Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

LUA DE MEL NO RESORT III

Fomos em direção á praia, caminhando na noite escura, em silêncio. Eu tinha muito que pensar e reavaliar, afinal estava em lua de mel há quase 72 horas e tinha permitido e visto

mais de 5 homens a transar com a minha esposa. Sendo que um deles já estava “namorando” ela.

Paramos num quiosque e a Miriam sentou na mesa encostando no apoio do gurda sol imenos que nos abrigava da garoa fina que caia. Batia uma luz distante sobre o corpo da Miriam e não pude deixar de reparar de como ela é linda. Sentado na frente dela numa cadeira ela suspirou exausta e sorriu;

- Amor, tenho que te agradecer.

- O que ? meu bem.

- Quero te agradecer por você deixar eu ser o que sou. Mas primeiro quero te perguntar se

você está gostando de me ver transando com outros homens ? Está ? Quero que você seja

totalmente honesto e me responda se gosta de ser corno ?



- Bem, sim (encabulado e meio incomodado com a direta dela).



- E porque gosta de ser corno, meu amor ? Te excita saber que quando trepo com outros homens eu gozo gostoso no pau deles ? Te excita saber que fico toda arrepiada quando um macho enfia o pau dele no meu rabo para esporrar ? Enfim, te excita saber que a sua esposa é na verdade uma putona, piranha desavergonhada ?



Fiquei em silencio por uns segundos, mas o mundo passou pela minha cabeça. Ali estava a mulher mais linda do mundo, a minha mulher, se abrindo e se mostrando como ela realmente era. A beleza estonteante do corpo perfeito, a perfeição dos traços faciais, o cabelo lindo e um sorriso perfeito. Me senti dominado e sem qualquer poder de resistir.



- Sim, amor, acho que sim, respondi apenas para quebrar o silencio.



- Porque então você me permite ser o que sou ? perguntou ela.



-Ser o que meu amor ? perguntei.



- Ser Piranha, Puta, ser alguém que satisfaz outros homens mesmo sendo casada com você !



- Olha, já pensei em muitas coisas mas acho que é porque quero ver você feliz e satisfeita. Isso me satisfaz plenamente. Respondi.



- Então ta bom, disse ela. O fato de eu gostar de fuder com outros homens não te incomoda então ?



-Não amor, não me incomoda.



Ela levantou um pouco e tirou o vestido e disse;

- Olha bem para o meu corpo, olha os chupões e as marcas das mãos dos machos que me comeram hoje.



Olhei e realmente a pele dela tava toda marcada, Os bicos dos seios estavam avermelhados e inchados, o pescoço cheio de chupões, havia ainda restos de porra pelo rostos, no peito e nas coxas.



Ela sentou na borda da mesa e disse:



- Corninho, guardei uma coisa para você, tô cheia de porra ainda e você vai lamber tudo. Ta saindo muito da minha xoxota e do meu cu. Mas quero que quando você esteja sentindo o cheiro e o gosto da porra na sua língua e no nariz, você lembre do visual da sua esposa, de quatro sendo enrabada por uma piroca imensa enquanto chupava outra.



Ela puxou a minha cabeça para o meio das coxas e me mandou chupar. Quando coloquei a língua na xoxota dela, essa se abriu e começou a despejar uma quantidade enorme de porra na minha boca. A boceta dela estava inchada e vermelha, mas o que impressionava era a quantidade de porra ainda guardada. Ela levantou as pernas um pouco e disse;



- Agora o meu cuzinho. Limpe toda a sujeira que os machos deixaram lá. Deixe a sua mulherzinha limpinha !



Enfiei a língua no rabão da Miriam e mais uma vez a minha boca se encheu de porra. Ela mandou limpar as coxas e os peitos “para ficar limpinha”. Meu pau parecia explodir no short. Ela levantou e correu para a água, mergulhou e voltou em seguida. Pediu para a chupar novamente porque o sal estava queimando a genitália castigada.



Depois ela me mandou ficar de pé e tirou meu short. Colocou meu pau na boca e chupou, mas para variar eu estava hiperexcitado e esporrei em menos de 3 minutos. Ela levantou e me segurou pelo pescoço. Em seguida me beijou, colocando minha porra na minha boca.

As nossas línguas dançavam, lubrificadas pela porra e logo os lábios e o rosto de ambos estavam completamente cobertos. Meu pau ficou duro denovo e já transtornado pelo desejo, coloquei a de costas e penetrei aquela bunda maravilhosa. Consegui ficar uns bons 19 min metendo até que senti ela gozando e não tive jeito. tive que gozar também.

Ela colocou o vestido e disse que estava com fome.

- Vem meu corno, a sua puta tá com fome, disse ela !

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


crossdressing miudinharola de meu pai conto gaycontos. erot encest estou pegando minha. maeas antigas Sophie travestis masturbando na salacomi a gostosa da roberta na piscinaconto eroticoconto de sexo com vizinha gostosacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevideo de homens nu de pau grosso e barriguinha salienteela me endinou a roçar grelo com gtelo/contomãe puta, contovedio porno torcado pau no cu safado velhos dormindo novinhaEsposa linda e gostosa buntuda nuaconto eroticos de academiacontos erticos/meus doi primos revesaran em minminha sogra/contocontos erotico eu meu filho no sofa e ele comeu minha bunda.contos eróticos de baba safadacomi minha tia dormindo contocontos incesto minha mae mandou meu pai ne fuderbaixinha de 1m 60 porno boa fodaContos meu irmao me pegou mastirbagay seduzindo hetero abaixando preso da casa so pra transarconto erotico o cheiro da minha tiazoofikia contis eriticos homem aosixonado pela eguaconto comi a filhinha da empregadacontos eroticos estupro de novinho gays com os colegas da escolameu pai comeu meu cuzinho dedo do carrocontos de esposa como colocarcontos eróticos virgindade com o porteiropadrinho cumedo a filhadamarido falou p esposa nahora da transa q dar o cu era bomcontos eroticos de travesti no cine irisconto erotico o pauzudo adoeceu minha mulhersexe conto com foto enrabei minha sobrinha de des anosmatrupado xvideocontos eroticos suruba na represa com amigoscontos de negra casadaContos eróticos de mulher da cidade de maringáo cu rosinha de minha neta de 9 aninhoscalcinha pedreiros conto eróticosContos heroticos sobrinhasContos eróticos tio paiconto de sexo com flagra e participandoconto erotico/12aninhosContos eróticos com cão.conto erotico macho malvadocontos erótico encesto real de assaltocontos eroticos arrombando a gordaconto conheci e comio cu rosinha de minha neta de 9 aninhoscontos eróticos rola babonacontos de sexo com viuvaconto de mulher transando com meninos novinhosGarganta muito profunda contosconto erotico sindicacontos eroticos minha sogra se machucoucontoseroticosapostacontos eroticostio e sobrinhaEu e minha mae no hotel ela ficou nua na minha frente eu disse mae sua buceta e linda raspadinha ela disse me fode filho conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos mulhersibha do papaiconto eroticos mulher taranda transa com cavalocontos eroticos gays zoofilia meu cachorro macho me excitocontos paguei mais comi a putacontos eroticos meu padrasto me fodeucontos eroticos gays meu tiominha sogra me deubest camerasContos erotocos abusadaVideo insesto filho empnotiza a mae e tranza com elahomem encoxa pinto por baixo da saia da mulher sem ela percebecontos eroticos arrombou meu cu no quintalcontos sentando sem calcinha no coloconto erotico no colinho do vovôcontos eroticos escorrendo porra no cucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto - amor de pica doentioconto cheirando calcinhame fode jb. contoscontos despedida de solteiracontos eroticos gang bang com os molequesPorno conto a sindica olhando minha pica