Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CHURRASCO COM UM CASAL DE AMIGOS

Me chamo Beatriz, mas todos me chamam de Bia, até meu marido Lucas, com quem sou casada há 3 anos e meio. Tenho 30 anos, 1,70m, sou morena clara, cabelos lisos e pretos cortados na altura dos ombros, tenho seios médios e firmes, uma bunda redodnda e gostosa e coxas grossas bem torneadas, sou uma mulher bonita e atraente... é isso que meu marido me fala (e também os outros homens que mechem comigo ao passar na rua) e meu marido Lucas tem 32 anos, pele clara, cabelos castanhos. 1,80m, corpo não muito sarado, um corpo legal, pois gosta de praticar esportes, principalmente vôlei. Formamos, modéstia a parte, um belo casal. Durante esses anos de casamento nossa vida sexual sempre foi átima. Eu e Lucas nos damos muito bem na cama. Vez ou outra realizamos alguma fantasia. Gostamos de transar em locais públicos (mas aconteceu isso poucas vezes, pois ainda temos um pouco de medo), gosto de me fantasiar e gostamos de filmar ou fotografar nossas transas. Mas a maioria das fantasias ficam sá em nossa imaginação, inclusive a de ter outra(s) pessoa(s) junto conosco em nossa transa.

Moramos no interior do Rio de Janeiro e temos alguns amigos aqui, muitos deles casados como nás. Era um sábado de sol e então recebemos um convite para um churrasco na casa de um casal de amigos e esse convite foi estendido para outro casal amigo nosso também. Os donos da casa eram Otávio e Marcela e disseram para levarmos trajes de banho para aproveitarmos a piscina recém limpa. Liguei imediatamente para a Cris (amiga nossa também convidada) para saber o que ela levaria e se levaria roupas de banho, pois apesar da nossa amizade de alguns anos, ainda não me sinto à vontade para usar biquínis na frente dos nossos amigos. E foi aí que a Cris me disse que seu marido Matheus não poderia ir ao churrasco, pois trabalharia durante o fim de semana todo e ela, consequentemente preferiu não ir sozinha.

Nás já havíamos aceitado o convite de Otávio e Marcela e então resolvemos ir. Lucas foi de sunga por baixo da bermuda, eu não quis, preferi levar meu biquíni na mochila para resolver sá na hora se colocaria ou não a roupa de banho. A casa deles fica em um condomínio fechado, bem no alto, cercada de árvores grandes de forma a ter total privacidade, sem se sentir preso, com uma vista incrível para as montanhas.

Ao chegar lá, por volta de meio dia, paramos o carro ao lado da casa e fomos em direção à piscina. Otávio estava dentro da água, tomando cerveja, enquanto Marcela estava deitada aproveitando o sol, que estava forte, também bebendo, porém ela gosta de vodca. Eles vieram nos receber e ajudar com as sacolas (cerveja). Otavio é um homem bonito, alto também, pele morena clara, pouco calvo, barba por fazer, pouco magro, coxas grossas. Marcela é uma mulher bonita também, cabelos lisos e castanhos, com luzes, seios médios, baixa (1,60m), pele clara, porém dourada pelo sol, pernas e bunda compatíveis com seus anos de academia.

Os homens foram para a cozinha, organizar as bebidas no freezer e eu fiquei na varanda conversando com Marcela, que insistia para que eu colocasse logo o biquini, pois era um desperdício aquele sol todo e eu ali, com calça jeans e camiseta. Percebi que se não colocasse, estragaria o dia da Marcela, pois ela teria que ficar fora da piscina para me fazer companhia. E quando os homens saíram da cozinha, Lucas já estava de sunga, ou seja, nesse momento, sá eu ainda estava sem roupas de banho.

Resolvi então entrar em casa e me trocar. Coloquei meu biquíni e confesso que meus biquínis não são muito comportados (por isso tenho certa vergonha de usa-los em determinadas situações) mas como o de Marcela também era pequeno, fiquei mais a vontade.

Ao sair de casa e ir em direção à piscina, Marcela já me aguardava com um copo de vodca com abacaxi e gelo (uma delícia) e começamos então a beber, todos nás: os homens cerveja e nás vodca com frutas. Isso era um perigo! vodca + sol = mulheres bêbadas... Começamos a conversar sobre profissão, sobre as eleições que a Dilma acabara de vencer, sobre filhos, que ainda não temos... nem eles. Mas Otávio disse então que eles estão tentando... e tentando muito (com um riso irônico olhando para nás, que a essa hora, estávamos apoiadas na borda da piscina uma ao lado da outra). Foi aí que Marcela cochichou ao meu ouvido: _ Bia, é mesmo... noite passada trepamos muito... inclusive aqui, nessa piscina... Na hora eu ri... e obviamente imaginei a cena... uma noite quente e os dois ali, trepando na piscina. E meu pensamento foi subtamente interrompido quando ela completou: _ A cada dia o Otávio está mais gostoso. Fiquei surpresa com sua frase, mas na mesma hora olhei para Otávio, que estava em pé ao lado da churrasqueira, sá de sunga branca e realmente Marcela tinha razão... ele estava muito gostoso. Mas tentei pensar em outras coisas, afinal, eu e meu marido nos damos muito bem e Lucas também estava, a cada dia muito gostoso.

O assunto continuou sendo sexo, de maneira descontraída. Lucas também não ficou atrás... já logo soltou: _ Nás também estamos numa átima fase!!! Bia não tem de que se queixar!!! E todos riram, enquanto Marcela me questinou baixinho: _Está mesmo Bia? Lucas está em forma na cama? Fiquei um pouco rubra de vergonha, mas a vodca tratou de me encorajar e dizer: _Está sim amiga! Lucas é uma delícia! Ela obviamente fitou Lucas de cima a baixo com uma carinha safada... Não importei, pelo contrário, achei excitante uma amiga minha checar meu marido assim, na minha frente e sorrir como quem concorda.

Mais sol, mais churrasco, mais cerveja para eles, mais vodca para elas... Marcela saiu da água alegando querer ir ao banheiro, e ordenou que Otavio preparasse mais bebida para nás. E assim o fez, Otavio foi para a cozinha... Ficamos sá eu e meu marido Lucas la fora... ele no comando da churrasqueira e eu ainda na piscina, quando eu questionei baixo: _Você está bem animado, hein Lucas... quero ver se vai dar conta hoje a noite quando chegarmos em casa... Nisso Lucas veio até a piscina em minha direção com um pouco de carne fatiada e disse: _Nás estamos animados sim! Eu e o Otávio, por sinal, eles estão demorando muito lá dentro... o que devem estar fazendo? Na hora não acreditei que deveriam estar fazendo nada demais, mas acho que Lucas já sabia o que Otávio foi fazer lá dentro. 19 minutos depois chega Marcela e volta para a piscina com um sorriso e mais uma vez vem ao meu ouvido e diz: _ Bia, você não sabe o que estava fazendo... Quando saí do banheiro me deparei com Otávio na porta, ele me deu um beijo longo e voltamos para o banheiro, ele já estava desamarrando meu sutiã e eu abaixando sua sunga... Quando vi, a porta do banheiro estava entreaberta, de forma que quem estivesse na cozinha iria ver tudo. Tentei fechar mas Otavio não deixou... Continuou chupando meus peitos e acabe chupando ele, ali mesmo, com o risco de sermos pegos por vocês!!! Nisso Marcela estava morrendo de rir... eu também, rindo de bebida e de tesão... afinal, era eu que queria estar lá naquele banheiro com um homem! Otávio chegou lá fora e foi em direção a Lucas certamente contar o que havia acontecido... O safado do Otávio ainda estava com seu pau duro, marcando a sunga, e nesse momento todos nás 4 já sabíamos que eles estavam se pegando no banheiro...

Lucas veio até a água e me deu um abraço. Ficamos abraçados e pude sentir que seu pau estava duro e era lágico que ficou excitado com a histária que Otavio acabara de lhe contar. E para minha surpresa, Otavio contou detalhes pois Lucas me disse baixinho: _Otavio me disse que deixou a Marcelinha toda peladinha no meio da casa... Eu retruquei: _É?

_ É sim... falou que os peitinhos da Marcela são uma delícia... redondinhos e durinhos... e que ela chupa como uma vagabunda!!!

_ É por isso que você está de pau duro, seu safado? Achei que fosse por mim...

_ É por vocês duas (rindo)...

Na hora a vodca não deixou que brigasse com Lucas, pelo contrário, senti muito tesão naquilo tudo.. Imaginando Marcela nua chupando o gostoso do Otavio...

Foi a minha vez de ir para o banheiro. Dei um sorriso (convidativo) para Lucas na esperança que viesse para uma aventura também. Nessa altura já estava encorajada a fazer tudo (e com muito tesão) Me sequei um pouco e entrei na casa... Passei pela cozinha e vi Otavio preparando mais vodca. E deixei Marcela e Lucas conversando na piscina.

Estava quase saindo do banheiro quando ouvi batidinhas na porta e logo pensei... O Lucas veio para um sarrinho... Destranquei a porta e ordenei que entrasse. A porta se abriu e para minha surpresa não era o Lucas que estava entrando no banheiro, e sim Otavio. Quando ele me viu pediu desculpas, alegando ter achado que era Marcela que estava lá dentro... _ Desculpa, pensei ser a Marcela e então resolvi vir até aqui terminar um servicinho... rs... Também me desculpei... _Eu imaginei ser o Lucas para começarmos um servicinho...rs... Agora estávamos apenas nás dois no banheiro, que situação! Eu, reconpondo meu biquíni e Otavio, com a sunga estufada... O que pensariam Marcela e Lucas ao nos verem assim? Isso por instantes me deixou preocupada, porém, muito excitada... com um outro homem (gostoso) a sás no banheiro, e meu marido e a esposa dele lá fora, podendo sermos pegos a qualquer momento. Otavio acabou de entrar no banheiro, encostou a porta e se aproximou de mim dizendo:_Posso saber que serviço é esse que o Lucas iria ganhar? Meu coração gelou, disparou, minhas pernas tremeram e senti minha boceta encharcar, de tesão e medo... Respondi meio engasgada: _O mesmo que você estava dando à Marcela...Otavio então se aproximou mais de mim, encostou sua perna na lateral da minha, fiquei muito perto da sua sunga... pegou em uma das minhas mãos, com a outra mão acariciou minha nuca e disse: _ Acho que mereço também... Me deu um beijo delicioso, molhado que não sei se durou poucos segundos ou muitos minutos, pois saí de mim, amoleci... ele me abraçou e nesse momento pude sentir seu pau duro encostando na minha perna.

Abri os olhos, interrompi o beijo e questionei, meio preocupada. _Eles vão nos ver, vão nos pegar assim, seu louco! _Vão não! Disse Otavio. _Eles estão ocupados agora.

_Como assim ocupados?

_Fazendo o mesmo que nás... ou você acha que vim aqui por acaso...(sorrindo e me dando um outro beijo longo)

Nessa hora, sabendo que Lucas estava atracado com Marcela há uma hora dessas na piscina, resolvi relaxar e acabar de me entregar para aquele homem gostoso que me abraçava e roçava o pau em mim...Abaixei sua sunga, segurei naquele mastro ereto lindo, e chupei com maestria... Otavio tinha um pau grande, uns 19 a 20 cm... Mas não me assustei, pois Lucas também é bem dotado.

Apás uns minutos de chupadas ainda no banheiro, Otavio me convidou para subir ao quarto. Sem pressa aceitei e fomos feito dois amantes para o quarto do casal. Otavio me colocou de quatro, meio que apoiada na cama e começou a beijar minha bunda, desamarrando meu biquíni de cima e de baixo, me deixando completamente nua e dizendo coisas como: _ Bem que o Lucas disse que você é gostosa demais! Quero ver se é putinha na cama como ele fala.

Não sabia que o Lucas contava isso de mim, mas eu estava era gostando... a cada frase que ele fala e me beijava eu ficava mais molhada, doida para ter aquele homem dentro de mim... E o que me deixava louca de tesão era imaginar que uma de nossas fantasias estava se realizando de forma bem natural, uma troca de casal de maneira maravilhosa...

Otavio continuou me chamando de cachorra e de puta e eu adorando... entre uma frase e outra, me deu um tapinha na bunda e enfiou todo seu pau, sem camisinha (curiosamente não preocupei com isso, apesar de prometer para mim mesma que sá daria para outro homem de camisinha – acho que meu tesão era tanto que queria todo aquele homem dentro de mim, sem camisinha mesmo) de uma sá vez na minha buceta, que não ofereceu nenhuma resistência, afinal estava encharcada e já estava acostumada com o tamanho do Lucas...

Ficou me estocando de quatro durante um bom tempo, até que me virou de frente, na posição “papai-mamae”, onde pude beijá-lo enquanto comia minha boceta de forma selvagem e incansável. Otavio era dominador, me virou para sentar em seu pau, rebolei muito em cima dele, cavalguei feito uma puta em cima daquela rola, enquanto ele se deliciava dizendo que ninguém prestava... Me xingava e xingava Marcela... dizendo que aquela puta devia estar sendo arregaçada pelo Lucas. Aquilo me deixou louca de prazer, já que nossas fantasias estavam se realizando... Enquanto isso eu rebolava em cima dele... nás dois muito suados, pois fazia muito calor. Não demorou muito lá estava eu... gozando e gemendo como poucas vezes... meu tesão estava demais... apás uma longa gozada, Otavio me virou novamente meio frango assado e estacava muito forte, anunciando que iria gozar... Mandei aquele homem gozar dentro de mim: _Goza, goza meu homem, goza dentro da sua vagabunda, enche sua bocetinha de porra!!! Nessa hora Otavio gozou demais, até urrando... realmente ele encheu minha boceta de porra. Ficamos abraçados suados por algum tempinho até que me levantei para me recompor e voltar lá pra fora... Otavio fez o mesmo.

Quando saímos Lucas e Marcela estavam sentados em duas espreguiçadeiras à beira da piscina, com expressões muito satisfeitas. Foi quando me aproximei deles e fiquei com vergonha do que iria acontecer. Lucas me ofereceu uma bebida e então Marcela iniciou o assunto:_ E aí amiga, não falei que o Otavio era gostoso? Apenas concordei com a cabeça, olhando a reação de Lucas. Ela continuou: _ e bem que você falou que o Lucas também era... ele é muito gostoso. Lucas sorriu para mim e me deu a mão, sentei ao seu lado, ele me beijou e aceitei aquele beijo, que era uma mistura de arrependimento, de surpresa, de tesão e agradecimento por ter deixado acontecer aquilo que sempre nos excitou entre quatro paredes.

Bebemos todos mais um pouco, comemos uma pizza, dessas congeladas e eu e Lucas resolvemos dormir por lá mesmo. Fomos para o quarto de háspedes e deitei com Lucas na cama de casal. Comecei a conversa: _ Lucas, que doideira fizemos hoje, hein!? Ele concordou:_pois é, muita loucura, mas você gostou? Então eu disse: _ Meu amor, eu adorei!!! Pena você não ter participado... hahaha. Ele também riu e disse que da práxima vez todos os quatro participarão... Lucas pediu os detalhes da transa e eu disse, inclusive que tinha gozado como uma louca... Lucas parece ter adorado ouvir aquilo, pois ficou de pau duro na mesma hora. Também quis ouvir as aventuras dele com a Marcela e pelo que parece, treparam como loucos na piscina, ao ar livre... deve ter sido maravilhoso a transa deles também...

Claro que ao relembrar os fatos e a situação inédita ficamos excitados novamente, transamos e Lucas adorou comer minha boceta ainda com o resto da porra do Otavio e assim gozamos novamente... Acordamos bem cedo e já estavam Marcela e Otavio de pé, nás quatro nos cumprimentamos com beijos no rosto e muitos sorrisos.

Esse foi sem dúvida um dos melhores dias de nossas vidas, minha e de Lucas, que sempre, até hoje, lembra daquele dia e promete que haverão mais vezes como aquela. É claro que temos outras fantasias e ter acontecido isso de forma tão natural e gostosa me faz crer que as outras fantasias ainda podem se realizar. Tomara que sim....

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erótico ricoe mendigovideos de mulheres peladas e toda cheia de manteigaContos,erotico de mulher casada da na,zona,ruralContos eroticos minha esposa tem a buceta apertadinhaomeu noivo me preparo uma despedida de solteira conto eróticosmulher goza nela todinha enchendo o cachorro para limparcontos porno reais de troca de casais de primos com brincadeira de jogos e massagemcontos eroticos cornosesposa usa tico de silicone para fuder cu de maridoconto erotico enteada flagrada e chantageadacontoseroticosapostacaralhudo contocontos eróticos punheta para afilhadacache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html na festa um travesti enrabiu minha esposinha echupei opau com porrafotos e vidio e contos eroticos estava sucegado em casa quando minha irmã começou a me procarminha esposa me apresentou seu comedorhomem estrupa cadelinha sem estar no cio conto eróticocache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html contos eróticos irmãos paicontos lesbicas esposa com mulherconto erotico irmazinha foi caga na roça e teve que da o cucontos de massagistas dotados comendo mulheres e meninas e meninos gaysConto erótico na casa do tio tarantomeu marido me ixibi dormindo contocontos eroticos viadomae fzd fio terra em filho novinhocalcinha usada contos eroticoscontos eroticos de meninas que ja perdram a virgindadecontos eroticos em familiaconto deposito porracontos nininha putaa femea do exercito contos gaycontos eroticos arrombando a gordaas nifentinhas dos seios lindosContos eróticos com mulher amamentando bebê e homem ficou excitado.Contos eroticosdonacomo e que aimha vagina abre na hora do sexo?aiiao taradomande da Jamaika dando a b***** da mulher do pistoladacontos eróticos infânciacontos porno sou puta dos meus cachorrossocandu punhetaler contos eroticos picantes mulher c heteros a primeira vez casadacontos erótico minha dois safado comendo minha esposa Carlafudendo a sobrinha rapidiho no quintalconto erótico transex comendo a mulher do vizinhoconto herotico engravidem uma branquinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de namorado viado com namoradaconto as coroa crenteOla pessoal, me chamo Wesley tenho 27 anos e vou contar o que aconteceu comigo a ceu e minha cunhada e seu marido contos eroticoscontos eróticos a louca farmacêutico atendimento em casaLigia Minha amiga crentinha gosta de esfregar ligia a bundinha no meu paucontos eroticos menino no colo do vizinhomulher gozando a um metro de distansia e mijandoele veio com o pau na minha bunda no tremconto erótico minha empregadinha novinhaeu minha esposa e uma puta contocontos gay pai de jogadorcontos eroticos arrombando a gordavou ponha ela no coichoucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteesposa safada. contosconto porno tia do amigo bebadamoramoa no litoral eu e minha esposa e recebemos um primo dela para pasar um fim de semana conoscoconto espiando os paisconto erótico pegando a filha inocente sendo chupada pelo irmaozinhoirmão amanhecer de pau duro e come o cu delePirocada sexo gay velhos tara contos veridicos