Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TARDE DE SOL NO CARRO, COM MUITO TESÃO...

Era uma tarde quente de janeiro estávamos no carro Julio e eu, já nos conhecíamos e rolava uma química, uma atração forte...
Nesse dia, nos dirigimos até um local menos movimentado, estacionamos o carro e começamos a conversar. Enquanto conversávamos eu sá ficava imaginando o seu toque, o seu cheiro o seu gosto, mal conseguia me concentrar na conversa. Não demorou e Júlio começou a me beijar. Abaixou um pouco o meu banco e veio por cima de mim. Os beijos logo ficaram mais urgentes e as mãos começaram a procurar por lugares para explorar. Mas era umas cinco da tarde, dia claro, pessoas passavam de vez enquando, e não dava para fechar os vidros por causa do calor. Saímos do carro e ficamos em pé encostados em uma mureta, nos beijando, nos apertando .. em um momento fiquei de frente para a mureta e Julio veio por trás de mim, me abraçou e começou a beijar minha nuca, meu pescoço, nossa sentir o seu calor assim tão perto de mim me deixou muito excitada e quando pude perceber que seu pau estava duro pressionando minha bunda senti minha buceta ficar toda molhada... entramos no carro e os beijos e carícias continuavam cada vez mais fortes, mais ousados. Julio ajeitou os bancos e passamos para o banco de trás do carro. Ele tirou a camisa e pude ver sua pele morena e acariciar seu corpo deslizando meus lábios até alcançar seu umbigo e tocar de leve seu pau que a essa hora já estava para fora da calça. Sentei de frente para Julio e ele enfiou a mão dentro de minha calça, por baixo da calcinha e começou a tocar minha bucetinha que estava ardendo de tesão. Massageou meu clitáris, enfiou os dedos na minha grutinha molhada enquanto me beijava e me dizia que queria me comer, enfiar o pau na minha buceta, estremeci em seus braços, gemi e lutei contra uma vontade imensa de gozar... não conseguia relaxar, com pessoas passando, por mais excitante que estivesse tive que ir contra meus desejos, mas Júlio já estava tomado pelo tesão, e então me pediu para chupar seu pau, o que obedeci logo em seguida, beijei, lambi, chupei, e Júlio jogou sua cabeça para trás e se entregou aos meus lábios macios subindo e descendo pelo seu pau louco de tesão. Estava muito bom, mas eu não conseguia ir além, então ele pediu para eu me tocasse para ele ver, enquanto eu me tocava ele se masturbava, algumas vezes eu tirava meus dedos da minha buceta e enfiava na sua boca gostosa ele lambia meus dedos e nos beijávamos. O calor do carro fechado, as pessoas passando, tudo ajudou a aumentar o tesão.. e assim, sem que houvesse penetração a respiração foi ficando cada vez mais ofegante, os olhos semi-serrados os movimentos das mãos acelarados e veio o gozo... gostoso... e o melhor é que ficou o gostinho de sexo sem terminar... então quando a gente terminar o que começou no carro naquela tarde de janeiro eu volto e conto como foi....

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


buceta carnuda comtos de sexocontos eroticos dez anosconto erotico gay chupando tio bebadoflaguei a veterinaria - conto eroticomamae linda e brava/contosc.erotico filho gay mae putaconto evangelica.cabacinhocontos de mulher cazadacontos eróticos esposas traduzidas na minha frenteReta do Pedreiro Héreropono vitgen nãoa aguentiu epediu p paramcontos encoxada com o maridocontos encoxada na academiaContos eroticos minha primeira vez foi quase um estupro e eu gosteiela e muito molhada contosxontos erotios menino com roupa de meninaContos eróticos Minha mãe e os pedreirossubstitui o papai contos eróticosesposa puta do meu tio corno contoNeguinha bunduda contoscontos eróticos orgias bicontos eróticos troco na esposacontogayporno relatos de esposas de cornos mansoscontos eroticos o namorado da minha filha mim bolinochaves comendo o cu de chiquinha no banheiroConto de puta presa e estuprada diariamente por muitos machoscontos eróticos comendo avóconto dono da minha mulherCantos erótico minha irmã grito quando estava cumendo elacontos eróticos f****** a neguinha na Fazendaconto erotico trepei com meu primo engravideide verdade o que injetam ou introduzem para aumenta bumbum e seiosmeu filho me comeuMulher trepano so com caralhudosconto erótico mamãe dando para o meu avôtravestis da general carneiro sorocabaenvolvendo e massageando o pau com o cufragrância zoofilia caseiro o cu rosinha de minha neta de 9 aninhosmadrasta pegou enteado vendo filme porno e aliviouexperimentando a bundinha da garotinha conto gratiscontos eroticos com a mlhor foda da sua vidasogra faz de tudo pra levar piroca grossa,contos e relatos eroticosContos.encestos.mae.no.campo.de.futeboleu gemia como cadela c duas picas no meu rabinho contos gaysContos o casado foi enrabadoContos os velhos chupam melhor uma bucetaContos eróticosPadrasto e enetada loucos de amore paixãomulher do gelou grande fudedocontos insesto comi minha irma e mae duas gostosas com fotosconto erotico sou madura cadelacontos eroticos comendo minha maninha crentecontos de mulheres ninfomaniaca por sexogozei no copo e dei pra minha tia bebeu contosminha esposa com negao contosviciadopor bundas super rabudasmeu cuzinho desvirginadoxvidio novinhas provocando inxextoContos eroticos eu paguei pra fuder a minha sobrinha casadacontos sexo família bicontos eroticos eu e a minha filha somos putaconto erotico comendo a mulher do irmao na chantagemcontos eroticos comi o cu da madrinhaOfereci meu cuconto elotico mae safadaesposa puta do meu tio corno contoconto erotico gay: transando com um japones dotadocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de velha que foi arrombada pelo pai dotadocontos sou a puta do meu marido