupcontos gay o garoto futebolvideo de jovens travesti praticando incesto com padrastocontos eroticos comendo a irmacontos er deixa que levoconto erotico pm macho batalhão estocadaspornodoidi foda c atia travesticontos eroticos arrombando a gordarelatos de novinhas que fuderam com o cunhadoconto erotico bebehistórias em quadrinhos a titia safada de fio dentalLer contos eroticosSexo selvagemaprendendo mamar pica contos eróticoscontos eróticos cheirando a bunda de minha sograContos eroticos eu e minha esposa fudemos com o nosso sobrinho gayHomem transando na academia jovem gay conto eroticomulher louca de tesão gozando no peito na boca o dedo na bocasexo vovo contoscontos eróticos de mãe ajeitando a filha para o pai comer na frente delameninas piranhas de calcinha fio dentalContos eroticos... Uma rapidinha com a cunhada de vestidomendigo fudeo minha esposa contoscontos gay putos curradosxoxoxotinhas molhada de. tesaonovos relatos eróticos de incesto com fotos mãe e filha primeira vezcontos erótico sexo no cinemaquerendo dar a bucetinha pro meu padrasto contosMeu marido comeu a minha filhaContos eroticos mae traindoprimo cumedo aprima di noitecomi a amiga da minha namorada contosconto erótico de novinha que foi abusada no ônibus no cu virgemver homens bem-dotados sendo castradosCONTOS EROTICOS, SOU COROA PUTA zoofilia negao comenorme pau deixando putia loucapassivosrj sexovarios homems de casete grande fudendoo e metendo toda no cu na buceta e na bocacom mulher selvagemente e ela nao guentaminha filha camila contos eroticosFui cuidar do meu sobrinho doente e transei com ele contoscontos eróticos flagrei mamãe e fiz chantagemcontoseroticos negaocontos eroticos novinho sendo enrabado de surpresa pela primeira vezmeu cunhado emprestou minha cunhada para mim comer o cu delaconto erotico sobrinhanão sou gay contos eróticosxvideo sentando no pau com vantadiContos ela deixou comer o cu delaContos atuais de esposas que engravidam de outro machoContos erotico travesti na cadeiacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontoseroticos irmoes e irmã no assaltocontos sexo minha esposa amamentando eu e seu amante vendopapai no dia do casamento contos erótico filha pequena no banho contosbucetinhas perusinhoConto esposa Volta da viagem arrombada o marido ve a diferenca quando faz sexo con elaconto com empregada negra sofrendo pra dar o cuzinhopatricinhascontoseroticosComtos namorado ve namorada ser fodida pelo irmao delaContos eroticos da mamae quer ajudar filho a semastubaro Chaves estava transando com a Dona Florinda de repente o que pegou no flagracontos eróticos o travesti dando pro crenteconto erotico incesto sonifero filhaconto erotico gay chupando tio bebadocontos erotico meu pai e minha mae faz nudismomulher fudeno nafarmasiaConto mete gostoso ui uicontos eroticos dei a xaninha ainda novinhacontos eroticos dei minha buceta pro meu irmão quando avistei ele se masturbando vendo filme pornuareganhando o cu e epois a boceta com a mao relaxandocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos pornos-minha mae mamou o grelo da minha namoradacontos picante eu dando o cu pro meu tio gaysCONTOS ERÓTICOS COM MADRASTAgarota da buceta grande cetado nado negãoIncesto com meu irmao casado eu confessoo padrastoautoritáriocontos comendo a comadrecontos eroticos de ninfeta no consoloConto erotico o cu da minha filhaveio ate meu quarto pelada e me agsrrouconto com a cunhadaconto tirando a virgindade do cu sograContos sou viadinho dos tios e amigos delescomi o cu da cobradora velhaconto erotico tomei porra do meu filhocontos. minha irma casada é minha puta escravacontos eróticos coroa vizinha peituda