Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

INCESTO - FAMILIA DA SOGRA E MEU FILHO


MICHELE – nove – Família da sogra e meu filho
Sou terapeuta, e em meu trabalho tive e tenho oportunidade de tomar conhecimento de dezenas de casos envolvendo situações sexuais, entre pessoas diversas, inclusive entre membros da mesma família, ou seja, praticando o incesto.
Este caso aconteceu entre algumas pessoas, que vou detalhar individualmente para melhor entender esta narrativa.
- Komander – meu filho, 24 anos l.85 – 90 kg – moreno bem clarinho, corpo sarado e bem distribuído, super bem dotado.
Patrícia – namorada de meu filho – 1.68 – 58 kg – seios médios lindos – durinhos coxas e bunda média bonitas – bucetinha meio cabeludinha – grelinho médio saliente.
Lucio – irmão de Patrícia, 19 anos – 1.70 – 85 kg – corpo bem formado, tem coxas grossas e bunda grande, “ainda no armário”, nessa ocasião é que se revelou
Sogrão – já nosso conhecido, pai de Patrícia e Lucio, cinquentão simpático, 1.80 – 88 kg, moreno, não muito dotado, mas de bom calibre.
Fátima – sogrona, mãe de Patrícia e Lúcio, morena, balzaquiana, bundona e coxuda, 48 anos, seios de médio para grande, mas firmes, muito simpática e bonitona.
Como já disse anteriormente, a minha família e a do sogra somos praticantes de naturismo frequentando quando se pode, aéreas de nudismo (praias, clubes, etc) aqui em Goiás onde moramos, existe tipo uma Fazenda, onde vamos de vez em sempre. Esclareço que no local o comportamento das pessoas é sério, não havendo nenhuma atividade sexual explicita, até porque o objetivo não é esse, e também é frequentado por família, com crianças e adolescentes. Evidente que o que acontece no interior das unidades de hospedagem, cabe censura, avaliação e descrição de cada grupo ou pessoas que as ocupem. Meu filho com s família da namorada, foram passar uns dias nesta fazenda, aproveitando um feriado prolongado. Chegando lá ocuparam uma chalé onde todos ficaram juntos. Durante as atividades do sai dia, (pescaria, esportes, barzinho, churrascaria) voltados para todos que ali estavam, não se via nada de anormal, todo mundo nu, mas respeitosamente, Apás o lanhe do fim de tarde, meu filho e a família, se recolheram para um descanso. Havia três camas de casal, e assim sogrão juntou as três, fazendo uma camona grande. Logo meu filho e a Patrícia começaram uma esfregação, observado por todos especialmente pela sogra. Ela logo se encantou com o pau de meu filho (23cm) e aproximando começou a acaricía-lo. O sogrão não perdendo tempo foi pra cima de Patrícia, lambendo sua buceta e tocando em suas coxas e bunda. Neste embate sá o Lucio ficou de fora observando. Em dado momento, meu filho largou a namorada e agarrou a sogra, beijando-a toda, logo chegando em seus seios que exitada como estava, os biquinho cresceram e ficaram duros, do jeito que os homens gosta. Ele dedicou uns minutos em lamber e chupar, fazendo ela gemer de tesão enquanto mamava aquele pau grande grosso e gostoso. Ele foi beijando ela todinha, até chegar em sua buceta, com aqueles pentelhos negros, encaracolados. Ele passava a língua em seus lábios e grelinho, de tal forma que ela misturava gemidos com tesão. Quando ele enfiou a língua dentro da buceta, ela foi ao delírio, apertando a cabeça dele com as coxas pedindo para ele meter nela. Mas a idéia dele era fazer ela gozar em sua boca, e assim ficou lambendo e mamando, usando a língua como se fosse um pintinho de garoto, mas bem dura. Ela não aguentou puxou o Lucio e começou a chupar seu pau (pequeno), mas saboroso. Ele parecia sem muito entusiasmo, mas ela mamava e chupava de tal maneira, que logo ele estava também gemendo. Para surpresa dela ele pegou a mão dela, e levou para sua bunda, demonstrando que queria carinho no cuzinho Ele não teve duvida molhou o dedo com saliva e foi enfiando no cuzinho dele, logo havia dois dedos. Ele cada vez gemia mais. Pedia – assim mamãe, chupe meu pinto, mas soque seus dedos Enquanto isso meu filho com aquela chupada bem especial na buceta da sogra levou ela ao orgasmo. Fazendo ela se esticar toda gemendo muito gostoso. O Lucio logo gozou na boca da mamãe, que engoliu tudo. Nesse ínterim, O sogrão e a Patrícia estavam num 69 fantástico, ai meu filho veio por traz dela, e enfiou aquele pau grande e grosso bem gostoso em sua boceta. A Trepada estava de tal maneira, que o sograo levantou e levou o pau dele para ela chupar enquanto meu filho comia a buceta dela. O tesão entre eles era de tal maneira, que os gemidos se confundiam. Meu filho resolveu mudas as posições, e deitou de barriga pra cima, fazendo a namorada sentar em seu pau, expondo a bunda para cima. Com o pau todo dentro da buceta dela, chamou o sogrão, e falou enfia no cuzinho dela, vamos fazer um sanduíche. Ela sá disse, devagar papai, a do KO é maior que a sua. Então o sogrão deu o pau pra sogra dar uma chupada e molhar bem de saliva, e foi enfiando no cuzinho dela. Quando a cabeça estava entrando ela deu uma arquada no corpo que sá vez o pau de meu filho entrar mais ainda, ela gemeu e os dois paus foram pra dentro dela, um no cuzinho e outro na buceta, fazendo ela gemer de tesão e prazer e também de dor. No movimento de vai e vem, meu filho sentia pau do sogrão através da pele. Nossa que loucura, a sogrona, num amasso com o filho, assistia tudo com muito tesão. A Patrícia gemia feito uma égua no cio, afinal era a primeira vez que tinha dois de uma vez sá. Falava soca com força papai, empurra. Para meu filho entre um beijo e outro, dizia mete meu homem gostos, fode essa buceta. Logo ela começou a gozar, gemia e gritava com muito tesão, o Sogrão gozou e encheu o cu dela de porra, já meu filho deu um verdadeiro banho na buceta dela, com aquele caldo gostoso que é sua porra. Ficaram alguns minutos deitados um em cima do outro, se recuperando. O sogrão deu umas lambidas e beijos na bunda dela. Logo em seguida a sogra veio e começou a chupar sua buceta, colhendo todo aquele caldo que estava dentro. Meu filho aproveitou veio PR trás dela, já de pau duro, e começou a comer sua buceta. Ela gemeu gostoso, e ele enfiava tudo, quando começou a enfiar um dedo no cú dela, e ela rebolava. Então ele lubrificando a entrada do cú dela com saliva, tirou o pau de sua buceta e foi enfiando no cú, fazendo ela gritar a principio de dor (afinal 23 cm – grosso e grande). Ele enfiou a cabeça e deu uma paradinha pra ela se acostumar com a “invasão”. De repente ele enfiou de uma tacada sá, ela gemeu muito misturou dor e prazer, dizendo “come esse cú meu genro gostoso – arrombe-o”. E cada socada ela diminuía e gemido de dor, e mostrava mais prazer. O sogrão deitou debaixo dela chupando sua buceta, fazendo ela gemer mais e mais. Ela começou a gozar no exato momento que meu filho de uma socada forte e gozou no cú dela. Foi uma gemeção sá – do meu filho e da sogra. Ficaram todos quietos deitados abraçando e beijando uma ao outro. Aqueles carinhos que se fazem apás o gozo.
O sogrão levantou abriu um champgne serviu a todos, e começaram a falar banalidades. Lucio era o mais calado, mas mesmo assim participava da farra. O chalé possui duas sacadas, uma para frente, onde se visualizava praticamente todo clube, e uma para os fundos cuja visão era bem pouca e dava para uma densa mata. Para ali o Sogrão foi, seguindo da esposa e do filho Lucio. Ficou meu filho e a Patricia, nuns afagos por algum tempo. Foram interronpidos pela sogra cuja taça estava vazia. Veio enche-la e acabou ficando conversando, ora dava um beijo no meu filho, hora fazia um carinho na filha. Em dados momentos meu filho foi até a sacada, e encontra o Lucio de quatro dando a maior chupada no pai. Mamava com gosto, tentando colocar todo o pau dele dentro da boca até a garganta . O sogrão faz sinal para meu filho, participar da brincadeira, quando o Lucio larga o pau dele e coloca o pau de meu filho na boca. Sá consegue uma parte pois o do meu filho alem de maior é mais grosso que o do pai. Mas ele fica chupando uma alternando para o outro. De repente o pai diz – fica de quatro meu filho que vou comer este teu cuzinho. O Lucio com a cara mais safada, diz: vem papai mas coloca de vagar pois é o meu cabaço. O sogrão lubrificou o cuzinho do garoto, deu umas lambidas, fez ele mamar a lambuzar seu pau, enquanto ele chupava meu filho, o pai foi por traz e começou a enfiar o pau devagar, passou a cabeça o garoto disse – pode enfiar tudo agora, o pior passou, o sogrão não perguntou enfiou o restante de uma vez. Ele chupava meu filho, mamava igual a um bezerro. Nesse momento as mulheres vem ficam apreciando como se aquilo fosse comum de fato é comum, mas era a primeira vez do garoto. A filha chegou no pai e disse: papai você émuito safado, alem de comer a filha come o filho também. Soca o pau com força ele vai adorar, e assim ficou no vai e vem até que gozou no cu do garoto, que recebia a gozada de meu filho. Ficou com a boca cheia e o cuzinho também. A maior surpresa foi o sogrão vendo que o pintinho dele estava duro – não havia gozado, caiu de boca no filho, falando meu filinho você também tem que gozar, e mamou até o garoto esporrar na boca dele. Foi um feriadão dos mais alegres e gostosos daquela familia
.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


jato forte coroa vomitacontos eroticos sogra de camisolaporra minha secretária tem a bunda deliciameu marido bêbado dei muito para o amigo dele minha bucetatraindo na cadeia conto eróticocontos baixinha casadacontos eróticos velhinho transando com jumentogozando no chinelinho da novinha contosmulherbrasileira conversando putaria contoscontos sado marido violentosamiguinhocontoscache:UPF-oaq3DH0J:okinawa-ufa.ru/conto_14744_brincadeiras-no-play-iii.html contocasadagostosacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos reias de padrastosContos sou travesti putaconto gay no posto de gasolina heterocontos eróticos no 110 ano sendo tio no banheirocontos perdi minha virgindade com casadovisão dos sonhos dos cornoscontos eroticos comendo o cachorro da ruaconto erotico vizinha casada e velho pirocudoconto fomos fudidos em ménage sem quererhttp://contos hetero piscinacontos eróticos mulheres da b***** grandecontos de filho comendo a mae no carro do pai pra lerContos eroticos amorosa amigacontos eroticos eu pequenaconto erótico devide a minha esposa com meu paicontos prima gostosa e casada do cu pro cão e pro prímo zoofíliaestuprada pelo meu tio contosdesculpa mae pau duromeu primo e minha amiga contos eróticosContos erotiicos traindo mo resguardocontos gays meu primo me comeucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos novinha de 12an chantageadacontos eróticos. a bunduda da coroa safadaConto erotico tia no tremcasada desfilado de calcinha contos eroticocontos eróticos esposa desacordada e um doente mentalconto tia de roupa curta pagando umaconto erotico de tortura bdsm entre lesbicasmulhe vais boguete em bebudox vidio comtos eroticos mães inocenteContos eroticos sexo selvagem maecontó gratis o roceiro chupou minha bucetaa morena virtual itaperuna rjzoofilia a chapeuzinho vermelhoContos eroticos novinha estuprada pelo borracheiroconto erotico arrombei o travesti do baile funkvideos incesto enteada gorda casadasentando na rola do meu pai contos. eróticossou a femea da familia contos eroticossogra faz de tudo pra levar piroca grossa,contos e relatos eroticosEperiencia zoofilia beijo babadovideo porno de garotinhas com olhinho vidradoo cu rosinha de minha neta de 9 aninhosfazendo aza delta cm toalhasogra pegou eu no fraga batendo polheta e depois trazamosesposa na praia de nudismo contocache:tCqBSJiMNvAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_6_13_orgias.html contos de coroa com novinhoContos namorada arrombada por doisContos eroticos com primas no carnavalContos de crentes sendo aronbadasconto gay transei com meu primo jerffessonfui dormir na casa da tia e comeu o HelenaFiquei bebada e dei ocucontos er arrombandoContos meu cu mordei o pal enormecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erótico dei pro meu primo e não me arrependo