Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A EMPREGADA DE MINHA TIA

Em um dos meus contos publicados aqui, falei sobre a empregada da casa de minha tia ter me visto comendo minha cunhada. Na verdade ela era a filha da empregada de minha tia, mas tinha sido criada desde pequeninha por ela e já era considerada da família, e como a mãe tinha arrumado outro marido, passou a morar com ele e sá trabalhava na casa de minha tia em dias combinados enquanto a filha morava lá e ajudava nas tarefas domésticas. Eu já tinha visto ela tomando banho várias vezes, pois como morava na parte superior da casa, a janela de meu quarto dava pra ver a janela do banheiro de baixo, e proporcionava uma visão perfeita de quem estava tomando banho. Ela era morena, meio magra e alta, com um cabelo enorme e liso, quase chegando a cintura, a buceta pequena com os pelos bem aparados e desenhando um triângulo perfeito, linda. Ela devia ter uns 19 ou 19 anos quando isso aconteceu. Pois bem, alguns dias haviam se passado e ela sempre que podia dava um jeito de se mostrar pra mim de uma forma sex, saía do banho enrrolada na toalha e fazia questão de que eu visse, usava shorts que deixavam sua bundinha quase de fora de tão curtos, me chamava na cozinha para ver se estava vazando gás e ficava tão perto que dava pra sentir seu cheiro, e outras mais que já estavam me deixando com tesão por ela.

Um dia estava em casa sá eu, minha esposa e ela, que estava no quintal lavando roupa. Ela me chamou alegando um problema na torneira e quando cheguei lá ela estava com um shortinho de licra e uma blusinha branca de algodão toda molhada e sem sutiã, o que dava uma visão perfeita de seus peitos já arrepiados pelo frio. Ela olhou direto para meu pau, passou a lingua nos lábios e pediu para eu ver o que estava acontecendo pois ela já estava toda "molhada", a safada foi direto ao ponto e não me fiz de desentendido, já fui agarrando ela e enfiando a mão na buceta por cima do short mesmo, tasquei um beijo na safada que não esboçava nenhuma reação para me empedir, então levantei a blusa e caí mamando ora num seio ora no outro, mordiscando os biquinhos de leve enquanto ela alisava meu pau já duríssimo por cima da bermuda. De repente parei e me dei conta de onde estávamos, pedi para ela esperar eu entrar no quarto que minha esposa ficava (ela estava em repouso absoluto por problemas na gravidêz - conto: Comendo a cunhada - parte 1) e fechar a porta e depois ela subisse para o primeiro andar e me esperasse. Assim fizemos e arrumei uma desculpa e subi em seguida, ela estava me esperando e não perdir tempo, fui logo agarrando e tirando sua roupa molhada, a bucetinha estava toda melada de tanta vontade que ela estava, deitei ela na cama e chupei sua buceta demoradamente, fazendo ela ter seu primeiro gozo com alguem chupando-a, pois embora já tivesse tido algumas experiências com uns carinhas, nunca tinha passado de punhetas e chupadas nos seios e alguns toques de dedos na buceta de leve, mas sem penetrações, ou seja, ainda era virgem a safadinha, e sá fiquei sabendo quando botei minha pica pra fora e fiquei esfregando na bucetinha dela ameaçando enfiar de vez em quando, ela me pediu para ir devagar pois nunca tinha dado a buceta pra ninguem e tinha medo que doesse. Não acreditei e fui conferir enfiando um dedo e realmente era virgem. Ofereci meu pau pra ela chupar e ela caiu de boca como se fosse uma expert no assunto, tirava todo da boca e ficava passando a lingua na cabecinha e olhando pra mim, depois tornava a engolir e punhetar ao mesmo tempo, comecei a sentir que iria gozar e tirei de sua boca dei mais uma chupada na buceta pra ela ficar bem molhadinha e apontei o caralho na portinha e fui forçando até passar a cabeça, ela deu um gritinho abafado pelo travesseiro que ela mantinha no rosto já prevendo isso, esperei ela se acostumar e comecei os movimentos de vai e vem bem devagar para ela não sentir dor, quando vi já estava todo dentro daquela bucetinha e ela suspirava de desejo e tesão, perguntei se podia continuar e ela disse: - me fode logo que eu quero gozar com esse caralho na minha buceta. Me come por favor, me come muito, me faz mulher de verdade. Me fode igual como você fudeu com a ... sua cunhada, eu vi tudo e fiquei morrendo de vontade de me juntar a vocês. desde aquele dia que resolvi que queria que você fosse meu primeiro homem, não queria que minha primeira vez fosse com esses moleques que gozam sá da gente apertar o pau deles. E estava certa, você é muito gostoso e tem um pau grande e grosso, que me deixa toda melada sá de olhar pra ele. Eu aumentei o ritmo das estocadas e via meu pau sair melado de sangue e do líuido dela misturados, virei-a de costas e puxei pra beira da cama, deixando ela de quatro toda aberta, com a buceta inchada e muito vermelha, enfei meu pau nela por trás enquanto bolinava seus peitos e puxava seus longos cabelos, dando a impressão de total submissão dela. Aumentei as estocadas e avisei que iria gozar na bucetinha dela, ela não sá não impediu como me implorou para encher ela com muita porra, mas depois ela queria que eu gozasse na boca dela também pois ela iria tomar todo meu leitinho. Disse isso e começou a ter espasmos e gozar feito uma louca, não aguentei e gozei junto dentro dela. Ficamos um tempo deitados e me arrempndi de ter gozado dentro pois corria o risco de uma gravidês, então levantei e a levei para o banheiro onde dei um banho nela para tirar o máximo que podia de dentro dela (como se isso fosse adiantar), mas durante o banho meu pau foi dando sinal de vida novamente e ela começou a punhetar ele e depois se abaixou e me deu uma chupada de profissional, me fazendo gozar na boca dela e tomando tudo sem deixar cair uma gotinha no chão. Nos vestimos e prometemos nos encontrar novamente, e eu disse que da práxima queria comer seu cuzinho para tornar ela mulher por completo, claro que ela aceitou e conto na práxima como foi. [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


historias eroticas das peitudascontos eroticos fui arrombada pelo motorista de onibus e dois passageirosconto erótico garota hetero dominadacontos eroticos gay.meu pai me compartilhou com todos os seus amigo me foderamContos eroticos c imagens meus dois chefes me comeram por dinheirocontos porno casadas o negrinho safadocontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos de coroas dos seios caidosvideos de sexo casal depois de bem velhinhos que se corno e esposa concordameia-calça contos eroticoscontos eroticos gay no cinemaTrepada boa contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteMEU PRIMO SEMPRE ME COMIA 3contos eroticos seios grandes de leiteesposa puta do meu tio corno contoconto fui arrombado travesti dotadoContos eroticos Tia veridicoGozei no pau do meu irmão dormindo contoscontos gay de caronachavecando a prima novinhasou putinho da minha primacontos eroticos de quata feira de cinzaconto erotico meu chefe me comeu meu marido consentiumadrasta pegou enteado vendo filme porno e alivioucontos adorei a lingua no meu cuzinhonao mexa com presidiarios pornodoidoconto erotico incesto baba pervertidascontos de tia coroameu marido fez eu fode com amigo contosporno izidinha fodenocontos eróticos falei para ele agora sabe que e cornoconto incesto cunhadaContos safados em churrascoMinha vizinha me deixou ver ela transando contosconto erotico brincando de pique esconde comir o cu da minha amiga novinhadando a bunda fedida no mato contos eroticos gaysa minha mulher e o casetao cavalarqual nome da quela neguinha.comque grita alto no video pornocontos eroticos traindo marido na viajandocontos eroticos entregadorconto erotico comendo minha sogra minha dobrinha pegou no fragaxvedeo porno cuadinha tava triste cuanhado animou fedendo elasexo contos deposito de porraPeguei minha esposa dando o cuzinho pra 2 compadres nossos contos e relatos eroticosgordão rabão conto eroticocontos eroticos de casada pagando aposta do maridocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico medico gordo Contos comi a mulher de amigo bebadaEu tirei o cabaço da buceta da minha filha eu fiz um plano com ela era pra ela arranjar um namorado no colegio dela pra ela levar ele em casa pra ela fazer ele fuder a buceta dela pra ele achar que a buceta dela era cabaço conto eroticocontos eroticos caminhoneiro obriga meninapegando o professor gostosão na escola aluna contocontos eroticos comendo pastora da igrejacontos de relatos de nora transando com sogro em Santa Catarinaconto tia peludacontos eroticos arrombando a gordaorgia com coroa contos eroticosconto meu pai descabacou minha irmaconto erotico gay chupando tio bebadoContos eroticos de sexo com sogra luciacontos erótico esposa e marido no cinema pornô contos eroticos mae dando banhoconto erotico cegocontos eróticos gays com agiotascontos eroticos surpreendeu a esposaconto gay filho chupando o pau do pai dormindocontos betinha vendo irma fodendoo marido da minha tia e um gato contos eroticoscontos eroticos eu era virgemContos incesto filha calcinhacontos e mega grelo de titianoiva putinha titio velho caralhudo safado noivo corninho manso safado contos eroticos com fotoscontos gays gemeoscontoerotico de escoterassobiu no cu delacontos eroticos tio e tiavideos porno gordas mais comvioleciacontoerotico esposa crente putaContos eroticos barcomagras baixinhas.casadss chupando piru.mulatinhacontosmeu irmãocomeu mh buceta bemgostosocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos coroa vizinha peitudacontos abusado pelo tiocontos eroticos a molecada metendomeu cachorro meu machocontos de mulheres ninfomaniaca por sexoConto erotico amiga da minha irmaconto gay virei viadinhocontos eróticos perdi minha virgindade com um pau grande e grossositio do vovó conto sexcomhendo ass evangelicas contos eroticos