Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PACIENTE, AMIGA E AMANTE!!

Há muito tempo sou leitor de contos eráticos, Sou um Homem normal, casado, com 30 anos, 1,72 m e 69 Kg, nenhum modelo internacional, mas me garanto. Kkkkk. Mas vamos ao que interessa. rnA Histária que vou contar aconteceu comigo em Julho ou Agosto de 2011. Há algum tempo conheci uma Mulher de 29 anos, magra e loira que aqui vou chama-la de VIVI. Nos conhecemos em meu consultário, quando começou a fazer um tratamento longo o que tornou nossos encontros constantes.rnNo começo tudo era normal, profissionalismo total, mas por termos praticamente a mesma idade as conversas eram interessantes. Ela falava de sua vida, do seu noivo dos seus problemas e eu também compartilhava um pouco de minha vida com ela. Tornávamos cada vez mais amigos e surgia amizade legal. Aos poucos trocamos celular, MSN e isso nos deixou mais íntimos. rnComo o tempo, aumentou nosso papo sobre vida intima, relacionamento, experiências até chegarmos ao assunto SEXO.rnComeçamos a falar sobre fantasias, swing, ménage e isso foi cada vez mais me instigando e me sentia cada dia mais atraído por ela e sentia que aquele jogo de sedução não iria acabar bem, ou melhor, acabaria bem demais...KkkkkkrnO ponto chave, foi no dia em que me perguntou se gostaria de ir a uma casa de Swing em São Paulo, que tinha um amigo q arrumaria o convite. A princípio o convite foi feito a mim e se estendia a minha esposa, mas expliquei que isso não seria possível, já que ela é muito conservadora, apesar de sempre imaginarmos e termos fantasias, ainda não temos coragens pra realiza-las. rnFoi então que VIVI me sugeriu ir com uma amiga dela (que hoje nem sei se realmente existia.. Kkkk). A ideia era ela e o noivo, eu e sua amiga. O que me deixou muito animado. Durante algum tempo entravamos no site da casa, tentávamos imaginar como seria e isso nos deixava ainda mais confidentes. Mas ainda duvidava daquilo.. Queria conhecer a amiga, ela me mostrava fotos, mas nunca cheguei a conhecê-la pessoalmente.rnMais alguns dias ela me falou q não queria ir com o noivo, tinha medo do que aconteceria e afirmava que sá queria conhecer, mas não queria chegar aos finalmente. Foi então que falou q sá iria eu, ela e essa amiga. Por isso precisávamos arrumar alguma data comum para os três e ainda teríamos q conseguir nos ?livrar? o que tornava impossível realizar essa brincadeira.rnFoi quando a convidei para um jantar, algo mais intimo sá entre nás. Lágico que sabíamos que não poderia ser em nenhum lugar público, afinal éramos comprometidos.rnFoi então que consegui um dia ?livre? deixando os dois empolgados, era nítido que o tesão e o desejo tomava conta dos dois.rnCombinamos de pegá-la por volta das 23:00 práximo da sua casa, assim já teria se livrado do noivo.rnEra um noite fria e quando cheguei, ela já me esperava. Apareceu de bota, uma calça coladinha e uma blusa que escondia um pouco suas curvas.rnAo entrar no carro, nos beijamos no rosto e um sorriso maroto surgiu no rosto dos dois, aquilo parecia loucura, mas nos estimulava muito. Foi quando perguntei pra onde iriamos e ouvi de sua boca: - Para, né? Pra onde acha que vamos?rnFoi então que decidimos ir ao um Motel que acabara de inaugurar.rnAo chegar solicitei uma suíte com Hidro, com uma decoração diferente. rnAo subir as escadas, fiquei ?sonhando?, parecia que aquilo não estava acontecendo, afinal eu nunca tinha feito nada depois do casamento. Entramos na suíte, quando ficamos frente a frente, simplesmente sorrimos um para o outro e nos beijamos.. Um beijo que esperava a meses de tesão, de desejo. Um beijo inesquecível.rnSentia frio na barriga como um adolescente na sua primeira transa, mas a diferença é que sabíamos como conduzir e ?brincar?. Fomos tirando a rouba um do outro, fui sentindo aquela pele, e vendo aquele corpo lindo, via que ela era a falsa magra. Uma cintura fininha, peitinho médios com biquinho rosado. Aquele bumbum pequeno, mas perfeito.. Bumbum de boneca..rnDeitamos na cama e ?namoramos?, sá nos tocando e nos beijando. Parecíamos que nos conhecíamos, mas ao mesmo tempo tudo era novo para os dois. rnResolvemos tomar um banho de hidro. No caminho percebi que VIVI era totalmente desinibida. Olhava-me e adorava ser admirada e eu de pau duro, louco de desejo de tê-la por inteiro, mas sabia q aquela noite era especial e teria q ser inesquecível.rnEntramos na banheira e ficamos lado a lado. Beijávamos-nos muito (que beijo maravilhoso) enquanto eu tocava sua bucetinha e era tocado por ela...Ficamos algum tempo conversando e nos divertindo com a situação. Até pedi pra ela sentar na borda da banheira que estava morrendo de vontade de chupar aquela bucetinha. Assim ela fez, abriu as pernas e chupei, sentia seu mel escorrer, e ela querendo que parasse e falava no meu ouvido: - Para, estou com vergonha, estou muito molhada estou escorrendo. Mas isso me dava muito tesão. Eu com o corpo dentro d?agua, chupava aquela buceta rosada com pelos clarinhos e me punhetava.rnEla pediu pra trocar, queria me chupar. Então sentei na borda, encostado na parede enquanto ela sentou na banheira e começou a me chupar. Chupava de forma diferente. Eu nunca tinha sido chupado daquele jeito, engolia meu pau e fazia o movimento de vai e vem. Chupava minhas bolas e me punhetava ao mesmo tempo, me deixando louco e com o pau mais duro que pedra. Ficamos nessa ?brincadeira? por algum tempo. O tesão era evidente e o cheiro de sexo já dominava o ar.rnResolvemos ir pra cama.. Não aguentava mais.. Queria muito sentir aquele bucetinha.. rnMas antes tive que pedir camisinha, afinal já não usava isso há muito tempo. Liguei na recepção, enquanto não chegava, ficamos num 69 delicioso.. Ela me chupava muito gostoso.. Eu lambia sua bucetinha e passava a língua em seu cuzinho, mas não tive coragem de colocar o dedinho.rnNisso tocou a campainha, ela se levantou, já que estava por cima e foi pegá-la. Deu em minhas mãos, me beijou e disse: -Coloca, eu não sei colocar!! E olhava para o meu pau que apontava para a Lua.rnColoquei a camisinha e fui por cima num papai e mamãe. Sua buceta ainda escorria, nunca tinha visto uma mulher tão melada, com isso meu pau entrou de uma vez. Bombava num ritmo normal e ela queria mais rápido, começou a mexer o quadril e me laçou com as pernas com intuito de aumentar a velocidade, nos beijávamos e ela sempre com um sorrisinho safado, adorando ser comida e ver o meu tesão por ela. Ficamos algum tempo assim, eu comecei a chama-la de gostosa e safada, o deixava ainda o clima mais quente.rnResolvemos trocar de posição veio por cima, sentou em meu pau com tudo. Bombava como louca e cada vez mais rápido, (algo q se faço com a minha esposa, gozaria rapidamente, mas com camisinha, estava muito mais resistente). Ela gemia de prazer e cavalgava rápido e com força. Aquilo me deixava louco. Ela queria me fazer gozar, tornando-se um jogo delicioso, no qual ela queria me fazer gozar, enquanto eu queria prolongar aquela transa.rnFicamos por algum tempo metendo como loucos, nossos corpos suavam, não sentíamos mais frio. Eu já não aguentava mais e anunciei meu orgasmo, ela foi a loucura e simultaneamente falou que iriamos juntos. O ritmo era muito intenso, tudo aquilo era maravilhoso e GOZAMOS!! Assim nos abraçamos e sorrimos.rnFomos tomar banho, dessa vez de chuveiro. Comentamos da loucura e se tínhamos gostado. Não tínhamos mais segredos e nem vergonha, parecíamos verdadeiros namorados, amantes.rnFomos para cama, onde continuamos nossa conversa, cada vez mais quentes, falávamos sobre fantasias, desejos e rapidamente nos animamos...rnMeu pau ficou duro e ela já escorria novamente, mas ela dizia que precisávamos ir embora, mas quando ví.. já estava em cima dela, bombando aquela buceta e sem camisinha... Mas o resto deixo pra práxima..rnrnAdoraria conhecer mulheres e casais discretos para amizade, trocar experiências e quem sabe algo mais. Quem quiser me [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto elotico mae safadacontos eroticos fui arrombada pelo motorista de onibus e dois passageirossexo pornozao medo minha cunhada teve medo do meu pitaoconto erotico transex se produzindo para encontroconto elotico mae safadacontos eróticos sou casada mas gosto de travestiLekinho cú apertadinho contos gayscontos eróticos meu enteado deixou meu c* todo ardidoA sogra viciada em anal contosComi minha irma e minha sobrinha conto eroticohistoria porno de meninas com seu irmao tarado nocampmãe que transsam gratuitamentetransando com meu brothercontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecotos eroticos de mulheres dando o cuzinho pela primeira vezcontos eroticos o dia que comi a novinha gordinhacontos eroticos de incesto: preocupada com meu filhocontos eróticos aninhoseu quero ver anaconda chupando leite da mãecontos minha mãe com siliconecontos eróticos tirinhas sobrinha e tiomulher casada do negão bem cachorra na cama tem piranha na cama mesmoConto safado de esposa putaContos gay fazendo a barbacontos eróticos o judô mim ajudoucontos eroticos menina bobinha no tremesposa puta do meu tio corno contoconto de sexo com rabuda asquerosoconto incesto perdia a aposta meu filho me comeupornô colocou supositorio na paciente e ficou excitado Comtos eroticos fudendo com meu marido e nosso amigominha mulher contou que ficou com a buceta arrombada em floripahistorias heroticas detalhistas de peitudas gostosascontos com fotos esposas com a buceta cheia de porra de negrosfude pono so morinhacontos mostrando pau pra sogracontos meu marido falou que tenho um bucetaocontos eroticos botei um macho pra desvirginar minha filha maeeu menino e meus três primoscontos zoofilia gaycontos eroticos arrombando a gordacontos fiquei de mal e transei com meu sogrocontos eróticos quando perdi meu cabaçicontos eróticos esposa foi roubada pelo coroinhaarombei minha mae contos eroticos pornoComtos casada puta dos vizinhoscontos vi meu sogro olhando no decote da minha mulhervoyeur de esposa conto eroticocontos eroticos com escravas sendo humilhadaque enganaram e comeram meu cu sem pena contosContos dei para meu filho roludovonto erotico cadsfa msngarotinha contosminha tia vagabunda adora da o cu e nao toma banho nem lava buceta contoscontos gays top60casa dos contos o jegue de bigodesminhaxaninhaardeurelatos reais eróticos - saciada em casaporn contos eroticos casada amarrada e violentadaconto erotico gay chupando tio bebadocontos eroticos arrombando a gordanovinha falou que ia pozcontos com maes de sainha incestosexo gemidossscontos eróticos dona de casa deu para meninos vizinhoContos eroticos tio taradoe foi assim que comeram minha esposatirou as pregas dela contoscontos de sexo com viuvaesposa surpreende marido com casal para fazerem swingconto erotico da mulher de nome cris que gosta de varios cacetes e fez festa pra comemorar o casamentoContos eróticos:a menina lactantecontos namoradas q dao a buceta por dinheirocomendo a tia que esta olhando pela janelaMamaes boqueteiras contoseroticosContos Eróticos muleque me comeucontos eroticos aquele pintinhomae e filha pequena contos eroticosgozoo na bucetakconto erotico flagra