Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SOBRINHA NOVINHA

Tudo começou em um dia de chuva na regiao onde moro com minha familia, por motivos profissionais minha familia viajou para o interior de sao paulo pelas ferias de julho e eu fiquei. Sai do Trabalho por volta da 17:30 chegando no bairro onde moro por volta das 18:40, chovia muito forte e quando estava perto de minha garagem vi um vulto encostado perto do portao social, logo vi que se tratava de um corpo de mulher por esse motivo nao me preocupei. a garagem abre automaticamente e guardei o veiculo e voltei para ver quem era, por sorte era minha sobrinha julia uma delicia de menina de 19 aninhos mas com corpao de mulher de 23 anos uma delicia.

logo vi sua blusa molhada e seus seis desenhados ja fiquei com um tesao danado e quase tremendo falei para ela entrar logo pois chovia muito mesmo.

Ao entrar me disse que na sua casa nao tinha niguem e nao sabia onde o pessoal estava e nao tinha como ligar para sua mae e perguntar o que aconteceu m eu imediatamente peguei o celular e liguei para minha cunhada e pergutei onde ela estava e expus o fato, minha cunhada me disse que estava presa na enchente e nao tinha hora para chegar e me pediu par abriga-la enquanto ela nao chegava.

mais que depresa disse sim pois o tesao ja me cobria o corpo

abri a porta e disse para ela ir direto para o chuveiro pois fazia frio e ela poderia se resfriar, para minha sorte deu um estouro danado pelo trovao e ela deu um grito no banheiro e me chamou, fui correndo (é claro) ela desligou o chuveiro e me abraçou assustada e nua em pelo me molhando todo. ficamos uns minutos assim e sem jeito ela me pediu descupa e ficou muito envergonhada, eu falei, relaxa, isso é normal, alias vc esta linda heim!

ela - vc acha tio, vc me deixa mais encabulada ainda e eu estou aqui nua.

eu - nao tem problema ja vi muita mulher nua, mas confesso vc é um presente divino.

fez uma carinha de safada e disse

- acha mesmo, como pode afirmar .

eu- posso toca-la

ela - sim

eu - tudo macio, tudo durinho é divino

ela- mas sou virgem, nehum homem me tocou assim, so o Sr. sou inexperiente ainda.

eu - se quizer posso ensina-la

ela- mas sou virgem

eu - ja foi chupada

ela - claro que nao

eu - quer ser

ela - pra falar a verdade, sim!

nao acreditei

peguei ela virei contra a parede coloquei as maos dela na parede acima da cabeça e aberto . quadril recuado para atraz e as pernas abertas deixando aquela bucetinha e o cuzinho bem abertos na minha cara, comecei a chupar como um louco lambendo o cuzinho e a bucetinha e sentido o desejo cada vez mais ardente dela.

em um dado momento senti suas pernas se curvarem de tesao e um gritinho delicioso saiu de sua boca,

eu disse - gozou criança?

ela - com certeza tio

ok vem ca, beija o cacete do titio agora!

ela começou uma chupeta deliciosa, sem experiencia e claro, mas com o tesao que eu tava, era so alegria.

avisei a ela que ia gozar e que ela tinha que berber o leitinho do titio ela balança a cabeça em sinal positivo e tadinha ete engasga de tanta porra.

continuamos a nos banhar, ela fica surpresa pois logo ele da sinal de nova exitação, me diz que queria mais, mas nao queria perder a virgindade.

na hora eu pensei e falei - deixa comigo amor! vou na portinha dos fundos ta?

ela - o Sr. que manda tio, sou toda tua.

pela primeira vez naquele dia comecei a beija-la na boca para que sentisse o meu desejo e minha vontade alisei seu corpo todo ensaboando cada pedacinho, ate sua bucetinha nao escapou dos meu carinhos, mamei em seus peitinhos e toda vez que olhava seu rostinho via seus olhos felhados e sua boca semi aberta.

passei bastante condicionador em minha nao e comecei acariciar aquele cuzinho novo e apertadinho colocando um dedinho, depois outro brincava um pouquinho e cada vez mais ela relaxava, deitei ela no chao do box com a barriga virada para cima abri bem suas pernas puxei ela na minha direção erguendo seus quadris e encaxei meu pau na entrada so seu cuzinho e fui forçando bem de vagar ate a cabeça passar, ela ja doidinha se jogou em minha direção empurrando seu corpo contra o meu fazendo o pau entrar de uma vez. e gritou!! fiquei parado um pouco o começei a bombar, olhando sua carinha de desejo a cada estocada meu tesao foi aumento ate encher de porra aquele cu delicioso, quando tirei o pau para fora ela limpou e depois beijou e disse. que delicia!

hoje sempre quando posso tomo banho com minha sobrinha é claro que ela nao é mais virgem, um abraço

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de incestos posando na sograamiguinhocontoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fui chingada apanhei mais gozei muitoconto erotico gay chupando tio bebadocontos gordinha casadaconto de mulher casada. com lesbicamarido todo produzido eróticosContos pornôs buceta virgemcontos sexo família bivídeos porno negras barriguda caidarevesaram pra comer o cu de uma mulher comeu o cu da mse e da filhaa sobrinha novinha da ninha nulhe vidio ponorcontos eróticos assediada por minha amigaconto erotico minha namorada e meu tiocontos eu e meu colega comeno minha maecontos eróticos professora com garotinhoscontos eroticos minha esposa deu pra um time inteirocontos gay afeminado capataz fazendacontos eroticos abuzei de minha irmazinha com ela dormindoChiquinha grita muito a hora que enfiando no c******contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico brincando com a filhinha femdomcontos eroticos dono de mercearia comendo a casadafotos da buceta da mae contoscontos de coroa com novinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos de solteiras rabudascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos: dei cuzinho depois de velhaConto eroticos amigos comeram mamaecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteMinha bucha e grande dei muito em contos eróticoscontos eroticos abusando do garoto da ruacontos excitantesde sexoesposa puta do meu tio corno contocontos eroticos casada deu para o porteiromensagemquentesdepois de eu ter me mastrupado depois de um tenpo comesei a goza isso e normalcontos de cú de tiaMinha primeira vez com outro contosFui estuprada com penis de borracha contocontos minha enteada minha amanteminha sogra nina de 55 anos contos eroticoscontos porno coroas com meninos novinhos da favelaconto carona fiquei cu arebentadoContos eroticos de amigos q fuderam as amigascumemdo cunhada na cozinhaCasa dos contos incestoContos erotico meu grande sobrinhoContos eroticos d amigos,contos levesconto erotico caseiro pau groso gode minha esposaContos travesti fudendocomedor comido contosconto trocando as filhasconto gay "tem que implorar"anal com gordas que tavam na secamadrasta pegou enteado vendo filme porno e alivioucontos dei p meu irmaocontos eroticos hospital a tiaavo coroas gostosas do bundamete com netoconto meu pai descabacou minha irmacontos eroticos, o bispo me comeu gostosocontos abusadas em grupocontoseroticos encochando minha irma onobiscontos suruba inesperada com a esposa e travestiContos eroticos boquete com detalheschupando a buceta da minha vo dormindo contocontos de incesto na coxa da filhacontos minha mae e a travesti pauzudaconto erotico sequestrei e comi incestocontos eróticos meninos e coroascontos eroticos arrombando a gordacasa dos contos putinha desde novinhaminha novinha tarada contomeu papai levantou a minha perna e penetrou sua rola quente e pulsanteConto erotico meu pai me cobiçandoconto minha tia so fica peladacontos eroticos brincaram com meu.grelo.com