Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SÓSIA DO NEYMAR

O Sásia do Neymar

O fato ocorreu em janeiro desse ano, quando estava de férias e fiquei uma semana numa pousada na praia.

Como meu irmão me disse uma vez, que pareço um peixe, pois não saio da água. E não saio mesmo, pois curto o mar de montão. E, quando vou pra praia, é pra descansar e aproveitar a água mesmo. Mas se surgir uma oportunidade eu não desperdiço, rsrsrs. E surgiu.

Eram umas 09:30h e eu já estava a um tempo na água. Não tinha muita gente na praia, do jeito que eu gosto. Sá tinha um casal com seus filhos na areia. Tava tranquilo aproveitando a água quando escuto uma voz atrás de mim:

-Tatuagem legal meu! - Eu tenho uma tatuagem nas costas, na omoplata esquerda. Olhei para trás e vi um gurizão novo, perto dos 19 anos e na hora me lembrou o Neymar, era magrinho, corpinho definido, moreninho, cabelo moicano e brinquinho na orelha. Como diz um amigo meu, um cafuçu, que sinceramente adoro e me dá tesão demais.

Sá que na hora nem pensei em sexo e nada. Pois o guri além de ser novo não aparentava estar interessado em algo mais, pois outras pessoas já tinham conversado comigo na praia sobre a tatoo e tal, achei que fosse sá mais um.

Conversamos numa boa sobre futebol e outros assuntos, nadamos um pouco e como já tinha passado das 10h, hora que saio e vou pra pousado, fomos pra areia e conversamos mais um pouco. Foi ali, sentados na areia que pude reparar melhor no guri: realmente era muito gostosinho, usava uma sunga preta que marcava o pau dele, além de ter um olho castanho lindo e um belo sorriso. Apreciei tudo meio de canto, sem dar bandeira, pois meu pau já tava dando sinal de vida na minha sunga vermelha.

O nome do guri era Bruno e morava em Canoas. Foi quando eu dei sinais de ir embora que ele me largou essa:

-Posso te falar uma coisa?

-Claro! - respondi.

-Bah, mas não leva a mal meu, tá?

-Claro Bruno! - eu ri – Pode falar o que quiser.

-Tu é muito gostoso meu! Tem um corpo delicioso! - falou, me olhando de cima a baixo – Tô com maior tesão.

Na hora eu ri e fiquei vermelho, pois me pegou de surpresa.

-Você é gay? - perguntei.

-Não, mas curto um lance entre machos e você?

-Também curto.

-Tô vendo! - disse ele, olhando pro meu pau que parecia querer saltar pra fora da minha sunga.

-É melhor a gente ir pra um lugar mais reservado, que acha? - me levantei e vesti minha bermuda pra disfarçar um pouco a ereção. Bruno fez o mesmo e respondeu:

-Demorô!

Fomos conversando até a pousada que eu estava hospedado. O guri tinha um papo bem legal.

-Não vai dar galho com o pessoal da pousada? - ele perguntou.

-Não – respondi – qualquer coisa é um amigo meu que veio conhecer o lugar.

Sá que para nossa sorte não tinha ninguém. Quando entramos no quarto, Bruno me agarrou, me jogou na parede e me tascou um beijo de língua delicioso. Era um beijo selvagem e intenso. O guri realmente sabia beijar muito bem e explorava minha boca com a língua dele.

-Meu, tava doido pra te beijar desde que te vi. - e me beijou de novo com a mesma força e desejo.

-Calma... - segurei ele um pouco – Não precisa ser tão afobado. Aprecie mais o beijo. - aí fui eu que beijei ele, com calma e jeitinho de forma a saborear toda aquela boca e aquela língua. - Que tal um banho? - falei com os lábios meio colados no dele. Bruno sá respondeu um “Ahã”, sem tirar a boca da minha e fomos nos beijando até o banheiro.

Eu tirei minha bermuda e minha sunga. Meu pau saltou pra fora e fui ligar o chuveiro. Bruno tirou a sunga e também tava com uma baita ereção: um pau lindo, moreninho, retinho e sá um pouquinho torto pra esquerda e uma cabecinha vermelha – perfeito, que dava uma vontade louca de chupar. Eu puxei ele pro boxe e dei outro beijo. Bruno pegou o sabonete e começou a ensaboar meu peito, minha barriga e desceu pelas minhas pernas.

- Não esqueceu nada? - perguntei sorrindo.

-Aqui eu vou dar um trato especial – disse, abaixado na minha frente e meteu meu pau na boca dele. Numa tacada sá o guri conseguiu engolir todo meu pau. Ele me surpreendia. Apesar de novo era bem experiente. Me chapava me levando a loucura. Segurei ele pelo moicano e soquei minha pica na boca dele e parei. Puxei ele pelo cabelo pra cima e o beijei.

-Vamo com calma, se não vou gozar rápido. Você é muito gostoso. - disse. Então virei Bruno de costas e o pus debaixo do chuveiro. Ele se apoiou na parede, abriu as pernas e empinou a bunda. Comecei a ensaboá-lo pelas costas, enchendo ele de beijinhos, mordidas e pequenos arranhões. Bruno já estava todo arrepiado e gemia de desejo.

Desci naquela bundinha moreninha, de gurizinho, durinha e perfeitinha. Era toda lisinha. Me levantei e me posicionei atrás dele. Beijei a nuca do Bruno e coloquei meu pau no meio da bundinha dele. O abracei sentindo os gominhos da barriga dele e meti meu pau no cuzinho do Bruno. Meu pau entrou fácil, o guri já estava acostumado a levar pica no cú, mas mesmo assim deu uma gemidinha.

Como meu pau entrou fácil, não me fiz de rogado e comecei a meter com tudo, apertando aquele corpinho magro, mordendo a orelha e beijando a nuca dele.

-Mete, mete tudo! Adoro ser fudido por um macho! - dizia Bruno, gemendo de prazer e rebolando no meu pau. Como eu tava louco de tesão não aguentei muito tempo e gozei enchendo o cú de Bruno de porra.

Terminamos o banho e fomos pra cama. Eu deitei e Bruno veio sobre mim, beijando minhas pernas, subindo até minha barriga e chegando até minha boca e depois desceu até o meu pau, fazendo um boquete delicioso. Depois que meu pau tava bem lambuzado, ele posicionou seu cuzinho no meu pau e sentou e começou a me cavalgar. Aquela visão foi maravilhosa: eu praticamente via o Neymar cavalgando no meu pau. Bruno era muito parecido e eu sempre achei o Neymar muito gostoso, o que me dava maior tesão ainda.

Peguei e fiz Bruno deitar e lambi e beijei o peitinho dele. Desci pelos músculos na barriga e agarrei aquele pau lindo. Lambi a cabecinha e devagar colocava a língua na fenda do pau dele. Beijei a cabecinha e fui abrindo minha boca pra engolir o pau de Bruno aos poucos. Logo já estava com todo o pau na minha garganta, sentindo os pouco pentelhos dele no meu nariz. Chupei aquele pau com gosto. Bruno gemia como um doido. Antes que ele gozasse, o virei de bruços na cama e comecei uma massagem pelas costas. Cheguei na bunda dele e lambi o cuzinho. Me deitei sobre ele e meti meu pau com tudo naquele cú.

Bruno gemeu e tentou fugir, mas não tinha como, então empurrou a bunda dele contra meu pau pra fazer tudo entrar de uma vez. Com ele dominado, comecei a bombar. Eu o agarrava pelo moicano e socava meu pau no cú dele. Virava a cabeça dele e o beijava.

O segurei pela cintura e o fiz ficar de quatro e voltei a meter. Adorava ouvir o som do meu pau entrando e saindo no cú dele. Quando senti que estava chegando o momento, comecei a bater uma punheta pra ele enquanto comia o cú do Bruno. Ele logo gozou na minha mão. Então foi minha vez de gozar de novo no cú dele.

Sem tirar o pau, me deitei sobre ele e fiquei engatado, com o pau ainda duro.

-Gostou? - perguntei, beijando a nuca dele e a boca.

-Adorei.

-Quer mais minha putinha?

-Quero...

Então, sem mesmo tirar o pau, comecei a meter de novo. Minha pica escorria, entrava e saia fácil daquele cú estourado e cheio da minha porra. Bruno gemia e mordia o travesseiro pra não gritar e não chamar a atenção dos donos da pousada. Logo gozei de novo. Estava exausto e me virei na cama, todo estirado.

-Cara... eu sabia que tu era gostoso, mas não sabia o quanto... - disse Bruno, me beijando.

Ele se levantou, com porra dele escorrendo do pau dele e a minha escorrendo do cú e foi pro banheiro. Quando saiu, já estava de bermuda e me deu mais um beijo.

-Quem sabe a gente se vê por aí... - e saiu.

Eu não o vi mais nas férias e fiquei pensando bem que podia ter rolado com o Neymar verdadeiro. Heheh



Quem quiser me add no msn [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticoscomendo varias negona okinawa.ufa.ru conto erotico orgiasfui pintar a casa da minha cunhada com ela e minha esposa e o marido dela cantos eroticosvelha boqueteira contoapanhando e gozando contoscontos erotico de virgem estrupada por a lambida de animalmenina no colo do vizinho contoscontos bem novinha ja com cu arregacadocontoerotico.que bucetinha apertada tem minha norimhacontos eróticos com cachorroscontos eroticos minha pequenacontos eroticos gay negros o segurançacrente mulher do meu amigo contosconto comendo as duas patricinhaspeguei um menino pra comer minha buceta velha contoscontos eroticos na rocacontos erotico d mae do meu amigo m seduziuDepravando a casada contosTravesti surpresa contoscontos eroticos com coroa roludo com 23 cmconto elotico mae safadacontos eroticos teens eu baixinha i peituda com meu tio no carrocontos eróticos fode ai rebola vadia isso abre isso aí que pau grandeconssegui um cabacinho pro meu cunha do tira contoRelatos eroticos dê estupros em oficinas de carrosconto minha estagiáriacontos de incesto menininhasdei adorei contos eroticoschhpei dedo sogra cheio sangueboquete gozada boca amiga contoscontos de foder fodi minha ex namorada que gingava Eu pipi pequeno comendo empregada contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemadame currada no mato contoconto elotico mae safadaContos eróticos abusei da minha vizinha deficienteFUI CORNO NA CASA DE CAMPOcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentebuceta conto meninascontos de cú de tia gordacontos eroticos sarrando mulher do corno de biquine na festa da praiaque pau taludo contosConto erótico mendigo chupando greloarrancaram a roupa e batem e ela chorava e esperneava e mamava mamadeiracontos minha enteada minha amantecontos eroticos peguei a mulher do amigo a força ela dormindo e soquei nelamulheres gostosas bundão empinado com roupa do quartelvoyeur real coroas em casaconto erotico violentofodi minha irmã uma vez quero f**** de novoRelatos eroticos de professoras casadas brancas que foram usadas por alunos negroscontos eróticos verídico com tiacontos eroticos o amigo novinho do meu filhoginecologista so no cu da sobrinhaminha esposa fica de mini saia na frente de meu irmao conto de cornoContos Eroticos Jegue perdi meu cabaço da buceta pra um cavalo contoscontos na praia com a sogramulleres escrevo espermapelas pernas esposa puta do meu tio corno contomeu vizinho no meu colo contossites de contos erótico bisexualconto eroticotravesti comdno coroas casadasContos currada 28cmmeninos batem punheta e soltam jatos de porra contos gaysconto gay priminho chorandovideos para deixar o namoradoexitadoxvidios de gordasa louca por pica no cuconto bebada mandei goza no cua norinha ver o sogro fuder contosai do nordeste e virei puta pra dar o troco no meu maridoFalei pro meu amigo enrrabar minha esposa enquanto ela dormiaContos o moleque me estuproucontos eróticos comi a bundinha da mulher do meu amigo com ele dormindo realContos pai estrupa filhaContos eroticos briguei com o marido dei pra outrocontos eroticos lesbico casadas e travesticomi a mulher estrupada do traficante contos eroticoconto tirando a virgindade do cu sograConto porno virgem e o pilotocontos eroticos gay eu viciei e comer cu de menininhos da roçacontos eroticos a raimundacontos de sexo entre conhados gaycontos erotico defrorado pelo irmão mas velhocontos eróticos fantasias de uma mulher gostosa iniciando os garotinhos novinhos e virgenscontos eroticos tia marta coroa morena safada quero sua pica sobrinho contos eroticos mamei no pintinho do nmeu filhinho pequinininhoporno uma casada no onibus fica excitada com outro na frente do cornopai pintudo abusando da amiga rabuda da filha dormindocontos erotico casadinhaeróticos ah ah aaaah chupa a minha bucetinha vai ah deliciaida a delegacia conto porno gayFotos erótico padratos e entiadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteminha iniciação gay contosCONTO EROTICO SOBRINHO ARROMBA TIA FRENTE TIOLoirinha se excito ao ver pau do cingado