Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FANTASIA DE UMA ESCRAVA CACHORRA

Nelson, 49 anos, gay enrustido, alto, gorducho, cabeça raspada, sem bigode ou barba e com uma bundona gostosa, estava em Macapá há pouco tempo e foi a um barzinho, perto da praça Beira-Rio, uma das principais da cidade, onde uma banda tocava forro. Nelson estava muito excitado fazia dias que um homem enfiava no seu cu uma dura, grande e grossa pica. Mas assim que entrou no barzinho ele viu sentado em uma das mesas, também sozinho, Angleson, um moreno lindo! Ele já era experiente com putas como Nelson, sabia usá-los como seu brinquedo sexual e quando percebeu que Nelson o estava secando, agiu logo movido pelo tesão, assim que Nelson passou por sua mesa ele disse...rn- E ai coroa! Senta aqui comigo.rnNelson, nervosamente respondeu, quase gaguejando...rn- Obrigada, aqui esta cheio hoje...rn- Reparei que você não tirou o olho de mim. Que tal agente ir para minha casa para conversarmos mais a vontade?rnAngleson, sem dar chance a Nelson de responder, levantou o braço pedindo a conta para o garçom, a qual deu a Nelson que sem reclamar pagou a conta.rn- Vamos lá coroa! Eu garanto que você vai adorar passar à noite comigo.rnOs dois saíram do bar e foram para a casa de Angleson, que morava ali perto, e Já chegando, Angleson foi logo agarrado e beijado Nelson e o encostando de costas na parede. Nelson foi surpreendido pela atitude de Angleson, mas adorou a sensação. Angleson vendo a enorme excitação de Nelson, decidiu quu era hora de começar a dominar aquela coroa gostosa e transformá-la na sua escrava, ele seria a sua escrava mais gostosa e puta.rn- Vai tirando a roupa que já volto. ? disse Angleson deixando Nelson por um instante...rnNelson excitadíssimo com aquele homem lindo e gostoso obedeceu rapidamente a ordem de tirar as suas roupas e ficou pelado na sala esperando por Angleson. Ele voltou com uma tanguinha fio-dental, sutiã meia-taça, cinta liga, meias 78 e um par de sapatos de salto alto.rn- Para agradar seu macho veste isso gostosa!rnNelson ficou ainda mais excitada ao receber a ordem de se vestir com aquelas roupas.rnNelson obedeceu e pouco depois estava toda vestida, enquanto Angleson de calça jeans, cueca, meias e sapatos o obsevava...rn- Você ficou ainda mais bonita. Vem cá me da mais um beijo...rnNelson foi andando em direção aquele homem lindo e gosto, que a estava deixando completamente entregue... Apoiou seus braços nos ombros de Angleson, que retribuiu segurando Nelson pela bunda e se beijaram deliciosamente... Essa humilhação ainda não era nada perto do que estava por vir. Angleson virou Nelson, abriu a braguilha e tirou seu pau para fora da calça e o esfregou lentamente na bundona de Nelson. Enquanto fazia isso fez Nelson is se inclinado para frente até que ficasse com seu tronco apoiado sobre a mesa que havia ali. Sem que Nelson percebesse, pois rebolava cheia de tesao sentindo o pau de Angleson roçando no rego do seu cu, Angleson tirou um par de algemas do bolso da sua calça e depois de colocar os braços de Nelson para trás, prendeu seus pulsos, Nelson ficou surpreso ao sentir seus pulsos algemado e pediu...rn- Por favor, tira isso.rn- Calma! Quem manda aqui sou eu! Fica quieta! E se abrir a boca de novo para reclamar vai se arrepender!rnAngleson segurando Nelson pelo braço levou Nelson até a cozinha... Lá chegando Angleson ordenou...rn- Fica de joelhos!rn- Por favor Angleson...rn- Eu falei qur você ia se arrepender.rnAngleson deu dois tapas na cara de Nelson que ficou vermelha.rn- E então, vai ajoelhar agora ou não?!rnNelson ficou de joelhos na hora. Angleson foi até a geladeira pegou uma cerveja calmamente depois ele saiu e quando voltou estava segurando uma tigela cheia com seu mijo. Colocou a tigela na frente de Nelson. Tirou uma das algemas do pulso de Nelson e depois com os braços dele para a frente o algemou novamente, para que ele pudesse ficar de quatro...rn- Agora vai beber meu mijo todinho senão vai ser muito pior! Vou te surrar tanto que você vai implorar pelo meu mijo!rnNelson ao mesmo tempo que não queria testar Angleson, também não queria beber aquele mijo, mas mal sabia ele que beber aquele mijo era de longe a melhor coisa a se fazer!rn- Imaginei que fosse ser assim... ? disse Angleson que afastou a tigela do alcance de Nelson e pegando um rolo de fita numa gaveta do armário ali da cozinha colocou fita na boca de Nelson e falou...rn- Agora vai ter o que você merece! E quando estiver com muita vontade de tomar o meu mijo, você balança a cabeça. ? disse Angleson ao mesmo tempo em que pegava em um canto uma ripa de um metro de comprimento.rnEm seguida Angleson sem qualquer ávido desferiu o primeiro golpe na bunda do Nelson com aquela ripa que já deixo uma marca vermelha! Ele deu a segunda, a terceira e a quarta. Angleson era muito forte e Nelson logo balançou a cabeça sofrendo de dor e com a sua bunda ardendo. Angleson então disse...rn- Já quer muito tomar meu mijo?rnNelson assentiu com a cabeça...rn- Esta disposto a levar mais cinco ripadas pelo meu mijo?rnNelson respondeu que não com a cabeça...rn- Não! Então você ainda não esta com muita vontade de tomar meu mijo! Nesse caso vou continuar te surrando.rnE as pancadas na já castigada de Nelson recomeçaram lhe arrancando lagrimas dos olhos... Nelson chorando balançou novamente a cabeça.rn- O que foi agora?! Já aumentou a vontade de tomar meu mijo?rnNelson fez que sim com a cabeça...rn- Então esta disposta a levar mais dez ripadas para poder beber meu mijo?rnChorando Nelson fez que sim com a cabeça...rnEntão Angleson deu mais dez ripadas na bunda toda marcada, vermelha e dolorosamente ardida, mas ele aliviou um pouco nas ultimas pancadas para que Nelson não desmaiasse... Em seguida ele tirou a fita que estava amordaçando a boca de Nelson e então pegou uma câmera e a apontou para Nelson e disse...rn- Agora presta atenção! Depois que eu ligar a câmera você vai falar: ?Meu macho, posso por favor tomar o seu mijo senhor? Sua cadelinha esta com sede? ? Então você vai beber meu mijo todinho na tigela e quando eu fizer um sinal você vai lamber os lábios e mandar um beijinho para câmera. Entendeu?!rnNelson concordou, ele não tinha mais nenhuma esperança que Angleson pudesse escutá-lo. Nelson já se decidira obedecer Angleson, pois assim seria menos doloroso... Então Angleson ligou a câmera, Nelson falou o combinado, Angleson empurrou a tigela na direção de Nelson sem aparecer na filmagem. Nelson bebeu todo aquele mijo, parando para lamber os lábios e mandou beijos para câmera. Então Angleson desligou a câmara. Angleson, sentado em um banquinho ficou vendo Nelson ali no chão aos seus pés de quatro e algemado... Então, puxou a cabeça de Nelson contra seu saco e falou...rn- Mais um videozinho para terminar. Vou jogar um ossinho e você vai pegá-lo como uma boa cachorra e o trazer na boca aqui para o seu dono!rnAngleson ligou a câmera e jogou um ossinho, Nelson imediatamente foi de quatro até onde o osso caiu, o pegou com a boca e levou para Angleson. Que satisfeito com a obediência da sua cachorra, jogou mais algumas vezes o osso para Nelson pegar. Depois ele desligou a câmera e disse...rn- Pronto! Agora vou passar esses vídeos para o meu micro. Agora você e meu escravo! E já sabe como vai ser se me desobedecer! rn- Sei sim meu dono.rn- Me responda, você quer muito ser meu escravo?!rn- Sim meu dono eu quero muito ser seu escravo.rn- Ótimo! Você vai morar aqui no quartinho de empregada. Quando não tiver executando alguma tarefa para o seu dono, é lá que você vai ficar bem quietinho. Seu único propásito agora é me dar prazer. Você é meu agora!rnNelson e Angleson se beijaram intensamente... Em seguida ele ordenou...rn- Vem chupa meu pau.rnAngleson desabotoou a calca jeans e baixou o zíper, e Nelson começou a chupá-lo. Angleson mal acreditava na cena, aquele coroa gostoso, na sua cozinha, de sutiã meia-taça, cinta liga, tanguinha fio-dental, meias 78 e sapatos de salto alto, chupando seu pau! Angleson explodiu de prazer! Gozou rapidamente! Nelson ficou ali de quatro com a cara toda melada de porra... Então Angleson se levantou, subiu o zíper da braguilha da calça e falou...rn- Por hoje já deu! Amanha e sábado, tenho o dia todo livre para te ensinar ser meu escravo e se comportar. Depois que estive bem treinado, vou trazer uns amigos para mostrar para eles meu novo brinquedo.rnAntes de ir para o quarto, Angleson falou para Nelson sorrir, e então tirou uma ultima foto de Nelson rindo, vestido daquele jeito, de quatro e agora com a cara toda lambuzada de esperma do seu macho!rn- Ate amanha minha cachorra!rnNelson passou a noite no escuro, deitado no chão frio da cozinha, de roupa intima feminina, e ainda melecado com a porra do seu dono. Ele demorou a pegar no sono, pois ainda estava bastante chocado e excitado com aquela situação... Logo pela manha bem cedo Angleson entrou na cozinha. Nelson ainda estava deitado dormindo. Angleson lhe deu umas boas palmadas na bunda dizendo...rn-Vamos de quatro cachorra! Sempre que seu Dono chegar quer a sua cachorra de quatro e com a cabeça abaixada, demonstrando sua total submissão! Para que fique bem claro que você e meu escravo e esta aqui sá para servir a seu dono!rnAngleson voltou para a sala por uns momentos. Nelson por ter acabado de ser acordado a palmadas ainda estava desorientado, mas logo as lembranças da noite anterior lhe foram lembradas por sua bunda dolorida, Nelson então se deu conta de onde estava e de sua mais nova condição de escrava de Angleson, um homem que possuía um poder que ele não tinha coragem e nem vontade mais de desafiar. Então decidiu continuar obedecendo as ordens daquele homem moreno, lindo e gostoso, que agora era seu dono...rnNelson escutou os passos de Angleson voltando e logo se colocou de quatro e com a cabeça bem abaixada. Angleson entrou na cozinha, soltou a algema que prendia os pulsos de Nelson, que permaneceu de quatro. Angleson botou uma coleira no pescoço de Nelson e o levou de quatro para um quartinho. Limpou o rosto do Nelson com um pano. Colocou duas bananas em uma tigela, as amassou bem com a sola do chinelo e completou dando deu duas cuspidas e colocou a tigela no chão diante de Nelson, que não acreditava que Angleson queria ele comesse aquilo! Mas ficou quieto, pois seu respeito por Angleson ia ficando cada vez maior... Então Angleson segurou Nelson pela coleira, apertou sua bunda dolorida e lhe deu um tapão em cada banda de bunda de Nelson com toda a força que deu umas reboladas e deu uns gemidos!...rn- Ai mina cachorra eu te preparei um banquete com direito a molho especial e minha escrava nem agradece ao dono! ? deu mais palmadas naquele rabão!rn- Obrigada meu dono!rn- Ficou feliz com o café especial que seu dono preparou para você, escravinha?rn- Muito dono!rn- Ótimo! Estamos progredindo. Agora come o seu lanche, comece aqui pelo meio que esta com mais cuspe do seu dono. Usando sá a boca, como uma cachorra!rnNelson mordeu a banana amassada bem do meio, onde tinha ainda bem visível boiando por cima a maior parte do cuspe de Angleson. Nelson de cabeça baixa engoliu aquela papa de banana e cuspe.rn- Olha para mim escrava! - Nelson olhou já com uma expressão normal... - Esta gostando de poder comer essa papa cheia de cuspe do seu dono?rn- Sim meu dono!rn- Estou gostando de ver escrava! Esta aprendendo rápido a ser uma escrava bem comportada, isso é porque você nasceu para ser isso! Sá precisava de um macho dominante para te ensinar seu lugar, que é servindo seu macho! Agora agradece a seu dono por deixar você ser minha escrava!rnAquela dominação toda deixou Nelson muito excitado e ele disse...rn- Obrigado meu dono. ? e por conta prápria beijou os pés de Angleson! Talvez ele fosse se arrepender desse gesto logo em seguida, mas naquele momento a vontade que ele sentia era maior! Angleson sorriu...rn- Agora vou sair e volto mais tarde para continuarmos o treinamento. Tem muita coisa ainda para você aprender, mas antes de ir, vou tirar mais algumas fotos suas.rnAngleson passou um batom nos lábios de Nelson, escreveu na testa dele a palavra: ?CACHORRA?, depois lhe deu umas boas palmadas e mandou que Nelson fizesse umas caras de puta! Depois de tirar as fotos falou...rn- Come tudo ai da sua tigela e depois pode mijar e cagar naqueles jornais como uma cachorra como você deve fazer. Nem pense em usar o vaso! Se eu desconfiar você esta ferrada! Você não pode nem imaginar o que eu sou capaz de fazer com uma escrava! Melhor ainda, eu quero que você filme com minha câmera você comendo e depois cagando e mijando, quando eu chegar agente assiste junto, e aproveita também e tira mais umas fotos sensuais suas para o seu macho!rnAngleson saiu trancando a porta do quartinho. Nelson ficou ali, ainda de quatro, rosto pintado, ainda com aquela roupa intima feminina da noite anterior e com aquela tigela de banana pisoteada cheia de cuspe do seu dono! De repente ele sentiu uma estranha sensação de felicidade, mas que logo deu espaço há uma sensação de saudade daquele macho que tinha acabado de deixá-lo sozinho. Ele queria sentir novamente a presença daquele HOMEM forte que dizia tudo o que Nelson devia ou não fazer! Nelson obedeceu e se filmou comendo e também mijando e cagando conforme Angleson ordenara e depois tirou três fotos ?sensuais? para que Angleson não se zangasse com ele ao voltar.rnAngleson sá chegou em casa as duas horas da tarde, mas sá abriu a porta do quartinho da sua escrava uns trinta minutos depois e para sua satisfação encontrou Nelson na posição de submissão de quatro e cabaça baixa. Deu então dois tapões na bundona de sua escrava sá para lembrar Nelson quem é que mandava ali. Pegou a câmera e sentou no chão ao lado de Nelson e assistiu ao vídeo dando risadas, deixando Nelson mais sem jeito ainda! Viu as três fotos e fez uma cara de mau.rn-Sá três?! Sua bicha enrustida! Esta doida para agradar seu macho e sá tira três fotos para fingi que não esta! Vou ter que te surrar muito ainda para liberar essa vadia enrustida que você tem ai dentro!rnAngleson agarrou a coleira de Nelson pressionando sue rosto contra seu peitoral! Nelson ficou com isso se excitou aquele cheiro maravilhoso do corpo de Angleson, mas sentindo seu pescoço sendo apertado com força por Angleson que o manteve assim mais um pouco e o soltou e começou a lhe dar tapas na bunda com muita forca! Depois de oito tapões, Angleson fez uma pausa...rn- Agradece pela paciência do seu dono que hoje esta de bom humor puta e que eu estou tendo para te ensinar a ser minha escrava!rn- Obrigada meu dono!rnOutros tapões...rn- A frase completa cachorra inutil!rn- Obrigada meu dono pela paciência que esta tendo para me ensinar a ser sua escrava!rn- Agora vai de quatro cachorra safada até o meu quarto e pega um osso do lado da minha cama e traz ele na boca pra mim. Se levar menos de trinta segundos vou te dar uma banana sem ser amassada dessa vez!rnNelson saiu engatinhando o mais rápido possível, ele nem lembrava mais de sua ultima refeição decente e estava faminto! Ele entrou no quarto de seu dono, avistou o osso, o pegou usando a boca e voltou logo, levando o osso para o seu dono a tempo!...rn- Boa cachorra! Agora toma sua banana!rnAngleson, que permaneceu sentado no chao encostado na parede, tirou a sua bermuda e sua sunga, ficando pelado com a sua pica já dura e bem na reta da visão de Nelson que ficou hipnotizado na mesma hora! Então Angleson, com um sorriso sarcástico, puxou o pescoço do Nelson pela coleira e com a mão forçou a nuca dele afundando o nariz de Nelson em seus pentelhos e encostando a boca da sua escrava no seu pau! Angleson afastou Nelson um pouco o forçando a olhá-lo no olhos e disse com um sorrisinho excitante...rn- A vida de escrava é dura, mas tem a melhor recompensa do mundo não é mesmo!?rnEra o que faltava para Nelson ficar em estase e cair chupando aquela rola grossa e carnuda com enorme vontade! Enquanto Angleson acariciava seu rosto e soltava gemidos de prazer! Ate gozar na boca e na cara de Nelson. Mandou que Nelson terminasse de chupar toda porra do seu pau e antes de sair e trancar a porta disse...rn-Vou tomar um banho e comer alguma coisa. Mais tarde volto para gente continuar o treinamento, escrava! ? Angleson saiu, trancou a porta do quartinho e Nelson ficou além de saboreando o gosto de porra em sua boca aflito de tanta saudade daquele HOMEM MORENO LINDO E GOSTOSO que era seu DONO.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos de corno dominadocontos: iniciando cuzinho da priminhacontos minha mulher transava e me beijavacontos eróticos ele elaConvenci minha mulher evangélica a dar a buceta contoscontos comi minha sobrinhapornô colocou supositorio na paciente e ficou excitado conto fudendo sogra e suas duas filhascontos de punhetasconto erotico comi o cu da amiga de minha maeContos eroticos tio taradodei para o papai contoscontos de incestos comi minha mae e minha voContos eróticos mamãe filha e a rola do papai contos eróticos com minha cunhadinha ainda bbcontos eróticos minha mulher deu para o Caminhoneiro dentro do caminhãoConto comi a familia todameu amante me depilou toda contoschupei na praia contoscontos engulo porra todos os diasconto gay sendo estuprado com muita violência e tem muito sanguecontos ele tinha um pau grande e grosso me fudeu eu era novinho Contos eroticos A reforma Viciada em sexoeróticos zoofiliatoco siririca na madruga contos de casadascontos eroticos lesbico casadas e travesticontos eróticos de carnaval pornodoidomulheres peladas passando manteiga uma na outraConto de cadelinha depósito de porra dos machos no barContos eróticos de incesto mamando nos peitao da mamae contos eroticos xongando.e batendo.na putacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos chantagiei minha mae e mi dei bemcontoseroticos arrombei minha tiaconto eroticos pasto e adolecetescontos eróticos no cu com cachorroContos eróticos mãe com os negrões e papai vendocontos eróticos minha esposa trouxe sua sobrinha para morar com a genteGabi comendo a égua no cioFlagrei minha irmã de quatro com a b***** raspadinhamasturbando com obras em xasa contocontos com fotos o guarda roupa da casada liberada do mansocontos de crentisinha cusudaperdi os sentidos contos eróticosEvangelica.depilano.xvideospica grande contos eroticospornô com cavalos mangalarga fazendo com mulheres no cavaletecontos gozei no papaicontos eróticos de namorada virgemconto porno puta suja de estradacontos erotico fodendo a minha prima bebadaquebrei o cabaço da minha irmã ela chorou muito porno cariocacontos erotico gay comi meu pivetinhocontos putinhascontos eroticos de homens com taras chupar bucetas caninas zoofiliaContos eróticos com cão.Minha mulher deu pro meumecanico contosTitio ciumento contos eroticoscontos fodi menininha por docescontos eroticos meu vizinho mim estrupo eu era pequena tinha oito anoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos erotico travest crentecontos eroticos de comi a bunda da mae da minha amigaContos de Cornos magoado com esposa porque ela fudeu com outro sem sem ele saberminha mulher alargou meu cu contoContos eroticos comadrehomem fudeno jumeta ela mija no pauzao deleConvenci minha mulher evangélica a dar a buceta contosContos eroticos no conventocontos eroticos mamei no pintinho do nmeu filhinho pequinininhoconto erotico de casada com assaltantecontos minha mae minha puta 23cmcontos eroticos Araguaina Tocontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestiContos eroticos gay funkeiroconto minha mulher gostosa da academia trepa com os personais e amigo,scontos eroticos de quem perdeu a virgindade com mulher coroaconto primeira vez com meu irmao travestibucetas esajero de xotacontos de zoofilia :a depravadameu padrasto negão me cumeu contos euroticos