Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PAPAI ADORA MINHA XOXOTA ATE HOJE.

Me chamo Shirley...Ainda era muito pequena, quando ao ver a perereca de minha mãe tomando banho que fui notar que a minha tinha algo de anormal. Minha pererequinha tinha um volume muito grande e quando colocava a calcinha parecia ser maior ainda... ficava igual a uma almofada de carne. Fui crescendo uma menina bonita; com um corpinho bem legal, mas tinha vergonha de colocar um biquíni ou maiô por mais que meus pais insistissem quando íamos à praia; morávamos a poucos metros da praia... Ia com um short bem largo. Aos 19 anos minha mãe me levou em uma médica ginecologista... Depois de me examinar, pediu pra minha mãe marcar uma consulta com um médico Cirurgião Plástico. Fiquei apavorada sá de pensar ter que mostrar minha xoxota pra um homem; mesmo que fosse um médico. Mas minha mãe me convenceu e marcou a consulta somente pra 40 dias depois; não tinha vaga antes disso. Sá que nas vésperas da consulta, minha mãe que trabalhava numa firma multinacional teve que viajar pra fazer um curso de especialização. Sá foi lembrar da minha consulta quando estava no aeroporto pronta pra embarcar pra São Paulo... Sá fiquei ouvindo a discussão dos dois de que se desmarcasse a consulta, talvez sá conseguisse marcar uma nova somente meses depois. E ficou combinado de que meu pai ia me levar ao tal médico já que era pra apenas uma consulta... Voltei a ficar apavorada. No caminho de volta dentro do carro, virei pro meu pai: - Vamos desmarcar a consulta pai, não é nada urgente e posso esperar mais alguns dias!... Ele virou pra mim: - Eu acho que você está é com vergonha de ter que ir com seu pai!... : - É pai, estou sim; essas coisas são mais fáceis quando é com a mãe, né?... Ele sorriu: - Não precisa ficar preocupada, não vou querer entrar com você na sala do médico!... E chegou o tal dia. No consultário; na minha hora, uma enfermeira me fez entrar numa sala e colocar um roupão branco sem nada por baixo... Quando estava pronta pra entrar na sala do médico, me deu um desespero que virei pra enfermeira e pedi pra chamar meu pai... Ele chegou preocupado: - Pai! Entra comigo; estou com medo!... Ele me abraçou: - Nada de ficar com medo filha! O médico já está acostumado em ver essas coisas!... : - Mas entra comigo, por favor!... Entramos e ao ver o médico meu coração começou a bater forte. Sentamos, e depois de alguns minutos de conversa sobre os procedimentos ele me mandou deitar numa pequena cama. Deitada, com os joelhos dobrados, o médico colocou uma luva e foi levantando o roupão até meus joelhos... Meu pai estava sentado numa posição que não dava pra ele ver nada. Antes do médico começar a me examinar já comecei a chorar... Meu pai levantou e ficou do meu lado segurando minha mão: - Filha! Eu estou aqui, fique calma que não vai te acontecer nada!... Parei de chorar e o médico começou a apalpar as laterais da minha xoxota... Quando senti abrindo minha xoxota com os dedos apertei forte a mão do meu pai e ele fazendo carinho na minha cabeça com a outra mão: - Calma! Calma! Está tudo bem!... Alguns minutos sendo examinada já estava até gostando daquela mão apalpando minha xoxota. Depois me fez levantar e sentar numa cadeira em frente a sua mesa e meu pai em outra ao lado. O médico sorriu pra mim: - Mocinha! Está tudo normal com você; não vamos precisar fazer nada!... Meu pai: - Mas Dr., o problema é que ela tem muita vergonha que nem tem coragem de colocar um maiô pra ir na praia!... O médico começou a desenhar minha xoxota numa folha pra mostrar pro meu pai: - Ela tem uma protuberância de uns 3 cms em sua vulva; mas não vai aumentar mais do que isso, e ela crescendo as coisas vão chegando tudo no seu lugar certinho!... Minha cara estava pegando fogo de vergonha do meu pai. Saímos, e no caminho de volta: - Tá vendo? Não tem nada de errado com você!... : - Tem sim! Vou continuar não podendo colocar um biquíni pra ir à praia!... : - Três centímetros não é nada filha; amanhã você vai colocar um biquíni pra ir na praia comigo!... : - Não vou não pai! Você que ainda não viu como ela é grande!... : - Então porque não me mostra pra eu saber se ela é mesmo tão grande como você diz?... : - Eu mostrar minha xoxota pra você?... Ele riu: - Não! Sá de biquíni sua boba!... No dia seguinte ele já trajando roupas pra ir na praia me mandou colocar um biquíni: - Vou colocar sá pra te mostrar; mas depois vou vestir um short!... Vesti um branco; o maior que tinha, e fui na sala. Quando ele viu: - Pô! Não estou vendo nada demais aí; você fica linda de biquíni!... : - Olha direito pai! Olha como fica alto aqui na frente!... Ele passou a mão sobre minha xoxota: - Isso aqui? Então já vi muitas meninas na praia com a xoxota bem maior do que a sua e elas não ficam com nenhuma vergonha!... Ele deu idéia de vestir um de cor preta que a cor ajudaria esconder um pouco mais. Fui pro meu quarto e ele entrou pra ajudar a escolher: - Olha pra lá, que eu vou vestir esse!... Tirei o branco e quando estava pronta pra colocar a perna no outro; notei que meu pai olhava de rabo de olho: - Pai! Assim não vale, você está olhando!... Ele virou pra mim e eu muito boba ainda segurava o biquíni na mão deixando ver tudo que eu tinha no meio das minhas pernas. Ele mandou-me aproximar e pegando o biquíni da minha mão foi me ajudando a vesti-lo... Já no lugar, novamente passou a mão sobre minha xoxota: - Dá uma olhada filha! Quase não dá pra perceber!... Ele passou várias vezes a mão. Eu adorando aquela brincadeirinha dele passar a mão na minha xoxota; tirei o biquíni: - Acho que vou vestir aquele de cor azul escuro!... Ele pegou sobre a cama e antes de me ajudar a vestir; passou a mão direto na minha bucetinha e o dedo bem no meio da minha racha: - É a xoxotinha mais linda que já vi!... Comecei a rir: - Hehehehe pai! Seu dedo faz cosquinha!... Ele passou o dedo várias vezes: - Você gosta de sentir cosquinha na xoxota?... : - Gosto pai! Passa mais, passa!... Ele foi passando que notei seu dedo molhado por causa do líquido que saía da minha bucetinha: - Resolve com qual você vai na praia comigo!... Por mim, eu ficava ali sá sentindo seu dedo na minha xoxota: - Acho que vou com esse mesmo!... Ele pegou a parte de cima e sem nenhuma vergonha tirei o branco que vestia mostrando meus ainda pequenos e durinhos peitinhos. Antes que eu o colocasse ele me pediu pra sentar no seu colo... Sentei e ele passou a mão nos meus peitinhos: - Seus peitinhos já estão bem grandinhos; tá virando uma linda mocinha filha!... Senti algo duro sob sua bermuda e logo já imaginei que fosse seu pinto. Pela primeira vez fui à praia vestindo um biquíni sem me importar com a marca da minha xoxota aparecendo sob o tecido... O importante pra mim era que meu pai tinha gostado de me ver daquele jeito. Na volta, assim que entramos em casa: - Quer que o papai lhe dê um banho?... Fiquei toda contente pela oportunidade de ficar peladinha na frente do meu pai. Tirei minha roupa e ele tirou sua bermuda ficando sá de sunga... Entramos e ele começou a esfregar todo meu corpo. Estava adorando suas mãos correndo pelo meu corpo e não tirava os olhos do volume que tinha se formado em sua sunga... Terminamos e ele me pegando no colo foi me levando até o seu quarto... Esticou uma toalha sobre sua cama e me colocando deitada sobre ela; ainda com meu corpo molhado, ele pegou outra e começou a passar a toalha me enxugando... Me fez abrir as pernas e ficou passando e olhando pra minha volumosa xoxota. Me virou de bruços e ficou enxugando a parte de trás e quando chegou na minha bundinha; secou-a: - Sua bundinha também é muito linda!... Largou a toalha e ficou apalpando minhas nádegas como se estivesse me fazendo uma gostosa massagem. Deu vários beijinhos das minhas nádegas: - Agora o papai vai tomar um banho!... Me virei e o vi tirando a sunga aparecendo seu grande pinto duro. Ele entrou no banheiro do seu quarto e deixou a porta aberta... Continuei ali deitada, com uma vontade enorme de entrar no banheiro sá pra continuar vendo seu pinto. Quando ele saiu, seu pinto já estava mole apontando pro chão; mesmo assim ainda era bem grande... Ele deitou pelado ao meu lado: - Quer ficar um pouquinho aqui com o papai?... Fiquei sentada olhando aquele lindo e grande homem peladão: - Quero pai!... Ele ficou de lado e de frente pra mim: - Sá que sua mãe não vai poder saber disso nunca, tá bom?... Deitei esticada ao seu lado: - Isso eu sei pai! Você pensa que eu sou boba?... Ele me puxou pra ficar com meu corpo grudado ao seu e começou a passar a mão nas minhas costas... Sua mão chegou na minha bundinha: - Papai pode beijar seus peitinhos?... : - Claro pai!... Foi delicioso sentir a boca do meu pai fazendo meu peitinho sumir entre seus lábios e vim chupando até meus pequenos biquinhos onde ficava passando a língua: - Tá gostando filha?... : - Estou adorando pai!... Sua mão foi pra minha xoxota: - E aqui você gosta?... : - Muito!... : - Estou com vontade de dar uns beijinhos também na sua xoxota, posso?... : - Pode!... Enfiou a cabeça entre minhas pernas e depois de alguns beijinhos senti sua língua sendo passada na minha racha: - Quer mais beijinho ou a língua no papai!... : - A língua pai! A língua!... Ele me fez abrir mais as pernas e sua língua passou a movimentar rapidamente no meio da minha bucetinha me fazendo contorcer sobre a cama e gemer: - Aiiiii! Aiiii! É muito bom pai! muito bom!... Senti todo meu corpo enrijecer e uma coisa gostosa por dentro, saindo da minha barriga e indo correndo em direção à minha xoxota... Foi a primeira vez que gozei. Quando ele ficou de joelhos entre minhas pernas, vi que seu pinto estava enorme novamente... Ele segurando minhas duas pernas pra cima, encostou seu pinto na minha xoxota e ficou brincando de esfregar... Depois me virou de bruços e passou a esfregar no meio da minha bundinha: - Nossa filha! Papai tá adorando ficar brincando assim com você!... Depois, ele praticamente sentou sobre minhas coxas; sem soltar seu peso, e abrindo minhas nádegas com uma das mãos, com a outra ele ficou movimentando sobre seu pinto até começar a soltar uma quantidade enorme de líquido bem em cima do meu cuzinho. No outro dia (domingo) voltamos à praia; e na volta o nosso banho foi junto e ele o tempo todo com seu pinto duro. Saímos, e dessa vez ele me levou pro meu quarto... Depois dele me fazer gozar gostoso com sua língua, me virou de bruços e começou novamente a esfregar seu pinto no meio da minha bundinha e a ficar com a ponta pressionando sobre meu ânus: - Oh filha! Adoro essa sua bundinha; você deixa o papai enfiar dentro dela?... Eu não era nenhuma idiota pra não saber o que estava prestes a acontecer; apesar de ser totalmente inocente: - Deixo pai!... Ele deitou sobre minha bunda e começou a passar a língua no meio do meu rego e sobre meu ânus onde ele ficava passando a ponta da língua me fazendo ficar toda arrepiada... Foi se debruçando e senti novamente seu pinto pressionando sobre meu buraco até sentir que ele abriu engolindo aquela ponta grossa: - Aiiiiiiiiii! Aiiiiii!... Ele enfiou mais um pouquinho e ficou parado... Tornou a empurrar mais um pouquinho e quando gritei, ele novamente parou: - Calma filha! Calma que já está quase tudo dentro!... Mais um pouco e senti seu corpo encostando nas minhas nádegas. Por alguns segundos perdi até a respiração sentindo aquele tronco enfiado todo dentro do meu cuzinho... Senti ele puxando lentamente e voltando a enfiar até o fundo: - Para um pouco pai! Para! Para!... Ele parou praticamente deitado sobre meu corpo com tudo enfiado e passando a mão sobre meus cabelos: - Calma filha! Calma!... Fui me acalmando e ficando mais relaxada sentindo o contorno do meu ânus contraindo e apertando o tronco do pinto grosso do meu pai: - Está mais calma filha? Papai pode continuar?... Ainda gemendo: - Pode pai!... Ele voltou a puxar pra cima e voltar aquela tora pra dentro do meu cú várias vezes antes de gozar tudo lá dentro. Mesmo com o rabo ardendo, aquilo pra mim tinha sido uma coisa maravilhosa. Passou segunda-feira e terça... Na quarta-feira, quando ele chegou do serviço: - Pai! Posso tomar banho com você?... No banho, ele mamou nos meus peitinhos; passou seu pinto na minha bundinha e na portinha da minha xoxota: - Pai, quer colocar na minha bundinha de novo?... : - Achei que você não tinha gostado filha!... Segurando aquele gostoso pau duro: - Eu adorei pai! Doeu; mas foi muito gostoso!... Fomos pro meu quarto e ele levantando minhas pernas ficou novamente passando seu pinto sobre minha xoxota: - Ah filha! Seria gostoso se pudesse enfiar ele na sua bucetinha!... : - Porque você não enfia pai!... : - Você também tem vontade de deixar?... : - Tenho muito; não paro de pensar nisso!... Ele forçou a ponta na portinha da minha buceta: - Não vai se arrepender depois?... : - Claro que não pai! É o que mais desejo!!!!... Senti uma fisgada da buceta: - Vai pai! Enfia tudo! Já estou sentindo ele entrando!... Mais uma empurrada que arregalei os olhos sentindo algo sendo rasgado dentro de minha buceta: - Oh filha! Que delícia de buceta!... :- Ai, ui, ai, ui! Caramba pai! Ainda falta muito?... Ele fazendo careta: - Hammmmmm! Sá mais um pouco; você é muito apertada! Hammmmmmmm!... Aquela tora arregaçava minha bucetinha e logo que seu saco encostou na minha bunda começou um vai-e-vem: - Ai, ai, ai! Como é gostoso pai! Vai pai! Mais! Mais!... Estava adorando sentir o pau do meu pai roçando na portinha da minha buceta. Ele gemendo e bufando foi fazendo seu pinto subir e descer cada vez mais rápido que eu sentia seus pentenhos encostar nos lábios da minha buceta... Veio o meu segundo gozo muito mais gostoso do que o primeiro... Ele tirou tudo de dentro de mim pra gozar sobre a minha barriga. Quando minha mãe chegou no sábado; meu pai já tinha comido minha xoxota pelo menos mais umas três vezes. Estou com 19 anos, ainda tenho a xoxota bem volumosa... Sá que muito mais bonitinha, e meu pai continua gostando de chupar e meter seu pau gostoso.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticosolha como tá durocontos eroticos de cheirando minhas calcinhas conto erotico gay chupando tio bebado meladas de margarina na bunda e no cuPega minha xerequinha tio contos eroticosvoyeur cunhada dormindo pouca roupaLóira safada narra conto metendo na coberturafetiche mulher atola cueca no rabo do caramoranade bct Grande batendo um pra amiga cóntos eroticos eu e minha irmã chupa pau de traficanteenrabado dormindo acordei gosteicontos de dotado safado e puto fudendo casala menina da latinha contos eroticoscontos paguei mais comi a putacontos eroticos enchi a minha filha de porraconto erótico dando pra um mendingochamei minha prima novinha encoxando até ela fodeconto eu e minha irma somos safadas meu cunhado leva chifre diretoo coroa mudou minha vida contos gayconto esposa bunda enorme me traiucontos eroticos minha mae gorda dos peitao mesmo assim comiArromba essa puta soca essa rola na minha buceta me fode contosdepois de casada resolvi me depilar toda contoscontos de eroticos de casada fogosacontos eroticos comendo mae e filhahomem chupa b***** depois coloca rola dentro da b***** e Adelelésbicas se ralando incerta com bucetacontos eroticos mãe dançandocoroa casada contosconto.de.cormocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos novinhos lindos transando e f******Contoa Heroticos gay fodendo meu primo bundudo na adolecensiaconto erotico mae se bronzeando a bunda pediu p filho passar bronseador no rabosexo gay okinawa ufacontos eroticos dando banho na minha afiliadacontos/ morena com rabo fogosoele ficou sem as pregas do c*conto comeu a namorada e a sograconto de sexo com estrupo em família rasgei o cu de meu avô sem doContos eroticos comeu meu cu pois ru estava mestruadaconto erotico ordenha corno dedos no cucontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos levou no cuzinho virgem sem quererconto esposas casadas e seus amantes aventurascontos eroticos gay meu vizinho negro de dezesseis anos me enrabou quando eu tinha oito anosCONTO CRENTE NO CUContos eróticos Minha mãe e os pedreirosPorno pesado gordao arromba magrinha pono doidocache:LLg3rwatgfAJ:https://okinawa-ufa.ru/m/conto_26618_minha-transa-na-festa-com-um-menino-mais-novo.html madrinhas branca da bunda empinadaconto porno provoquei meu irmapeguei minha irma roubando minha mae castiguei ela pornoContos pornos de incesto-fodi minha mulher e nossa filha juntasconto com a cunhadacontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãoContos erotico loira casada filho do jardineiro negrocontos eroticos meu marido ficou bebado eu dei para os amigos dele sem camisinha na frente delemeu pai fez minha mae mim dar a buceta na sua frente quando eu tinha dez anos contos veridicoscontos eroticos incesto fis minha nora chupar na maracontos eroticos novinha de 12an chantageadatransei com meu compadreContos eróticos:meu querido professoresposa puta do meu tio corno contomeu vizinho velho adora come um rabinho do novinho contosContos eroticos chupando a tia dormindoAcamada doente fudendo.contoseroticosgamecontos bucetao cabeludoconto erotico esposa da sem camisinhacontoso tecnico em informatica me comeuconto lesbica professora dominadacontos eroticos sou uma coroa safada adoro pica de adolecentea noite na praia com a minha irmã contosvideos de casais namorando muitoogostosofilmou o semen saindo da xoxotaadoro sentar no colo do meu padrastoconto erotico gay viado safado participa de suruba na casa do coroavídeo pornô a mãe dela tava de biquini o genro só dava a sograpai que fica rosado.o pau na buseta da filha bebadacontos eróticos de tio tranzando sobrínha dormindocontos eróticos o negro arrombou a coroa gordinha casada na áfricaconto eróticos ninfetinha q gosta de pica peitos cai de bocasou branca e sempre quis da aum mulato mas sou casada contos contos gemi grita olha corninhoComtos erotecos de imcesto minha mae sentou no meu colocomendo a tia desde pequeno contoscontos eróticos minha mãeSexo gay fodendo bumdido de academiacachorro roludo tarado conto eroticocontos fotos esperimentando rolanoia transandodemorou mais eu fodi minha irmairma mais velha chega bebada da balada ele da banho e ela da ate o cuzinho contoscontos gays pai e filhota ca molestta xvideoConto erotico, tenho.50 anos e transei com minha vizinha casada de 60 anos