Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ESTUPREI MINHA SOBRINHA...

...Sou casado, 35 anos, 1,82m, 82kg, cabelos (lisos e curtos) e olhos castanhos, pequeno cavanhaque (hiper-baixinho e bem tratado), branco, sempre pratiquei esportes aquáticos, consultor em informática, pás-graduado, financeiramente estabelecido e morando em São Paulo há dois anos. Na verdade a Vanessa (vamos chama-la assim) é sobrinha da minha esposa (filha de seu irmão). Conheci a Vanessa em sua festinha de aniversário de 5 aninhos de vida (período em que estava no início do namoro) . Sempre gostei muito de crianças e por isso toda vez que encontrava a pequena Vanessa sempre brincava muito com ela. Vanessa era uma criança muito geniosa e difícil de se relacionar mas, não sei porque, comigo era muito doce e meiga. O tempo foi passando, eu me casei a Vanessa foi crescendo os anos se passando e a Vanessa foi tendo suas primeiras relações amorosas com “namoradinhos”. Vanessa sempre frequentou muito minha casa, como ela mesmo dizia...era a sua segunda casa...sempre foi muito de conversar e desabafar com minha esposa e certa vez cheguei mais cedo em casa e escutei uma conversa das duas sobre suas aventuras sexuais e uma frase me marcou muito...ela disse assim: - “Tia...faz tanto tempo que não transo que estou com minha buceta “coçando” direto !!!!!...”. Quando ouvi aquilo fiquei espantado...a Vanessa tinha crescido e se transformado numa mulher muito gostosa e super atraente. De lá prá cá começei a “reparar” muito no jeito da minha sobrinha...Sempre provocante com roupas curtas, justas, decotadas, transparentes, provocantes e verdade seja dita...todas ficavam muito bem nela...era uma mulher muito sexy !!!

Para enganar seus pais Vanessa passava muitos e muitos finais de semanas em casa...era muito mais liberal...ela chegava sempre tarde...cada final-de-semana com um “namorado” diferente e muitas vezes meio “alta” de tanto beber. Eu sempre fui de acordar tarde e também deitava muito tarde vendo filmes na tv a cabo e ao contrário minha mulher tem o sono muito pesado sempre deita-se muito cedo e também levanta com as galinhas...

Certa noite minha mulher estava dormindo no quarto e eu estava na sala vendo um filme e Vanessa chegou meio embregada e rindo a toa...se sentou ao meu lado e baixinho falou no meu ouvido: - “Cade a tia?” e deu mais um pouco de risada colocando a mão na boca...então eu respondi: - “Está no quarto desmaiada” com ar irônico...ela estava usando uma “sainha” super curta e um “topzinho” que sá tampava mesmo seus mamilos (e que mamilos!!!)....Conforme ela se sentou ao meu lado reparei que ela estava sem calcinha...podia sentir o cheiro da sua buceta suada e perguntei como tinha sido sua “noite” e para minha surpresa ela respondeu que não tinha sido como ela havia planejado...e deu mais um pouco de risada levando a mão na boca para não acordar minha esposa...não sei o que me deu na cabeça quando ela respondeu aquilo que coloquei a mão em seu “top” e puxei até a altura da sua cintura...saltou diante dos meus olhos, literalmente, dois “mamões”...madurinhos, empinadinhos e pasmem...mamilos rosados. Acho que nesse momento sua “bebedeira” passou...ela ficou horrorizada com minha atitude e tentando se arrumar ameaçou gritar...eu mais do que depressa coloquei minha mão em sua boca, segurei em sua cintura a “abocanhei” aquelas tetas maravilhosas, rosadas, empinadas e duras chupando de todas as formas e jeitos possíveis e imaginários...eu estava completamente fora de mim...rasguei seu “top” e amordacei sua boca (queria ficar com as duas mãos livres) ela começou a chorar....eu estava “dominado”...tirei sua saia e fiquei durante muito tempo apenas chupando, lambendo, mordendo, alisando, me esfregando, falando putarias e sacanagens em seu ouvido e ela foi “entrando” no clima e foi cada vez mais substituindo o choro por gemidos....até que eu liberei sua boca daquela mordaça (minha intenção era enfiar minha rola em sua boca), ela continuou gemendo, gemendo, gemendo e de repente ela começou a grito por socorro, que não sei como minha esposa não acordou....fiquei puto da vida....amarrei sua boca de novo...sá que agora, como ela já estava pelada...e minha rola estava bem parecido com um pedaço de “cano”, abri suas pernas, bem abertas...encostei minha casseta na “entradinha” da sua buceta e fui enfiando bem davagar...cada vez mais um pouquinho...cada vez mais um pouquinho...cada vez mais um pouquinho...cada vez mais um pouquinho...cada vez mais um pouquinho...até que pude perceber que sua buceta estava totalmente lubrificada (aliás...parecia um lago) comecei a “bombar” freneticamente a bucetinha da minha sobrinha Vanessinha....percebi que ela começou a me alisar cada vez com mais amor...cada vez com mais prazer...cada vez com mais vontade...resolvi arriscar de novo...tirei a mordaça que estava tampando sua boca.....assim que tirei a primeira coisa que ela me disse e nunca mais esqueci foi: - “Titio...o sr. como meu cuzinho?” e completou...: - “Toda vez que fico com muito tesão eu sinto uma coceira muito grande no meu cú....come vai?”....Não pude acreditar....estava sonhando....sá podia ser...aquilo não estava acontecendo comigo, pensei...e começamos a nos beijar ali, no chão da sala mesmo, ficamos nos beijando durante muito e muito tempo...antes de atender seu pedido...como estava, já a algum tempo, morrendo de vontade de gozar...tirei meu pinto de sua buceta e fui enfiando em sua pequenina boquinha e ela na medida do possível ia tentando “agasalhar” toda aquela rola dentro de sua boca....em nenhum momento senti seus dentes encostarem em meu penis...sá sentia seus lábios, sua lingua e principalmente sua saliva...percebi em seus olhos que ela nasceu com o dom de acariciar, com sua boca, um pinto...tamanho o profissionalismo com que ela desempenhava aquela “arte”...não pude resistir quando ela olhou pra mim e pediu: - “Estou esperando....quero beber toda essa sua porra....goza vai?”, atendi prontamente...acho que nunca gozei com tamanha intensidade, sinceramente deve ter dado vários MLÂ’s de esperma...minha surpresa foi ainda maior quando, ao tirar meu pinto de dentro de sua boca....ele estava lisinho, limpinho, sem nenhum resíduo de porra...Vanessa havia “engolido” até a última gota do meu semem e continuava chupando... chupando... chupando... chupando...e meu pinto ameaçou dar uma “arriada” mas a sua insistênsia em chupar era tanta que “ele” foi logo ficando ereto outra vez...sá então atendi seu pedido. Coloquei Vanessa de quatro enfiei um dedo durante alguns segundos em sua buceta e passei aquele “creme” em seu cuzinho, dei uma cuspida encostei o pinto e comecei a enfiar...bem devagar e com muito carinho...percebi que ela estava sentindo dores...perguntei se queria que eu parasse...e ela me respondeu: - “De jeito nenhum !!!...adoro esse tipo de dor...”...depois que entrou tudo comecei o vai-e-vem, seu cuzinho foi lubrificando cada vez mais ela ia gemendo...mordia a almofada...colocava suas práprias mãos em sua boca....e...ficamos “longos” minutos nesse ritmo louco até que percebi que momentos antes dela gozar, de quatro, ela virou a cabeça em minha direção e disse assim: - “Come tua sobrinha “preferida”, come titio...” e ficou repetindo isso seguidamente até anunciar seu gozo....momentos depois também havia gozado e caímos os dois deitados e completamente suados no tapete da sala...o “ar” estava completamente empregnado com um cheiro de “Foda”, isso mesmo, com “F” maiúsculo. Dela prá cá...nuca mais tocamos no assunto mas pude perceber que não houve nenhum ressentimentoarrependimento pelo que aconteceu, muito pelo contrário, estamos até mais carinhosos e brincalhões um com o outro...sá que nunca mais repetimos a “dose” acho que por pura falta de oportunidade mas um dia quem sabe (vou torcer para que seja logo....risos). Meu nome é Paulo e meu e-mail é [email protected] e se alguém quiser fazer algum tipo de comentário sobre o meu “conto” me escrevam, de preferência, mulheres é claro e não precisam ser apenas “sobrinhas” (risos) não tenho nenhum problema com a idade de ninguém....beijos a todas. PS.: Isto realmente aconteceu !!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos meu enteado deixou meu c* todo ardidoContos erotico 4 aninhosmadre superiora e felino no banheiro e mete nela de sexocontos eroticos pai escravo da filhaMinha mãe voltou cheia de porra em casa contoscontos eróticos de mulheres feiasXvideo incesto pai e filha na picina sozinhoscontos eroticos dançando com a filhao cu rosinha de minha neta de 9 aninhoscontos eroticos mulher santinhasxvedios da nergacontos eróticos menino pintinhoengravidaram minha mulher contos pornoContos Eroticos Vóvocontos fodi menininha por docesContos eroticos bem comida e chupada em cada tetas por dois machosxvidiocu gostozoContos heroticos esposa quer muitas picascontoseroticosvoyeurpeguei meu pai comendo meu amigo conto eroticocontos eroticos de manauscontos eróticos de gay comi o cu do filho do meu amigochupador de pica de casados conto eróticovirei puto do vovo conto gayContoseroticosviolacaocontos eroticos homem casado fudendo sem do o cuzinho da prima magrinhaconto erótico de incesto de sobrinha e tio casa de contos sem querer me apaixoneiconto comeu afamilha todacontoseróticosdei de mamarxvideo do cunhado pecado a cunhadinha a fosa gozado dretro da boceta delacontos eroticos espiando esposa fielsr joão conto eroticosexo gay com meu patrão contoconto ela apostou o cuzinho e perdeuconvidando amenina pra fudeconto erotico meu filho meu machocontos com o ginecologistacontos eroticos incesto fis minha nora chupar na maraContos eroticos de mae lesbica seduzindo filha heterocontos eróticos de amigos tocando comcontos eroticos pra sogrcontos de sexos ainda dimenorquero uma buceta envolvendo meu pauvideo safadecadilataram minha buceta contoscontos xoxota peluda da minha maecontos de aluciando pela buceta peluda da maecontos erotico lesbico tirei a virgindade da minha irma com uma cenouracontos de novinha dando a bunda no escurocontos casada da na piavideos de molhe rosado a buseta na onttra e gozandoConto erotico coroa no onibusCoroa fudemdocontos de rabudasconto erotico gay meu dono me obriga a participar de orgia gayconto erotico incesto sonifero filhakero ver foda bem especial gemeno egritano de amorconto gaguei mas gostei de dar o cucontos usando plug o dia todo e anel no sacocontos/ morena com rabo fogosoporno. pai. eu. falei que. naoIrmao dotado conto gaycontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos meu tio cornoconto fui arrombado travesti dotadoconto sentei no colo do meu tio e o pau dele tava durocontos fumando crak com travecocontos eroticos dei a buceta para meu pai veridicocontos de sexo com viuvacasada e velho rico corno vendo contospau atochado no rego da joanacontos de lesbianismo no acampamento de escoteirasIncesto com meu irmao casado eu confessoconto erotico fraldario do mercadozueiras mais gostosas e fogosas da bunda grande e pernas grossascomendo o c* gostoso bronzeadinha e g************* de uma r*****empregadinha contocontos eroticos fui mecher no pau do meu padrinho dormindo conto erotico familia zoofiliameu marido corno e viadoMinha esposa no rancho com outroContos eróticos de mulher da cidade de maringácontos eroticos enganada e oferecida pelo maridocontos de crente bebendo porra no gang sem quere com mendingos