Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

BEBADA NO NATAL GANHEI O QUE NAO ESPERAVA

Ola, o que vou contar aconteceu comigo neste natal e foi algo totalmente diferente de tudo que eu já havia experimentado. Bem tudo começou com a tradicional comemoração em família. Eu querendo passar com minha mãe na casa da minha tia, pois depois que meu pai morreu estamos querendo unir mais o restante da família e meu namorado querendo que eu passasse na casa da família dele. Desculpem, deixa eu me descrever como é de praxe por aqui. Chamo-me Nina e tenho 19 anos. Sou do tipo falsa magra de corpinho definido com uma bundinha arrebitada e durinha de academia, seios de tamanho médio como dizem meus namorados na medida certa de caber na boca estou sempre depiladinha para não ficar aparecendo nada marcando quando estou com a calça da academia, sabe né aquele voluminho estufadinho chamando atenção. Pois bem, como dizia meu namorado queria que eu fosse com ele e por conta disto acabamos brigando. Fui com minha mãe para a casa da minha tia e lá encontrei com o restante da família, minhas tias, tios e primos Luiz de 22 anos, Claudio de 20 e Cleber que é o tarado da família com 19 anos.

Todos fizeram maior festa quando chegamos e perguntaram pelo babaca do meu namorado, eu meio sem graça disse que havíamos brigado e meu primo Cleber soltou logo uma piadinha

Dizendo que se ele não abrisse os olhos ia dançar feio que do jeito que eu tava gostosa levava qualquer um a perdição no que foi logo apoiado pelos outros primos. Apesar do clima estar super legal eu estava meio deprê, larguei minha mãe com meus tios e tias e me juntei com meus primos e as namoradas deles na varanda pra beber. Bebi cerveja, vinho, vodka com fanta e quando deu meia noite eu já tava legal uma vez que não estou acostumada a beber ainda mais misturar como eu misturei. Desejei feliz natal pra todo mundo e voltei pra varanda quase caindo quando passei pela sala. Meus primos me ajudaram e me colocaram sentada numa cadeira perguntando se eu estava bem, A Paula sugeriu que me levassem para o quarto de hospedes para que eu dormisse um pouco e apesar da minha resistência os três acabaram me levando para o quarto para alivio da minha mãe que estava com medo de que eu saísse daquele jeito. Meus primos me deitaram na cama com a ajuda das namoradas e falaram que iam levar as meninas em casa e que eu podia dormir e logo saíram. Deitei na cama e apaguei como uma vela e durante esta semana é que as lembranças estão vindo. Lembro de meu primo Cleber tirando meu vestido dizendo que era para eu ficar mais a vontade, lembro também dele me dando uma bebida forte que parecia ser vodka dizendo que eu precisava da algo forte para não ficar de porre no dia seguinte eu aceitava tudo sem reação. Depois eu ainda sentada na cama ele me deu uma venda destas de dormir dizendo que era pra luz não incomodar e depois me abraçou, eu sentada na cama e ele em pé alisando meus cabelos e dizendo que eu tinha abusado da bebida. Que primo safado né, me deixou pelada e ficou me alisando, quando percebi já estava com algo invadindo minha boca em movimentos de entra e sai e ele falando chupa priminha gostosa, e eu sá chupava e babava, mais babava do que chupava pois estava totalmente grogue, não sei por quanto tempo fiquei chupando aquela pica até que ouvi ele dizer “bebe leite minha putinha pra cortar a cachaça” e minha boca sendo cheia de porra e ate agora não entendi como ele fez segurando minha boca que tive que engolir a porra dele toda, eu que nem meu namorado eu deixava gozar na minha boca. Engoli tudo e ele ficou ali mais algum tempo até que me deitou na cama eu totalmente mole como uma boneca de pano deitada quando senti minhas pernas sendo colocadas na posição de frango assado e uma língua deliciosa lambendo minha bucetinha, mesmo em toda minha cachaça gozei duas vezes eu acho sendo chupada para depois sentir uma pica me invadindo até o fundo e bom bando dentro da minha xoxotinha. Gente que delicia. Me acabei naquela pica deliciosa e quando ela saiu da minha bucetinha fiquei ansiosa por mais. Novamente senti ela invadir minha boca por algum tempo, depois fui virada para cima do meu primo montando em sua pica e já me deliciava com ela na minha bucetinha novamente quando num estalo percebi que estava montada na pica mais estava chupando uma pica, como pode? Eu nem queria saber, chupava com vontade enquanto a pica entrava ate o fundo da minha buceta. Quando achei que não podia ficar mais estranho sinto uma linguada no meu cu, como pode se eu estou chupando uma pica e a outra ta na minha buceta não tinha como ter língua no cu, mas aquela língua me detonou, que estrago que fez, fiquei toda arrepiada e com o tesão a mil, já não queria entender nada, sá queria era aproveitar e essa foi minha perdição pois senti um dedo invadir meu cu, depois dois e eu fiquei mais tesuda ainda. De repente sinto uma pica abrindo caminho pelo meu cuzinho quase virgem uma vez que eu não curtia fazer anal, e entrando ate o talo. Eu estava totalmente empalada, tinha uma pica na buceta uma no cu e uma na boca, estava sendo fodida por todos os buracos e fui a loucura, aquilo foi num crescendo e quando dei por mim estava bebendo porra novamente desta vez sem precisar segurar minha boca, sentindo a pica na buceta pulsar me enchendo de leite e a do meu cu sendo enterrada ate o saco e lavar meu intestino com porra enquanto eu experimentava um gozo que nunca tinha tido antes. Cai na cama depois disto e apaguei, lembro ainda de durante a madrugada ter pica entrando e saindo do meu cu, da buceta e da boca, devo ter bebido mais leite naquela noite do que eu jamais poderia imaginar beber. Quando acordei no dia seguinte estava de vestido mas com a calcinha molhada e um gosto estranho na boca, mas sem ressaca nenhuma. Somente agora durante a semana e que fui me lembrando do ocorrido. Já briguei com meu namorado e já confirmei presença no jantar de final de ano com minhas tias sá que desta vez eu vou sá fingir que estou bebendo pois quero aproveitar o Maximo esta nova fase da minha vida, afinal descobri que meus três primos são uma delicia e quero saborear a pica de cada um deles descobrir se realmente o gozo pelo cu é mais intenso e se o sabor da porra de cada um deles e diferente.

Beijos e depois se vocês quiserem eu conto como foi minha virada de ano.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Titiataradacontos recem casados conhecendo o carnaval de recife parte 3ler contos eroticos picantes mulher c heteros a primeira vez casadaconto erotico gay o seguranca hetero roludoconto erotico minha mãe e meu namoradocontos de sexo no cinemaconto erotico irmazinha foi caga na roça e teve que da o cucontos erótico estuprada po bardidocontos eróticos comendo a tiaconto de uma testemunha de jeová casadaContos eróticos Gay de comi o amigo do meu filhocontos eroticos a talaricatentacao l zoofiliacontos esfrega buc gozada corninhoconto conheci e comicontos eróticos minha mãe e meu primo na praiaconto lesb velhas fumasturbei meu melhor amigo contos gaycomi minha sogra fofinha contos eroticocontos eroticos amigas peitudas me deramconto erotico meu marido ficou nervoso mais gosto do chifresmadrasta pegou enteado vendo filme porno e alivioucontos fraga cheirando causinhaconto erótico dei pro meu primo e não me arrependocontos eroticos minha gostosa das academiaAmigos metem em espoza enquanto corno ve futebol contoswww.contos eroticos madrinha virgem da cu cagandocontos eróticos fortes fodendo o cu da gordameu pai batendo punheta.eu foi fala com ele e ele madou eu bate pra elecontos de coroa com novinhoele e uma puta fode com todos contocunhado encochando contoscomtos exitanteshomem gritado de dor porno abertando suas bolasconto erotico comeu e surrousexo gemidosssmae mijando tesao contosdemorou mas comi o cu da minha sogra conto eroticoconto erótico mulher gostosa peituda dando de mamar para os macho para fêmeatia fogozaconto erotico nao acreditei o que eu vi parte 2Histórias contos e relatos reais e atuais de incestos com mulheres gordinhas e com fotos delas peladasmae dano a buceta de quatro para filho dequinze anos em pornoConto erotico. A punheta da cunhadacontos eroticos arrombando a gordacontos coroas da roça metendocontos erótico paizão enrabar filho gaycontos garoto comeu minha mãeA gorda bebada caida eu enfiei tudo contovisinhalesbicacontos eroticos bunda da casadinhacontos eróticos levei minha namorada virgem e santinha pra casa da minha mãe e quando ela saiu comi elapagou pra cunhada,sobrinha,enteada,pra chupar caseiroconto desde pequena participo de orgias com minha familiadeixei meu amante come minha intiada a força pá ela não mim entrega incesto contos eróticoslésbicas chupando sopinhascontos eróticos violadas por mlksnão aguentei acabei molestando contos eróticoscontos eróticos com fantasia pervertidaver contos eroticos de empresarios comendo o cu de empregadonem peitinho teen grita na pau do voesposa fogosa contosgozando pelo cu contos eróticoscontos eróticos minha nora cuidando de mimcontos eroticos arrombando a gordamadrasta e seu consoloContos Comendo A filha da amigacontos eroticos arrombando neguinhacontos gay pai castigopau de jegue arrombando minha filhinha contoscontos sexo dividindo o casamento e a camacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos perdi minha virgindade com casadoai que cona boa contosse vingaram me fudendo em gang bang contoMeu sogro cheirou minha calcinhasobiu no cu delasou umacoroa bunduda contoscão comendo amandaconto erotico esposa bundudacontos eroticos casal voyeur sem quereraluninha dando cuzinho virgem para o professor pirocudo contos eroticoscontos eroticos a vovó safadaContos eroticos o marido gostoso da primaconto gay com muita dor e desmaioMe abraça assustada com tamanho do pau do negãocontos de coroa com novinhoconto erorico com gemeçao crentecontos eróticos tialer conto erótico porno brasileiro mulher que me faz lembrar de uma pessoa que me foi enviado por o amigo e transmoscontos eroticos de coroas patroas de chacarasconto erotico bem dotado arromba a gordinha negracontos coroas e desconhecimulher louca de tesão gozando no peito na boca o dedo na bocatransei com meu sobrinhoconto erotico amiga da minha filha