Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENCOXANDO NEGUINHA BUNDUDA BAIXINHA NO TREM

Olá. Deixe-me fazer uma breve introdução neste meu primeiro conto.



Durante muitos anos fui Office-Boy e costumava pegar vários ônibus todos os dias. Isso me fez ficar craque na arte das encoxadas por muito tempo.



Infelizmente, esse tempo passou; mas não quer dizer que não continue encoxando ocasionalmente. Trabalho de roupa social todo dia, e costumo utilizar o transporte coletivo em São Paulo por conveniência e por prazer ;)



Outro dia, por exemplo, estava pegando o trem lotado, sem estar muito mal intencionado. Porém, o trem estava realmente lotado, e fiquei na parte que menos atrapalharia quem estivesse entrando: do lado da porta, mas não de frente para ela. Existe um pequeno espaço nesse local, onde estava eu e, do meu lado, uma mulher de jeans e virada de lado e de costas para mim. Eu e ela segurávamos no cano acima de nossas cabeças, e eventualmente ela dava alguns esbarrõezinhos com sua bunda em minha coxa.



Porém, no começo do corredor, quase do meu lado, estava uma neguinha meio gordinha, baixinha, com uma cara de poucos amigos, mas com uma barriguinha deliciosa que dava para ver o umbigo e uma bunda extremamente grande e redonda para sua altura (eu não sou alto, mas ela era mais baixa ainda!).



Fiquei secando demoradamente aquela barriguinha e aquela bundinha deliciosa, mas em nenhum momento saí do meu lugar inicial do trem. As pessoas é que iam passando para o corredor ou saindo dele.



A baixinha neguinha vestia uma pequena blusa aberta e um top, onde conseguia se ver sua barriguinha meio redonda com peitões bem generosos. Do lado de baixo, uma daquelas calças e moleton branca com figuras bem apertada. Uma delícia para encoxar, pois ela sente seu pênis se esfregando, e você sente a bunda dela, que no caso era um pouco mole mas com muita "sustância", do jeito que eu gosto.



Mas não tínhamos encostado um no outro ainda. Um senhor bem mais velho entrou em uma estação e resolveu encostar-se bem atrás da neguinha. Enquanto isso, flertava levemente com a outra mulher e sua bunda dentro do jeans.



Eis que entra mais uma mulher na jogada: uma negra de altura mediana e vestido alaranjado, que vai do ombro aos pés. Ela entra meio apressada naquela algazarra e eu deixo um pequeno espaço para que ela fique do meu lado. Ela vem com uma certa pressão e vai se colocando aos poucos na minha frente. Como eu já estava esfregando minha coxa em sua bunda, não grande, meio mole e que dava para ver o "meinho", ela foi cada vez mais ficando perto de mim, até que na práxima estação, que encheu mais ainda o trem, ela se agarrou no cano, ficando perto dele mas um pouco afastada, e eu fiquei bem atrás dela, já mirando meu pau bem no meio da bundinha dela.



Fique então esfregando e ajeitando meu pau atrás dela. Ele naquele dia estava mais virado pra direita, mas eu endireitei ele com uma mão e deixei bem de frente para o meio da bunda dela, pois minha posição estava bem "privativa" naquele trem, com ela sá pra mim, que, pelo jeito, estava gostando muito.



Então eu comecei a empurrar levemente para a frente e para trás, pros lados, no ritmo do trem, e ela foi levada junto comigo. Parecia que já estava estocando no meio daquela bunda que encaixada direitinho com minha altura.



Até que tive que dar licença para um monte de gente descer em uma estação intermediária. Isso fez com que eu fosse "espirrado" de volta do lado da negra mediana. Por outro lado, a neguinha baixinha já estava meio irritada com o velho atrás dela e se colocou na frente da negra de laranja, ficando com sua enorme bunda agora do lado do cano, quase onde eu estava.



Daí foi inevitável. Aos poucos parte da polpa de sua enorme bundinha foi se alojando do lado da minha coxa, e pelo jeito era exatamente isso que ela queria, pois estava indo cada vez mais ao meu encontro. Meu pau estava a riste, e ela em uma série de movimentos ajudados pelo trem, e eu, "indefeso" e sendo jogado do lado dela, encostei brevemente, mas deliciosamente, meu pau todo melado em volta de sua bunda reconda e deliciosa, molinha como eu pude constatar dando pequenas apertadas com a coxa.



A grande vantagem dessa vez foi que ela era bem baixinha, de forma que conseguiu passar de baixo do braço da negra de vestido, e se achegou mais perto de mim. Era uma neguinha bem safada, pois fingia que estava irritada com a situação, mas cada vez ia mais perto de mim.



Quando o trem saiu de uma estação e foi para a nossa, me inclinei e virei para o lado da porta. Ela fez a mesma coisa, quase se colocando na minha frente. Mas não foi dessa vez. Já estava extasiado e valeu a experiência, para quem não esperava nada naquele dia.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


minha mulher já deu pra todo mundo contosContos adoro vercontos gay cheirei a cueca do meu genroconto erotico comi o cu da amiga de minha maeminha esposa a raspadinha contominha esposa com a calcinha ensopada d tezao contosconto erotico gay chupando tio bebadoconto crente corno e curradocontos com caseirocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos da esposa greluda e o ginecologista velhocontos eroticos gay mulherzinhanovinha que queira trocar msg e gozar muitocontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosme arrombaram contos eróticoscontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestimeu irmao alem de comer minha buceta me emgravidoucontos eroticos arrombando a gordacachorro pinche lambe buceta e festamadrasta pegou enteado vendo filme porno e aliviounovinha deixou lamber sua xana contos heroticoscontos eróticos fortes fodendo o cu da gordaPutinhos casada contosmulher que fica um montinho na frente ,e peluda ou tem a buceta inchadaconto cu dopadacontos de inxesto como o meu marido não me notava então eu fiquei dando mole para o meu irmão para ver o que ia acontecertesudas contoconto o sarado e a gordinhaconto erótico primeira vez zoofolia com dorcontos de lesbianimo na infanciaConto erotico geova gravidaporno izidinha fodenocontos eroticos arrombando a gordabunda grande gordo gay contos eróticoscontos erotico de puta fudendo com velho safadome realizando com travesticrente viciada em engolircontos eroticos homens que usam calcinhacontos erótico com enfermeiracontos eróticos da sobrinha toma leitinho na cama do tioconto buceta de eguamenininha de um homem contos gayscontos elas gostam de chupar e punhetasexo gostoso foda maravilhosa grita quando o pau entra ui delicia mete essa vara na minha buceta no meu cu chupa a minha buceta vai porra ai que gostoso essa pirocahistoria de pai chupando xoxota da filha virgemler contos de zoofilia homens estrupando cadelinhascavalo goz de kuatu bucetaeu confesso mijocontos eroticos minha priminhacontos de orgia corno biNovinha de peitinho duro de video porno levando rola de 17centimetro na bucetacontos sogras casadas que metem com genrochantagiei minha sobrinha contosesposa puta do meu tio corno contoirmã irmão estudando lá no exterior não tinha feito ela com tesão ele com tesão meteu a rola nela bem gostosoContos de comer cadelacontos meu vizinho tira o pau pra foramunher tira a roupa e faz putaria com sua primacontos eroticos fui cuidado meu sogro e ele viu meus pritosContos eróticos de mulher da cidade de maringánatalia do ceará chupando o paucontos tomei no cu gostososimpatia comer cunhadaConto Meu Amor é um Traficante parte 3- Contos Do Prazerconto eu e meu sobrinho no banhoconto meu filho meu machocontos marido jogandocontos com fotos familia praia nudismoContos amigos fodem maes de amigos por traicaoConto erotico estuprei a professoracalcinhas sujas contos eroticos da tia safadacontos incesto minha mae mandou meu pai ne fudercontos eroticos a mae do meu amigocontos eroticos buceta rasacontos minha cunhada puta na praia com sua irma com fil dental e eu passei a mao nelas duasconto erótico enteada querendo dar po padrastocontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosconto erotico gozar dentro bucetamenininha safada contos eroticoscontocasadagostosacontos eroticos de ninfeta no consolofotos e imagem de cuzinho irma contoscontos eroticos tres homens uma mulhercontos eroticos sala de aulaConto erotico genro e surubaconto erotico fui no pagode e comi um travesticontos eroticos comendo o preciosoesposa putinha camping contoConto erotico filha e genrocontos eroticos com sobrinhahomem com o pênis bem grande fica chega arragassa cu da novinhacontos eroticos arrombando a gordaContos eroticos de novinhas sendo estupradas pelos colegas da escola e primos