Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FERIADÃO, APROVEITAMOS PARA TRAÇAR A VIZINHA

Minha primeira experiencia Publicada.



Intão pessoal, o que vou relatar realmente aconteceu a poucas horas atrás.

Primeiro deixa eu me apresentar, bom meu nome é Carlos Eduardo, mas meus amigos sempre me chamam de Kadu, tenho 19 anos, sou universitário, um 1,77, corpo, digamos definido, não tão atlético, pq eu entrei na academia agora, mas definido, os olhos um pouco claro, não azul, um verde básico, não sou aquele Deus grego que geralmente são descritos aqui, mas da pro gasto. Bom vamos aos fatos.

Hoje ( 07 de setembro) acordei como um feriado normal, acordei umas 19 horas, fiquei na cama pensando no que iria fazer, conclui que não queria fazer nada. Pouco depois meu amigo Bruno me ligou e falou pra eu ir pra casa da D Benedita que é nossa vizinha, ela estava fazendo um churrasco lá e queria que nos fossemos, ai eu falei di boa. ( inclusive eu tava pensando no que eu iria comer, pq minha mãe e meu irmão fora visitar minha tia), tipo fomos prá lá, tudo correu normalmente, terminamos de almoçar, eu meu amigo(Bruno) e a filha da D Benedita, fomos para a sala e estávamos vendo o horário eleitoral( que tédio) ai a Amanda filha da D Benedita, sugeriu que nos fosse-mos para minha casa assistir filme(Pagando Bem que Mal Tem), já tinha assistido, mas topamos. Chegamos na minha casa, que é uma quadra de distancia, levei a TV e o DVD, pro meu quarto e começamos a assitir(eu, Amanda e Bruno)



Deixa eu Falar um pouco da Amanda, ele também tem 19 anos, branca, quase da mesma altura que eu, um rosto lindo, com os olhos verdes vivos, cabelo um pouco acaju, não muito longo, caindo sobre os ombros, um corpo bem delineado, um busto não muito saliente, com a cintura fina, complementada com uma bunda de deixar qualquer cabocro de pau duro. Mas ela tem um jeito, num sei uma coisa, que consegue seduzir qualquer um, e quando ela quer ela faiz uma cara de cachorra, que te deixa louco pra transar com ela, eu falo isso pq, á conheço desde criança, quando eu tinha uns 5 anos mais ou menos a família dela mudou-se para meu bairro. Com essas qualidades ela claro já tinha namorado, inclusive um “amigo” meu. Mas ela sá tem cara de santinha, é uma vadia, já transei com ela diversas vezes, ela trai esse namorado dela igual doida. Eu acho que é pq ela não vale nada, q sou fissurado por ela, tipo não sou apaixonado por ela, mais ela me atrai de um jeito que me deixa loko.

Voltando as fatos.



Eu estava na minha cama, Amanda e Bruno na cama do meu irmão( a o Bruno pega ela direto também, mas ele demonstra um certo sentimento por ela) Como o filme tinha umas cenas quase pornô, isso já me deixou excitado, meu Pau na não estava cabendo na cueca. Tipo eu sabia que o Bruno pegava ela, mas ele até então, não sabia que eu pegava ela também(o Bruno conta tudo pra mim, mas eu já conto quase tudo pra ele). Eu já estava quase batendo uma punheta, mas ai eu pensei, cara eu já comi ela, ele concerteza também, intao pq não nos dois juntos? Mas tipo o Bruno é muito lerdo se depende dele, nos iríamos perder a tarde inteira, no dia anterior eu comprei um saquinho de camisinha, intão eu pensei, eu tenho que fazer alguma coisa, levantei, fui a minha gaveta, peguei a camisinha e joguei na cama deles, e falei sarcasticamente “ usem camisinha” eles riram, mas como ela era super pra-frente começou a beijar ele, e eu fingindo que não tava vendo. Ai ele olhou pra mim como se tive-se pedindo permissão pra comer ela na minha casa, eu olhei com a cara de “ Kara vc ainda não começou?”. E eles estavam se beijando, um pouco mais ofegante, até que ela olhou pra mim, com uma cara muitooo safada, muitoo cachorra, e falou alguma coisa no ouvido dele, que eu já sabia o que era mesmo sem ouvir, alias eu tinha planejado isso. Com uma cara de espanto e meio sem entender o Bruno falar, a tipo se vc topa, eu topo. Ai ela perguntou?

Kadu vc não quer participar?



Eu claro fiz cara de espanto, e olhei pra ele, e ele falou “ di boa kara, vamos foder essa ninfeta, vc topa? Eu nem respondi, levantei de um salto da minha cama, e já fui tirando meu short que era desses de surfista, já estava com o pau super duro, melando o tecido da cueca, ela ainda estava vestida com umas dessas calças de academia, que colava no corpo e mostrava com mais intensidade seus atrativos, dividia certinho as duas partes de sua xaninha, eu não beijei a boca dela, pq tipo fazer suruba eu topo, mas pegar a baba do meu amigo nem a pau. Fiquei de pé em frente a cama que os dois estava, nos dois ficamos meios receosos de ficar nu um na frente do outro, ficou naquele jogo de “ há tira vc primeiro( a cueca), ai ela falou” vcs vão ficar igual duas bichinhas ai?” ai eu cedi primeiro, não queria estragar o que demorou pra acontecer, meu pau não é grande, mas também não é pequeno, o suficiente para satisfazer uma mulher, nos dois ficamos nuÂ’s (mas eu não tirei a brusa, num sei é mania, já acostumei a trepar de camiseta) ai eu falei agora e sua vez de tirar a roupa, ela se levantou, jogou eu e Bruno na cama, ficamos um do lado pro outro de barriga pra cima, eu batendo uma leve punheta PRA MIM, e ele pra ele, Amanda começou a fazer um pequeno estripptiz, mais eu já conhecia o corpo dela quase inteiro, mesmo assim ainda era prazeroso ver ela se despir, Nossa que visão, ela realmente sabia ser gostosa, sabia como seduzir um homen, ela nos deixou tão excitados que acabamos até esquecendo que estávamos em três, e ficamos como se fosse a coisa mais normal do mundo, uma suruba. Depois qe ela viu que nos estávamos mais a vontade, ela veio, parou em cima de mim, com a mão no meu cacete, fez uma cara que sá ela sabe fazer e perguntou de um jeito inocente” vc quer que eu chupo seu cacete? Que?, ela falou de um jeito que eu quase implorei pra ela colocar aquela boquinha de veludo no meu cacete, que a essa altura já estava latejando, ela com muita calma foi descendo, lambeu meu queixo, mais ela estava tão linda, tão cachorra, que eu não resisti, puxei o rosto dela, e deu um beijo, bem molhado, ardente, agora pensando bem, já estávamos susurrando chingamentos eráticos, e estávamos ofegantes, eu quase implorei pra ela continuar descendo, ela continuou, passou a língua no meu peito, achei estranho ela nunca tinha feito isso antes, mais estávamos naquele calor, que so percebi quando ela passou a língua na cabeçinha do meu cacete, Putizz Gril, caraça foi tão gostoso, me sentir nas nuves, ai ela começou naquele movimento sobe e desce, nossa que delicia, foi muitoo, muitoo gostoso, tive que me segurar muitoo pra não gozar ali mesmo. ai eu percebi que bruno continuava na punheta( kara como ele é lerdo) eu tive que falar pra ele fazer alguma coisa, tipo vai lá, dedilha a buceta dela, chupa faz alguma coisa. Amanda ouvindo isso, subiu e susurrou ao meu ouvido, relaxa, vai lá. Ela saiu de cima de mim, e foi pro lado do bruno, e começou a mamar no cacete dele, eu dei a volto por traz, para ver aquela maravilhosa bunda, cara que bunda deliciosa, a buceta dela estava do jeitoo qe eu adoro, lisinha, bem meladinha devido a sua ecxitação, eu enchi a mão naquela xoxotinha, coloquei um dedo pra dentro, ela pareceu nem sentir, ou a boca estava tão oucupada que não deu para gemer, eu pensei um pouco, hesitei um pouco, mas o clima, o loucura que estavmos fazendo era tanta, que caiu de boca, (primeira vez que tinha chupado um buceta) a principio o gosto era um pouco estranho, mais depois eu vendo que ela estava se contorcendo de tanto tesão, comecei a morder de leve, aquele grelinho que estava rígido, mordia de leve, e ouvia ela gemer baixo, pq ainda estava chupando o cacete do bruno, ouvi também ele gemendoo, pq conforme ela se contorcia, imagino eu que ela da uma mordida também no pau dele, continuei chupando aquele bucetinha, tão lisinha, tão gostosa, que depois de eu morder seu grelinho de leve e chupar aqueles lábios, da sua buceta, não aquentei, meu cacete já estava latejando, tava liberando aquele liquido brancoo que sempre sai, quando estamos ecxitados, depois de ter lubrificado muito bem aquela becetinha, que alias não precisava muito, de tão lambuzada que já estava, sem pensar, coloquei meu cacete na bucetinha dela, que por incrível que pareça, estava meio apertada( eu acho que já tinha um tempo que ela não transava) quando coloquei, me senti ir as nuvens de tão prazeroso que isso foi, fiquei alguns segundos, sá com meu pau lá dentro, saboreando esse momento de intenso prazer, ela parou de chupar meu amigo e olhou pra mim, agora era ela que implorava pra bombar naquela bucetinha, eu obedeci com muito prazer, comecei a bombar aquela bucetinha, que maravilha, ela começou a gemer, no pau no meu Bruno, mais gemia do que chupava, mas ela tinha um jeito de gemer que eu não sei muito bem explicar, mais é um misto de prazer e estimulo pra vc continuar fodendo aquela putinha. Passado alguns minutos percebi que estava fazendo sexo sem camisinha, bateu uma espécie de remorso, mais eu não estava nem ai, tava muitoo gostoso, colocar naquela bucetinha, meladinha, sem camisinha, meu pau deslizava pra dentro e pra fora, nos proporcionando um prazer sem igual, muitoo calor humano, aquele gemido erático, aquela loucura, estava quase gozando quando lembrei de tirar o cacete antes de gozar, mais tava tão gostoso que achei que perderia o prazer tirar pra fora, gozei ali mesmo, dei um Urro de prazer, que nunca tinha feito antes, depois que gozei continuei enfiando e tirando meu cacete daquela bucetinha, num misto de prazer e raiva por ter gozado tão rápido. Mais ai Bruno se se levantou e falou, agora é a minha vez, ai blz, Amanda se levantou, eu falou, “ quer que eu limpo seu pau, seu cachorro?” ai eu deitei na cama, ela se curvou em cima de mim, naquela mesma posição que estava minutos antes, so que agora Bruno que estava atráz, e Amanda novamente estava chupando meu cacete, qe estava um pouco mais sensível, devido a primeira gozada, mais rapidinho ficou a ponto de bala, de novo, mais ela falou” a não duas eu não posso, Marcelo(o namorado dela) está me esperando, pra irmos pro desfile de 07 de setembro, ai eu falei quase susurrando, vai ser rapidinho, não tenho noção de quanto tempo passou, desde que Bruno começou a meter nela, mais passados alguns minutos, ela chupando meu cacete, e dando a bucetinha pra Bruno, bruno fala que vai gozar, ela pede pra ele não gozar dentro dela, ele tira o pau pra fora antes de gozar, e por incrivel que pareça ela não gozou consegui segurar o gozo, eu levantei ela deiitou na cama, e eu falei pra deixar eu meter de novo, naquela xaninha. Ela não respondeu, ai eu fui pra cama, deitei em cima dela, agora sim, eu não me atreveria beijar ela nem mortoo, eu abri a perna dela, e olhei novamente para aquela bucetinha, coloquei as pernas delas nos meu ombros, passei um pouco de guspi na mão, esfrei na xoxotinha dela, mirei o cacete na portinha, quando o cel dela tocou, eu gelei, ela nem mostrou nenhum sinal, eu olhei pra Bruno, ele procurou o celular que estava jogado, sobre as nossas roupas, e trouxe a ela, ela olhou no visor, e fez sinal pra nos se calarmos, mas estávamos todos quietos, ela atendeu. Era o Marcelo. Ela disse que não esta se sentindo muito bem, deu uma descupa para não ir mais no desfile, ele como bom corno, aceitou, questionou um pouco, mais como Amanda era uma Atriz de mão cheia, ele acabo caindo na dela, nesses instantes nos continuamos na mesma posição. Eu estava com a mão no meu cacete ainda, ELA olhou pra Bruno e disse” chega mais perto, pra eu poder continuar mamando nesse seu cacete, a essa altura eu já tinha colocado meu cacete novamente na bucetinha dela, que ainda estava melada com um pouco do meu guspi, um pouco do meu gozo, e o práprio liquido que saia da bucetinha dela, Karaka que delicia esses entra e sai numa bucetinha, meladinha, meu pau deslizava nesses entra e sai, eu virei o meu rosto pro lado esquerdo, pq no lado direito estava bruno com o cacete e amanada chupando, eu não sei pq, mas durante a suruba eu evitava olhar nos olhos de Brunos e ele também, não olhava na minha cara, eu acho que por causa da vergonha, nunca isso tinha acontecido antes, mais de uma coisa eu não posso negar, tava muitoo gosotosooo, eu continuei bombando, devagar e as vezes rápido, procurando colocar a mente em outro lugar para demorar um pouco mais pra gozar, mais não dava, ela falava cada sacanagem, que me deixava, se é que isso é possível, mais louco de tesão por essa vagabunda, sá que muitoo gostosa. Quando eu não aquentei mais segurar o gozo, de fingir que não era isso, caraka, ela percebeu que eu iria gozar e falou pra eu não gozar dentro dela novamente, eu me pus de pé, antes de gozar, ficamos eu e Bruno, lado a lado, batendo uma punheta, percebi que nos dois estávamos suando muitoo, Amanda ficou de joelho, ainda mamando o cacete de bruno, nada mais justo, pois eu dei duas enquanto ele sá uma, eu eu não aquentei, meu pau explodiu um orgasmo, que me surpreendeu pela quantidade de esperma que saiu, sendo a segunda vez seguida, jorrou um jato ela virou o rosto a tempo de sair o restante naquele rostinho que ninguém diria que seria capaz de fazer tão ato, bruno gozou em seguida, no rosto dela também. Depois de termos gozados, tipo nos Homens sentimos um certo, eu não sei explicar, mais é uma sensação estranha.

Bruno olhou pra mim, e falou, Kara vc, éé nos somos loko NE?

Ai eu falei pode crer.

Depois disso, eu fui tomar banho, rapidão, sai da ducha, entraram Amanda e Bruno, demoraram um pouquinho mais que o esperado, eu acho que ele estava tirando a desvantagem. Sá sei que foi muitoo bom, depois nos não comentamos mais sobre o assunto, mais continuei comendo a Cachorra deliciosa da Amanda sempre que dava um jeito.

Não sei o Bruno, mas concerteza também.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto comi minha empregada na piscinafilha da vizinha contocantos erótico comendo a mãe e a irmã juntocontos dou a bunda desde cedoConto erótico namorada mestiçacontos eroticos gay medicoporno cunada goza nu cacete du cunadocorno bi na zoofiliaMinha mulher adora reparar na piroca dos machosarrombarao meu cu com consolos contoscontos erótico paizão enrabar filho gayporn contos eroticos casada rodizio de picacontos eroticos comendo o cu da coroa crentemulhere dando pro cachorro contos eroticpso p****** do metrô mulher relata conto eróticoporno noido com coroa de 60 anos de idade da o cu po enteadoooooooooohhhhh porra pornocontos eróticos rasgando a calcinhaContodeputaAbrindo as pernas para o sobrinho contopai do meu colega comeu meu cuzinho gay novinho fiocache:oIMLEWITCAIJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=99 Contos eroticos meninas x gorilascontos eróticos de mulheres casadas que curtem zoofilliacontos eroticos dei a xota pro mendigoContos eroticos de travesti tarados estuprando garotinhoscontoseróticoscinemax vidio comtos eroticos flaguei mamãecara com pau de jegue botou anovinha pa choraOfereci meu cucontos eroticos dormi e dei rola primaconto erotico gay chupando tio bebadocontos de cunhadas casadas reaiscontos eroticos buceta rasacontos eroticos eu minha esposa rabuda e meu tio na praia de nudismocontos de cú apostadocontos er safadocontos eroticos a neta de minha patroahistorias de sexo em praia de nudismohistoria de pai chupando xoxota da filha virgemcontos comeram minhabunda grandecontos traindochulezinho da minha mae contos eroticocontos eroticos mulheres bundudas deixa amigos de pau duroconto elotico mae safadaconto erotico doce bruninha novinha no colomeu filho sem querer contoscontos eroticos abuzei de minha irmazinha com ela dormindopapai encheu minha boca de porrasou puta do meu genrocontos eroticos arrombando a gordaconto de genro que come a sogra sem camisinhagozano na bremudacontos eróticos de mulheres casadas que curtem zoofilliacontos eróticos assaltantes me f****** na frente do meu filhocontos/esposa tarada por dotadosConto erótico namorada mestiçamenina safada contos eroticosMetendo na amiga da esposa contoconto erotico comi o cu da minha madrinhacontos coroa baiana levando gozada na bocaeroticos sinto uma tesao enorme por ti maecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos priminha caçulaviuvo velho gay contoscomendo tia gostavasaO gay falou da cabecorra da minha jebacontos erotico casadinhaconto eróticos menina novinha petuda caindo de boca no pau no macho pintudocontos eroticos de irmãosesposa puta do meu tio corno contocontos eroticos engravidei do meu filhocontos e relatos real de peitudascontos de sexo com novinhas trepando com advogadosxvidio travesti lisarolacontos eróticos empregada doméstica na casa de um velho cadeirantecontos eróticos pau no sacocontos de coroa com novinhocontos eróticos com a priminha novinha inocentecontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico gay meu pai abusou de mimmeu marido me amarrou e deixou quatro negros me estupraram. contos eróticosporno espiando a cunhada se peegadoconto cheiradorcontos eroticos de estupros entre primossandra trasano com amigo na casa deleConto gostoso picante paiconto incesto minha linda maezihabianca casada dando a bunda ea buceta contos eroticosconto erotico mae chora pau esposohomem estrupa cadelinha sem estar no cio conto eróticoFamília contos eróticosconto erotico masticou minha buceta estruboconto mamae que bunda é essacontos eróticos sadomasoquismo argola enfiada na bucetabate papo gay em Santarém Parásocar pasta de dente na vagina aperta.bucetas gostosas e grandes e bonita cm tela bem ajustadacontos eroticos meu cunhado estourou meu cabacinho