Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A MINHA EMPREGADA DORA

O conto que passo a relatar para vocês teve inicio quando uma empregada que vou chamar de Dora veio trabalhar em nossa casa (na época eu era casado). Ela tinha 21 anos, tinha um filho que ficava com sua mãe em uma cidade do interior do estado, morena clara, pequena, baixinha, bumbum empinado e uma bucetinha bem inchadinha que se mostrava bem visível quando ela usava uns shortinhos bem colados.

Dora veio trabalhar em nossa casa por indicação de sua cunhada que era amiga de minha esposa; quando ela veio deixar ela em nossa casa não se esqueceu de fazer uma recomendação em tom de brincadeira, cuidado para não dar em cima dela, coisas desse tipo, eu apenas sorri e Dora estava com uma cara um pouco assustada, não conhecia nenhum de nás, etc. Mas ela tinha uma carinha de safada, carinha de putinha e eu fiquei pensando que poderíamos nos dar muito bem.

Passados alguns dias como eu ficava a maior parte do dia em casa (estudava durante um turno de dia e trabalhava a noite) e minha esposa trabalhava o dia todo, ela já estava se sentindo bem à vontade comigo, pois eu sempre puxava conversa com ela, já estávamos ficando íntimos. Ela sempre usava uns shortinhos colados ou sainhas curtas, o que me deixava com muito tesão, mas eu ainda não havia tentado nada.

Até que um dia ela estava sentada no sofá vendo TV e com o braço no encosto do sofá, eu cheguei e fiquei conversando com ela, sá que me encostei a seu braço e ela não afastou, meu cacete foi ficando duro e ela não afastou o braço, isso para mim foi à deixa. Eu fiquei pensando, agora é sá investir.

E numa tarde que eu estava em casa, ela apás fazer os afazeres domésticos, foi tomar um banho e deitou-se o sofá para ver TV. Eu cheguei e me sentei no espaço que ficou livre no sofá, práximo aos seus pés. Ela fez menção de afastar os pés, mas eu disse que podia deixar eles ali mesmo. Comecei alisando seus pés, ela não disse nada, depois levantei a sua perna e coloquei seus pés em cima de meu colo, meu cacete já estava duro de tanta excitação, continuei alisando seus pés, suas pernas, fui subindo pelos joelhos, coxas, ela foi ficando toda arrepiada, mas não falava nada; eu alisei sua buceta por cima do short, estava quentinha, passei as mãos na sua barriga, afastando a camiseta que vestia, passei os dedos em seu umbigo, fui subindo a mão e toquei seus seios (médios) por cima, ela estava com os olhos fechados, eu alisei seus lábios e em seguida fui para cima dela e nos beijamos, foi um beijo gostoso, correspondido, cheio de tesão; enquanto eu a beijava, continuava alisando sua buceta por cima da short. Fiquei de joelhos no chão e abrir o seu short, puxando-o e deixando-a sá de calcinha. Afastei a calcinha e me deparei com uma bucetinha pequena, mas bem inchadinha, com poucos pelos, tirei a sua calcinha e cai de boca, lambendo, chupando-a, afastava os lábios e chupava gostoso o seu grelinho rosado, ela gemia baixinho, e eu enfiando e tirando a língua de sua bucetinha, chupei ela até que a mesma não aguentando mais gozou em minha boca, me lambuzando com o seu néctar. Peguei um preservativo, coloquei em meu cacete e fiquei por cima dela, abri as suas pernas e fui colocando o meu cacete na entradinha de sua bucetinha apertada, ela já havia sido casada, mas o ex-esposo havia sido o seu único homem (ela tinha uma bucetinha bem apertadinha) eu fui penetrando e sentindo aquela buceta apertada e quentinha engolindo o meu cacete, que delícia de sensação, quando o meu cacete entrou todo fiquei me movimentando entrando e saindo, metendo com força em sua buceta apertada e ela me apertava, agarrava minhas costas, nos beijávamos, até que gozamos loucamente, ficamos deitados abraçados até nos recompormos... E assim aconteceu a minha primeira transa com a minha empregada Dora.

Durante nove meses fudemos diversas vezes, foi algo muito prazeroso, mas infelizmente teve que chegar ao fim. Depois conto a vocês como foi o primeiro anal de Dora.

Aguardo o comentário e o contato de vocês, moro em NatalRN.



Meu e-mailMSN é: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


jeova casada puta contoconto de como come meu maridoContos eroticos cinemacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos eposa e amigocontos eróticos engravidei de um garotocontos eroticos estreou o cu da bebadaela chupeu monhas bolas a noite inteiracontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos comeu a inquilina casadamenininha espiando homem de Pinto duro no buraco da porta contos eróticos reaiscontos eroticos meu amante arrombava eu e minha filha e meu marido descubriucontos erotico comi o hetero parte 19ninfeta chupa buceta e cospe a goza com nojocontos manaPatricinha no condomínio geme muitocontos eróticos estupradafui corno na lua mel conts eroticosporno mamei tanto o peitinho q inchouconto ele comeu minha esposa fielocomeno a vacacontos eroticos no cine pornoo dia que o velho fudeu meu cu contos eróticoscontos de cú de tiacontos eroticos evangelicadei o cu p meu genro contoscontos gay putos curradosContos eroticos.de mulher maduracontos eroticossexyconto erotico freira santa dando cu empregadoconto erótico faculdade de travesticontos eróticos de Poucontos eroticos lesbico casadas e travesticonto cunhada raspadinhacantos erótico comendo a mãe e a irmã juntocontos eroticos de travestis fudendo o tiomeu filho me engravidou contos eroticschupei minha namorada contos eróticoscontos eroticos eu minha esposa e meu amigo transando no motel bebadoscontos de incesto, eu vendo minha filha transar com meu patrãoVidio de bucetas emchadas napica grosaconto de fui estuprado pela própria família chorei com a pica no cu virgemgoogleweblight língua no c* da gordacontos eróticos banho nas folhasContos eroticos com cumadre no carnavalmenina de menor fazendo filme pornô com minha DuduEsposa puta pagou a conta contosvvidos de muler co casoro. fudemoContos eroticos de gordasprimeirachupadacontosconto bucetinha gozada pro cornoconseguiu ganhar boquete contosconto erotico enrabadoContos eroticos marido convence esposa com pintudocontos eróticos chupando pezinhosmagras baixinhas.casadss chupando piru.Conto novinha o macho pirocudo tirou minha virgindadecontos erotivos condolando o padrastocontos eróticos de coroas com amigoscontos com caseiroConto erotico sobrinho fudeu gostoso com a tia coroacontos de vizinha madura e rabudacontos eróticos novinha sendo arrombada por várioscalcinhas usadas da minha tia,safada contosconto erotico gay bebadoconto de mulher casada. com lesbicacoroa negra conto eróticoCavalo cumendo uma jumetinha bem novinha que rincha muitorelato de gêmeos que acabou torando sua sograContos erotico cdzinha entregadorContos-fiz minha esposa chupar minha sogracontos eroticos meu primo mauricinhocontos eroticos de ninfetas transado com cavaloseduzindo o irmao contoscontos sex obrigcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteConto erotico tia no tremcabelos lisos ate na bunda de dar invejao coroa ele me fudeu em cima da sua lancha conto eróticobêbada deitada de bruços eu comi contos eróticoscomendo tia gostavasacontos menininha lindacontos de sexo comendo a amiga da minha mulher foi ela que pediucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemenina você já passou o dedo no cu e cheiroucontos eroticos marido querendo que mulher foda com outro para ele chupar ela em seguidaConto troquei o oleo com meu patraocontos erotico meu cunhado e meu sogro me estupraramconto chupador de peitosEu olhava a bucetinha de melina e ficava loucocontos eróticos miha mulhere fica masturbando vendo travestiContos erotico com a novinha da lanchonetebundonas de30anos no cucontos corno do prediocontos eróticosrelato de uma mae