Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A GRÁVIDA QUE CAGOU NO MEU PAU

Sou conhecido como o Jardineiro-Shameless. Sou de Sampa.

Adoro uma aventura com mulheres casadas, coroas, mães carentes, e, inclusive, com mulheres grávidas. Curto muito sexo anal, principalmente, com as cagonas e mijonas. Já fiz três mulheres cagarem no meu pau. Adoro ter no meu pau o cheiro da dona. Também curto chuva dourada.

Mas, vamos ao fato !!!

Em dezembro, minha vizinha Dona Dalva que estava grávida de 6 meses, me contratou para fazer o seu jardim.

Ela preferiu marcar para um sábado que estaria sázinha em casa, pois com o marido e seus filhos viajando, ninguém nos atrapalharia. Achei magnífico, pois eu tinha muito tesão por ela. A Dona Dalva, 35 anos, é loira, olhos verdes, linda !!! Eu fiquei sá fantasiando se rolaria alguma coisa. E, rolou !!! Assim que, cheguei lá, a Dona Dalva começou a conversar e foi bem direta no assunto. Disse-me que, há tempos, percebia o meu olhar de tarado pro lado dela. Perguntou-me se estava correta em suas conclusões. Mesmo arriscando a perder a sua amizade, e também, aquele serviço, resolví encarar a situação. Respondí que era apenas a uma fantasia. Aproveitei e me aproximei dela. Por impulso ao tesão da conversa, agarrei-a pela cintura e beijei-a na boca. A safada não sá permitiu, como enroscou a sua língua na minha. Em instante, estávamos pelados na sua cama de casal. Fizémos um torturante 69. Fiz a Dona Dalva gozar três vezes na minha boca. Depois, coloquei-a de joelhos na minha frente e falei que antes, iria gozar na boca dela, pois eu pretendia demorar o máximo possível no sexo anal. Estando um pouco aliviado, com certeza, eu conseguiria retardar a ejaculação e ficaria um tempão enrabando-a. A Dona Dalva entendeu o recado. Obediente, ela abocanhou o meu pau e mamou carinhosamente. Levando-me à loucura. Gozei intensamente, enchendo-lhe a boca de porra. Ela engoliu tudo, até a última gota. Sem dar tempo para relaxar, ainda de pau duro, coloquei ela de quatro em cima da cama. Cuspi em seu ânus e no meu pau. Assim que escostei a cabeçona roxa do meu pausão naquele orifício anal marron, a Dona Dalva chegou a peidar de tanto tesão. Fui forçando aos poucos, até enterrar a minha tora naquele cú piscante. Ela apertava o seu anelzinho em torno do meu pau. Apertava, soltava, apertava, soltava. Aquela grávida cagava o meu pau prá fora e eu tornava a enfiar. Enquanto enrabava ela, fui dedilhando a sua vagina. A Dona Dalva chegou a mijar na minha mão e eu começava a soltar aos poucos o meu esperma. Não aguentando mais, gozei fartamente dentro daquele rabo guloso. O meu pau saiu com fezes dela. Depois daquele dia, transamos outras vezes. Se alguma madame querer me contratar para fazer o jardim é sá me procurar. E-mail [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Guando+eu+tia+doze+ano+dei+a+mia+bucetia+pro+meu+papai+conto+eroticofui chupada igual uva contosIncesto erotico minha filhinha dormia comigo contos e relatoscontos eróticos mulheres q chega em casa e o marido desconfia porque está arrombadaContos eróticos estreiando á xaninhaFotos gostosas punheteiras com marquinha de biquinitracei minha irmã contoshestoria erotica do meu marido e c corminhocontos eróticos comi minha prima grávidaazsdando padrasto contos eróticoscontos eroticos rabudasMeu amigo deu sonifero pra sua mulher pra eu ver ela peladinhaconto erótico novinha no sitiocontos erotico sobrinhacontos a boqueteiraconto erotico corno pede a funcionario comer sua esposaflgle minha tia ser mastubandocontos eu novinha e meu primo me inicioucomendo a irmãzinha no riacho contossexo com maior tesao com a negona de vestidocontos reais de sobrinha de 8 dando o cuzinhoeu e meu filho fudemos enquanto meu marido dormia contoconto o moleque me estrupouContos eroticos de mae e filhosFoto picudo estotando a bucetinha da casadaconto eroticos.chupconto de lesbica fetiche estrupowww.contos heroticos..uma jujuba bem comida...contos eróticos gay a cueca do meu filho contos gaycontos eróticos de famílias pela primeira vez participando da praia de nudismoconto gay esculachadocontos minha mulher com um dotado mi fez chupa elecontos eroticos no condomínio de chácarasTitiataradacontos eróticos casal de coroa fazendo suruba com travecocontos gay afeminadoscontos excitantescontos eroticos primo com primaconto erotico chupando ela debaixo da mesacasada pelada em lugares movimentados contoscontos velho tarado e meninasvou castigar seu cuzinhoputa entra em desepero ao gozar esegerada menteContos.eroticos arrombadacontos eroticos arrombando a gordacontos meu primo malvado me comeugay cabaço conto erotico estuprocontos eróticos uma amiga vendeu a buceta da minha esposaConto erotico no sitio casa de dois comodosContos eroticos de filhas peitudascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos deixa tiopapai me comeu contos eróticosmeu dotado contossou putinho da minha primasexo gay okinawa ufa papaidescabacei um heteroo cu rosinha de minha neta de 9 aninhosconto eróticos incesto pai arrombamencontos eroticos de trans negras taradas por viadinho.contos eroticos pedreiro do pau grandemulher entrando na chapeleta do pôneiconto erotico de esposa grávida carente dentro do onibuscontos porno chantagiando a cunhadacontos três travestis deixaram minha mulher bêbada e arrombaram apresente da mulher é o amigo varudoconto teens de pau duro no calcao de futebol para a primadividindo a cama conto bicoroa 46 anos cabelo curto enroladinho dando a buceta grandeUma semana sem sexo a buceta fica mais feixadaLóira safada narra conto metendo na coberturamulatinhacontoscontos menininha lindacontos eroticos sentada no colo do.velhoCOROA CHORA NA ROLA CONTOconto erodico com mae gostosaMinha esposa é muito gostosa mais eu entreguei ela para outro homemcontos eróticos gay mamando na rolaconto erotico esposa bundudacontos eróticos lua de melcontos erotico fodendo a minha prima bebadacontos eróticos - dando carona pra duascontos eriticos papai viuvo