Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TUDO COMEÇOU NO CLUBE (1ª PARTE)

Desde pequeno, sempre fui assediado pelos meninos mais descarados, e cobiçado pelos homens.

Mais nada acontecia. Até porque tinha medo, mais eu já tinha a certeza de ser gay. Com 19 anos ia muito ao clube com os meus pais, perto da minha casa.

O que eu mais gostava de lá era o banheiro, tinha sempre algum homem tomando banho e eu adorava ver aqueles pintos de todos os tamanhos.

Nunca quis transar com os moleques, até porque se eu fosse com um deles, o bairro todo saberia e eu não queria ficar com fama gayzinho. E me parecia que os mais velhos eram mais discretos e cautelosos. Com certeza a minha primeira vez seria com um homem, já tinha tomado a minha decisão.

Teve uma vez que um homem ficou se exibindo para mim no banheiro, ele ficava me olhando e ensaboando o seu pinto que ficou bem duro e o cara ficava também balando e me oferecendo aquele pedaço de carne suculenta. Eu sá saí do banheiro porque ouvi vozes de dois homens entrando no banheiro, Aquilo foi o motivo de muitas punhetas à noite na minha casa. Teve outra vez, que um cara percebeu que eu estava olhando pro seu pinto e saiu do chuveiro e de encaminhou para aqueles lugares que os homens fazem xixi que fica no chão, muitos clubes tem isso. (SÓ NÃO SEI O NOME) Mais isso não vem ao caso.

Ele fez um sinal para eu ficar ao seu lado, hesitei um pouco mais eu fui é lágico.

Ele começou a massagear o pinto bem de leve e lentamente e foi aumentando o ritmo da punheta para eu ver e eu não conseguia tirar os olhos do pinto dele. Os meus olhos arregalaram e a minha boca se encheu de saliva.

O CARA= Segura ele vai!(SUSSURANDO)

Eu queria muito fazer aquilo, mais ali era muito arriscado, então fiz um sinal negativo com a cabeça. Mais ele insistiu e apontava em minha direção o seu caralho.

O CARA = Pega nele, sá um pouquinho. E coisa rápida!Eu sei que você está doido para pegar!(DEU UM SORRISO SACANA)

EU= O meu pai ta no Box se trocando (Com voz trêmula, falei baixinho)

Olhei para os lados e também para a direção do Box que meu pai estava. E segurei no pinto do cara.

Foi uma sensação maravilhosa, era a minha primeira vez que estava tendo contato com outro homem e ainda mais maravilhoso é que estava com o pinto dele na minha mão. A minha excitação foi tanta, que segurava, apertava e batia punheta nele, tudo ao mesmo tempo.

Nunca mais queria tira a mão daquele pinto e sá tirei porque o meu pai saiu do Box e felizmente ele não percebeu nada.

Até que, quando o meu pai viu o cara, por incrível que pareça eles se conheciam e foi uma festa entre eles. Aperto de mãos, abraços e até tapinha nas costas, Ele era o filho mais velho do melhor amigo de papai.

E em minutos descobri o nome dele, onde morava, quantos anos tinha e que era noivo há dois anos e que pretendia se casar ainda este ano.

PAI= Tavinho, este é o meu filho.

PAI= Filho, este é o cara que o pai ia jogar futebol na casa dele. Lembra?

EU= Balancei a cabeça, afirmando.

Voltando a falar com o Tavinho.

PAI= Lembra!A nossa turma sempre dava uma surra na pelada e o teu pai sempre ficava muito puto. (DERAM MUITAS GARGALHADAS JUNTOS)

TAVINHO= Lembro sim, você tem que aparecer La em casa para jogar uma bolinha.

PAI= Qualquer dias desses eu vou. Vai ser muito divertido rever o pessoal e um prazer ver o teu pai.

O Tavinho olhou para mim.

TAVINHO= Leva o seu filho também. (ME DEU UM TAPINHA NAS COSTAS)

PAI= Vamos sim.

O interessante é que não fiquei preocupado, sabia que o Tavinho jamais falaria com alguém sobre aquilo que tinha acontecido.

Fomos para a piscina e logo tratei que cair na água. Os meus pais ficaram sentados nas cadeiras conversando com o Tavinho e a sua noiva.

às vezes ficava na borda da piscina e disfarçadamente olhando para o Tavinho. E ele correspondia aos meus olhares.

O Tavinho veio em minha direção, mergulhou e veio ficar do meu lado na beirada da piscina.

TAVINHO= Sabia que eu sá pulei na água porque estou ficando de pau duro por sua causa. (DISFARÇADAMENTE PASSOU A MÃO NA MINHA BUNDA)

TAVINHO= Eu vou disfarçar e voltar ao banheiro. Dá um tempo e vai para La, que eu vou estar te esperando.

Antes de sair da água, ele passou a mão na minha bunda.(DESTA VEZ ELE SEGUROU E DEU UMA APERTADA NA MINHA BUNDA)

Mesmo com medo do perigo fui ao seu encontro, o banheiro estava vazio e ele estava no Box com a porta meio aberta.

Entrei no Box e ele botou o pinto para fora da sunga.

EU= Nuca fiz isso antes.... Tenho medo.... Você é amigo do meu pai...

TAVINHO= Fica tranquilo.Vai ser um segredo de nás dois.

Segurei no pinto dele e bati uma punheta enquanto ele enfiou a mão dentro da minha sunga e massageou a minha bunda.

Ele me beijou e as nossas línguas se entrelaçaram e ele passou a chupar a minha língua e morder os meus lábios, me mandou sentar no vaso.

Eu sentei e ele ficava passando o seu pinto no meu rosto até eu pega-lo e botar na boca. Quando eu já estava pegando jeito de chupar, entra um cara no banheiro e liga o chuveiro.

Apavorado, deu um pulo e quase entrei em pânico. Mais o Tavinho me abraçou e pediu para eu ficar calmo e em silencio.

Ele me beijou e eu fui me tranquilizando apesar de saber que tinha outro homem La dentro.

Lentamente o Tavinho me virou, abaixou a minha sunga, com o seu braço forte ele me abraçou na altura do meu peito e com o outro ele foi enfiando o dedo no meu cu. Primeiro ele massageou o meu cuzinho depois o dedo foi entrando bem devagar, Que sensação deliciosa eu estava tendo.

Era um sonho estar ali sendo desejado por um macho. O cara que estava no chuveiro, desligou e saiu do banheiro.

TAVINHO= Temos que agir rápidos, alguém pode entrar de novo.

O Tavinho me virou de frente para ele e com a sua mão fez carinho no meu rosto.Chegou no meu ouvido e deu uma mordidinha.

TAVINHO= Me chupa.

Sentei no vaso e voltei a chupá-lo. Passei a língua cada centímetro do seu pinto e voltei a engoli-lo por inteiro, estava sendo um prazer meu fazer aquele macho vibrar de desejo e era isso que eu queria da minha vida.

Tirei o pau dele da minha boca e me concentrei em bater uma punheta nele e chupar o seu saco e engolia cada um dos seus testículos e os lambia também, queria muito sentir ele esporrando em mim, queria muito sentir o gosto do gozo de um macho pela primeira vez.

O Tavinho se contorcia todo e o seu pau latejava na minha mão, e ele gozou jatos e jatos de porra na minha cara. E o meu sonho estava sendo concretizado naquele momento.

O Tavinho pegou o controle e terminou a punheta ate sair a ultima gota de porra e eu passei a segurar nas suas pernas e quando ele terminou de gozar, peguei no pau dele e lambi.

O jato quente da sua porra me deixou mais excitado e eu levantei e me virei, fazendo ele me abraçar.

Eu esfregava a minha bunda no pau babado dele e aquele cheiro de porra me embriagava e aquele homem atrás de mim estava me enlouquecendo.

Peguei nas suas mãos e entrelacei nas minhas e as conduzia pelo meu corpo.

Como ele é muito experiente, entendeu o que eu estava querendo e me punhetou até vir o meu gozo e sujar toda a sua mão.

Me virei e o abracei pela cintura.Posei a minha cabeça no seu peitoral e suspirei de felicidade.

TAVINHO=(Baixinho no meu ouvido) Temos que voltar, os seu pais podem dar pela sua falta e a minha namorada também.

TAVINHO= Vai se limpar no chuveiro e saia que depois faço o mesmo.

Voltei para a piscina e entrei na água para disfarçar a minha ausência e logo em seguida o Tavinho apareceu.

Saí da piscina e fui tomar sol com todos eles.

TAVINHO= Vou pegar a câmera digital para tirar fotos (Tavinho olhou para mim) Vamos comigo, Ricardo!

Levantei.

EU= Vamos sim.

Chegando ao estacionamento, entramos no carro e eu mais que depressa botei a minha mão no seu pau em cima da sunga.

EU= Quero te ver de novo.

TAVINHO= Eu também.

Ele se certificou de que não tinha ninguém por perto e, pois o seu pinto já duro pra fora da sunga.

TAVINHO= Me chupa mais uma vez.

EU= Eu chupo se você me prometer que vai tirar a minha virgindade. (fiz um carinho em seu rosto)

TAVINHO = Vai ser um prazer, comer o seu cuzinho virgem.

Abaixei e chupei com gosto e ele segurava a minha cabeça e forçava para que eu engolisse por inteiro o seu pinto, engasguei algumas vezes e mesmo assim tentava engolir o seu pinto todo.

TAVINHO= Vô gozarrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr! Hummmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm!! Hummmmmmmmmmmmmmmmmm!!! Issoooooooooooooooooooooooooooooo!! Tô gozandooooooooooooooooooooooooo!



Deixei vir toda a sua porra em minha boca, me virei e cuspi pela janela. Saímos do carro e voltamos para piscina, com a promessa de nos ver novamente.



FIM (CONTINUAÇÃO)



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos de maridos brochascachorro roludo tarado conto eroticocontos eroticos meu marido gosta de ir ao cinema porno para ve homens ecitados e me exibi em praias e escolher um para transa primeira vse com outroCasadas safadas traindo em contosEstuprada pelos cachorros contos eroticoscontos eroticos vizinho.me enraba enquanto maridao bb trabalhanois ta bem aparentado doido pra comer bctcontoseróticos comendo a família inteirahomem deixar você anda mulher toda arreganhada tanto transarconto erótico me tornei o macho da minha irmãconto erótico gay em cinema. De Recifecontos patricinha puta com o velho coroanovinha sequestro contocasamento de corno contosvidio de porno novinha deichado ovelinho loucoComtoerotico filhinha peladinhaminha esposa faz questao que eu veja ela com outro em nossa cama e depois chupe ela toda esporrada videoscomi minha namorada e minha irma na festa de formatura contos eroticoscontos erotico com foto de travesti trasado levado gozada no rosto e na bocaela chupeu monhas bolas a noite inteiracontos eróticos baixinhacomo faxersexooralContos eróticos sexo com avó e amigascontos eroticos mae filhadei dinheiro pra minha amiga pra comer ela contosConto morena 37 anostias envangelica dando a buceta ao sobrinho em historia realContos etoticos leite dee picavidio porno u homen gozano na buseta po sema dacasinhacontos excitantes comendo minha amante no motel com a namorada dela do ladocontos seios mamadas coroasconto erótico meu filho pediu uma espanholacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos gay meu vizinho negro de dezesseis anos me enrabou quando eu tinha oito anoscontos gays abusadocontos comi a amante do meu paicontos eroticos estrupada no onibusfilme porno online,neu.papai me.fodeu.enquanto eu dormiacontos pegando a secretaria novinha de minha mãecontos eróticos gozando na filha pequenasexo gay quando eu era pequeno okinawa ufa contoshomen dando cu para a gradeuWww.contoeroticovirgem.comentão abri as pernas dela e peguei naqueles peitinhos pequenos e gostosocontos eroticos mae e filha no cinemacontos eróticos esposa disfarçadoContos caguei no analconto clube de amamentacao de adultoslesbica consolo empregada contoscontos minha mãe sentou no meu colo de saia sem calcinhacontos de rasguei o cuzinho da minha avóconto erotico com crenteConto erótico Sado(trasformei meu marido em escravo)contos eroticos menina novinha virei mulhergodeminhaesposamoleque me fodeu gostoso vai mete seu moleque safado cotosconto erotico viado vai pro baile funk e da o cu pro travestidei a b***** para o meu genroconto conto erotico sobre virgemcomo fuder com banana verdeConto so caminhoneiro dei carona uma freira loiraempregadinha contojapa enfia o dedo no seu cu virgemcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteCU arrombado ABERTO madrasta contocontos sodomizada por dinheirocontos bucetinha familiaconto shemales sem camisinhagozando na amiga dormindoContos eróticos apostandocontos erotico mendigoLora dismaiando no cu no anal em tres minutosele sofre ao meter nabuceta pequena