Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DE GAY A HÉTERO - MINHA 1º VEZ COM 1 MULHER

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Me adicione no seu facebook e saiba novidades e muito mais...



http:facebook.comescritorthyaggo



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



A cada dia a vida nos reserva surpresas, e assim foi como fato de surpresa que ao acordar logo pela manha estava eu diante de uma mulher na casa, e então me lembrei o quanto havia bebido na noite anterior.



Lembro-me que em uma festa com amigos da faculdade havia ingerido muito bebida e daí logo se aproximou Eliana, garota desejada pelos meninos da faculdade devido sua beleza e sua simpatia.



Porem eu, um garoto que tinha minha orientação homossexual definida estava caído, diante de um corpo de uma mulher, pois o garoto gay da faculdade estava na cama com a menina mais bela da turma de geografia.



Ao olhar e ver aquela menina linda, de corpo belo, seios fartos, rosto de garota, a dormir a cena e as lembranças daquela noite veio em minha mente.



Estava eu junto com Tom, Vitor e Rick no apartamento de André com as meninas da faculdade, eu garoto malhado, cabelo liso e sempre o mais alegre de todos, todos sabiam de minha homossexualidade e lidavam normalmente com aquilo, pois peguei vários da faculdade e daí sabe, era praticamente o gay pegador e gato da faculdade.



Sou classe média, e sempre tive do bom e do melhor, não afeminado, mas resolvido sexualmente eu vivia minha vida de sempre com muito amigos.



Porem naquela noite com toda a galera, eu estava mais leve que nunca, tomei todas e sempre fui muito piadista, ousei e acabei de forma engraçada divertindo a galera, porem acho que a bebida saiu do normal e assim apenas me recordo que estava eu no quarto de André, eu e Eliana, ela me beijava, e de certo modo me agradava àquela cena.



Lembro que seu perfume, seu toque e seu jeito me seduziam e em poucos minutos o garoto gay e bêbado era dominado por uma garota gata e gostosa, eu era levado ao prazer total, e de pica dura me via diante de uma situação nova e talvez inesperada.



Eu tocava pela primeira vez de forma sexual nos seios de uma mulher, e por sinal os seios de Eliana eram lindos, com belos biquinhos e durinhos, então eu passava a tirar a roupa dela, pois totalmente seduzido a fazia ficar nua diante de meus olhos.



Minha pica já estava dura, e antes era apenas usada para pegar alguns meninos que curtia agora se tornava objeto de desejo também por uma mulher.



Eliana então ao ser seduzida, e ter sua roupa tirava fez o mesmo comigo, porem me beijava todo, tocava em minha pele e me fazia sentir um prazer muito alem da carne e algo bom demais, prazeroso demais.



Eu tocava e sentia a pele dela se juntar a minha, sentia seu cheiro de perfume suave, sua boca carnuda, sua pele lisinha.



Logo possuído pela beleza, e dominado pela bebida estava eu e ela, juntos totalmente entregues ao prazer, pois o garoto gay se tornava o garoto comedor de meninas.



Logo caímos na cama de André, e aos beijos aprendia o quanto tocar em uma mulher era prazeroso, sentia sua pele e logo começava a me degustar com seus seios fartos. E então em um misto de descoberta mamava gostosamente naquelas tetas gostosa, beijava cada milímetro de sua pele, tocava então em cada local de seu corpo.



Minhas mãos eram deslizadas ao seu corpo, e totalmente perdidas com a delicia de seus seios e o tocar em suas coxas. Eu me colocava então a beijar, massagear e assim cheguei ao caminho mais desejado por um homem, pois meus dedos começavam a deslizar diante da bucetinha dela.



Sentia aquela coisa depiladinha, logo meus dedos começam a massagear buceta adentro ao mesmo tempo em que mamo em suas tetas a fazendo gemer de prazer.



Eliana curtia sentir meus lábios fazer de seus seios um brinde do prazer, e meus dedos começavam e fazer um movimento de vai e vem a deixando totalmente ao encanto de uma pegada.



Com muito carinho demonstrava a ela o quando um sexo ao misturar com a bebida poderia ser interessante, e assim o fiz, em beijar e tocar.



Naquela cama macia eu sentir o carinho daquela garota, naquele lençol totalmente fora do local era à prova de um crime sexual, pois o garoto que era conhecido e chamado na faculdade de viadinho se tornava um homem na cama, e exatamente com a garota mais desejada da faculdade.



Minha pica grossa, meus lábios a beijar, meu corpo e sentir, e uma vida a desejar, assim estavam prontos para fundir e se colocar corpo a corpo, e para meu espanto Eliana então me jogava do outro lado da cama, e caia sobre meu corpo,



Agora era ela quem me dominava e começava a chupar meu peitoral, enquanto eu a acariciava pelos cabelos e via descer diante da minha rola a chupar, então o que antes eu fazia nos garotos da faculdade aquela mina fazia comigo, ela degustava minha pica de 19 cm, e sua boca meiga e delicada era tapada por uma rola de quase macho grossa e pulsante.



Eliana chupava minha pica delirantemente, eu sentia o prazer do descer e subir de seus lábios na minha pica, sentia o tocar de sua mão nas minhas coxas que me fazia então se arrepiar de tanto prazer.



Ela gemia de prazer, lambia cada milímetro e então demonstrava o quanto a ingenuidade era apenas um arma para ser a mulher pegadora e muito gostosa.



Logo ela subia diante de meus lábios, e com suas mãos colocava minha torra para sumir dentro da sua bucetinha, eu sentia então o gosto de uma buceta ardente em chamas de prazer.



Ela então começava gostosamente e enfiar cada centímetro da minha rola buceta adentro.



Ela gemia ao sentir suas entranhas ser consumida por uma rola de tamanho prazer. Ela começava a gostar de tudo aquilo e jogando minhas mãos para trás como forma de me segurar começava a rebolar lentamente em cima de minha rola que pulsava forte de prazer.



Minha pica já estava atolada xoxota adentro, e ela rebolava de forma sem igual. E em um misto de prazer eu sentia algo jamais esperado, pois esta era minha primeira transa com uma mulher.



Eu via realmente que era uma delicia sentir o gosto sexual de uma buceta e a dominação sexual, sendo que ela me beijava, mordia minha orelha e rebolava muito em cima de minha vara.



Realmente eu jamais pensei em ter relações sexuais com uma mulher naquele momento estava cedendo ao prazer carnal.



Eu de pica atolada em uma bucetinha raspadinha, estava sentindo o quanto era prazeroso, o quanto era gostoso o perfume suave do sexo com uma fêmea, o quanto umas bebida em um misturar sublime do sexo me fazia refletir.



Então em beijos de prazer, ela me fazia tremer de prazer, me fazia gemer em sua pegada firme, em seu rebolar de mulher, em seu vai e vem misturando ousadia e perdição.



Então com tudo aquilo, logo eu seduzia Eliana, e ela então era agora colocada por baixo, e com um movimento rápido ela então sentia como seria ser fudida por um projeto de gay, e atolada por uma rola de macho.



Eu a beijava, e por cima dela e com a pica atolada em sua xaninha a fazia gemer, eu então apressava o vai e vem, e sentia o gosto de fuder uma mina feita ela, que antes era desejada pela maioria dos garotos, agora transava com um projeto de viado.



Então depois de alguns copos de cerveja sentia o misturar de um gozar, o misturar de um beijar se tornava único, corpo a corpo, em um fuder de prazer.



Eu metia gostosamente, rebolava meu corpo para a esquerda e a direita com minha pica na suas entranhas, e assim conhecia um pouco mais do gemer daquela garota.



Eliana gemia, me beijava e ao mesmo tempo fazia carinho ao meu corpo com o balançar da transa, ela se deixava levar pela emoção e pouco importava com o que realmente estava acontecendo.



Minha rola a consumia de forma ousada, ela colocava suas pernas para cima, e eu sentia então o unhar dela em meus braços, sentia então o jeito dela contorcer o corpo e assim gozar de prazer, sentia ela ter um orgasmo delirante e pulsante, ao mesmo tempo em que meus movimentos eram lentos, e rápidos demais para ter tal sensação naquele momento.



Com as pernas pro alto, com a boca colada a minha, com uma pica atolada dentro de sua buceta ela gritava e realmente experimentava o prazer diferente de um macho que era fêmea, de um menino que era menina, de um homem que era garoto.



Sexo, suor, prazer, amor e desejo de forma única, vida de forma única, gozar de forma única.



Assim resumo, e em meio a uma transa, em meio ao corpo de uma linda garota da faculdade eu então sentia o outro lado do gozar, o outro lado do prazer.



Minha pica já estava inchada dentro da xoxotinha dela, minha cabeça estava sentindo outro tipo de sentimento, e meu corpo respondia ao prazer antes desconhecido e eu estava prestes a gozar de prazer, estava prestes a derramar minha porra entranha adentro, estava prestes há mostrar que muito antes de ser gay, também era um comedor de xoxota.



Eu estava realmente descobrindo um outro modo de gozar, e assim o fiz, pois ao tocar e gemidos de Eliana eu gozava gostosamente, eu sentia o prazer dela enquanto ao carinho demonstrado, sentia o carinho dela enquanto ao tocar, e ao sentir de cada gesto naquela noite de prazer.



Eu então gozava dentro da bucetinha dela, mijava porra e ela então via o quanto gostoso foi aquele momento para ambos, logo então, depois de tal relação ficamos por momentos, calados a se tocar, a se conhecer, e a se beijar.



Eu curti cada momento, cada segundo e via depois de certo tempo que realmente ser gay e ser hétero é uma briga de gênero e o que realmente vale é o prazer da vida.



Muito antes de receber uma critica se analise, reveja e se ame, muito antes de ouvir gestos de preconceito lembre-se que voce嫎maior que tudo isto.



Sucesso.



Ass ThyAggo -







Msn-



[email protected]



FAÇA ALGO NOVO

casadoescritor.blogspot.com

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Lóira safada narra conto metendo na coberturamatrupado no onibus xideorelatos eroticos comi minha cunhada quando peguei ela nuaagarrou e forçou de bruçosBebada me bulinaram contos eroticoscontos eroticos entre irmaoconto erotico novinha inocentecontos erotico sobrinhacasa de swing contoconto chantagem enteadaxerequinha juvenil de perna abertaverdade ou desafio contos pornohistórias em quadrinhos a titia safada de fio dentalcontos eroticos o garotinho e os caralhudoscontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosas nifentinhas dos seios lindosminha esposa raspadinha e puta contono pau do maninho contoscoto erotico transex e novinho teenconto erotico gay chupando tio bebadoo homem dando a rola para moqueisever contos eroticos comendo o cu virgem da esposacontos eroticos gays de todas as idadesContos eroticos da infanciaconto erotico com a tia silvanacontos eróticos dp manas e mãecontos eroticos arrombando a gordachantagem mãe contocontos eroticos lesbico casadas e travesticontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de incesto fui adotad a para ser escrava sexualmulhereschupandodoisminha sogra viu eu tomar banho contoscontos eroticos extremocomi mina cunhada que me provocou conto erótico video deixando ninfetinha toda arrepiadacontoeroticoencestocontos comi minha filha gostosa na casa delacontos eróticos abusada pelo o marido da tiacontos erotico ensinando o meninomeus amigos comeram minha mae contos eroticos gratiscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos com madrinhacontos de calcinhas sujascontos eróticos com fotos de menininhas sentadas no colohomens com pau instigantecontos eroticos fudi minha mae na praia nudismoconto perdi o cabaço com minha professora no sitiomulherdeparararua.blogspot.comcontos vendo o meu cunhado a fode minha irma betinhabruninha pedindo caronaconto erotico revista amigo garagemConto eroticos das coroas 42 lindas e gostosas de 41 anos com teu afilhadoconto erótico casada no ônibus e o esposo pertoConto papai mg fudeu de jeitocontos eroticos chantageada pelo meu filhocontos eróticos cdzinhacontos esposa loira recatadacontos eroticos tomou toda porra da linda travesticonto erotico gay chupando tio bebadocontos meikilaacampamento com aluninhas 2 contos eroticoscontos eroticos seios com leitemeu cunhado solteiro ele e o irmão gemeo do meu marido eu fui com ele no seu carro pro motel conto eróticoconto eu e a minha mulher fomos a um praia e uns muleques nos deram ums bebidas e fuderam a minha esposahttp://okinawa-ufa.ru/conto_22676_eu-e-o-pai-do-meu-namorado..htmlcontos crossdresser o velho me comeu no matinhoLer contos eroticosSexo selvagemcontoeroticonifetacontos de rasgando o cu da babacontos eroticos arrombando a gordacontos eróticos , papai me levou no show e depois tirou minha virgindadecontos minha sogra e minha amamtefoto dabundona da tiawww.conto mimha mae min torturou com vibradores na bucetanovos relatos eróticos com fotos de corno minha esposa andando na rua toda gozadaminha mulher já deu pra todo mundo contoscontos eróticos Vanessacontos punheta com a maecontos eroticos lesbico incestocontos rabuda mulher do meu cunhadoPresentes grandes para minha esposa contos eroticosque cunhadaContos eroticos dei minha munher pro negãoincestos como Virei p*** é obediente dentro de casa numa festaconto elotico mae safadaEncoxada no sarado bundudoNo cuzinho desde pequenaContos comi minha nora micheleContos eroticos de solteiras rabudas