Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DANDO LEITINHO NA BOQUINHA DA MAMÃE

- Aaai, papai... Você fica apertando meu bumbum! Desse jeito eu não resisto!rn- E o que mamãe irá fazer?rn- Não sei... Tenho vergonha! (risos)rn- Diga... Fale para papai o que mamãe quer?rn- Aaah... Me dá leitinho, papai? (risos)rn- Huuum... Mamãe adora tomar leitinho! Ééé?rn- Siiim... Tenho fominha! Dá pá mim, papai? (risos)rn- Eu dou... Mas somente se mamãe comportar-se e fizer tudo que papai mandar!rn- Tá bom... Eu faço! Êbaaa... Deixe-me chupar pirulito, papai? (risos)rn- Deixo... Venha! Ponha-o na boquinha... Faça-o crescer!rn- Uau, papai... Gostoso... Tá cresceeendo! (risos)rn- Éééé... Você gosta?rn- Eu adoooro chupar o pau que cresce!rn- Chupe-me, bonequinha linda! Irei te fazer mulher e dar leitinho na sua boquinha!rn- Aaaai... (risos)rn- Tá tão gostoso sua língua no meu pau, amooor!rn- Eu também estou achando uma delícia, paixão!rnMeu nome é Claudete, 41 anos, pele branca, 1,57m, 68Kg, olhos esverdeados, cabelos loiros, ondulados e compridos. Seios médios, bumbum redondo e grande. Pernas grossas. Estou num momento íntimo com meu marido. Adoramos jogos eráticos! Gostamos de nos chamar de papai e mamãe. É tão gostoso... Ajuda-nos a sair da rotina... Aguça-nos as taras um pelo outro! Temos dois casais de filhos. Estão nanando. Estamos na nossa suíte fazendo o que mais gostamos: AMOR. Tadeu, meu marido, tem 45 anos, pele branca, 1,79m, 83Kg, olhos pretos, cabelos castanhos escuros, lisos e passados à máquina (atrás e nas laterais). Ombros largos, bumbum carnudo e pernas fortes. rnPassam da meia noite... Deitados na nossa cama Box. Estou de quatro e vestida apenas com minha camisete branca, de algodão, comprida. Os seios estão duros e balançam enquanto enterro o pau na minha boquinha macia. Adoro chupá-lo e senti-lo crescer na minha boca quente. Sugo-lhe na cabeça e desço introduzindo-o até forçar a minha garganta. Com jeitinho, engulo-o todo. Meus olhos chegam soltar lágrimas enquanto sinto o cheiro do seu saco gostoso e escuto-o gemer de prazer! Tadeu é muito carinhoso... Sempre foi! Amamo-nos por demais. Para ele, dou até o cu. Aliás, adoro sentir meu rabinho preenchido pelo seu cacete duro.rnO cheiro e sabor do pênis excitam-me ainda mais... Lambuzado de salivas, então? Eu fico doooida de vontade para sentar em cima! Esfregar o clitáris e ter orgasmos sobre o membro rígido. Papai não resiste. Passa as mãos quentes na pele arrepiada do meu enooorme bumbum. Para provocá-lo, rebolo-o enquanto meus bicos duros roçam o lençol. Dou gritinhos gemendo entre lambidas no pênis saboroso. Tadeu inclina-se sobre a cama e acarinha-me nos cabelos loiros enquanto olho-o com o pênis na boca. Pisco para ele. Passo os dentes ao longo do corpo cheio de veias marcantes. Ele puxa-me pela cabeça e beija-me de língua... Delícia! Adoro chupar a língua dele. Beijamo-nos... Na boca, pescoço, orelhas e busto. Papai aperta-me, carinhosamente, nos seios e chupa-me nos mamilos duros que pulam o decote. O calor esquenta-me... Rosto queima. A xaninha lisa pulsa! Estou de joelhos e apoiada sobre meus calcanhares. Inclino-me para trás e fecho os olhos. Faço manhas... Gemendo, exclamo:rn- Aaai, amor... Estou looouca!rn- Delícia! Quero saborear esta bocetona molhada. Venha... Coloque-a sobre meu rosto?rnNem precisou pedir duas vezes! Beijei-o de língua e virei meu quadril. Abri as pernas e encaixei-as sobre o rosto dele. Os lábios, macios e molhados, fizeram-me gemer como uma cadela no cio! Ele sabe onde e como chupar-me... Gozei sentindo-o matar a sede no meio das minhas pernas! As pontas dos seus dedos curiosos até hoje, depois de vinte anos de casada, dão-me infinitos prazeres. Abrem-me na xana e buraquinho de fazer cocô. Eu adoro sentir dedos lubrificados invadindo-me, carinhosamente, nos orifícios. Papai reveza os dedos, médio e indicador, para invadir meu cu enquanto a língua brinca de entrar e sair da minha bocetinha molhada. Sinto o lubrificante frio caindo na entrada da xoxota. Logo, dedos espalham-no. Entram... Mexem! Que sensação maravilhosa! O pau está tão quente e duro dentro da minha boca. Fico paradinha, gemendo e respirando pelo nariz. Não quero saber de mais nada... Apenas gozar como uma porquinha!rnMeus seios? Esparramados sobre a barriga peluda. As poupas do meu bumbum? Acariciadas pelas mãos fortes e macias do meu macho. A língua entra no meu cu... Na minha boceta... Sacode-me no grelo! Como resistir? Meu líquido quente escorre! Escuto barulhos da boca dele chupando-o sem desperdiçar. As contrações fazem-me tremer o quadril... Gemer! Meus olhos fechados e respiração ofegante. Retiro o pau molhado da boca e exclamo:rn- Amooor... Aaaai... Que delícia! Chupe... Chupe-me, seu cachorro! Lambe... Estou gozaaando! Papaai... Aaaaaaai!rnOfegante, saio de cima e deito-me ao lado. Sinto meu clitáris pulsando. Os músculos da vagina apertando-se... Chega doer! Contrações deixam-me hiper molhada... Líquidos escorrem! Sensação de ter poça de água no meio das pernas. Minha boca seca. Descabelada e suada, olho-o... O pau pulsa! Lindo... Duro e inclinado para o alto. Estico meu braço. Minha mão, pequena e macia, aperta-o! Gostoso... Punheto-o... Para cima e para baixo! Tadeu geme. Diminuo os movimentos. Não quero, ainda, fazê-lo gozar! Eu adoooro judiar. (risos) Liberto-o... Ele treme frente contrações! Viro-me de lado e, apoiada sobre meu braço, digo-lhe:rn- Papai... Enfia em mim?rnOs olhinhos dele chegam brilhar! (risos) Sinto-me uma garotinha indefesa. Faço manhas... Caras e bocas! Levanto-me, abro o criado mudo e escolho um brinquedinho. Plug anal, silicone, com vibro. Lubrifico-o e peço-lhe que me introduza no bumbum. Tadeu beija-me na boca e alisa minha bundona macia. Estou arrepiada... Meu cu pisca, abre e fecha, acompanhando os ritmos das pulsações na xaninha molhada. Deito-me de barriga para cima e abro as pernas. Levanto-as. Logo, Papai está lambendo meu bumbum e chupando o cuzinho apertado. Puxo-o pelas pernas. Quero chupar-lhe! Meia nove. Agora, ele quem está por cima. Admiro-o e enfio o pau na boca. Meu nariz toca-o no cuzinho fechado. Massageio-o no bumbum arrepiado e aperto-lhe nas poupas. Adoro chupar cuzinho. De homem e de mulher... Abafa o caso! (risos ? assunto para outros contos) Eu e meu marido depilamos nossos árgãos sexuais. (não gostamos de ficar com pêlos na garganta ? éca) Retiro o pau da boca e fico lambendo-o no ânus. O cheirinho de cu sem lavar deixa-me looouca! Forço a ponta da língua. Um pouquinho entra! (risos) Delícia. Chupo-o. Despejo lubrificante no seu orifício e lambuzo meus dedos, massageando-o. Seguro no bumbum e introduzo a ponta do dedo... O quadril contrai... Lindo! Entra e, logo, sinto o calor do seu cuzinho apertado. Abocanho-o no pênis enquanto, lentamente, introduzo todo o dedo médio no buraquinho de fazer cocô. O pau parece pedra... Adoro enfiar o dedo e chupar o pinto que escorre líquidos de excitação. Enquanto isso, apás dedos do Papai abrir caminho, o plug anal entra e faz-me gemer de prazer. A boca lambuza-me de salivas e suga-me no clitáris. O plug entra, carinhosamente, e dedos invadem-me na xaninha. Sinto as paredes da xana pressionadas entre os dois dedos, indicador e médio, e o brinquedinho que ainda não vibra. Gememos de prazer. Revezo dedos no buraquinho dele chupando o pauzão gostoso. Tadeu aciona o vibrador. Exclamo:rn- Aaaai, Papai... Que delícia! Eu vou... Gozar de novo! Aaaaaaai!rnÉ um tesão sentir o plug vibrando no cu! Ele fica paradinho e provoca muita excitação. Retirei dedos do cuzinho apertado bem como o pau da boca. Pingava salivas... Espetava-me no pescoço. Pedi ao Papai que saísse de cima de mim. Desligasse o vibro. (não sou de ferro ? risos) Sentasse encostado à cabeceira. Descansamos um pouco. Agachei-me, com o plug enterrado na bunda, e deslizei-me sobre o corpo do pênis duro. Meus lábios molhados abraçaram-no. Olhamo-nos... Beijamo-nos de língua. Enfiei a mão, sob quadril, e peguei no pau. Ajeitei-o, entre os lábios, e agasalhei-o. Entrooou gostoso na minha xoxota encharcada! Abraçados, sussurrei:rn- Papai... Ligue o vibro! Aaaai!rnMeu marido ligou o brinquedinho. Enquanto eu me esfregava no pintão, o plug vibrava no meu cu. Nossa... É uma delícia! Penetrada nos dois orifícios ao mesmo tempo. Abraçava-o. Fechava meus olhos e gritava de prazer. Não muito alto, pois minhas filhas nanavam no quarto ao lado! Meu clitáris esfregando-se sobre a base do pau e aquele negácio dentro de mim, não resisti... Gozei como uma porca! Fantástico! As contrações deixaram-me molinha. Meus seios inchados pressionaram-no o peito. Empinei o quadril. Urrei de prazer! Tadeu segurou-me pela bunda e lambeu-me o pescoço. Carinhosamente, desligou e retirou o plug do meu rabinho indefeso. Disse-me que estava quentinho! Lubrificou-meu no ânus e o brinquedinho. Voltou a introduzi-lo. Ficou ainda mais gostoso! Papai mexia o pau na xaninha e eu via estrelas tendo orgasmos:rn- Papai... Que delícia! Fode gostoso minha bocetinha!rn- Mamãe... Fique de quatro? Quero apreciar seu bundão carnudo!rnEle desligou o brinquedinho. Uuufa! Estava ofegante. Eu me levantei do pênis. Meus joelhos queimavam de dor... Mas estava gostosa a farra! (risos) Beijei-o. Acarinhamo-nos, de joelhos, no lençol úmido e amassado. Tadeu deu tapinhas na minha bunda. Levantou-se. Sobre o chão, ordenou-me:rn- Mamãe... Fique de quatro.rnFoi o que eu fiz... Engatinhei. Empinei o quadril, com o brinquedinho dentro do rabicá, na beirada do colchão de molas. Peguei o travesseiro de plumas de ganso e enfiei meu rosto nele. Os seios apertavam o lençol enquanto o pau duro e grosso invadia-me na boceta. Papai ligou o brinquedinho. Estocou-me pressionando seu quadril contra o meu. Confesso que é uma sensação única e indescritível dois membros dentro do corpo simultaneamente! Um, entra e sai... O outro vibra. Eu não sabia mais onde estava... Gozava como uma condenada! As infinitas contrações nas entranhas faziam meu quadril tremer. Meus orifícios contraíam apertando os membros. Uau... Meus gemidos eram abafados pelo travesseiro e pingos de suor caíam no final das minhas costas! Não aguentava tocar meu grelo... Estava sensível demais! Os músculos da minha vagina mastigavam o pinto entrão. Meu marido gemia. O pênis pulsava. Eu sentia cada contração. Murmurei:rn- Papai, goze logo... A mamãe não aguenta mais!rn- Pode deixar... Irei te dar o leitinho! Você se comportou como menininha obediente!rn- Desligue-o... Tire-o do meu cu!rn- Nossa... Adoro cobrir sua bundona macia com a camisete... Fica ainda maior! Estou tirando o plug... Relaxe!rn- Aaaai... Devagar! Aaaai!rn- Pode deixar... Irei tirar com carinho, mamãe! Relaxe... Pronto! Já desliguei.rn- Uau... Que alívio, papai!rn- Delícia... Ah, se você pudesse ver seu cuzinho piscando, mamãe! Está tão lindo... Parece o buraquinho das suas amigas quando você tira o brinquedinho de dentro delas para me mostrar! Olhe... Sinta meu dedinho gostoso entrando? Aperte-me? Isso, safaaada!rnVirei meu rosto para trás, fechei os olhos e coloquei minha língua para fora. Disse-lhe:rn- Papai... Me dá leitinho? (risos)rnNão deu outra... Tadeu excitou-se por demais! (risos) Eu sei como mexer com a cabeça dele! Foram poucas estocadas antes de retirar o membro lambuzado e enfiá-lo na minha boca. Sentia o sabor dos meus gozos ao longo do comprimento do pau pulsante. Sugava a cabeça e sentia líquidos de excitação misturados ao meu mel. Picante... Levemente salgadinho! Eu adoro. Logo, papai estava dando leitinho na boquinha da mamãe! Sêmen jorrou na minha boca, língua, nariz e olhos. Parecia chafariz. (risos) Gotas de espermas atingiram-me no olho e no buraquinho do nariz. Tratei, imediatamente, de abocanhá-lo. Punhetava-o com a boca e engolia espermas quentes. Limpei o rosto com meus dedos. Garganta ficou ardidinha! (risos) Papai estava ofegante... Caiu deitado sobre a cama. Olhou-me... Sorrimos e nos beijamos de língua! Disse-lhe, balançando minha cabeça e fazendo graças:rn- Eu adoro tomar leitinho do papai! (risos)rn- Mamãe, deite-se. (risos)rnE assim, dormimos abraçadinhos. Claro, depois de tomarmos banho e lavar os brinquedinhos do amor! Eu amo meu marido. Ele me ama. Espero que você tenha gostado do nosso momento íntimo. Comente... Vote... Não passe vontade não! Aaah, se não gostou, tudo bem... Um beijo, um abraço e um apertão por baixo! (risos)rnPessoal, por hoje é sá! Fique em paz e obrigado pela leitura. Beijos.rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


relatos eróticos reais-visita saciadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos sogra gostosa chifra filhaContos eroticos no dia do meu crisma fudi porno profissional com homens fodendo leitoa no cioandava só de cueca no carro. conto gay teensexo gay okinawa ufa papaiminha namorada sendo encoxada no onibus mesmo eu estando ao seu lado contosbuceta cavala conto eroticoContos eroticos estrupocoroa casada contoscontos eroticos com avopassando bronzeador na mamae contoContos eróticos com cão.buceta cheia de porra corno contos ccontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos de coroas dos seios caidosConto minha filha dorminda so de fio dentalconto erotico eu a esposa e a cunhada na baladacontos eróticos no elevadordona norma contos eroticocontos eroticos entre irmaopono gay. de homens taxetaContos fiz minha filha desmaia de tanto que chupei sua bucetinha ela gozou muito na miha bocaHugo -Isac |casa dos contos eróticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos minha mulher deu a buceta no cinemadesenho pornos dos flinstones cornocontos sobre safadas na academiacontos eroticos primeira vez no cuzinho da esposacontos de incesto pequeninaVizinha rabuda casada contando seus contos eroticostraveati fudendo na cpzinha do apartamento no fruta pornoeu curto cunhado faz chantagem para comer a cunhada casadaContos eroticos .eu usava uma sortinho indescente MULHER COMENDO O HOMEN COM MAO TODAomContos eróticos minha cunhadinha é um tesaozinho fudendo gostoso com minha enteada novinha novinha e virgem encinando ela fudero cu rosinha de minha neta de 9 aninhosgay aperta,amassa e masturba o pau do parceiro e ele goza gostosoconto erotico inseminando a esposa esperma gostosaler contos de garotas que foram bolinadas quanto eram.pequenasmatrupado no mercado pono doidocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteprno irimo bebadoa menina e o cachorro de rua contos de zoofiliaconto erótico na despedida de solteiro do meu cunhado novinha transa com eleNoiva de salto contos eroticosContos eróticos traindo na praia de nudismocontos erotico com minha familiacarla dando a buceta ora o seu filho de 18bucetinha esposa ccbmeninas deixando gozar nos seus chinelinhos havaianasContos eróticos picantes pecados na igreja com padrescasa de contos eroticos tomando leitinho na mamadeiracontos de tia massagen na sobrinhacache:iOh7vGcQjJIJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=151 Contoscomendoseguasjogando nas duas pontas trailer porno travestisContos eroticos gang bango cu rosinha de minha neta de 9 aninhoscontos tomei no cu gostosovideo porno real,primo veio posar em casa com o namorado pintudo,e transaou com a pirta abertacontos eroticos de virgems estrupadas no mato por 2marido corno/contoscontos eroticos arrombando a gordasexo grupal flagrante incesto usando calcinha contoscontoseroticosvizinhasfoi sentar no colo do tio sem calcinha e levou ferroCasa dos Contos Eróticos tirando as pregas da sogracontos eroticos cagou no pauconto o moleque me estrupouconto erotico minha namorada me enganoucontos eroticos de incesto: sou cadelinha do meu filho 2sou puta do porteiro pauzudoconto homem casado dei o cu para o instalador de interntcontos gays transei com meu amigocontos eróticos divinopolisconto erotico alunaConto erotico cuidando de minha enteada1conto erótico caipirascontos eróticos amanda e Augustocontos de inxesto como o meu marido não me notava então eu fiquei dando mole para o meu irmão para ver o que ia acontecer