Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU DIA DE PUTA

Como sabem, meu nome é Júlia, sou carioca e adoro sair.Nesse dia eu tava com um puta tesão, tava uma semana sem transar e precisava tirar meu atraso então liguei pra Karina e marcamos de ir pra um baile qualquer da vida, ela disse que ia pra minha casa pra gente se arrumar e sair juntas. Deu a hora marcada e ela foi pra lá, ela me mostrou a roupa que ia por e fiz o mesmo. Fui tomar banho e fiquei pensando em como ela ia ficar gostosa com aquele vestidinho minúsculo rebolando provocando os homens, me aguentei e me masturbei pensando na minha amiga.rnSai do banho enrolada na toalha e ela foi logo entrando no banheiro, coloquei um fio dental e um sutiã, sequei meu cabelo, tava começando a me maquiar quando ela saiu do banho sá com uma calcinha pequena e meio transparente, não contive, fiquei olhando e brinquei:rn- Nossa Kah, desse jeito até eu te pegornRindo ela disse baixo e eu não ouvi: - Então me pegarnTerminei de me maquiar, ela já tinha pranchado o cabelo, fui por minha roupa e senti que ela ficou olhando pra minha buceta (que é bem gordinha e lisinha), fiz questão de me exibir, ela foi se maquiar. Tinha esquecido de passar meu cremern- Kah, pega o meu creme aí por favorrn- Ah Jú, pega aqui, para de ser chatarnEntão me encolhi um pouco mas não o suficiente pra não roçar nela, ao sentir a bunda dela no meu corpo,me arrepiei e demorei um pouco a sair de trás dela, ela riu baixo e ficou quieta.rnAcabamos de nos arrumar, ligamos pra um taxi, descemos e fomos. Chegando no tal baile, fiquei louca, as meninas já estavam perdendo a linha, olhei pra minha amiga e fomos dançar. Chegaram vários homens dançando atrás da gente, aí mesmo que nos impinávamos; um deles passou a mão na minha buceta por baixo do vestido e falou no meu ouvido: rn- Nossa, já tá toda molhadinha, que delíciarnMe virei pra ele e nos beijamos fogosamente, ele parou um pouco e me levou em direção a um banheiro, olhei pra trás e vi a Kah já com um homem também. Chegando lá, vi que tinha outros casais já transando, fiquei maluquinha. Ele levantou meu vestido, e começou a lamber meu corpo, tirei meu vestido e meu sutian, joguei no chão, puxei ele pra cima, tirando a blusa, ele abriu a calça e tiro seu pau pra fora (devia ter uns 19 cm), nos beijamos de novo e desci minha mão até seu pau, fiquei massageando bem de levinho a cabeça da sua pirroca enquanto ele separava as bandas da minha bunda e tentava enfiar um dedo no meu cuzinho virgem. Desci a boca até o pescoço dele e fiquei dando mordidinhas, passando a língua pelo seu peitoral, até que cai de boca naquela rola deliciosa, fiquei chupando com vontade, passando a língua bem no buraquinho e sugando, ele me apertava dizendo:rn- Isso sua putinha, chupa que eu quero gozar na sua boca e depois comer esse seu cu gostosornOlhando pra ele com olhar provocativo, mordisquei o pau dele de leve, e voltei a chupar como se precisasse daquilo pra viver, daqui a pouco sinto o seu gozo vir e inundar a minha garganta, como boa puta engoli tudo e fui logo me virando pra sentir aquela rola grossa no meu rabinho virgem, ele deu um tapa, inclinou mais meu corpo, botou a camisinha e foi metendo, eu quase que miando pedi: rn- Vai devagar tá ? ele ainda é lacradornRindo, com cara de mau, de uma vez sá ele desencabaçou meu rabinho, dei um berro: - AAAAAAI SEU FILHO DA PUTA, SEU PAU É MUITO GRANDE CARALHO, CALMA, TÁ DOENDOrnEle ignorou completamente e continuo metendo com vontade, a dor foi passando e comecei a sentir um prazer descomunal, fiquei olhando os outros casais fudendo, comecei a tocar a minha buceta e em poucos minutos tava gozando naquele pauzão maravilhoso,ele me levantou e me pos de frente pra ele, me deu um beijo e me virou, quando olho pra frente vejo a Kah dando a bucetinha pra um negão delicioso, fiquei louca vendo a minha amiga dando, ai mesmo que pedi pro Marcelo me fuder: VAI CARALHO, POEM LOGO ESSA PICA NO MEU CU E ME FODE PORRA, QUERO PICA SEU GOSTOSOrnEle ficou louco e voltou a me comer, minha bunda ia de encontro ao seu pau,nem sentia mais dor, coloquei uma das mãos dele no meu grelinho e fiz ele massagear, gozei 1, 2, 3 vezes, senti que ele intensificou as bombadas e fiz no seu ritmo, ele mordeu minha orelha, esperou seu pau amolecer, me deu um tapa na bunda e disse: - Quero fuder contigo mais vezes hein.rn- Ih, nem rola, figura repetida não completa albúmrnMe vesti, sai dali e fui beber, daqui a pouco vejo a Kah do meu lado me chamando pra ir embora porque ela não estava se sentindo bem. Peguei minha bebida e fomos embora, dentro do taxi ela me contou como foi e me disse que nunca mais faria isso com um estranho e que quando chegassemos em casa eu tinha que contar pra ela também.rnrnBom gente, isso é sá.Um beijo nas pirocas e nas bucetas.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Conto acampamento com as aluninhas part2Casada da safadinha contoscontos sexo fantasias na praia Novinha sentando no pau de garoto no jetisquero vídeo de conto erótica de lésbica mamando no seios como um bebê na praiaengravidaram minha mulher contos pornoestou em lua de mel com meu genro contos erroticos contos de sexo chupadasSarado tesao mexendo movimentoConto com foto vizinha peluda de vestido no matocontos eu e meu pai comeno um mendingoconto erotico funkconto erodico sexo irma e maeContos erotico loira casada filho do jardineiro negrominha esposa crente depois de umas cervejinhas ela foi arrombada por outroultimos contos eroticos de bundudaseu vi uma pica toda arregaçadacontos de novinhas q transaram com seu padrastoscontos eroticos.sou crente amo da o cú pra pau preto.Contoseroticostudoa calcinha toda travada no raboai que lambida contosconto erotico a caminhadamulatinhacontosContos eroticos e exitantes de mulheres que transaram mentruadascontos eroticos gay: se tu deixar eu não conto pra ninguemcontos eroticos entre camioneirosfilhos safados espiando os pais fuder conto realconto de estórias de estrupo de um menino que deu o cuContos minha doce sobrinha melConto eroticos amigos comeram mamaeconto de sexo com rabuda asquerosoporno gay conos erotico iaento tio e sobrinhoprimo de rendinha metade da bunda de fora em calcinha cabelo que sai para foracontos eroticos entre irmaocontos eroticos coroa casada executiva viaja sozinha a trabalho e trai com funcionario do hotelcontos de macho pirocudotia tesuda conto"contos eroticos" duas cunhadasconto real comi o cuzinho de aline bem novinhanovinha com peso na barriga usando churrasco de vídeo pornôcontos eroticos ela carecacontos gays meu primo me comeucontos gay meu pai me pegou no flagracontos eróticos grelao 4cmesposa puta do meu tio corno contochapuleta inchada no cuzinho Contos eroticos meu avô e minha mãecontos cu da minha prima escondido no paiolcontos eróticos picantes dando pro professor gostosocontos porno eu os travestis e minha namoradinhacontos eroticos o porteirocontos eroticos esposa do meu amigo no tanqueContos eróticos de incesto filinha mimada do papaiContos eroticos estrupei minha filha renata por ver filmes porno de pai e filha no meu computadoreu e meu irmao contoscamiseta e sem calcinha contoscontos eroticos casada fui subjugadacontos eroticos fudi a velha na praiacontos eroticos confiei e dei o cuacordando tia bunduda para fudela de quatroContos titi fudendo a sobrinha no cucontos eróticos novinhos apetitososcontos enrabada no chuveiroContos eroticos como chantagieiconto incesto pastorcontos mulher da na frente dos filhosCasada fodeno com sogro no sitio contovou rasgar sua boceta vagabundaminha cuinhada me seduzindo na casa da fazenda que fomos passar ums dias lacontos eroticos com irmãsconto erotico gozada na renataTravessa gostosa lavando a b***** em casa com cama escondidacontos eroticos bebadaComi a josi da bocacontos eroticos meu tio come todas minhas namoradascontos destrui o cu da sogra coroa magrela carente