Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O POLICIAL E O CAMINHONEIRO GRANDÃO

Como já disse em contos anteriores, sou policial de uma cidade do interior do Pernambuco, sou casado, tenho filhos e um louco desejo por homens. A minha sogra mora em outra cidade no interior da Bahia, uma cidade práxima, o que me faz vibrar quando minha mulher vai visitá-la sozinha.

Tive uma experiência nova com um caminhoneiro que vou chamar de Roberto, ele é daquele tipo de homem que come qualquer coisa quando tá na seca, segundo ele. Estava numa habitual ronda noturna com um dos meus amigos policiais e paramos num desses barzinhos práximos a rodoviária, onde se concentra dezenas de viajantes de diversas partes do Brasil, lá estava ele, trajando um short jeans surrado, sem camisa e uma sandália de couro.Fiquei louco ao avistar aquele homem alto, com seus quase 2 metros e 19 centímetros de altura, braços fortes e coxas exageradamente mais grossas do que as minhas, lindo o homem. Ele conversava com outro caminhoneiro, esse gordo,feio e quando cheguei senti que fedia, ao contrário do Roberto que exalava um perfume de marca e loção de barbear, como pude constatar ao me aproximar. Meu amigo de ronda ele também curte um sexo com homens, embora não relate e nessa hora como estava na liderança, pedi para abordarmos as pessoas que era alta hora da madrugada e que era proibida a venda de bebida naquele ponto e que estávamos por suspeita de um furto que havia acontecido pelas redondezas, o fato era verdade, mas aproveitei a deixa para revistar os clientes. Na ação o meu parceiro resolveu conversar com o dono do estabelecimento e eu fui revistando quem ficou, depois que viram a viatura muitos dos que estavam por ali saíram,ficando apenas os dois caminhoneiros e dois vizinhos daquele lugar, que revistei e entraram para suas casas. Os dois caminhoneiros ficaram na tentativa de fazer pousada, já que suas carretas estavam bem práximas dali, num estacionamento. O outro se chamava José Nascimento, este saiu com ar desconfiado como se escondesse algo,partindo para seu caminhão. Roberto despachado como era ficou a conversar comigo depois da revista e meu amigo lá dentro falando com Geraldo, o dono do bar (lembrando que todos os nomes são ficitícios para evitar embarassos). Eu não podia sentar, embora a vontade fosse grande e fiquei ao seu lado encostado numa parede, como de costume e por ele tanto ser legal peguei na mão dele, num descuido logo que ele soltou a minha e virou de costas, coloquei no nariz para sentir o cheiro, e que cheiro, parecia que ele tinha o aroma dos deuses, obviamente ele tinha coçado o saco e estava o cheiro do perfume e odor de saco, sabe como é, né? Urina e suor. Não durou muito ele vira e sinto que ele percebeu que cheirava seu perfume. Fiquei sem graça na hora e perguntei ao dono do bar onde ficava o banheiro, esse me deu a chave e fui para disfarçar o acontecido. Entrei no banheiro e não me contive em cheirar minha mão e sem que eu perceba alguém entra, era o Roberto e fica do meu lado. O banheiro lá é daqueles em que há um mictário de cimento onde ficam lado e a urina escorre para um cano, nessa hora minha tensão ficou maior, antes tinha visto apenas o peito, rosto e pernas, mas quando eu avistei aquele pau, suei. Grosso, grande e reto, tudo de bom. Ele me olhou e esperou uma reação minha, me contive. Roberto foi mais astuto e fez que ia lavar as mãos na pia ao lado, o mictário como era apertado, nisso senti parte, do seu corpo, tocar em mim. Aqueles ombros largos e não deu para segurar e soltei um suspiro, resultado da excitação. Não demorou para que ele tirasse um sarro de mim com a calça aberta, fazendo com que o espaço ficasse menor entre nás. Logo ele força como se dissesse que ia sair e eu querendo de dizer que o queria, apenas forcei meu corpo para trás, o que o fez pressionar com seu corpo como reação e diz no meu ouvido:

- Não tem vergonha não um homem como tu querendo dar a bunda?

No instante que ele falou isso pensei que teria ferrado comigo, ele iria me dar um fora e ainda diria aos amigos que tinha um policial viado por ali.Foi ai que resolvi agir com autoridade e dizer que ele se calasse.Ele foi mais esperto e argumentou:

- Pára com essa de querer bancar o machão policial e pega no meu cacete, seu bicha, que sei que é isso que quer.

Forçou minha mão e senti sua rola pressionando em minhas costas, eis que ele diz:

- Agora que incendiou vai ter que apagar o fogo,chupa vai, engole minha rola. (dizia baixinho no meu ouvido).

Eu, não me contendo desço e passo a língua na cabeça do cacete dele e levanto dizendo para ele se segurar que vou sair do serviço as 04 horas da manhã e que o pegarei de carro para irmos à um motel. Faltavam uma hora e meia para acabar meu Plantão. Falei para ele que era casado, mas que gostava de rola e ele me disse que não queria que ninguém soubesse também dele, que comia uns caras pela estrada e que sua esposa não poderia saber. Nisso saímos do banheiro para não causar suspeitas. Combinado feito,fui buscá-lo perto de sua Scanner.

- E ai amigo Roberto, quanto tempo,fazendo o quê por aqui?( Digo para que os outros caminhoneiros não desconfiem e achem que são dois amigos que se encontraram.)

- Rapaz lembra que eu te liguei para te informar que estava pela cidade? Sua esposa e filhas como estão? Pergunta ele.

EU: -Bem e ai vamos tomar um refrigerante,antes que siga viagem?

ELE : -Vamos!!!!Precisamos colocar o papo em dia!!!

Logo que saímos informo que minha mulher não está em casa e que posso demorar.Ele com isso me dá um intimato:

ELE: -Quero comer você na cama onde dorme com sua esposa!!! Quero te foder você pensando como seria se sua esposa nos pegasse transando,topas?

Pega no meu e sente como ele ficou duro sá de pensar nisso.

Passei a mão por cima de seu moleton e pude sentir que estava sem cueca e constatei que seu pau estava maior do que na hora que o toquei dentro do banheiro. Ele me disse que realmente estava maior porque naquela hora ele estava com medo de alguém entrar ali. Parei o carro e disse:

EU: Lá em casa não posso!!! Se alguém ver pode desconfiar e logo que estou morando recentemente lá e minha mulher saiu,vão estranhar.

Ele disse com o ar de fim de papo:

ELE: Se não for em sua cama,esqueça!!! Eu pego uma puta na estrada e tudo feito. O que me atraiu foi isso e ainda quero você de farda,pois nunca imaginei que comeria um policial na minha vida.

Demorei para aceitar devido as complicações em explicar o estranho lá em casa,caso minha mulher viesse a saber daquilo, mas segui com o desejado por ele, pois minha excitação era grande demais.

EU: Tá bom, vamos quero sentir essa rola mesmo!!!Como ela é grande,oque você vai fazer comigo meu grandão?

ELE: -Vou esfolar seu cuzinho, sua puta policial!!! Acho que vou rasgar esse buraco todo, será que vai pedir mais?

EU: -Você vai ter que dar muito duro!!!

ELE: Dou sim sua viadazinha vadia!!!Puta safada!!

Em minutos estávamos dentro de casa e ele tirando a roupa e me botando para chupar,parecia desesperado. Tirei minha roupa e ele pergunta:

ELE: Onde é o quarto? Vamos diz logo!!!

EU: Ali!!

Ele me segura por trás e sinto sua vara cutucar meu cu até o quarto,onde peço para ele meter logo e tomo um susto com um :

ELE: Não!!!

EU: Você me trouxe para dizer não?

Até fiquei atordoado com a situação antes de ele dizer por que, algo estava errado .Aquele homem nu na minha cama e ele ja havia ficado duro e me levado para o quarto, ai eu digo:

EU: Nada disso!!!Você vai fazer nem que não queira ou eu te faço um dano aqui!!!

Ele me surpreende mais uma vez com um soco na cara e uns palavrões assim:

ELE: Essa bicha policial além de tudo é burra!!!O que foi o combinado? Achou que eu ia te comer sem farda? Trata de colocar a farda que aqui quem dá as ordens sou eu!!Vai puta, me obedece!!! Quero foder você e ter a lembrança de comer uma vadia policial em casa!!!

Me excitei tanto que me aprontei rápido. Ele tinha uma pegada e depois de ver com a farda me colocou no canto da cama, me senti o menor dos homens diante de tanta carne daquele homenzarrão delicioso de 45 anos, mais velho que eu e todo peludo, com aquele cavanhaque característico de caminhoneiros e homens pegadores, lindo mesmo.Ele tirou minhas calças até o joelho e dizia ao encostar seu pau na minha entrada, assim:

ELE: Isso viadão !!! Sente esse teu jegue que vai arrebentar as últimas pregas desse cu, já arrombado!!! Algum policial já te pegou? Prendeu ele agora vai me prender dentro desse cuzão! !!

Sinto seu corpo se abaixando e o calor de sua cabeça perto do meu cu e logo um jato de cuspe a lambuzar minha bunda, que é espalhado pelo seu dedo que adentra meu buraquinho com força. E quando estou me acostumando com o dedo sinto a pressão da cabeça de sua rola que me penetra de forma que sinto tanta dor e o peso daquele corpão me comprimiu como nunca mais tinha sentido. As lágrimas correram dos meus olhos e um grito abafado por a mão dele ficou na boca. O sangue escorreu na hora.Eu quis parar mas ele disse:

ELE: Meu amigo a sua bunda tem que ser celebrada porque acredito ser a primeira e última vez que como!!!Você vai se lembrar pra sempre desse dia!!Agora aguenta minha jeba!! Pode até gemer!!!Isso me excita!!!Quer que os vizinhos saibam que sua pose de machão está com uma pica na bunda agora?

Ele me humilhou muito e teve um momento não sabia se era excitação ou raiva o que sentia!!! Me rasgou todinho. Ele me colocou para sentar no seu colo,já que não havia colocado nem a metade daquele cacete em mim.Ele disse:

ELE: Senta puta!!!

Sentei e quando fiz aquele homem de maneira brutal me levantou e cuspiu mais uma vez na rola e segurou minhas pernas com tanta força, sá ali tive a nossa do tamanho e grossura daquele cavalo que empurrou tudo dentro do meu rego lambuzado de sangue. Foi isso quase em meia hora ele levantando minhas pernas e socando, até que sinto aquele pau pulsar e ele anuncia!!

ELE: Balança mais viado que vou esporrar no teu cú agora!!! Vou goooooooozar!!! Toma puta!!!Tá sentindo meu leitinho quente no se cú,tá?

EU: To meu grandão!!!Enche minha bunda com tua assinatura dessa canetona!!!

ELE: Gostou né viado? Agora tá satisfeito com o cu ardido?Ainda tem mais!!!

Fomos tomar um banho e lá limpei o cacete dele com a boca, o que fez crescer novamente, no que digo ao beijar todo aquele corpo nu,não ficando um sá lugar onde minha boca não tenha visitado:

EU: Quero ele de novo!!!Mete em mim!!!Me rasga de novo!!

ELE: Agora sim putinha eu vou comer você nua!!!Vai sentir toda a extensão do meu corpo na sua bunda!!!

Ele me deitou na cama e me botou na posição frango assado e mete sem dá até gozar. Dizendo que queria deixar um estrago no meu cú, o que fez realmente. Desse dia em diante Roberto se tornou roteiro fixo para minhas aventuras. Minha mulher não sabe,mas ele passou a ser meu amor e parte do meu trabalho adicional é para visitar a cidade em que resido, afinal um homem no porte dele não se pode perder e minha esposa acha que estou trabalhando de segurança para uma empresa de transporte.

Obrigado amigos por lerem meus contos.Deixo bem claro que são contos reais, pena que com o tempo esquecemos alguns detalhes ou por atá se fazerem desnecessários e tornarem o conto longo.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


porno doido eu e meu sogro comeno minha sograconto erotico chupando ela debaixo da mesacontos eroticos arrombando a gordaconto erotico briococontos de sexo com novinhas trepando com advogadosfodas de esposas q gostam de ser curradasconto de mulher de sc fodendo com cachorrocorno chupa rola contoscontos marido pintinho e gosta fio terracontos eroticos gerro tomado umas cervejas com a sogra sozinhos e da em cima delacontos eroticos arrombando a gordamulher calcinha rendacontocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos comi o cuzinho da minha colega de trabalho no estoque realcontos eroticos lesbico casadas e travestigirafales em porno com florindaconto de coroa negracontos picantes de lambida na chanacontos porbo cadela laikacontos veridicos de mulher casadaconto eroticos terreno baldiocontos eróticos infânciaMinha tia coroa mostrou seu bucetao peludo contosconto erotico acordei com uma chupadaconto erotico gay chupando tio bebadoconto erotico esposa chora trai maridosou coroa loira e resolvi dar o cu com 53 anosesposa bebada contos eroticoscontos minha mulher foi numa festacomi meu primo no pique esconde na fasenda contosgaycontos eroticos homem casado fudendo sem do o cuzinho da prima magrinhaconto erótico sogro chupa a nora de madrugadacommini vidio porno so rabudas epitudasContos eróticos tetas gigantescontos eroticos brincando na casa abandonadacontos eroticos com velhospegado carona um casal com camionero contos eroticoesposa puta do meu tio corno contoqual nome da quela neguinha.comque grita alto no video pornovídeo pornô de sobrinho pega tia de baby doll calcinha na cozinhaContos eróticos reais de Angolarelatos contossexo menininhas 9 aninhoscontos eroticos so eu e meu gato na chacararelatos e contos de mulheres traindo em trilhasContos eroticos rocacasa dos contos tia 22cmconto erotico com o tiofilha pequena no banho contoscontos eroticos com coroa roludo com 23 cmmeu marido bebeu e convidou meu cunhado pr durmi em casa e mi comecontos eróticos meu filhoquero comer minha maeconto erotico esposa pede socorroesposa meninos contos eroticoscontos eroticos velhascontos gay ser menina papaicontos eroticos chupando a pica do meu filho enquanto ele dormiacache:b0LVhW2lUCMJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=22 kiko masturbando a chiquinhaconto lesbico irma putinhaconto gay flagrei meu pai massageando o cuamiguinha minha filha novinha contocontos erotico com mendigofodendo as manimhasComtos erotecos de imcesto minha mae sentou no meu coloconto erótico finalmente minha prima quis transar comigocontoseróticos surpresamulatoenormemarido demarleni ve ela transandocontos eroticos brincando com os filhosconto com a cunhadaarrombei a minha tia com meu pauzaoConto de gostosa e exibidacontos eróticos minha esposa taradacontos a filhinha de fii dando p i papaiconto eritico vizinha raimundacontos de namorado viado com namoradasuco de esperma contos