Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

LEVEI PICA DO VIZINHO NEGÃO

Ola meu nome e Selma sou de pele clara. Baiana da gema tenho 33 anos, sou casada há seis anos, mulher do tipo que chama a atenção, coxas bem definidas e um corpo que não deixa a desejar.

Bem o que vou relatar neste conto e verídico e realmente aconteceu comigo, há um ano a atrais por motivo de trabalho, meu marido e eu, fomos mora em outra cidade, então alugamos a nossa casa e com o dinheiro do aluguel pagaríamos em outra casa na cidade de Osasco, pegamos a primeira que apareceu, Era uma casa de três cômodos, mas avia no mesmo quintal uma de dois cômodos mais já estava alugado, para um homem solteiro.

Bem entramos na casa, eu e meu marido sá temos um filho de cinco anos, bem o homem que mora nos fundos da casa é um homem negro e forte de 1,80 de altura de aspecto bem serio e que realmente impõe respeito. Com o tempo ele começou a falar com meu marido e brincar com meu filho que ficava brincando no quintal. Comigo era sá bom dia e boa tarde. Eu tinha muito medo dele por causa do jeito bruto dele, bem ele trabalhava de moto boy e vinha almoçar sempre na casa dele. Sempre que eu voltava da creche do meu filho e ele chegava logo atrás passar do tempo ele e eu ficamos mais amigos embora já não tivesse mais medo dele mais ainda tinha receio. Apás seis meses de convivência ele se aproximou mais de mim e de meu marido. Ate que um dia meu marido já tinha saído para o trabalho e eu levantei logo em seguida e fui ate o meu quintal e avia uma arvore de maga que fazia uma sujeira de folhas no quintal eu comecei a varrer e ajuntar as folhas, e me esqueci que estava de camisola e calcinha e me abaixava para recolher as folhas e colocar no saco de lixo e quando me dei conta o Zé estava parado na escada me olhando eu fiquei com muita vergonha e eu disse a ele você não viu nada! Ele me respondeu vi sim e, pois a mão em seu pau e comecei a apertar, eu então entrei para minha casa e fechei a porta. Sentia-me tão estranha com vergonha, e ao mesmo tempo excitação.

Bem eu não conseguia olhar para ele sem sentir vergonha eu o evitava, ate que um dia eu estava limpando minha casa e ele chegou à minha porta e me perguntou. porque eu estava fugindo dele? eu disse que não e que tinha ficado com vergonha o fato ocorrido no outro dia ele olhou para mim com um olhar de malicia e disse que não esquece do que viu que eu era muito deliciosa que ele fica de pau duro sá de lembrar da minha bunda e da calcinha rosa enfiadinha, eu fiquei perplexa. Com as coisas que ele me falava, fiquei sem reação ele entrou na minha cozinha e fechou a porta e se aproximou de mim e começou a me tocar eu não consegui reagir. Eu estava com uma sainha roxa bem velhinha de pano levinho que gosto de usar no calor em casa, e uma calcinha branca de cetim, ai ele colocou a mão na minha perna e começou a levantar minha saia afastando uma coxa da outra até tocar em minha buceta massageando-a por cima da calcinha,eu estava tremula de medo e tesão ao mesmo tempo. Pedi a ele que parasse, ele disse que relaxasse que ia me mostra algo, então abaixou sua bermuda e a cueca me mostrando seu pinto que já estava endurecendo, juro que nunca tinha visto um pau daquele tamanho grosso e cheio de nervos, e ainda da metade pra frente torto para esquerda. Ele veio em minha direção e se abaixou um pouco e levantou minha saia com o pinto e começou a esfregar a rola na minha xana por cima da calcinha senti minha xoxota se molhando toda, ai ele me pegou pelas nádegas e me levantou em seu colo eu abri as pernas e montei nele, eu sentia seu pau entre minhas pernas e me levou até o sofá e me coloco deitada, e abriu minhas pernas com uma serta agressividade e se ajoelhou no chão e colocou seu rosto entre minha pernas e começou a cheirar minha calcinha como louco, eu não aguentei e soltei um suspiro alto, ele olhou pra mim e disse, ta gostando né sua bucetuda safada? E prosseguiu dizendo que o cheiro da minha xota estava uma delicia, ai ele colocou a minha calcinha de ladinho e começou a chupa minha buceta e enfia o dedo nela, ai eu gritei não aguentei me segurar, era muita loucura. Eu uma mãe de família casada naquela situação parecendo uma puta, mas a sensação de estar sendo estuprada, e ao mesmo tempo eu estava morrendo de tesão.

Bem ate que ele me puxou para a beira do sofá e deu uma gospida na mão e começou lubrificar seu pinto e ainda com a calcinha de ladinho começou a bater com o cacete dele na minha xota e esfregar de décima para baixo,e de um lado pro outro, e olhando para mim dizia- sua bucetuda você vai levar pica de negão vou rasga sua xana eu me assustei quando começo a me xinga mais não dava para parar mais, ele já estava colocando sua piroca em mim, aquilo era enorme a metade já estava dentro de mim eu já suspirava alto quando ele comesou a fazer movimento frenético eu gozei como loca na rola dele,e ele olhava pra mim e ria e dizia toma sua xoxotuda do caralho você merece leva vara sua gostosa. Depôs de muito tempo naquela posição ele me colocou de quatro ali mesmo no sofá, com a cabeça na almofada eu sentia seu pau passando na minha bunda ate que enfiou sem dá na minha buceta, eu tentei sai mais ele me puxava pala cintura e ali como um selvagem me comeu como um louco, que a muito tempo não fazia sexo, ele tirava o pau da minha xota e enfiava de uma vez, por varias vezes, eu gritava muito ele dizia cala boca sua bucetuda, você não queria pica agora aguenta ate que depois de um bom tempo ele puxou rapidamente seu pau da minha buceta e senti fortes jatos de porra na minha bunda e costas, e ele gritava,eu me desmontei no sofá não tinha força nenhuma no corpo. Eu ainda com a respiração ofegante vi quando ele se aproximou de mim e passou seu cacete ainda melado de porra em minha boca e rosto, e disse toma sua casa safada vai ficar com o cheiro do meu pinto no rosto. Vestiu sua roupa e saiu me deixando lá no sofá toda melada e escorrendo porro pelo meu corpo eu me levantei e fui para o chuveiro tomar um banho. No começo me senti acusada e com remorso pelo meu marido mais fazer o que já tinha acontecido.

Bem meu marido nunca desconfiou de nada e o Zé me comia quase toda tarde depois que eu deixava meu filho na escola eu fiquei prisioneira desse sexo doido, Zé me fodia sem dá. Eu passava tardes e tardes levando rola daquele negão de pica grande e grossa, com o passar do tempo eu e meu marido voltamos para a nossa ântica cidade e eu não quis mais contato com o Zé. Mais juro que foi uma experiência e tanto na minha vida,eu gostava por ele ser grandão quando me pegava no colo e me bolinava com seu pau por entre minhas pernas,ou ficava cheirando minha calcinha.

Um beijão a todos e espero que gostem.





[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


o meu afilhado me comeu conto gay cunhada sem calçinha contosContos eroticos cunhada safada jeovaconto erotico 30 cmContos Eróticos Minha irmã se apaixonou por mimxotas que acabou de ser disvirginadacontos erótico acabei virando gaycontos esposa bunduda so traz problemassexo gay contos titio okinawa ufacontos eroticos na rocacontos ele tinha um pau grande e grosso me fudeu eu era novinho marido demarleni ve ela transandoconto porno puta suja de estradacontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosconto erotico gay chupando tio bebadocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontoseróticosdei de mamarsexo gay contos okinawaconto mulheres que fizeram dupla penetracaomae deixa amnte fuder sua filha nifetaminha ex cunhada e minha amante ela e casada contoscontos teve que sentar no meu colo no carroporno chantagem japonesa contobrincando de boneca para chupar as tetas contos eroticostrai meu marido conto eroticocontos eroticos gay virei puta do coroa sacudocontos de tia na academiaadoro come o cu da delegadaConto de gang bang no posto de gasolinaContos minha mulher falou que queria ser puta rampeiraContos enrotico em montes claros mgxvideos de sexo com maldadescom as mulheres chupandocontos eroticos doente mental roludoConto erotico gostosa suplex bundaotia chantagea o sobrinho pra comer teu cuContos eroticos de incesto familia incetuosa em um gang bang no sitiocontos eroticos arrombando a gordasou uma putinha gostosa da familiaContos erotico cuzinho d m cunhadinha aaaaah. chupa minha bucetinha vai. isso. vou gozar na sua boca. me faz gozarminha namorada perguntou se eu era gay contocontos eroticos coroa de calcinhacache:tCqBSJiMNvAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_6_13_orgias.html conto festinha gaycontos eroticos de quadrinho de travestis iperdotados comendo casaisContos-fiz minha esposa chupar minha sogracomendo minha irma de seis anos contos eroticosContos eroticos mae fode o seu filhocorno conto eroticocontos incesto safadinhacontos eroticos casais bie Deus que cavalo inteiro transando ai ele tem pinando amolecer botar a mão na orelha Ela empinaSexo anal "nunca mais fui a mesma"contos eróticos com travestis hiper dotados Contos eróticos família liberal.2,Fazendo uma suruba coma sogra e o sogro contostia sozinha e sobrinho contosnao resisti e dei pro primocontos torei minha vizinha de onze anos safadinhacontos eroticos arrombando a gordanoiva putinha titio velho caralhudo safado noivo corninho manso safado contos eroticos com fotoscontoa minha namorada num cine pornonegro pirocudo contos eróticocontos de tranzabuceta no chocolate derretidoFotos contos eroticos casadas zoofilia cavalo frente do maridocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos meninas x gorilasmeu irmão me viciou em chupar pau conto gaycontos eróticos meu aluno preferidoDOU CU DESDE Novinha Gay Padrastocontos eroticos escravizou minha namoradaContos eroticos viagem a africaminha namorada ficando com.outro contoproctologista me comeu gayconto minha enteada de sete anos sentava no meu colocontos eroticos algemada e sentindo um tesao e eles ainda me torturava mexendo na minha buceta Meu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,domador de esposas conto eróticocontos sexo meu marido rebolou na pistolaokinawa-ufa.ru chantageadacontos minha mulher pagou minha divida com a bundacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erótico esposa dopadaconto de sexo com flagra e participandocontos minha tia mostro a bucetona pra mimcontos eróticos aos poucos a infidelidade foi vendidabuceta gegadeporno mamei tanto o peitinho q inchoucontos eróticos um casal transando na sala enquanto os pais tiram um cochiloMeu professor roludo me fez de putinha contos erotico