Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DESAFIO NO BANHEIRO PÚBLICO

Tenho um amigo que é mais um parceiro de putaria do que outra coisa. Logo que nos conhecemos sabiamos que iamos dar certo, ambos somos louco por sexo. Homens e mulheres topamos qualquer parada. E para aumentar o tesão gostamos de propor desafios.

Certo dia meu amigo me fez o seguinte desafio, propos que eu fosse em um banheiro público e desse pro primeiro que quisesse me comer. Ele ficaria no box ao lado ouvindo tudo. Me fiz de díficil por bastante tempo, mas logo sedi. A idéia de dar pra um desconhecido me deixava com um tesão danado. Pegamos um ônibus e fomos até a faculdade em que ele estudava. Ele me levou para um banheiro, que segundo ele era usado para aqueles fins, e entrou em um box. Eu fiquei do lado de fora, naqueles vasos grudados na parede.

Não foi tão fácil assim, esperamos quase uma hora até que apareceu alguém. Um arrepio de tesão percorreu meu corpo e fiquei fingindo que estava fazendo xixi. Ele aproximou-se do meu lado fazendo o mesmo. Comecei a olhar para o pau dele enquanto lentamente me masturbava.

- Está vendo algo que gosta? - ele me perguntou.

- Sim, o seu pau! - respondi com o meu pau já duro.

- Você é bem direto, não?

- Não gosto de conversa, prefiro partir logo pra ação.

- Huuuum... Então porque você não pega no meu pau?

Imediatamente minha mão saltou pro pau dele que endurecia lentamente. Ele fez o mesmo e segurou o meu, que já estava duro feito pedra. Ficamos um do lado do outro, nos masturbando sem falar nada, apenas gemendo baixinho. Apás um tempo eu sugeri:

- Que tal continuarmos isso ali dentro? - falei apontando para um box.

Ele sorriu e sem falar uma palavra entrou. Fui atrás dele e assim que me virei para fechar a porta ele me agarrou e começou a beijar meu pescoço. Suas mãos estavam dentro da minha calça alisando meu pau, bunda e pernas. Eu gemia bem baixinho.

Ele tentou me virar e me beijar na boca, mas disse que na boca não. Tirando do meu bolso lhe entreguei uma camisinha. Falei para que ele a colocasse e me comesse com vontade, pois estava louco pra sentir o cacete dele dentro de mim.

Rapidamente ele cobriu o pau com a camisinha e tirou minha calça, deu um beijo em cada uma das bochechas da minha bunda e encaixou o pau com carinho. Empinei a bunda o melhor que pude e ele começou o vai e vem. Gemia feito louco com aquela pica me arregaçando. Ele metia com vontade enquanto mordia minha orelha. Eu gemia cada vez mais e rebolava gostoso naquela pica gostosa. E como ele adorava.

Peguei a mão dele e botei em cima do meu pau. Pedi pra gozar juntinho com ele, e ele começou uma punheta maravilhosa.

Ele me fodia com toda força e me masturbava com a mesma velocidade, eu já esquecendo que aquilo era um banheiro público comecei a gritar feito louco enquanto minha porra jorrava na parede, ele gozou quase ao mesmo tempo.

Ele tirou o pau da minha bunda e jogou a camisinha fora. Tentou me beijar novamente, mas não deixei. Ele disse que nunca tinha conhecido alguém tão safado quanto eu e insistiu para pegar meu telefone. Eu disse que não, e depois de muito insistir combinamos de nos encontrar ali novamente, no mesmo horario (o que não cumpri).

Assim que ele deixou o banheiro, meu amigo saiu do box todo gozado. Ele disse que o cara tinha razão, que eu era a maior puta que ele já tinha conhecido. Mandei ele se fuder (como de costume) e perguntei se ele não tava doidinho pra estar no meu lugar. Ele não respondeu nada, mas deu um sorriso que já entregava tudo. Perguntei se já iamos embora, ele disse que não. Que ia me pagar um lanche e assim que eu recuperasse minha energia voltariamos ali pra que eu comesse ele do mesmo jeito que o cara tinha me comido. Eu dei uma gargalhada e disse que ele era uma puta maior ainda. Ele sorriu e me deu um beijo na boca alucinado que fez meu pau se mecher. Saimos do banheiro no exato momento que outro cara entrava. Ele nos deu uma olhada de cima a baixo enquanto saíamos do banheiro a gargalhadas.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


gozando pelo cu contos eróticoscontos eróticos casal Passei a noite no autorama no Ibirapueraamo brincar xm a cobra cega do meu primo conto eroticontos eróticos conacontos er senta devagarporno minha vizinha safada mim chama para segurar a escada para elasexo gay okinawa ufaconto erótico de iniciaçãomulher baixinha e maginha casada dando o cu pro amante.seu nome hosanacontos eróticos de pai tirando o cabaço das filhas e suas amigas e primasContos Eróticos De Uma Senhoracontos cuidando da minha irma casadacontos eroticos tio comendo sobrinhaspapai me come contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos empregadacontos eroticos de marido melher cunhadinha e a primacontos eroticos que e isso tioconto erotico gay chupando tio bebadocontos eroticos de viadinhos de calsinhafundura da buceta midindo pornorelatos de cornos meu tio Rui comeu minha esposa na minha frenteLóira safada narra conto metendo na coberturacontos namorada bonde todotiti do cu apertado emnwww foto dexoxota areganhada. com brconto erotico primeira vezconto erotico eu tia casada senti tesao pela bucetinha da minha sobrinhaConvenci minha mulher dar pra outrocontos eroticos tres homens uma mulhercontos heroticos cm o dominadorxvideo dois negão comendo mi.comha maeContos eroticos estuprada pelo velhocontos de casada crente mulherela ecotrou sua calsinha gozada contosvideos de pau ficqndo ficando durocontos eroticos espertinhacontos eroticos adoro velhoscontos eroticos com irmaconto tia peludacontos wrotico com tiocontos eróticos baixinhas no sexo analcontos eroticos sou crentecontos eróticos curtos de gay dando pro cachorroContos éroticos gay de amigoconto gay fiz de femea  Minha vontade era de explodir de tesão quando ela me perguntou isso. Mas me controlei e falei só que sim, que pensava muito nela!! Aí foi meio automático, a gente já estava bem próxima mesmo. Ela se aproximou, eu me aproximei. Não sei bem quem tomou a iniciativa, mas o nosso primeiro beijo rolou ali mesmo. Foi maravilhoso. A lí  contos porno negao fodendo a velha na matacontos esposa evangélica e cunhadaconto zoofilia novinha e os cachorros Minas Geraisconto erotico peguei um filhote de cachorro e ele me fudeuconto erotico com ajuda da minha virei cadela do meu cachorronem peitinho teen grita na pau do vopassei a calcinha contos eróticosconto erotico tomando leitecontos eróticos ensinando à casada gostosa à gozarviciei na rolacontos eroticos quando era novinhacontos eroticos sou casada mas adoro pica de cavalosContos homens comendo terneirascontos eroticos incesto: meu filho alexmeu tio e minha esposa 1 contos eroticoconto erotico incesto sonifero filhaperdi a virgindade no ônibus contos eróticosContos arrombei minha tia idosacomtos eroticos humilhada e currada por molequesconto erotico trasando mulher bucetinha inchadinharelato de mulher casada engolindo porraContos vendo corno Minha namorada gozada arrombada gritandoconto erotico fui arrombada depois de casadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteminha mulher coroa nua conto eroticoContos Eroticos Chinesa e negãoesposa puta do meu tio corno contocontos eroticos no consultorio medico tomando injeçãobuceta napicagrosacontos eroticos no terreno com a donawww.contos de incesto deixei meu tio chupar minha bucetinhacontos gay afeminadosconto irma casadacontos eróticos e********** humilhando c****contoeroticocasadacontos erotis orgia bicontos eroticos meu avo comeu meu filhomeu me comeu aos anosvidios e contos casal liberal esposa esposa traiu e falo para o maridomilia fudedocontos de viadocontos eroticos flagrei meu cunhado batendo punheta cheirando minha calcinhacontos eroticos arrombando a gordasoquei na enteadacontos sodomizada por dinheirocontos.de.velha.crente.taradacontos eróticos de Paula de Floripa Santa Catarinacontos eroticos taradinhas