Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEUS IRMÃOS, MEU PAI E EU?

Quando éramos crianças morávamos eu e mais dois irmãos mais velhos numa fazenda no interior da Bahia. Meu pai e meus irmãos, toda tarde iam tomar banho no rio e sá voltavam à noite. Eu tinha muita vontade de tomar banho com eles, mas eles não deixavam. Um dia resolvi ir escondido atrás deles e o que vi me deixou doido. Meu pai ensaboava o corpo de cada irmão meu com tanto carinho que ambos estavam de pau duro. Meu pai também estava. Num dado momento meu pai passou o sabonete para o meu irmão mais velho e ele ensaboou todo o corpo do meu pai, inclusive o cacete dele que já estava enorme, a cabeça já estava roxa. Depois do sabão os três entraram na água e retiraram a espuma. Meu pai falou: "Deixe-me ver se tá cheiroso mesmo". Ele se abaixou, segurou o cacete enorme do meu irmão e cheirou as bolas e depois a cabeça. Falou de novo: "Vou ver se tem gosto de pau sujo". E pôs a pica do meu irmão na boca. Fez um boquete monumental, meu irmão urrava e puxava a cabeça do meu pai pra engolir mais a caceta e falou: "Vou gozar na tua boca, meu macho tesudo" Ele socou com força o pau na boca do meu pai e gozou soltando vários palavrões. Meu pai cuspiu na água e se virou pro meu outro irmão que já estava saindo da água: "Êpa, mocinho, vou querer tua gala também". Meu irmão disse que não queria. Meu pai foi até ele e cochichou alguma coisa no ouvido dele que não deu pra eu ouvir. Naquele momento eu sentia meu corpo todo tremer de tesão. Então meu pai puxou a cabeça do meu irmão até o pau dele e disse:"Faça igualzinho ao que fiz com teu irmão". E rolou uma cena espetacular: meu pai metia com força na boca do meu irmão, dizia que não era mais pra ter ciúme, que ele também era muito gostoso e que iria trepar com ele o resto da vida. Meu irmão chupava meu pai com muita avidez, parecia querer engolir a vara. Na hora de gozar meu pai avisou e aí foi que ele segurou com mais força as coxas do meu pai e sugou toda a porra. Voltei pra casa correndo e cheguei antes deles. No outro dia segui os três novamente e a putaria rolou de novo. Comecei a desejar ardentemente participar daquela orgia. Mas eles nunca me levavam para o rio. Um dia meu pai veio me dar banho no quintal. Quando ele tocou em mim quase desmaiei e meu pau subiu no ato. Ele riu, pegou no meu pau e falou:"Acho que um dia ele ainda vai crescer" E eu pedi: "cheira ele pra ver se tá limpo". Ele me pegou no colo e cheirou meu pau. Pedi pra pôr na boca pra ver se tinha gosto de pau limpo e ele disse: "Não posso" E eu falei: "Por que meus irmãos o senhor chupa e eu não?" Ele disse que eu era muito criança ainda pra essas coisas e que o meu dia chegaria. Fiquei com muita raiva dele e dos meus irmãos. Estava muito enciumado. Mas não deixei de sempre espionar a transa diária deles. Desde que minha mãe se mudou da fazenda que meus irmãos dormem no quarto dele. Um dia meu pai avisou que viria uma outra pessoa morar com a gente. Era um primo dele. O cara era muito gostoso e desde o primeiro dia em casa percebi que seríamos "bons amigos". Ele brincava muito comigo e em alguns momentos eu dava um jeito de passar a mão no pau dele e ele nunca reagia. Aconteceu somente uma vez, depois de muito eu me mexer no colo dele assistindo a TV. O pau subiu mas ele logo pôs a mão em cima pra ninguém notar e percebi ali o quanto a vara dele era grande. O único quarto disponível na casa era o meu e foi lá que ele passou a dormir toda noite pra minha loucura. O cara sá dormia de cuecas e eu ficava acordado pra ver ele chegar e tirar a roupa. Um dia ele percebeu o quanto eu olhava pra sua mala e começou a mexer nela como quem não quer nada. No outro dia ele mijou e entrou no quarto ainda sacudindo o pau e fingiu que foi sem querer. Eu disse, safadamente, que havia gostado. Ele riu me abraçou e falou que eu era muito novo pra pensar nessas coisas. Contei pra ele do meu pai com meus irmãos e fomos juntos assistir a cena. Ele bateu uma na minha frente vendo aquilo. Na hora de gozar eu pus a mão no pau dele e ele gozou em mim. à noite, já estava dormindo quando ele chegou, deitou do meu lado, cheirava a cerveja, e falou: "Quer perder a virgindade no meu cacete hoje?"

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos família fodatravesti negra comendo mulhercontos eroticos calcinha pequena meu marido dormindo meu sobrinhoconto casada quarentona transando com desconhecidoconto gay meu enteado deu ccucontos gozei no papaiapalpar conas gajas carentes numa mesacontos eróticos:cunhadinha novinhacontos eroticos de estuprocontos de corno acampandocontos velho tarado por bucetascomi o cu da cobradora velhacontos incesto troca de filhascontos eroticos de cornos contando como foi ver a espoza sendo enrrabada por dotadocontos eróticos com enteadaconto de mulher transando com meninos novinhoscontos eroticos embriaguei meu marido e dei o cuzinho do lado deleconto de encesto filho vetido de noivinhacachorro lambendo buceta.deilheContos eroticos comeu meu cu pois ru estava mestruadaminhas sobrinhas conto eroticocontos eroticos gay tio pegando sobrinhocontos eroticos lebisca amogaContos Eróticos De Coroa Mãe Do Meu Vizinhocontos eroticos filha novinha da empregadaqual nome da quela neguinha.comque grita alto no video pornoconto de meu avô rasgou meu cucontos incesto de cumadreconto erótico comendo minha sobrinha dentroconto erotico vizinha baixinhacontos eu minha esposa e um viadinhocontos eroticos arrombando a gordaconto porno o mendigo e seus cachorro comeu minha mulhercomendo o primo e olhando pela janela ele me enraboconto erótico mulher cria cachorro chupando sua b***** Deus pequenocasquinha da minha - contos eroticosmuleque batendo punheta contosso gotosonna sexos eputariasogra humilha genro contos eroticoscontos eroticos violentadas ao extremocontos eróticos cunhado retardadoa sogra vadia contos eróticossovra manda o genro da taña na bunda delacontos minha filha chorou no meu paubuceta napicagrosaarrombada no rodeio comtoscontos eroticos de ninfeta no consolocontos eroticos minha sogra quis econto erotico gay fudido pelo negaocasa dos contos flagrei meu filho fudendo o xoxotao da minha irma e sobrinha putonascasadoscontos crente casadatraindomaridoConto Comendo a tia gostosa safadacontos eroticos com frentistas gostosascontos heroticos peitõescontos eroticos de meninas que sua mae ensinou a ser putinha desde de pequenacontos eroticos com fotos mulher casada traindo corno gozada empresario chefecontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadoscontos eroticos feriado quitinete praiahttp://googleweblight.com/?lite_url=http://okinawa-ufa.ru/conto_25282_passeando-na-praia-de-nudismo-fodi-mais-uma-esposa.html&ei=xJ4m1n1L&lc=pt-BR&s=1&m=159&host=www.google.com.br&ts=1504527796&sig=ANTY_L0aWXXzG7dxBoBs8XZmAvP3Ame2Egconto erotico rapidinhaConto erotico.com enteado novinhoconto erotico da mulher de nome cris que gosta de varios cacetes e fez festa pra comemorar o casamentotirando a virgindade da cadelinhamasturbei meu melhor amigo contos gaycontos eroticos ela carecapapai me come contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos so de pensar gozocolega de trabalho fama de pegador contoleite quente e Grosso de pica de travestisfode cu de veia na salaconto gay arrombadocontos de coroa com novinhoComi minhas afilhadas parte 2contos etoticosconto novinho transando com empregada senhora de50 anosrelatos reais minha eaposa pediu pro amigo comer o cu virgem delarelatos de casadas que treparam vom suas cunhadssmulher entrando na chapeleta do pôneiconto erotico rabuda cintura fina peituda casada visitaDei o cu pro policial, quase me rasgacontos eróticos de irmã e irmão, irma com mega bundaoMinha sobrinha ligia conto eroticosurra de chinelo contoscontos eroticos padrastocontos eroticos armadilha amigos mãeviadinhonovinhocontoscontos eroticos arrombando a gordaContos eroticos meu filho me bulinarler conto pornô de i****** ajudando minha filha