Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMENDO CASADA NO HOSPITAL

Oi pessoal, sou moreno claro, bastante alto, estou em forma, já que faço musculação, tenho olhos claros e sou muito safado.



Vamos ao conto: Trabalhava no estoque de materiais médicos de um grande hospital particular da Zona Norte do Rio de Janeiro. Em um balanço de estoque de fim de ano conheci a Fabiana (nome fictício), que era funcionária nova e de plantão diferente do meu. Era morena clara, estatura média, cabelos longos, olhos castanhos, seios grandes e duros e uma bunda linda que roupa nenhuma esconderia. Ela era casada, mas logo vi em seu sorriso o tesão que escondia.



Aproveitei as oportunidades que tive para aproximar-se, sempre com brincadeiras mais safadas, foi quando ela me disse que eu a estava provocando e depois não aguentaria. Disse a ela que estava louco para tentar e que apás o encerramento do trabalho poderíamos parar para beber alguma coisa e conversar um pouco. Ela topou, mas nem tudo é como esperamos....



O nosso trabalho acabou por volta de 01:00h da manhã e eu não tinha ido trabalhar de carro. Resumindo, teríamos que ficar por lá para esperar amanhecer. Comecei a pensar sobre o que faria para transar com aquela mulher, que em poucos momentos me deixou cheio de tesão.



Fui a outro setor onde não tinha ninguém, deixei um colchão e lençois no chão e então a chamei dizendo que tinha um lugar para esperarmos amanhecer. Ela hesitou no início mas disse a ela que outros funcionários também estariam lá. Ela então acabou indo, com promessas de que eu não tentaria nada ali dentro....



Ao chegarmos ao local onde ficaríamos, já a agarrei por trás, ela hesitou, disse que era loucura, mas então beijei gostoso seu pescoço (nossa, como a mulher era cheirosa), a virei e dei um beijo em sua boca, a qual correspondeu prontamente, me abraçando e segurando minha cabeça com força.



Vi que meu plano daria certo e então acariciei sua linda e grande bunda e subi minha mão por dentro da sua roupa, acariciando suas costas e seus duros seios. Ela relutou, dizendo que já tinhamos passado dos limites, então respondi a ela que eu não tinha limites e desci minha mão até sua bucetinha e com a outra mão, desci sua mãozinha até meu pau por cima da roupa, aí ela perdeu a linha.



Ela por conta prápria colocou meu pau pra fora, ajoelhou e começou a chupar, dizendo que já não estava aguentando de tesão. Chupava deliciosamente, lambendo toda extensão, por vezes tentava enfiá-lo todo na boca e alternava com lambidas na cabeça. Estava me deixando louco de tesão, ainda mais quando ela começou a falar que queria beber meu leite, que era pra eu gozar logo que ela queria beber tudinho. Quase pirei de tesão, então enchi sua boca de porra, assim como a gostosa queria.



Ela ainda estava vestida e então tirei toda sua roupa, a deitei no colchão e passei a chupar seus peitos. Desci por sua barriguinha até chegar à sua bucetinha, onde parei e comecei a chupá-la. Chupava o grelinho, passava a língua por sua bucetinha toda e por vezes fudia sua bucetinha com minha língua, enfiando até onde podia, dizendo a ela que retribuiria e que era pra ela gozar em minha boca. Ela então começou a contorcer e me avisou que iria gozar. Disse pra ela gozar na minha língua, o que foi feito por ela, com muitos gemidos abafados e tremendo bastante.



Nessa hora, eu já estava com o pau duro igual pedra novamente e posicionei meu pau na sua bucetinha. Nossa, que buceta quente, estava pegando fogo. Enfiava meu pau todo e ela revirava os olhos de tesão. Ela então quis ficar por cima e cavalgou deliciosamente na minha pica. Ela já tinha gozado mais algumas vezes, então a coloquei de quatro, já que estava louco pela bundinha dela. Comecei a socar forte sua buceta e puxar seu cabelo. Ela se mordia para evitar gemer alto. eu tirava a minha pica toda da buceta e enfiava novamente, às vezes mais rápido, às vezes mais lentamente. Ela estava descontrolada e eu aproveitando disso, começei a bolinar seu cuzinho. Como não houve oposição, enfiei um dedo. Ela deu uma fugida, mas insisti e ela começou a ceder. Fiquei comendo sua buceta e enfiando e tirando o dedo do seu cuzinho, até que sem aviso tirei o pau de sua buceta e posicionei na entrada do seu cuzinho. Ela disse que não dava a muito tempo, eu disse que deixaria ela no comando. Deixei o pau na entrada do seu cuzinho e ela então lentamente foi jogando o corpo para trás. Depois de algumas tentativas, meu pau entrou todo no seu cuzinho, então retomei o controle, socando forte e pirando de tesão por estar comendo uma bundinha tão linda, até que ela pediu que eu gozasse no seu cuzinho porque ela não aguentava mais gozar... Aumentei a velocidade das estocadas até encher seu cuzinho de leite.



Deitamos abraçados e descansamos o pouco tempo que tínhamos antes de amanhecer, para saírmos do setor sem sermos vistos. Foi uma foda maravilhosa, com uma mulher linda e gostosa, somada ao medo se sermos flagrados.



Mulheres que quiserem contar suas histárias, ouvir outras, viver uma aventura ou sexo casual, ou até mesmo apenas conversar, meu msn é [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos fui criada na pica do vizinhoconto erotico gay: transando com cowboy bonito.contos eroticos eu e minha mãe temos uma relação sadomasoquistacontos eroticos de padrinhos e afilhadas que engravidamminha mulher no churrasco contoContos eróticos tetas gigantesConto estropo velho casadacontos eroticos espiando a sograMarilia e Juliana estavam mais uma vez fr ente a frente para uma dolorosa batalhacontos eroticos gay com menininhos infanciamulhe vais boguete em bebudocontoseroticoschantagemdando contoscontos de zoofilia com varios caescontos erótico levei minha irmã pro motel conto erótico de mãe transformando filho em mocinhacontos de mulher cazadacrente dalo abuceta na igleja no canto eroticocontos de sexo com viuvaContos eroticos novinhas com velhosconto cutuquei pau na bundia delaesposa puta do meu tio corno contocache:K5a2T1gNGzgJ:https://okinawa-ufa.ru/home.php?pag=497 amiga cusudas da escala ensito o dotadoFamília contos eróticoscontos minha esposa chupa como nimguemcontos eróticos trai meu marido numa rapidinhacontos eroticos comi a manicure gordinhawww.relato duas novinha emgatou com cachorro.com.brContos erotico meu filho acariciou minha xoxotaconto erótico namorada piranhacontos. deb casado. dotado. com. cunhadoConto minha esposa dando pro policialconto erotico comi o cu da minha madrinhaconto gordinha baixinha carentef****** o c****** da cunhadinha s*****comendo minha irma de seis anos contos eroticosultimos contos eroticos de bundudascontos eróticos mãe do meu amigo carentemulher dá bunda grande transandoTramsar comtosContos eroticos de prostitutacontos eróticos só no cu das coroas negrasconto erótico gay acordando com carinhosocontos eróticos gay estudandocontos transei com meu filho enquanto fingia dormircontos de incestos e surubas ferias entre irmas fazendadsFudendo com vovo contoseroticosconto erotico gay surpresaconto elotico mae safadacomi uma egua na roca contocantos historias transei com minha sobrinha de 11aninhosnovinha virgem chortinho sozinha em casa convidou amiga travesti e comeu elacontos encostando na bundaminha sogra ela fudeu comigo na frente da minha namorada minha sogra disse pra minha namorada filha agora você vai perder sua virgindade da sua buceta com seu namorado conto eróticocontos sexo minha mulher sua patroaConto eu e meu marido bebemos muita porra fresquinhanossa minha sogra me deu um cha de buceta gordo do apartamento conto eroticocontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos cortatam minha bucetarcavalo enchendo a bucetadeporraconto esposa viu amigo nuheterohumilhadocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenterelato erotico noraIrma cavala contoCadê acabou comendo cunhado cadê aquela vezconto erótico faculdade de travesticonto eróticos.estuprando sobrinha mudaConto gozou muita porra no meu cugozei gozou dentro dormia contosno onibus de excursao sem calcinhacontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosContos eróticos engravidei na primeira trepadaconto erotico gay chupando tio bebadonegra da pra um de4 e chupa do outro por dificuldade em motelchantagiei minha irma casada contoscoroa de cabelos branco enchuta dando gostosovídeos porno negras barriguda caidacontos foi assim que me arrombeiursao tio roludo conto gaycontos zelador do predio ne pegou a força