Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DEU O CU COM BOMBOM ATOLADO







Foi a 1° vez que virei mulherzinha pra um macho.

Um dia de setembro de 2010, domingo, quente e estava cheio de tesão, brigado com meu namorado, resolvi entrar no chat da UOL, no intuito de tocar uma punheta transmitindo pela cam e assistindo algum pirocão imaginando uma foda perfeita, foi uma tarde surpreendente.

Conheci alguns caras que quiseram trocar cam e até assisti alguns, a maioria eram passivos e não era isso que procurava, queria ser mandado, me tornar submisso pela web, até aparecer Carlos, um homem autoritário morador da zona sul do Rio de Janeiro, branco, 1.78, peito definido, abdome trincado e pernas de jogador de futebol, o cara é um achado, figura difícil de encontrar dando sopa na rede, ele era o que precisava.

Aceitei ele no MSN e logo foi pedindo a abertura da cam, aceitei o convite e logo a imagem dele nu diante de mim apareceu, gelei ao ver aquele corpo de homem maduro, nu na minha tela, Tb estava pelado e ele logo pediu pra ver minha bunda, o cara era direto, não tinha bla bla bla, ele saia o que queria e eu estava adorando, ele mandava e eu obedecia, visto tudo que era mais importante pra ele, começamos a conversar serio, nome, onde mora, o que eu faz da vida e o que gosta de fazer na cama... essas coisas normais, logo veio a proposta de real, gelei mais uma vez, não podia trair meu namorado fora do virtual, mas ele foi me envolvendo, até chegar ao assunto de peças intimas feminina. Essa foi a senha para Carlos me ganhar de vez.

Tive uma namorada muito safada e sempre que fodiamos ela me fava a calcinha pra guardar, terminamos a um tempo e as peças ficam guardadas na minha gaveta, tem algum tempo que venho olhado pra essas peças e imaginando como ficaria dentro delas me oferecendo para outro homem, tenho relações homossexuais desde dos 19 anos, sou bi assumido, não tenho neuras nesse sentido, mas daí usar calcinhas, pra mim era demais, uma vez coloquei uma bem cavada e com short de futebol fui a pararia, fiquei de pau duro o tempo todo, a aquela situação era muito excitante, parei com falar com alguns caras que conhecia e ninguém podia imaginar que estava com uma calcinha cravada no cu, nossa que tesão veio.

Continuando, quando ele perguntou se já tinha usado, nem respondi, corri na gaveta e peguei a mais bonita, uma branca pra dar o contraste a minha pele negra, fio dental e lacinhos nas laterais, quando mostrei na cam o cara surtou, aumentou o ritmo da punheta e me ordenou encontrá-lo pra uma foda de entrega total.

Aceitei na condição de ele me tratar com mulherzinha dele, puta mas com carinho e respeito, ele com tesão visível aceitou e disse que me chamaria de Sophia, conversamos que sou homem, não sou afetado e queria quando não estivéssemos a sás seria normal, sem causar olhares nas ruas. Tenho uma agencia de promoção e produção e preciso manter uma postura, apesar de ser Bi assumido, ser chamado de Sophia e andar de calcinha por ai, seria informação demais para as pessoas né.

Marcamos no centro da cidade, rua men de Sá com Gomes freire, ponto tradicional de travestis, andei no meios delas, tentando pegar alguns trangeitos, já que ele me queria bem bichinha, porra, eu não tenho talento nenhum para me comportar assim, apesar do desejo ser enorme, e tinha a minha frente a oportunidade de realizar essa fantasia antiga, fiquei aguardando ansioso, até que Carlos chega, em um Audi A3 preto, para diante a mim e desce o vidro bem devagar, era de noite mas ele estava de áculos escuros, perguntou se eu era a Sophia e se estava de calcinha cravada no cu como havia mandado, deu um sorriso, meio sem graça e assumi minha nova personalidade, estava com roupas normais, calça, camisa, mas a calcinha branca de renda, fio dentar, roçava no meu cu de maneira excitante. Mandou entrar no carro, dando a volta pela frente, queria me ver rebolando na frente do seu carro, entrei e ele tirou os áculos me olhou nos olhos e sem falar nada me beijou, um beijo de desejo, amor, vontade de me engolir, segurou minha nuca e enfiou a língua na minha boca, parecendo querer encostar na minha garganta, me soltou, olhou novamente nos meus olhos e deu um tapa na minha cara que virei o pescoço, me chamou de vagabunda gostosa e que não esperava a hora de fuder meu cu como jamais alguém tinha fudido. Fiquei quieto e dei um sorriso, adorando aquele suspense com violência, ele vendo que meu sorriso era malicioso, com o carro em movimento, colocou o pau pra fora e me puxou pelo pescoço agora em direção ao pau que nunca tinha visto igual, reto uns 21cm, cabeça enorme rosinha, corpo veiudo grosso, tive dificuldade pra me acostumar com ele na boca, mas como gosto muito de chupar uma pica, tratei de me empenhar e logo estava engolindo até a base, encostando meu nariz nos seus pentelhos, meio loiro e muito cheiroso. Ele dava freadas fazendo eu engolir a pica e e forçava com o braço que dirigia a minha cabeça e me xingava.

Chegando ao motel, mandou eu fazer um streper bem lento, ele pensava em tudo, colocou uma musica no celular e me fez rebolar, quando estava sá de calcinha, de costa pra ele, rebolando minha bunda máscula depilada e de renda cravada no cu, ele se ajoelha e começa a fazer um carinha gostoso, lambendo do meu pé ate eu rego, colocava a calcinha de lado e enfiava a língua no meu cu, arrancando gemidos no meu instinto feminino sendo aflorado por ele, ele me tratou como uma fêmeas, me deu muito carinho, beijava meu corpo minha boca e mandou eu ficar de pau mole, não acreditei, que corpo obedeceu e não endureceu nem um segundo, falava que meu grelo esta molinho e ela lindo, meu pau mole deve ser uns 17cm, perguntei porque ele ainda estava de roupas, achop que ele não gostou muita da pergunta e começou a me enfiar a porrada, me bateu muito, tapas socos e dizendo que estava com roupas porque era uma incompetente que nem despir meu macho eu sabia, o cara surtou e me humilhou, ele oscilava entre carinho e humilhações, eu estava adorando, sabia que sairia dali cheio de hematoma mas satisfeito. Rapidamente tirei a roupa dele, nossa que corpo, que peito, que pica, que perna, ele nu e eu de cueca Boxe branca e eu de calcinha, ele abraçou me chamando de amor, linda, gata e beijou apaixonadamente me afastou e já esperei o pior, me deu um soco na cara que cai na cama de bruços, ai começou o que chamo que sonho melado, o cara era rápido e sabia o que estava fazendo, me deu outro banho de língua, se transformou em um amante carinhoso e não me batia mais, enfiava metade da língua grossa no meu cu, levantava meu quadril e socava a língua, não estava mais em mim, fui possuído por aquele homem e não tinha a menor pretensão de resistência.

Entramos em sintonia, revezamos no 69, ele no meu cu e no seu pau macio e já sabia o caminho da minha garganta, e socava e a ânsia de vomito vinha, ele deda meu cu com volúpia e até que se levantou de supetão e pegou um bombom sonho de valsa e colocou na minha boca e mandou eu sá chupar, não morder, me botou de 4 e de uma vez sá meteu toda a vara no meu cu, que já estava preparado, depois de muitas linguadas e dedas, quase desfaleci, mas aguentei firme e senti as socadas, sem poder morder o bombom, tirou com metei de uma vez sá a pica e pediu o bombom, deu um tapa na minha bunda e socou o bombom no meu rabo e meteu o dedo empurrando fundo o chocolate, voltei a mamar a pica com gosto de cu, ele delirava, gemia alto e falava muita sacanagem, estava de quatro ainda, ele se levantou e socou a pica no meu cu novamente, eu sentia o chocolate fazendo pressão nas minhas entranhas, ele tirou o pau bem devagar e a pica lambuzada de bombom e mandou eu chupar.

Maravilhosa sensação aquela pica maravilhosa sentida dentro do meu cu, me arrombando e depois sendo chupada, cheia de chocolate.

Ele ficou metendo por um bom tempo, socava forte e fazia carinhos, me xingando, mordendo, o chocolate estava querendo sair, lembrando que tinha feito uma lavagem poderosa por ordem dele, meu reto estava limpinho, ele socava com maestria, rebolava dentro, metia tudo e tirava devagar, sentir o pau inchar e bem na portinha do lado de dentro e goza, sinto meu cu encher, ele sacode me quadril, entendi que era pra misturar o leito com o chocolate e me mandou forçara a saída, senti escorrer pra fora e ele rapidamente pegou com Mao e mandou eu engolir, foi deliciosamente confortável, sentir o gosto de seu leite com chocolate saindo direto do meu cu, ele meteu novamente e ficou quieto, eu obediente fiquei parado esperando o que poderia acontecer, sentir ele mijar dentro de mim, deu uns jatos dentro e me virou, mijando na minha cara, boca e todo meu corpo, eu assustadoramente cai na real que tinha tido vários orgasmos sem ejaculação durante toda a foda.

Fui tomar banho e quando voltei ele já estava pronto pra ir embora, me deixou sozinho no motel dizendo que sua mulher estava a sua espera e que me ligaria, pra irmos ao shopping comprar umas peças femininas para nossa práxima foda.



Votem e visitem meu blog http:tecontocontosgay.blogspot.com



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Fotos gostosas punheteiras com marquinha de biquinicontos eroticos a sem tetocontos de coroa com novinhoAluna colegial Fernanda dando a buceta pro diretorconto patricinha puta turbinadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteConto porno marido repartindo a mulher com cachorro de rua zooconto moreno heteroConto de puta estuprada pelos mendigoscontos eroticos lebisca amogacomendo a deficiente contos eroticoschupei a buceta da minha filha virgem contoContos erotico mulhrr casada dona de supermecadomeu amigo é travesti eu comer a mulher dele quando a mãe dele sair de casacontos bunda carnudaflaguei minha esposa varias veses se masturbanoconto erotico de shortinho marcando fui abusada pelo velhocontos eroticos com fotocontos empregada coroacontos eroticosde mulheres com cavalos na fazenda arobando o cuzinho delasno onibus de excursao sem calcinhawww.meti na minha filha a forçafilha campingda conto eroticoConto gay erotico tirei cabaco m é u irmazinhover contos eroticos de depiladora lesbica fodendo cliente greluda e de buceta grande de cusao e peitaoconto erótico do vovô e a netaSexo com a tatuada contoConto de gostosa e exibidacontosdesexotianois ta bem aparentado doido pra comer bctcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos na grande Florianópoliscontos herotivos com cacalo e muherContos eróticos de pau duro na piscinacontos eroticos na praiadou para o meu irmao contospai comendo o cuzinho da filha pequena contos eroticoscontos eroticos arrombando a gordapeludo velho gay contoscontos de coroas carentes traindo seus maridos com jovenscontos de incesto precocecontos eroticos casa invadida por ladroescontos erotico sobrinha novinha mais muito safadinhacontos eroticos de sogras velhasmeu tio me dava a mamadeiraconto erotico gay chupando tio bebadoconto erotico gay chupando tio bebadoWww.contoseroticosvirgindade.comcontos a mulher casada aiiiiiiiiiiii meu cuuu ai vou fala para meu maridoconto erotico gay chupando tio bebadoconto porno depravei minha tiacontos siririca no elevadorver contos eroticos de putinha dando pro irmao mais novoescoteiros novinhos come bucetamae short filho conto incestocontos eróticos me bater castigoConto erotico avó gorda tia gorda safadas juntasegua q gosta de da a buceta para tratadorcontos eroticos comi a piranhao cu rosinha de minha neta de 9 aninhosarrombando o c* de modeladaseu vi uma pica toda arregaçadacontos eróticos verídico com tianovinhas branquinha muito gostosa de enorme bundão rebitado d********* para homens negroscasadas putas fodendo com preso contocontos de cú de tiaConto de sexoEnfiando a cabeça da pica na buceta virgem filhacontos comi minha cunhadinha de oito anosdei para meu genroconto erotico sobrinhaquase morri mas aguentei a pica enorme do meu sobrinhocontos eróticos minha nora cuidando de mimContos eroticos forcadacontos erótico d danadagordo do apartamento conto eroticoperdi virgindade contos gaycom doze anos fui brincar com meu amigo acabei sendo enrrabado por seu pai contos eróticoscontos so no colinhosou amante de minha irma/conto eroticocontos eroticos zoofilia vingançacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos.eroticos.so.taradinhas.de.seis.aninhosenrabando a boneca contosdei meu cu e minha buceta a noite todacontos erotucos escritos lesbicos transei com uma nerdcontos viajando em familia pra serra papai micomeu no chao da salacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eróticos tetas gigantesbucetas gostosas e grandes e bonita cm tela bem ajustadacontos detias eirmasdei minha buceta pra um menino de treze anosdoeu meu cu entreu a maocontos eróticos minha bundaconto erotico fui arrombada depois de casada