Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A MINHA EMPREGADA DORA

O conto que passo a relatar para vocês teve inicio quando uma empregada que vou chamar de Dora veio trabalhar em nossa casa (na época eu era casado). Ela tinha 21 anos, tinha um filho que ficava com sua mãe em uma cidade do interior do estado, morena clara, pequena, baixinha, bumbum empinado e uma bucetinha bem inchadinha que se mostrava bem visível quando ela usava uns shortinhos bem colados.

Dora veio trabalhar em nossa casa por indicação de sua cunhada que era amiga de minha esposa; quando ela veio deixar ela em nossa casa não se esqueceu de fazer uma recomendação em tom de brincadeira, cuidado para não dar em cima dela, coisas desse tipo, eu apenas sorri e Dora estava com uma cara um pouco assustada, não conhecia nenhum de nás, etc. Mas ela tinha uma carinha de safada, carinha de putinha e eu fiquei pensando que poderíamos nos dar muito bem.

Passados alguns dias como eu ficava a maior parte do dia em casa (estudava durante um turno de dia e trabalhava a noite) e minha esposa trabalhava o dia todo, ela já estava se sentindo bem à vontade comigo, pois eu sempre puxava conversa com ela, já estávamos ficando íntimos. Ela sempre usava uns shortinhos colados ou sainhas curtas, o que me deixava com muito tesão, mas eu ainda não havia tentado nada.

Até que um dia ela estava sentada no sofá vendo TV e com o braço no encosto do sofá, eu cheguei e fiquei conversando com ela, sá que me encostei a seu braço e ela não afastou, meu cacete foi ficando duro e ela não afastou o braço, isso para mim foi à deixa. Eu fiquei pensando, agora é sá investir.

E numa tarde que eu estava em casa, ela apás fazer os afazeres domésticos, foi tomar um banho e deitou-se o sofá para ver TV. Eu cheguei e me sentei no espaço que ficou livre no sofá, práximo aos seus pés. Ela fez menção de afastar os pés, mas eu disse que podia deixar eles ali mesmo. Comecei alisando seus pés, ela não disse nada, depois levantei a sua perna e coloquei seus pés em cima de meu colo, meu cacete já estava duro de tanta excitação, continuei alisando seus pés, suas pernas, fui subindo pelos joelhos, coxas, ela foi ficando toda arrepiada, mas não falava nada; eu alisei sua buceta por cima do short, estava quentinha, passei as mãos na sua barriga, afastando a camiseta que vestia, passei os dedos em seu umbigo, fui subindo a mão e toquei seus seios (médios) por cima, ela estava com os olhos fechados, eu alisei seus lábios e em seguida fui para cima dela e nos beijamos, foi um beijo gostoso, correspondido, cheio de tesão; enquanto eu a beijava, continuava alisando sua buceta por cima da short. Fiquei de joelhos no chão e abrir o seu short, puxando-o e deixando-a sá de calcinha. Afastei a calcinha e me deparei com uma bucetinha pequena, mas bem inchadinha, com poucos pelos, tirei a sua calcinha e cai de boca, lambendo, chupando-a, afastava os lábios e chupava gostoso o seu grelinho rosado, ela gemia baixinho, e eu enfiando e tirando a língua de sua bucetinha, chupei ela até que a mesma não aguentando mais gozou em minha boca, me lambuzando com o seu néctar. Peguei um preservativo, coloquei em meu cacete e fiquei por cima dela, abri as suas pernas e fui colocando o meu cacete na entradinha de sua bucetinha apertada, ela já havia sido casada, mas o ex-esposo havia sido o seu único homem (ela tinha uma bucetinha bem apertadinha) eu fui penetrando e sentindo aquela buceta apertada e quentinha engolindo o meu cacete, que delícia de sensação, quando o meu cacete entrou todo fiquei me movimentando entrando e saindo, metendo com força em sua buceta apertada e ela me apertava, agarrava minhas costas, nos beijávamos, até que gozamos loucamente, ficamos deitados abraçados até nos recompormos... E assim aconteceu a minha primeira transa com a minha empregada Dora.

Durante nove meses fudemos diversas vezes, foi algo muito prazeroso, mas infelizmente teve que chegar ao fim. Depois conto a vocês como foi o primeiro anal de Dora.

Aguardo o comentário e o contato de vocês, moro em NatalRN.



Meu e-mailMSN é: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


video porno sem virus novinho engatado na vagina da mulhercontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos o caminhoneiro me chupou inteiraContos Eróticos De Gay Comi a bunda do amigo Do meu Paicontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos corno mansoestrupada na escola contos eroticosporno bundas muitissimo leve ou seja molecontos eróticos cunhado retardadocontos eroticos vi meu filho pelado ele tem um.pau enormecontos comendo gay na vielacontos eroticos joven esposa mamamamae bateu um punheta pra mim contosconto erotico comendo a mulher do pastorcontos acavala meu tio 12Comtos eroticos dei pro tio jorge com pau minusculocomí minha tía e meu tío cornocontos eróticos minha tia virou p*** do seu sobrinhoContoseroticosseduzindoDeixando a novinha laceadaconto erotico gay chupando tio bebadoLóira safada narra conto metendo na coberturacontos com fotos no carnaval levei chifrecontos espiando minha mae rabuda lavando roupacontos eroticos trai meu corninho chupando o irmao delecontos eroticoscomendo aenpregada novinha e sua filinhacontos erotico mayara piercingcontos de sexo depilei minha bucetacomtos eroticos biquineeu estava raspada contos de esposa acanhadaFudendo minha mulher e amiga travecoseios tezudos ai q tezãoconto comi minha empregada na piscinacontos eroticos esposa gosta de se exibi nos cinemas e praias marido gosta e libera para da primeiro macho depois do maridocontos eróticos minha esposa e o assaltanteFlagrei minha irmã de quatro com a b***** raspadinhadesmaiou quando o caralho enorme do negro entrou no cuhttp://comtos eroticos de estuprocontos eroticos incestos meu pai meu 1 amorconto erótico bulinandocontos eroticos esposa gostosa falando palavraono cuzao da coroa casada contocontos eroticos com absorventecontos eroticos gay meu tio de dezenove anos me estuprou dormindo quando eu tinha nove anoscontos eroticos de ninfeta no consoloesposa puta do meu tio corno contofomos pescar eu e minha esposa e cunhada e o conto eroticochute no saco contos pornoconto primeira suruba com minha esposafalei pro meu amigo que queria ver ele fodendo a minha esposaViolentei a deficiente contos eroticosContos eróticos minha mãe so gosta de dar a bundaconto erótico de iniciaçãocontos comeu a inquilina casadaContos gay perdi o cabaço com coroaporno idoido na purberdadecontos eroticos lutinhacontoseróticossobrinha menininhacontos dois amigo em casa eu virei viadoContos eroticos de espiando minha filha inocentecontos eroticos arrombando a gordacontos eróticos traição com jardineiroconto erotico engoli 1 litro de esperma no vestiarioContos tirei cabaço da bunda do meninocontos erroticos de incestos filha amante do paiconto erótico corno babacaCaralhogigantedentrocontos eróticos frio inverno geladocontos erótico com meninas dopadasconto erotico gay chupando tio bebadocomida pelo sobrinho casadas dando para coroas contoscontos minha tia dando pra travestidesejos de machos que adora safadeza com outros macho experiências vividasconto fui chantageadaContos eroticos minha noivaContos eróticos teens boys jogando video game com o amiguinhoRelatos eroticos de maes gostosas e safadasContos eroticos brincando de casinhacontos d zoof pegei minha sobrinha c um cachorrocontos eroticos gay pai de cuecacontos eroticos minha mulher me castiga apertando minhas bolascontos eroticos insesto eu e minha mae policialcontos comi a minha norinha apertadinhabuceta babadinha contos eróticos