Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA PRIMEIRA VEZ COM MEU NAMORADO

Minha primeira vez com meu namorado



Meu nome é Gabriela, tenho 22 anos. Namorava o Gustavo fazia pouco mais de um mês, e ainda não havíamos transado, não por falta de insistência dele, claro.

Num domingo à tarde, estávamos no quarto dele assistindo a um filme. Apás o filme ele disse que iria banhar-se, pra que fossemos dar uma volta pela cidade. Ele entrou no banheiro, deixando a porta do banheiro aberta. Alguns minutos depois entrei no banheiro, e fiquei conversando com ele. Sem que ele percebesse, de forma discreta o observava no banho, através do box. Vê-lo banhando estava deixando-me muito excitada, seu corpo moreno claro, atraente, seu belo pênis grande e majestoso me fazia imaginar loucuras. Fui me sentindo cada vez mais excitada, os biquinhos dos meus seios ficando durinhos, e minha bucetinha ficando molhadinha. Minha vontade era entrar no box do banheiro com ele, eu já estava até imaginando, mas não o fiz.

Ele então terminou o banho e pediu que eu pegasse a toalha pra ele. Peguei e ele todo carinhoso como sempre me deu um beijo na boca, ainda molhado, então fui para o quarto, sentei-me na cama esperando ele se secar. Logo ele apareceu enrolado na toalha, ainda molhado, conversando comigo, mas eu não estava prestando atenção no que ele falava, apenas olhava com desejo seu corpo semi-nu, enrolado na toalha. Então ele começou e enxugar o pescoço, tárax, braços... eu não conseguia parar de olhar com desejo o corpo dele, aquele pênis gostoso. Ele então começou a perceber, ficando um tanto sem graça, o que é bem o tipo dele, pois ele é muito doce e carinhoso, e perguntando o que eu tinha, se aproximando de mim.

Então eu estiquei o braço, pegando a toalha da mão dele e falando pra ele sentar do meu lado, pra eu secar a cabeça dele. Ele sentou-se, inclinando a cabeça pra mim, e então eu disse: -a cabeça de baixo. Nessa hora ele ficou surpreso, vi aqueles olhos castanhos doces e ao mesmo tempo sedutores brilharem. Comecei a beijá-lo nos lábios, acariciando a nuca dele. Nessa hora ele ferveu de tesão, dava mordidinhas no meu lábio inferior, acariciava minha cintura, meu rosto, meus cabelos pretos compridos, tudo muito carinhosamente, mas com muita intensidade. Ele me fez sentar no colo dele, começou a beijar meu pescoço, foi descendo para os seios, ainda embaixo da roupa. Os bicos estavam super duros, furando minha blusinha branca, ele acariciou os bicos ainda por baixo da roupa, me fazendo gemer de tesão. Eu beijava a nuca dele, mordia o lábulo da orelha dele, fazendo ele sentir minha respiração ofegante.

Ele então tirou minha blusinha. Ficou vendo eles, com um olhar sedutor, deu um sorriso lindo, olhando nos meus olhos e começou a mordiscar os bicos rosados, me segundo forte. Ele puxava os bicos com a boca, abocanhando meus seios fartos, parando às vezes, me dando beijinhos nos seios, subindo até o pescoço novamente e descendo, indo de novo para os seios. Eu gemia baixinho, adorando aquilo, acariciando as costas dele, inclinando meu corpo para trás.

Ele então tirou meu shortinho, me deixando sá de calcinha, era uma calcinha branquinha, e me fez sentar novamente no colo dele, sá que de costas pra ele. Então ficou acariciando meu ventre, beijando minha nuca, costas, ombros, descendo a mão para minha calcinha, colocando a mão dentro dela, descendo para minha bucetinha. Ele ficou acariciando ela, e foi massageando meu grelinho. Minha bucetinha já estava inchadinha e molhadinha, molhando a calcinha, eu sentia ela estremecendo de tesão pelo Gustavo.

Então eu saí de cima do Gu, e fiz ele deitar-se na cama. O pênis dele já estava durinho, era clarinho, grande e grosso, tinha a cabecinha super-rosada, que estava muito molhadinha, brilhando.

Sentei na barriga dele, de frente pra ele, fui o beijando, comecei beijando a testa, fui pra boca, descendo para o pescoço, peitoral, abdômem, descendo mais, parando antes de chegar lá. Ele sussurava pra eu continuar. Então desci até o pênis dele, o segurei, firme com as mãos, passando o polegar na cabecinha rosada, fazendo movimentos de vai-e-vem. Eu via ele adorando aquilo tudo. Eu olhava ele fundo nos olhos, o provocando. Então comecei a chupar o pau dele, começando pela cabecinha. Eu chupava com vontade, massageava as bolas dele, lambia o furinho da cabecinha, fazendo ele gemer. Colocava o máximo que podia dele na minha boca, chupando com uma forte sucção, sentindo o prazer do meu homem. Ia beijando até as bolas, chupava elas também, ele acariciava meus cabelos, retribuindo.

Depois ele me deitou, deitando-se sobre meu corpo, me abraçando e beijando meu corpo, descendo até minha bucetinha, caindo de boca nela. Nossa, como foi bom sentir a língua quente dele nela, que estava molhadinha. Ele lambia, chupava, beijava minhas coxas e voltava a chupar com carinho e vontade, chupava os grandes lábios, ia pro grelinho, parecia estar com sede de mim, me fazia gemer o nome dele, me contorcer.

Depois ele subiu, apreciando cada parte do meu corpo com a boca. Me virou, beijou meu bumbum, apalpou, beijando minhas costas, nuca. Virei-me, olhando-o nos olhos, passando o polegar na boca dele, acariciando seu rosto, o beijando.

Fiz ele sentar-se, vi seu pau novamente muito duro, lindo, convidativo. Olhei nos olhos dele, mordendo meu lábio inferior. Ele me pegou pela cintura e me ajudou a sentar no pau dele. Fui sentando devagar, primeiro sentindo sá a cabecinha, gemi, sentindo minha bucetinha lisinha e molhadinha se contraindo. Então fui sentando mais, deixando ele entrar todinho. O Gustavo me ajudava, segurando minha cintura.

Comecei a galopar, devagarinho, sentindo o pau dele apertadinho na minha bucetinha, deslizando, entrando e saindo, entrando e saindo. O Gustavo me segurava pela cintura, chupando meus seios fartos e empinadinhos, puxando os biquinhos duros, gemendo. Eu gemia junto, arranhando carinhosamente suas costas, massageando a nuca dele, os cabelos. Ele descia as mãos para meu bumbum, apertando e me trazendo pra mais perto do corpo dele. Eu sentia cada espasmo da minha bucetinha, apertando o pau dele, e gemia, já não aguentando de tanto prazer.

Nossos corpos suados ali, se querendo, numa verdadeira fusão. Eu olhava nos olhos deles, beijava seus lábios, o cantinho dos lábios. Ele beijava meu pescoço, chupava, sentindo meu cheiro. E eu continuava a me movimentar, cavalgando.

Então fui aumentando a velocidade, ele foi ficando com a respiração mais ofegante, me abraçando, gemendo, nás dois gemendo, como que numa sinfonia. Até que senti minha bucetinha apertando muito o pau dele, sentindo muito tesão, cravei minhas unhas nas costas dele com carinho, mordendo seu ombro de leve e gememos juntos, gozando, nossos corações disparando. O meus movimentos foram ficando mais leves, até eu parar, respirando forte com ele. Ele me beijou os lábios acariciando meu rosto de forma terna, recuperando o fôlego.

Ele deitou-se, me puxando para si, fazendo eu deitar sobre seu peito, acariciando meus cabelos, costas de uma forma carinhosa, única, como sá ele sabe ser. Ficamos ali, nos sentindo, com ele ainda dentro de mim, esperando nossos corações se acalmarem.

Essa foi nossa primeira vez, a primeira vez de muitas outras, que talvez eu ainda conte aqui.

Antes de enviar esse texto, mandei ele pro Gustavo por e-mail, pra ele relembrar a primeira vez que fizemos amor. E adivinhem... pouco tempo depois ele apareceu aqui em casa, me querendo como nunca. E o que aconteceu? Bem, isso eu talvez conte numa práxima vez...





































































































VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


baba fuderam conto eroticoconto mulher do porteiro deu o cumeu marido viu os amigos dele me comerem contoscontos mia gostosa mulhe teve sua buceta aregasada pro seus amates muitos roludos"relatos eroticos" massage cunadacontos erotico maridos camaradacontos eróticos fui flagrado comendo minha sograGarganta muito profunda contosso mulheres escravas de seus maridos contos eroticosvai dar rolê tudo gordona aí tudo mulher gorda só de biquíni bem gordona da bundona bem gorda da bundonaContos eróticos não queria gozou dentrocontos eroticos mais lidos novinhas meditarcontos eu e meu pai comeno um mendingomassagem video contos punhetaConto erotico.no cuzinho da caderantequebrando cabcinhoscontos de sexo rapidinha com a cunhada na cozinha enquanto meu irmão tomava banho no banheirocomendo gordinho do rabao gordo contos eróticosconto erotico meu aniversario comi minha sogra e minha esposacontos eróticos de incesto mãe que deu o cu para o filhocontos de zoofilia sobre eguas e jumentasminha avó chupou meu pintinho :contos eróticoscontos gay porno banheiro publicocontos durante a balada com meu irmaocomenho a vinsinhA e gozando drntro de laContos erotico 4 aninhosIrmã Seduz O Irmão (contos Eroticosmamei no peito da minha primacontos eróticos reais com fotos de chantagemmedica seduzidapor lesbica historiascontoseroticoscomendo a baba e minha sograconto eroticos cheguei em casa com o cu cheio de porrae arrombadoloiro curto de meladinha de pernacontos er apaga a luzcontos eroticos na garagemgorda lendo jornal e der repente e fuda por dois caras um na buceta peluda e outro no cucontos erotico real na cidade de campinas esposa e estuprada na frente do maridoChiquinha gostosa melada de tesãocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico gay: arrombado por um emo dotadopeguei minha amante e minha mulher e fodi as duasConto erótico na casa do tio tarantocontos eroticos - chantageada pelo irmãoeu dormindo ele mechia no meu grelinho contoscontos eróticos troca de casalconto erotico incesto sonifero filharelatos eroticosde portuguesas de noVinhas conto erotico esposa nua se exibindomenininha e novinha sendo e******** contos eróticosminha esposa a raspadinha contoconto de fui estrupado bem novinho rasgando meu cuzinhomulher entrando na chapeleta do pôneicontos ereticos exitantes e gostosocontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestiContos pornos incesto tiaContos eroticos gays cuecascontos de dotado safado e puto fudendo casalContos eroticos com cumadre no carnavalthiagodepauduroEu e meu irmao em uma viagem de feriado eu e ele fomos pro hotel eu e meu irmao na cama do hotel eu chupei o pau do meu irmao ele chupou minha buceta meu irmao fudeu minha buceta conto eroticoContos eroticos fudendo o cu da casadacontos eróticos bumbum grande no ônibuscontos coroas barrigudosdepois de brigar namoradas lesbika fodim na istradabundas de gatos de 19 anosnão aguentei acabei molestando contos eróticosConto erótico de mulher dizendo como foi hulmilhada e arrombada na surubacontos eroticos arrombando a gordaconto erotico nao acreditei o que eu vi parte 2comi o cuzinho do vizinho novinho contos heroicosContos eroticos guspe na bocaporn contos eroticos casada na coleiraComtos mae e tia fodidas pelo filho e amigos deleContos eroticos enteadasconto erotico flagrei no motelMeu sogro cheirou minha calcinhacomendo a nora contoconto erotico tarado comendo buceta da cabrita no.zoofiliavamos a mulher Helena chupando sua filha com mulher mulher mulher mulher mulher mulher com mulher chupadava pra ver sua buceta,conto lesbicopolicial feminina contos eroticoscontos eroticos o pedrero arrombou a minha pepecamãe ver o filho pintudo e confessoAdoro ser cdzinhaContos eroticos teens gay no banho com meu paipai emfia pica filha morroo pai da minha amoginha me comeu contostrai com cunhado dotado contosHistorias eroticasreais de mulheres traindocontos de dotado safado e puto fudendo casal