Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMI O SOBRINHO DA MINHA TIA EMPRESTADA

“COMI O SOBRINHO DAM MINHA TIA EMPRESTADA”



Sempre que posso participo de festinhas na casa de um tio meu, que gosto muito. Ele é o irmão mais novo do meu pai, portanto ele tem a cabeça mais liberal! Mais jovem vamos dizer assim!

Estas festinhas acontecem com muita frequência nos finais de semana. Churrasco, cerveja gelada e muita música! Uma farra, sá. Sempre as mesmas pessoas.

Desde sempre o sobrinho da mulher do meu tio participava destas festas, na idade de quinze, sempre foi um menino esperto e de raciocínio rápido. Bom! Um ano se passou e as festas sempre acontecendo, e o sobrinho emprestado do meu tio participava de todas, sempre com muita “histária” comigo. Conversávamos muito, sobre tudo. O papo hétero reinava em nossas conversas, com um ar de descontração e humor satírico, mas a masculinidade era o ponto forte. Se houvesse algum desvio de personalidade, era fatal.

Certa vez estávamos eu, meu tio e tia e o Marquinho em uma festa na casa de outra tia, também irmã do meu pai. Era festa de aniversário de minha prima, mas a festa estava “caidássa” e resolvemos ir embora mais cedo. Já tínhamos tomado umas e outras. Nesta época o Marquinho com dezesseis anos ainda não bebia, oficialmente! Por que neste dia ele bebeu “umas” escondido que eu mesmo vi!

O combinado era de dormirmos na casa do meu tio, já que eu estava sem carro, e estava tarde para ir embora sozinho. O marquinho sempre dormia lá.

Uma situação atípica aconteceu naquele dia!

Chegamos à casa do meu tio! E quando estávamos arrumando as camas para dormir, os dois resolvem sair e ir para um motel. Era aniversário de casamento dos dois. Sá por ai já deu para perceber o clima não é?!

Iríamos dormir no mesmo quarto eu e o Marquinho. Arrumamos o quarto, eu estava na cama de solteiro e o Marquinho em um colchão no chão. Não estávamos com sono, e começamos a conversar assuntos variados. No meio da conversa o garoto me confessa que estava com uma dor nas pernas, pois havia machucado na peladinha na rua de sua casa. Não perdi a oportunidade! Fui logo me oferecendo para fazer uma massagem. Era calor e ele estava somente de bermuda, estava mais fácil ainda para mim. Comecei a massageá-lo calmamente e nos movimentos mais leves escutava sussurros de prazer, contidos por aqueles lábios mais gostosos que eu já tinha visto.

Nesta hora meu tio e sua esposa já haviam saído, era um silencio na casa que parecíamos estar dentro um do outro, que sá podíamos nos escutar mutuamente.

Passado alguns minutos que eu o massageava o pedi que tirasse a bermuda para ficar mais fácil de fazer o serviço. E ele brincou dizendo assim: - vai acabar me deixando pelado aqui!

Eu não dei trela e continuei eu mesmo tirando sua bermuda, deixando ele somente de cueca. Ele estava de bruços e eu observava cada contorno de seu corpo. Sua bunda parecia me chamar. A cada movimento meu sobre o seu corpo, o sentia forçando seu pau contra o colchão. Era mágico, transcendia prazer em meus olhos. Até que pedi a ele que se virasse de barriga pra cima, para terminar o serviço, e disse a ele que estava quase acabando, ele disse não tenha pressa! O seu pau já quase furava a cueca tipo boxe. Quando ele viu que percebi o volume, deu um sorriso mais gostoso dizendo que a massagem era mesmo muito boa. Continuei o serviço, mas agora de um jeito muito especial. Eu alisava suas pernas, deixando minhas mãos encostarem-se ao seu pau, que as procurava sempre que eu as passava perto do seu mastro gostoso. Foi até que eu definitivamente pude segurar tudo aqui em minhas mãos, estava quente e latejava de tesão! Ele perguntou: - Nás temos certeza do que estamos fazendo? E o seu tio que vai achar de tudo isso? E eu segurava o seu pau ainda por cima da cueca, e ele rebolava gostando de tudo e eu respondi: - não precisamos contar nada para ela não é?! E ele balançou a cabeça sorrindo e eu disse: - tira logo essa cueca! E outra pergunta:- você já havia feito isso antes? E eu respondi que não, o fazendo a mesma pergunta, e a resposta também fora não. Comecei a masturbá-lo e ele tinha em seu rosto a melhor expressão do mundo. Eram uma vara grossa de uns quinze centímetros, umas bolas grandes e pesadas. Não tinha pelo nenhum em seu corpo a não ser no púbis, mas eram ainda mais penugens.

Eis que surge uma pergunta: - Você teria a coragem de me chupar? Eu não pensei duas vezes e foi logo metendo a boca em seu pau! Ele gemia como um touro bravo, e pedia mais. Quando ele já estava quase gozando, pediu que eu parasse de chupar, dizendo que queria me retribuir o ato me chupando também.

Quando este garoto começou a me chupar, e eu sentia a sua boquinha em meu pau, fazendo aquele vai e vem maravilhoso e em seguida engolindo minha rola, não aguentei de tesão. Quando consegui alisá-lo que iria gozar, já havia inundado toda a sua boca de porra quente e leitosa. Ele engoliu tudo, me deixou surpreso, nem fez cara feia.

Levantou-se da cama e me chamou como se eu fosse de sua propriedade, apontando para sua rola, que parecia quase estourar! Eu comecei a chupá-lo e em instantes ele me inunda a boca com seu leitinho. Deu-me jato que quase engasguei, mas logo me recuperei e já de pau duro novamente! Tomamos um fôlego e quando iniciamos tudo sugeri que fizéssemos um sessenta e nove, ele topou na hora. Estávamos novamente a um passo de gozamos quando ele me disse; - Come meu cuzinho! Eu parecia sonhar!

No começo ele achou um pouco doloroso, mas foi logo de acostumando e pedindo mais. Gozamos juntos, ele com minha pica em seu cuzinho berrava como um cordeiro de tezão, e eu mais satisfeito ainda de ter enrabado uma jovem tão delicioso como ele.



Depois desta vez não paramos mais de nos encontrar, até hoje nos vemos. Eu tenho hoje 27 anos, e ele 24. Tenho minha vida hétero normal com minha namorada, mas continuo comendo o sobrinho da minha tia emprestada! (risos).



Ass.: Clarinho

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Gozei dentro da gorda dopada de vestido contocontos eroticos xingada e fudida por caminhoneiros velhosIrma cavala contocontos eróticos cuidandoContos eroticos novinha estuprada pelo borracheirobucetao peludo de vestidovideo porno de anos gozando dento e escorredoconto erotico gay chupando tio bebadoconto viado estupradoEnage de busetaContos eroticos padrasto.. Febreconto erotico dark room swingcomentário de. mulher que ja a buceta pro donzelorelatos reais eróticos - saciada em casacontos eróticos de coroas em Juiz de Foraflaguei a veterinaria - conto eroticoTia casada carente. Sobrinho roludo. Contos eroticos.contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos pegando novinha pobresinhaDescobri o amante da mamae e comi ela contocunhada irmã da minha esposa muito gostosa tronco dao cuzinho da filhinha da minha namorada contos eroticoscontoseroticosdasnovinhasconto de coroa negramadrasta pegou enteado vendo filme porno e alivioucontos eroticos 8 aninhosmulher dismaia na pica do mindigoquando fico sozinha com meu filho trancamos muito contosContos de mulheres, fudendo com seu avômulher fazebdo conids dr shortinho e marido psu durocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteConto troquei o oleo com meu patraomulheres com biquinis bem atolado na bumda fotoscontos erotico irma fode irma no qintalcom barbeiro do meu pai conto gayContos eroticos seios vermelhos tio e sobrinhacontos eroticos syrubasconto eroco chupando elavoyeur cunhada dormindo pouca roupaconto erotico novinha inocentemedica ver garoto pelado e assusta/contoseroticosconto de encesto sou filho unico meus pais viajarom e eu fui com elescontos porno reais de troca de casais de primos com brincadeira de jogos e massagemconto zoo cadela patraocontos de mecânicos casadoscontos de esposa dominadorabucetinha virgem bem pequenininho viscosamulatoenormeContos eroticos elacarecaerotico minha maerelatos de cornos meu tio Rui comeu minha espisavideo porno gero comendo a sogra e afilja olhandocontos eroticos fudi minha mae na praia nudismoquando meu pai me comeucontos de sexo com corretor na casacontos lesbicos visita ao ginecologistacontos amor gaycontos eroticos boqueteira da salacontos eroticos 8 aninhoscontos eróticos de upskirt em escoteiracontos de coroa com novinhoos nomes dos geladinho do ice lokobudao fudida por varios brutosContos corno mansoContos eróticos curraram a mamae no onibus lotadocontos esposa branquinhacontos marido compra piroca enorme esposa diz que nao aguentaconto gay iniciado parente sozinho cuzinho leiteconto erotico violentoconto erotico seduzindo irmaocontos erotico foi horrivelcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteretando a coroa de saiaContos eróticos meu tio meconto erotico meu compadrer e minha esposaconto erotico dra valeria trepa com labradorConto erotico entalou