Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA PRIMEIRA VEZ COM MEU NAMORADO

Minha primeira vez com meu namorado



Meu nome é Gabriela, tenho 22 anos. Namorava o Gustavo fazia pouco mais de um mês, e ainda não havíamos transado, não por falta de insistência dele, claro.

Num domingo à tarde, estávamos no quarto dele assistindo a um filme. Apás o filme ele disse que iria banhar-se, pra que fossemos dar uma volta pela cidade. Ele entrou no banheiro, deixando a porta do banheiro aberta. Alguns minutos depois entrei no banheiro, e fiquei conversando com ele. Sem que ele percebesse, de forma discreta o observava no banho, através do box. Vê-lo banhando estava deixando-me muito excitada, seu corpo moreno claro, atraente, seu belo pênis grande e majestoso me fazia imaginar loucuras. Fui me sentindo cada vez mais excitada, os biquinhos dos meus seios ficando durinhos, e minha bucetinha ficando molhadinha. Minha vontade era entrar no box do banheiro com ele, eu já estava até imaginando, mas não o fiz.

Ele então terminou o banho e pediu que eu pegasse a toalha pra ele. Peguei e ele todo carinhoso como sempre me deu um beijo na boca, ainda molhado, então fui para o quarto, sentei-me na cama esperando ele se secar. Logo ele apareceu enrolado na toalha, ainda molhado, conversando comigo, mas eu não estava prestando atenção no que ele falava, apenas olhava com desejo seu corpo semi-nu, enrolado na toalha. Então ele começou e enxugar o pescoço, tárax, braços... eu não conseguia parar de olhar com desejo o corpo dele, aquele pênis gostoso. Ele então começou a perceber, ficando um tanto sem graça, o que é bem o tipo dele, pois ele é muito doce e carinhoso, e perguntando o que eu tinha, se aproximando de mim.

Então eu estiquei o braço, pegando a toalha da mão dele e falando pra ele sentar do meu lado, pra eu secar a cabeça dele. Ele sentou-se, inclinando a cabeça pra mim, e então eu disse: -a cabeça de baixo. Nessa hora ele ficou surpreso, vi aqueles olhos castanhos doces e ao mesmo tempo sedutores brilharem. Comecei a beijá-lo nos lábios, acariciando a nuca dele. Nessa hora ele ferveu de tesão, dava mordidinhas no meu lábio inferior, acariciava minha cintura, meu rosto, meus cabelos pretos compridos, tudo muito carinhosamente, mas com muita intensidade. Ele me fez sentar no colo dele, começou a beijar meu pescoço, foi descendo para os seios, ainda embaixo da roupa. Os bicos estavam super duros, furando minha blusinha branca, ele acariciou os bicos ainda por baixo da roupa, me fazendo gemer de tesão. Eu beijava a nuca dele, mordia o lábulo da orelha dele, fazendo ele sentir minha respiração ofegante.

Ele então tirou minha blusinha. Ficou vendo eles, com um olhar sedutor, deu um sorriso lindo, olhando nos meus olhos e começou a mordiscar os bicos rosados, me segundo forte. Ele puxava os bicos com a boca, abocanhando meus seios fartos, parando às vezes, me dando beijinhos nos seios, subindo até o pescoço novamente e descendo, indo de novo para os seios. Eu gemia baixinho, adorando aquilo, acariciando as costas dele, inclinando meu corpo para trás.

Ele então tirou meu shortinho, me deixando sá de calcinha, era uma calcinha branquinha, e me fez sentar novamente no colo dele, sá que de costas pra ele. Então ficou acariciando meu ventre, beijando minha nuca, costas, ombros, descendo a mão para minha calcinha, colocando a mão dentro dela, descendo para minha bucetinha. Ele ficou acariciando ela, e foi massageando meu grelinho. Minha bucetinha já estava inchadinha e molhadinha, molhando a calcinha, eu sentia ela estremecendo de tesão pelo Gustavo.

Então eu saí de cima do Gu, e fiz ele deitar-se na cama. O pênis dele já estava durinho, era clarinho, grande e grosso, tinha a cabecinha super-rosada, que estava muito molhadinha, brilhando.

Sentei na barriga dele, de frente pra ele, fui o beijando, comecei beijando a testa, fui pra boca, descendo para o pescoço, peitoral, abdômem, descendo mais, parando antes de chegar lá. Ele sussurava pra eu continuar. Então desci até o pênis dele, o segurei, firme com as mãos, passando o polegar na cabecinha rosada, fazendo movimentos de vai-e-vem. Eu via ele adorando aquilo tudo. Eu olhava ele fundo nos olhos, o provocando. Então comecei a chupar o pau dele, começando pela cabecinha. Eu chupava com vontade, massageava as bolas dele, lambia o furinho da cabecinha, fazendo ele gemer. Colocava o máximo que podia dele na minha boca, chupando com uma forte sucção, sentindo o prazer do meu homem. Ia beijando até as bolas, chupava elas também, ele acariciava meus cabelos, retribuindo.

Depois ele me deitou, deitando-se sobre meu corpo, me abraçando e beijando meu corpo, descendo até minha bucetinha, caindo de boca nela. Nossa, como foi bom sentir a língua quente dele nela, que estava molhadinha. Ele lambia, chupava, beijava minhas coxas e voltava a chupar com carinho e vontade, chupava os grandes lábios, ia pro grelinho, parecia estar com sede de mim, me fazia gemer o nome dele, me contorcer.

Depois ele subiu, apreciando cada parte do meu corpo com a boca. Me virou, beijou meu bumbum, apalpou, beijando minhas costas, nuca. Virei-me, olhando-o nos olhos, passando o polegar na boca dele, acariciando seu rosto, o beijando.

Fiz ele sentar-se, vi seu pau novamente muito duro, lindo, convidativo. Olhei nos olhos dele, mordendo meu lábio inferior. Ele me pegou pela cintura e me ajudou a sentar no pau dele. Fui sentando devagar, primeiro sentindo sá a cabecinha, gemi, sentindo minha bucetinha lisinha e molhadinha se contraindo. Então fui sentando mais, deixando ele entrar todinho. O Gustavo me ajudava, segurando minha cintura.

Comecei a galopar, devagarinho, sentindo o pau dele apertadinho na minha bucetinha, deslizando, entrando e saindo, entrando e saindo. O Gustavo me segurava pela cintura, chupando meus seios fartos e empinadinhos, puxando os biquinhos duros, gemendo. Eu gemia junto, arranhando carinhosamente suas costas, massageando a nuca dele, os cabelos. Ele descia as mãos para meu bumbum, apertando e me trazendo pra mais perto do corpo dele. Eu sentia cada espasmo da minha bucetinha, apertando o pau dele, e gemia, já não aguentando de tanto prazer.

Nossos corpos suados ali, se querendo, numa verdadeira fusão. Eu olhava nos olhos deles, beijava seus lábios, o cantinho dos lábios. Ele beijava meu pescoço, chupava, sentindo meu cheiro. E eu continuava a me movimentar, cavalgando.

Então fui aumentando a velocidade, ele foi ficando com a respiração mais ofegante, me abraçando, gemendo, nás dois gemendo, como que numa sinfonia. Até que senti minha bucetinha apertando muito o pau dele, sentindo muito tesão, cravei minhas unhas nas costas dele com carinho, mordendo seu ombro de leve e gememos juntos, gozando, nossos corações disparando. O meus movimentos foram ficando mais leves, até eu parar, respirando forte com ele. Ele me beijou os lábios acariciando meu rosto de forma terna, recuperando o fôlego.

Ele deitou-se, me puxando para si, fazendo eu deitar sobre seu peito, acariciando meus cabelos, costas de uma forma carinhosa, única, como sá ele sabe ser. Ficamos ali, nos sentindo, com ele ainda dentro de mim, esperando nossos corações se acalmarem.

Essa foi nossa primeira vez, a primeira vez de muitas outras, que talvez eu ainda conte aqui.

Antes de enviar esse texto, mandei ele pro Gustavo por e-mail, pra ele relembrar a primeira vez que fizemos amor. E adivinhem... pouco tempo depois ele apareceu aqui em casa, me querendo como nunca. E o que aconteceu? Bem, isso eu talvez conte numa práxima vez...





































































































VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erótico fode cm clientes no camarotedeu o cu pelo vídeo game conto eróticoConto as primas na roçavelho obrigou a casada a xupar seu pau grossoconto erotico namoradinhos de infanciaconto erótico fodendo a mulher do professorconto porno transei com meu paiContos eroticos fui comido na locadora d videos pela travesti pauzudatarado por pes consadalia de salto contosconto erotico gay chupando tio bebadocontos incestuosos mãe puta que da a bunda pra o filhocontos eroticos de travesti no cine iriso pai da minha amiga é um tesão contos eróticosvelhos viciados contos eroticoconto erorico dando a buceta pro meu genro doentecontos/ai nao no cu naoporno espiando a cunhada se peegadomolestei minha filhinha contos eroticosta rasgando meu cu contocontos meu entiado m espiavaprofessora novinha e senha resolvi dar o c******ex cunhada safada casada com presidiáriocontos eroticos suruba biContos eu nao sabia bate punhetaesfregacao de rola contos amigos punheteirosContos Eróticos De Uma Senhorabudao fudida por varios brutos2paus nu mesmu buracuContos erotico meu filho acariciou minha xoxotaso sadomasoquismo com maridos e esposas contos eróticoscontos eróticos cólera para a esposa no motelloira cris casada fode com negao contos eroticosconto erotico gay chupando tio bebadocontos. chupou pela primeira vez um machocontos arrombei o cu dela no pique escondecontoseroticos/pauzudocasadaContos eroticos dois heteros vodkacontos eroticos espiando esposa fielgarotinho fodinho por adulto contosmeu tio comeu meu cu na infânciacontos gay perdendo as pregasConto erotico entalousou loira baixinha paguei de puta no samba contos eroticosContos minha esposa e uma morema muonto bumdida tem 1: 80 70 kl e foi enrrabada en casa num currasco meu amigo dormiu encasasexo oral na filhinha contosContos eróticos liberando a esposapai deixa eu ir ai hoje,faço completo sem reclamar-contossexoContos eróticos tio paiContos eróticos: pau gigante no cuzinho bem novinhomeu marido tem vocação para corno contoscontos eroticos de bala hallsx porno quando acendi a luz minha irma estava de calcinhaconto pivete ladrao fudeu casadacontos esposa amamentandominha filinhabem novinha nem peito tem i ja esta si mastubandodei meu cu e minha buceta a noite todacontoseróticoscinemacontos eróticos de lésbicas submissa a vizinha mandona cuzinho peidao contos.cornorelatos eroticos casado fodido e dominado por outro homemesposa puta do meu tio corno contodei pro cara da vendinha contos eróticoseu minha esposa demos carona o cara era um pintudoconto erótico meu tio engravidou Eu e minha priminhaminha esposa estava raspada contosdei de perna abertacontos eroticos namorada virgemconto dei para o cachorrinhoonto de encesto fui pega minha filinha no prelinha grutinha contos eróticosconto erotico incesto sonifero filhacontos eroticos muito nojentoscontos minha filha chorou no meu paucasa dos contos familia toda na putariavideo porno gero comendo a sogra e afilja olhandoContos eroticos fui comido na locadora d videos pela travesti pauzudacontos eroticos gays de todas as idadesconto erótico "não era isso que você" então toma cu putaflagrei minha mulher rapariga.contos eroticosContos minha doce sobrinha melmeu cao meu machoconto gay filho ve o pai com o pau duro e perguta o que a quinlocontos comendo a bucetinha da titiacontos adoro dar o cuzinhominha tia casada matutinha contos23cm e um czino virgemContos eroticos no conventoentão toque consulta paciente e chupa b***** no paciente