Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TENTANDO O BORRACHEIRO (VERÍDICO)

Tentando o borracheiro (verídico)



Sai de uma reunião de negácios por volta das dez horas da noite, com um vestido de seda preto, na altura do meio das coxas, de alças largas preso por botões nas costas, meia calça preta, de coque, sem sutiã e de calcinha preta de renda, bem arrumada por motivo da importância da ocasião.

Já no bairro onde moro, percebi que havia algo errado com o pneu do meu carro. Andei mais um pouco para me aproximar de uma esquina mais iluminada, que ficava a alguns metros de uma borracharia.

Parei o carro e vi que caminhar ate a borracharia não seria bom negocio porque havia muito pouco movimento de carros, e de pedestres era nenhum. Ainda dentro do carro tirei o salto e a meia calça.

Tirei as coisas para trocar o pneu da mala do carro, e fiz todo o procedimento, mas estava tendo muita dificuldade para retirar os pinos. A posição também não ajudava para quem esta de vestido. Mas por sorte passou a motinha do socorro da borracharia e parou.

Quando o rapaz saltou da moto percebi que ele deu uma encarada na minha xoxota, porque eu estava de cácoras, mas logo fiquei de pé e fingi que nada tinha percebido.

O rapaz trocou o pneu e perguntou se eu não queria consertar o que havia furado, como ele me falou que não demoraria eu aceitei.

O segui ate a borracharia. Ele me ofereceu água enquanto fazia o conserto e me fazia perguntas do tipo se eu era casada, que era perigoso andar pela cidade aquela hora da noite, e tals. Notei o volume que se formou dentro do macacão e resolvi provocar um pouquinho.

Enquanto ele fazia o conserto me prontifiquei a ir soltando o estepe para em seguida por tudo de volta na mala.

Ele ergueu o carro, que estava em um “elevador”, uns 80 centimetros para a altura ficar mais confortável para mim.

No momento não entendi, porque ele estava consertando o pneu justamente do lado oposto ao meu, como ele suspendeu o carro seria impossível me observar. Na hora pensei, vou ter trabalho sem motivo, mas já que estava ali segui na troca.

Mais uns instantes e percebi que ele havia ficado em silencio, e que nem o barulho do concerto estava fazendo mais. Porem segui na troca, ainda faltavam dois pinos para retirar. Quando percebi que ele estava deitado no chão, do outro lado do carro, silenciosa e discretamente ele observava a minha boceta enquanto eu retirava o pneu.

Então eu levantei como quem ia dar uma esticada nas pernas, passei a mão nos joelhos para disfarçar, pois em pé ele sá conseguiria ver até a altura dos meus joelhos. Então silenciosamente, rasguei a minha calcinha de renda de fora a fora.

Passei as mãos nos joelhos novamente e me agachei. Quando terminei o movimento levei a mão até o meu sexo e resmunguei fingindo ter rasgado a calcinha naquele momento. E sem sair do lugar perguntei ao borracheiro se ali tinha banheiro. Percebi que ele se levantou e respondeu que sim, me avisando que não era limpo o suficiente para o meu uso. Então eu respondi que sá ia lavar o rosto porque estava muito quente.

Entrei no banheiro, tirei a calcinha e deixei lá em cima da tampa da privada. E voltei para retirar o ultimo pino, agora sem calcinha.

O borracheiro deixou o pneu ao lado de onde eu estava, como estivesse me avisando que havia terminado o concerto, e foi até o lado de fora da loja.

Confesso que fiquei com medo de seguir na minha provocação, pois eu não estava com nenhuma vontade de ser penetrada por aquele borracheiro.

Pensei duas vezes e resolvi ver onde ia dar. Me agachei, para retirar o pino, ele veio sorrateiro por traz de mim e passou a mão da minha xoxota até o final da minha bunda dizendo que eu era gostosa. Dei um salto, ficando em pé e perguntei que abuso era esse. Ele me respondeu que não aguentou, que eu era linda de mais.

Pedi para que ele terminasse o serviço, paguei e fui embora.



[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Incesto do cu desde pequenohttp://googleweblight.com/?lite_url=http://okinawa-ufa.ru/conto_25933_fodendo-o-recepcionista-do-hotel.html&ei=h1fTW1EH&lc=pt-BR&s=1&m=739&host=www.google.com.br&ts=1489513220&sig=AJsQQ1A6LGGFLRL7NY2__JYTuAweTMayWwcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecavalo dado duas trepada na égua de uma vezporno esposa pedindo pra Corniacontos de sexo entre conhados gaycontos eroticos evangelicacontos veridico de incesto mae preocupada com a saude de meu filhoconto fui arrombado travesti dotadocontos eroticos chuparam meu pau no cine gaycontos eróticos novinhas cai pirocãocontos insesto comi minha irma e mae duas gostosas com fotoscontosobrinhocontos eroticos goza no cuContos eroticos mulher cazada carente tevi ki da pru vizinho de pika muito grande marido descubriu contos eroticos mae sendo estrupada dentro no onibuscontos tia marta sua bundacontos eroticos embriaguei meu marido e dei o cuzinho do lado delecontos erotico fisioterapeuta travestio maninho tirou minha virgidade me aroboucontos esposa safadas e putinhascontos eroticos minha mae sabiamora Nana bem gostosa da bundona bem grandes eu dental bem deliciosa nécomtos d primos d 30 cumemdo cusinho d priminhas d 15contos porno de casadas o lixeiro violentocontos chupei um paumete até o talo tio contoContos eroticos casal de empregados ensinando filhos de patroescontos eroticosirmazinhamulheres nuas e cagando no cu da primaminha esposa raspadinha contocontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosconto de encesto eu engravidei minha irmãloira do pozao melafa de olho porno doidocontos sado lesbico de incestoContos eroticos de padreAs bucetas com os grelos babamdocontos erótico eu e minha loirinha e um negao de 32 parte 2contos eróticos meu pastor taradopegando coroa recém separadaxvideis 2017comi a minha tiacontos vizinha dona de casa tetuda caidaentreguei a filha ao marido contos eroticosvelho tarado contos eroticos de incestocontos eroticos.sou crente e fui chantageada e tive que dartraficantesdandoabundacontos bebendo porrshttp://porno comtos de incesto mae e amigos do filhoconto erotico harry pottercontos eroticos de pretinhas gostosas da baixada fluminensemae e filha pequena contos eroticosconto fui abusado pelo tio da van gayconto erotico gay chupando tio bebadocontos eroticos minha tia tomando banho de solbrincando de médico contosDeixando a novinha laceadaconto erotico enfiou objetocontos eróticos no cu com cachorrosconto erotico gay escolacontos era menina ei minha mae mi pegou dano a buceta pro meu irmaoContos de esposa gostosa acompanhado marido numa festaBucetas aregaladas e raspadibhacontos eroticos de mulher com travestiDona florinda abrido cu e a chiquinhacontos gay limpar a casaconto erótico filha filha virar p***contos erotico traindo crentemulheres da buceta cabeluda que dar e nao aguentou a rola grosa e pedia para parar videoLingua na buceta contoscomi o cú da mudinha contosconto eroticos casada cuzudacanto erotico trai meu noivosou amante de minha irma/conto eroticoo tio da vendinha tirou meu cabacinhocomedor de cu de secretarias casadas casa dos contospeladas passando manteiga uma na outraver contos eroticos de depiladora lesbica fodendo cliente greluda e de buceta grande de cusao e peitaoconto erotico casada submissacontos eroticos sem calcinha no onibusContos eroticos estuprada na favelacontos eroticos minha maefez um boquete em mimavo tira virgindade netinha contocontos eróticos com pivetafoi buscar a cunhada para a festa e meteu gostoso nelaconto erotico trasando com o pastorcontos eroticos de iniciação gay: mete devagarcunhada irmã da minha esposa muito gostosa tronco daContos gay banheirocontos eroticos de ninfetas transado com cavaloContos eroticos minhas irmas e minha mae fizeram um gang bang com muitos negoes no sitiosexo gay contos okinawa ufaesposa puta do meu tio corno contocontos eroticos gay nao resistifraguei minha filha e um amigo transando e fiz ela transar comigo. contoscontos eroticos de enrrabadoscontos bebendo porracontos eroticos patricinha caminhoneiros