Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EXPLORANDO UM MENINO PELO OUTRO LADO

Olá a todos. Me identificarei como Circe e decidi vir aqui contar como comecei meu hobby de caçar meninos, pois imagino que mais pessoas têm tesão na mesma coisa. O site tem muitos relatos com "lolitas", mas poucos sobre o outro lado.



Sou branca, morena, não tenho corpo de mulherão mas até que tenho minhas curvas. Nunca fui de manter namorado, e minha vida sexual era ocasional... até este dia. Quando aconteceu eu tinha 21 anos e um emprego bobo no balcão de uma papelaria. Era muito comum que a dona saísse e me deixasse sozinha, muitas vezes o dia todo. O movimento era escasso e eu aproveitava para ler revistas de graça (ninguém nunca reclamou).



Num desses dias estava eu lendo sossegadamente uma Superinteressante (que na época ainda tinha textos com um mínimo de inteligência), quando percebi um barulho estranho e repetitivo vindo das estantes de revistas. Eram duas, e do balcão você não consegue ver direito quem está entre elas. Levantei e quando cheguei lá fiquei chocada: um menino mulatinho, sem camisa, havia colocado o pintinho para fora e estava batendo uma sem o menor pudor, a despeito de estar totalmente visível da rua, e com bastante proficiência apesar de aparentar uns sete, oito anos. "O que é isso, menino", eu disse exasperada, e ele retrucou: "Vamos trepar tia". Na hora meu rosto ficou vermelho de raiva. Quem aquele pivetinho pensava que era? Eu falei pra ele erguer o calção e ele: "vamos trepar tia". Nossa, eu fiquei mordida. Falei, ah, é?, e não sei bem como ou por que, mas decidi ensinar aquela criança mal-educada. Peguei ele pela orelha e levei para os fundos, fechando a porta (e deixando a loja aberta sem ninguém mesmo). A verdade é que já naquela hora eu estava perturbada com a situação, embora não fosse admitir pra mim mesma ainda. Aquele menininho praticamente pelado masturbando o pau do tamanho de um dedinho, falando que queria trepar... Eu tinha pensado em deixar ele de castigo, chamar a mãe, mas comecei a ficar com vontade de brincar de algo mais risqué.



Falei pra ele abaixar o calção. Coitado! Ficou todo feliz. Aí disse: "você foi muito malcriado e criança malcriada tem que apanhar na bunda". Ele fez uma cara de choro que eu quase perdi a pose e desatei a rir. O moleque estava se achando e agora não tinha como escapar. Falei "vem cá", firme. Ele veio. Botei ele no meu colo e ele ainda quis ficar de frente, mas o peguei pelos ombros e virei de uma vez. Ergui a mão e dei um tapa. Nossa! Aquela bundinha. Sá naquele momento entendi o quanto estava excitada. A pele dele era lisinha e suada, e a bundinha redondinha como a de uma menina. Dei outro tapa e senti minha xana escorrer. Estava morrendo de tesão. Nunca tinha sentido nada parecido. Fui batendo e a cada tapa eu quase gozava. Não resisti e comecei a demorar a mão, depois de bater ia alisando aquela bundinha até que fiquei sá nisso. Separei as nádegas empinadinhas e bolinei o cuzinho dele com o indicador. Seu pauzinho na hora deu sinal de vida. Eu não aguentei e comecei a me masturbar, enquanto brincava com seu cu. Comecei a falar bobagens: Então você está gostando do castigo, safadinho? Queria me comer e agora tá dando o cu pra tia? Bate punheta pra eu ver... Rebola a bundinha... Você é viadinho, isso sim... Eu pus ele no chão de joelhos, de quatro pra mim, enfiei o dedo sem dá, segurei seus quadris e insinuei um movimento... Ele não falava nada mas começou a rebolar bem bonitinho, enquanto mexia no pintinho... Aquilo me matou de tesão de vez, perdi a conta de quantas vezes gozei com aquela cena maravilhosa, sá de lembrar agora fico totalmente molhada... Até que ele gozou, sá um pouquinho de porra rala e transparente...



Eu não sabia o que fazer então disse pra ele sumir dali senão ia contar pra todo mundo. Depois fiquei super encanada, mas ele nunca contou pra ninguém. E foi assim que descobri meu fetiche. Votem se gostarem, se houver interesse eu conto de como conseguir fazer dois meninos se comerem... Foi a coisa mais bonita que já vi na vida...



[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


http://okinawa-ufa.ru/conto_1767_putinha-desde-novinha---esfolada-e-sacaneada-por-h.html"cabelo na perereca"conto de não aguentei a pica grande no meu cuzinhoconto contando ao cornode verdade o que injetam ou introduzem para aumenta bumbum e seiosfiquei excitada e dei para um mendigosocando a mao no cu do namorado tinserotico minha maecontos eroticos boqueteerotico minha filha bota a mãofudedo cadela labardor no ciu homecontos erotico filha chupando o pau do pai enquanto ele dormecontos eroticos colega da faculdadecontos eroticos dominada por mulequinhosEncoxador contosconto hot tia metrô passivosrj sexoconto gay jornaleiro safadotransformação contos eroticoscontos eróticos eu minha irmã fizemos sexo com faxineiro do condomínio.zoofili a nimada travestiMendigo e gay contoContos eroticos comendo o sgt de dia no quartelria gosa pra minConto gay erotico tirei cabaco m é u irmazinhomamae poe hlmens loucos na praia de nudismo contocontos eu e meu pai comeno um mendingoesposa quer dotado contosVidios porno meu irmao cravo tudo eminwww.minha tia chega em casa com cerveja e me da sua puceta eu tomado banhocontos eroticas professora e alunodei a bunda no escuro contoscunhado encochando contoso cu rosinha de minha neta de 9 aninhoscontos eroticos estrupada no onibusConto erotico orgis sogra veiagoxando no cu do enteado de sete anos contos eroticodxxxsogra deliciacontos eroticos caminhoneiro obriga meninafilho delicia contoFudeu Me Enquanto Dormia Contocontos buceta assadaContos mãe no colotransei com meu sobrinhomeus patroas adoram chupar a minha bucetacontos sexo dando na barraca p amigos do namoradoNovinha putinha conto eroticoSou agora casada com meu ex primo viuvo conto eroticocontos eroticos comi a buceta da minha cadelaconto sexo uma família especial contos eróticos com mamãeconto erotico namoradinhos de infanciaContos vovó no banhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos erotikos comendo o cu da minha madrinhacontos de coroa com novinhocontos estoricos travedir fode marido e a esposa n salao d depilacaominha mãe chifra meu pai com qualquer um contos eroticoscontos tiachupa rolacontos eroticos arrombando a gordadoce nanda contos eroticosconto erotico gay chupando tio bebadoMeu cunhadinho me fodeu na festa.contosContos eroticos da esposa safada com o marido deficienteconto erotico meu pai se casou com uma travesticontos de chantagem analconheci a vara do meu padrasto muito novinha contos eroticosContos eroticos dor no sacocontos eroticos incesto carro lotadotransei com meu melhor amigo contos me chamo saracontos encoxadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico vendo minha filha e meu genro gozei sozinhavagabundinhas no seu primeiro poeno anal delatacao analCasada fodeno com sogro no sitio contoEmpregada Triscando no meu pau contoContos eroticos anal com minha professoraconto erotico casada mete com mendingo fedendo a mijoconto gay era pequenoconto erótico meu padrinho me estuprouconto cu frouxo