Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

LOUCURAS COM OS PÉS E CORPO DE MINHA MULHER

No fim de semana passado, no sábado, recebemos finalmente em nossa casa, eu a minha mulher, um amigo de longa data que há muito manifestava o desejo enorme de poder gozar com os pés da minha amada, porque é completamente louco por eles. Obviamente que outras partes do corpo dela o excitam e muito, pois desde há vários anos que ele me confidenciou que a minha mulher era a mulher que mais o havia excitado algum dia e que se ela não fosse casada comigo ele práprio quereria tê-la.rnTanto entusiasmo levou a conversas longas acerca dela e do que mais o atraía no corpo dela. Os pés (obviamente) estavam entre as partes que ele mais desejava e admirava nela, até naquele pormenor que tanto me excita também a mim e a muitos fetichistas de pés: o 2ª dedo mais longo dos pés dela. Mas igualmente o seu belo e majestoso traseiro, redondo e empinado, suficientemente grande e com uma cinta estreita que ainda mais o realça. Ela é muito bela, da cabeça aos pés e os seus belos e sensuais olhos verdes aumentam ainda mais a enorme atracção que provoca em quase todos os homens e até mulheres (algumas confessam mesmo o enorme tesão que ela lhes causa).rnOs seus lábios são um verdadeiro convite ao pecado, e a forma como ela por vezes ferra os lábios e os mexe de forma excitante, provocam um enorme tesão e vontade de os lamber, beijar e, obviamente, imediatamente o desejo de ter esses lábios a chupar um pau.rnFalei com minha mulher e propuz-lhe o encontro em nossa casa. Ela mostrou-se algo renitente ainda, tanto mais que teria vergonha, pois nunca tinha tido conversas com o João (é esse o nome do nosso amigo) sobre a matéria e receava estragar a amizade. Sosseguei-a, dizendo que não sá ele estava já ao corrente do que se iria passar, como queria muito fazer isso com ela. Além disso, disse-lhe, o João confidenciara-me que há muito sentia grande atracção física por ela e desejava-a sexualmente, embora nunca tivesse tido coragem de lho dizer pessoalmente, pelo mesmo motivo (não saber a reacção).rnTudo começa então com ela ainda vestida, usando collants e sapatos de salto alto, bem decotados à frente, daqueles que deixam ver um pouco do início dos dedos e que eu acho tremendamente sensuais.rnQuando o amante está preparado, ela é mandada descalçar os sapatos e depois os collants, deixando finalmente à mostra os seus sensuais pés e pernas nuas daquele corpo bem branco a pedir para ser usado sexualmente.rnEle imediatamente a manda despir-se totalmente para mostrar o seu sexo e finalmente colocar-se de costas para que observemos bem o seu belo traseiro. Redondo, majestoso e arrebitado, o seu traseiro foi feito para duas coisas: ser açoitado, bem açoitado e penetrar o seu buraco anal que é um autêntico apelo ao sexo.rnEu observo sentado, enquanto o João se despe totalmente, mostrando já uma considerável erecção daquele seu enorme membro masculino.rnEle dá-lhe uns sonantes açoites no traseiro exposto com a palma da mão que imediatamente provocam gemidos dela. Mas ele não liga a isso e diz-lhe que aquele cu merece ser bem açoitado antes de ser penetrada.rnO João diz-lhe que a vai penetrar analmente, pois não resiste áquele cu fabuloso. Ela manifesta-lhe receio de não aguentar aquele membro enorme no seu buraco anal, mas ele sossega-a dizendo que o cu dela vai absorver todo o seu volume e vai pedir por mais.rnQuando aquele fantástico traseiro está já bem marcado pelas palmadas, bem vermelho e a arder, ele obriga-a a chupar-lhe os dedos de uma das mãos e penetra-lhe o buraco anal com um dedo, depois dois, num lento entra e sai.rnEla reage a tudo com gemidos de dor mas incontida excitação. E eu, já bastante excitado com o que observo e a pensar em tudo o mais que se irá passar, não resisto a despir-me totalmente e iniciar uma masturbação.rnFinalmente chegou a hora de ele a penetrar no traseiro bem marcado. Inicialmente ele prefere fazê-lo com ela deitada de costas, com as pernas por cima dos ombros dele, a fim de que não sá consiga olhá-la nos olhos (aqueles belos olhos verdes que ela tem e que a todos excitam tanto) mas também para poder chupar-lhe os dedos dos pés e lamber as solas enquanto a penetra no cu.rnAntes disso, ela obviamente tem que lhe chupar o pénis, pois ambos achamos que a boca dela é uma fonte inspiradora de sexo oral.rnDepois de a penetrar no ânus bem longamente, que lhe provoca gritos de dor (o pénis dele é realmente enorme), mas de imenso tesão mandamos que ela fique de quatro. Enquanto a observamos nessa posição, com o traseiro bem exposto aos nossos olhos e ainda bem marcado pelas palmadas, é então chegado o momento de ele a ir de novo penetrar no ânus. Obriga-a a baixar-se e deixar o seu traseiro bem arrebitado em direcção do seu grosso e enorme pénis. Ele inicia com mais fortes palmadas no seu traseiro que lhe provocam novos gritos e gemidos, e depois reinicia a penetração do ânus dela até aquele grosso e enorme pénis lhe penetrar o cu até ao fim. Ela geme, grita, chora, mas pede que continue, pois está visivelmente excitada, confessando mais tarde que naquela noite perdeu a conta ao número de orgasmos que atingiu.rnQuando ele estava pronto a explodir, fez isso na boca dela, coisa que me agrada muito e a excita também a ela, pois adoro ver o esperma a jorrar para dentro da boca dela e a escorrer dos seus lábios.rnDepois de tudo isto, eles repousam cansados. Eu ainda não conseguira atingir o meu orgasmo e precisava de mais.rnPor isso, pedi à minha mulher que permitisse ver algo que eu havia já experimentado com ela algumas vezes. Algo que ela não gosta particularmente, mas aceita por verificar o enorme gozo que me causa e que sempre é seguido de uma monumental foda. Desta feita seria ao contrário, seria apás o orgasmo deles, mas para permitir o meu: queria ver aquele membro enorme do João a urinar para a boca dela até derramar o último pingo. E ela iria deitando fora à medida que a boca ficasse totalmente cheia de urina.rnAssim foi. Esperei que o João estivesse com vontade de urinar e disse-lhes que fossemos os três para a casa de banho. Ela enfiou-se dentro da banheira e eu mandei o João que começasse a urinar sobre o corpo nu da minha mulher, enviando os longos jactos de urina para dentro da boca dela aberta.rnA cena deixou-me em total estado de erecção e pronto para ejacular. Esperei que ele terminasse de urinar na boca dela e, ainda com a boca dela a escorrer urina pelos lábios, mandei-a abrir bem a boca e derramei todo o meu esperma para dentro da boca e disse-lhe que engolisse. Pela primeira vez ela assim o fez, deixando apenas alguns restos de esperma a escorrerem pelos seus belos e sensuais lábios. O João de imediato teve outra erecção e pediu para ela abrir de novo a boca e permitir que ele se viesse de novo na sua boca e engolisse também tudo. Ela de novo absorveu todo o líquido e finalmente terminou com uma sensual chupadela no membro do nosso amigo, até ele não aguentar mais.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


eu e meu irmao contoscontos pequei minha prima com o namorado dela e chantajiei elaconto erotico deixei o cu da velha japonesa arombadocontos vi minha inquilina travesti comeno minha maecontos de punheta com botassentei no colo do meu primo e perdi a vingidade com eleFazendo uma suruba coma sogra e o sogro contoscontos eroticos de meninas novinhas que foi iniciada por uma mulher lesbica no sexovvidos de muler co casoro. fudemocontos eróticos comi a mulher casada aqui na minha casacasal subimisso contoa piriquita da theulma moreninhaconto erotico pedi um desconto para o gerente e ele me encoxouContos eroticos homens estuprano gravidascontos de mulheres ninfomaniaca por sexosou travesti fui estuprado e to ardendo contos eróticosconto herotico comi meu irmão caçula contos erotico elas reclamam do pau grandicontos eroticos transando com um desconhecidopornô mobili com coroa e vamos até gozarcontos eroticos de mae e filho na praiarelatos eroticos minha esposa me traiu com meu consentimentocontos de sexo cm policial mulher gostosacontos da cona da martafarra conto eróticocontos eróticos AHHHH OHHHHcontos comiminha primaconto lesbico irma putinhaconto dopei ela e mamei o grelo e chupei o peitinho ela gozoucontos eróticos corno na lua de melsexo gay okinawa ufamorema gostosa na balada so esperando uma trepadaajudei o bêbado e ele comeu meu cuzinhokero ver foda bem especial gemeno egritano de amorcontoseroticoscomendo a coroa loira e a filha delaminha filha camila contos eroticosContos eroticos estupros coletivos veriticosfazendo uma massagem no papai contoso rola melado cuecas fotosconto mamae papai irma na praia.contopau grande alongado contosMinha filha queria que eu dese a buceta pro na moradinho novo dela pra ela ver se eu aguentava 23 cm de rolaprimeira vez q comi meu amigoContos eroticos enteada oportunidadecontos eróticos de gay Fui dormir na casa do meu cunhadocontos presenciei minha irmã fudendo com um dogna lua de mel contos eroticocontosempregada carente com o patraocontos eróticos de tirando o cabaço das cunhadasconto erótico a babá nos ensinou tudorelato erotico tirando o cabacinho da minha sobrinha negra novinhamulhe gostosa dano cu e xupano o pinto do amarte no sofa peladacontos enquanto dormia comi minha irma e suaamigo hetero contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erodicoconto dado para minha familia a xoxotaMuleques aprendedo a bate puheita na ruacontos eróticos sarro no ombrohistorias de sexo em praia de nudismoconto comeu afamilha todacontos eróticos comendo o c* da vovozinhaarrombei o cu da garotinha contoscontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadoscontos eroticos fazendo o bico dos seios dando de mamarContos picantes incontrolável desejocontos gay enteadocontos heroticos muheer arrummando amante p maridoconto erotco mendigojaponesas eroticas contosPadrinho iniciando afilhada novinha contos eroticosconto erotico ele mentiu falou que era pomada mais era vaselinafodendo gostosa e esporo contos eróticoscontos eróticos eu com meu 30cm comen minha prima no sofá de casacontos de conchinha com a irmacontos safadezas com a tia casada inrrustidacontos eroticos de incesto filho arromba fode mãe carentecontos eroticos.sou crente amo da o cú pra pau preto.contos eroticos de estupropadrasto e novinha conto eroticoContos eroticos A reforma Viciada em sexocontos erotikos comendo o cu da minha madrinhaConto erotico de nora e sograconto de sexo comi o cu da minha vócontos eróticos evangelicascontos eróticos vovôzinhocontos priminha não era virgemconto erótico esposa de férias e tal marido sem quererdeixei acariciar minha Buceta sem meu marido ver contos eroticoscontos eróticos levou no cuzinho virgem sem querercontos etoticos meu marido faz eu dar para trassecontos no escurinho dando para o papaicontos de cú apostado