Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

RECOMPENSA MARAVILHOSA

Oi gente, agradeço a todos que me escreveram, um grande beijo em cada um de vocês.

Numa sexta-feira ao sair do trabalho, fui com uma colega num barzinho para tomar uma cervejinha e relaxar, algumas horas depois minha amiga recebeu uma ligação e teve que ir embora, como estava gostando do ambiente resolvi ficar. Menos de meia hora depois chegou um homem, alto e muito bonito (Edu) e perguntou se poderia sentar ao meu lado, disse que tudo bem. Ficamos conversando e bebendo até umas três da madrugada (achei estranho o cara não tentar nada, nem mesmo um beijo, imaginei ele deve ser tímido e inseguro), trocamos telefones, me despedi, peguei meu carro e fui para casa.

No sábado à tarde ele me ligou, me convidando para sair à noite, então, logo imaginei vai ser hoje... me arrumei toda com segundas e terceiras intenções de deixá-lo louquinho. Chegamos a ir ao apartamento dele, mas para minha decepção, não rolou quase nada a não ser uns beijos e amassos, perguntei se estava com algum problema de saúde ou algo assim, me disse que aquela noite em especial não ia rolar porque ele não estava bem, mas que tudo seria bem diferente,da práxima vez que nos encontrassemos eu não iria me arrepender por ter esperado. Então fui para casa pensando, imaginando, ansiosa pelo nosso reencontro. Na segunda-feira ele me ligou para me dizer que teve que viajar para fazer um curso que duraria uma semana, mas que no fim de semana quando chegasse me ligaria.

No Domingo pela manhâ ele me ligou, dizendo que estava me aguardando em seu apartamento e que iria me recompensar pela decepção que tinha me feito passar. Então coloquei uma calcinha e um sutien sem tecido sá com os elásticos de sustentação, ou seja completamente a vontade, com tudo de fora, uma saia curta que ao sentar dava para ver que estava sem calcinha e uma blusa bem colada ao corpo, e fui encontrá-lo.

Quando ele abriu a porta e me viu, foi logo me agarrando e me beijando com uma voracidade que até me assustei, mas gostei muito, quando estávamos no maior amasso a campainha tocou, ele foi abrir a porta e apareceram dois amigos dele, para minha surpresa ele ao invés de manda-los embora disse que pensou que eles não viriam mais. Aquilo me deixou com muito medo, então eu disse pra ele que eu ia embora que tinha ido ali pra ficar com ele e não queria a presença de outros homens.

Um dos amigos dele com cara de tarado (Paulo) falou: É assim que eu mais gosto quando vocês mulheres dizem que não querem, porque gosto demais de convencer do contrário. Nessa hora tentei sair, correndo em direção a porta mas fui agarrada pelo outro rapaz (Chico) e pelo Edu que me disse: você não estava querendo ser fudida, então consegui mais duas picas pra você, eu te disse que ia lhe recompensar, não pode ter recompensa melhor pra uma puta como você.

Eu comecei a gritar e a tentar me desvencilhar dos dois, mas ai o Paulo pegou uma fita adesiva e colocou na minha boca, me carregaram para o quarto me colocaram na cama, como eu lutava o máximo possível para me soltar eles amarraram minhas pernas completamente arreganhadas na altura dos meus joelhos nos pés da cama e minhas mãos amarraram bem esticadas na cabeceira da cama, para completar colocaram uma venda em meus olhos e disseram que era para que eu ficasse imaginando qual seria dos três que estava me fudendo na hora, então fiquei completamente a mercer das loucuras daqueles caras.

Enquanto um me lambia no rosto, outro suspendeu minha blusa passando pela minha cabeça e começou a chupar meus peitos, o outro já foi enfiando o dedo em minha buceta que pelo medo não tinha nenhum sinal de excitação, o cara ai falou: vou ter que dá um trato legal nessa buceta porque sá gosto de comer uma buceta bem molhadinha, (mesmo amarrada com eu estava ainda me debatia tentando evitar o inevitável). Então o cara começou a chupar minha buceta, como eu nunca tinha sido chupada na minha vida, e enfiava os dedos no meu cu, em pouco tempo gozei, quando o cara me sentiu toda molhadinha começou a me penetrar, depois que estava todo enfiado em mim ele deu uma parada, eu me senti toda rasgada imaginando qual seria o tamanho da pica desse cara, logo ele começou a bombar dentro de mim, eu gozei muito enquanto ele me fudia, já estava totalmente no clima, queria que me desamarrassem, mas não tinha como falar. Eles começaram a fazer um rodízio para fuder minha buceta, até que um deles resolveu me preparar com os dedos e bastante gel para comer meu cu, ai voltei a me debater porque nunca tinha dado o cu antes, mas amarrada como estava não tinha como escapar, senti uma dor muito grande durante a penetração, que com a experiência e a maneira de conduzir as entradas e saídas da pica no meu cu, logo foi se transformando em prazer e gozei mais uma vez, novamente foi um por vez se revezando em me fuder. Até que os três gozaram dentro do meu cu.

Depois eles tiraram a fita adesiva da minha boca, um deles falou que se eu colaborasse me desamarrariam, falei que nunca tinha tido uma transa tão maravilhosa que sempre tive o desejo de transar com dois homens mais que ainda não tinha tido coragem, então tiraram a venda e me desamarraram, ai eu cai de boca na pica maior que era a do Paulo, enquanto o Chico fudia minha buceta, o Edu chupava meus peitos, durante muito tempo ficamos assim, numa hora estava com a pica do Paulo na boca, logo depois era a vez do Edu, depois a do Chico, até que cada um gozou em minha boca.

Ficamos nos recompondo por alguns minutos, conversando sobre a loucura que tínhamos vivido, até que o tesão foi chegando e recomeçamos tudo de novo, dessa vez eles tinham mais uma loucura em mente. Foi demais o Paulo deitou na cama e eu sentei em sua pica que entrou no meu cu, ai o Edu veio por cima e enfiou a pica em minha buceta, quase desmaio de prazer, meu coração disparou a buceta e o cu começaram a latejar e gozei como louca, então para minha surpresa total o Chico veio e enfiou a pica no cu do Edu, ficamos naquele trenzinho por um tempão, depois trocamos de posição, o Chico deitado na cama com a pica enfiada na minha buceta, o Edu com a pica no meu cu e o Paulo com a pica enfiada no cu do Edu. Depois o Edu me falou que sá sente prazer numa transa quando fode e é fudido, por isso não tinha se empolgado para transarmos quando nos conhecemos. Trepamos durante todo o Domingo, sá fui para casa a noite. Tão cansada que não tive condições físicas para trabalhar no outro dia, liguei e disse que estava com febre, estava mesmo sá que no cu e na buceta, depois de terem sido tão usados e abusados, sá podiam ficar assim mesmo.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto: enrabado e mamando outroorgia com coroa contos eroticossou bi gostei quando um amigo de minha esposa me deu um sarromeu marido ficou bebado os amigos me comeramContos eróticos tremcontos eroticos meu amante arrombava eu e minha filha e meu marido descubriucomendo i gozando deto da negá dormindo de saiao cu rosinha de minha neta de 9 aninhoshomem do pau gigante fudenoe meteno a mao oa mesmp tempo puta Contos eroticos rocacontos eroticos esperando o motoboi peladacontos sexo com cachorroMinha mãe voltou cheia de porra em casa contosContos o comedor de cu que dopa as gostosascontos eroticos stresscunhada sem calçinha contosfoi ha pesca e fodeu sibrinha no barcoContos eroticos me ensinaram a mamarContos excitantes sou gaúchacontos erótico professor e alunaCadê acabou comendo cunhado cadê aquela vezconto erotico esposa chora trai maridopezinhos perfeitos da minha tia conto eroticocontos eroticos arrombando a gordaesposa puta do meu tio corno contopagando aluguel com sexo conto eroticoContos: namorada safadaConto eroticos com executivos gaycontos eroticos arrombando a gordacontos eróticos cadela e putona famíliasdedada esposa corninho rindo otário contocontotiagostosanegrinhocontoseroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentedei a b***** para o meu genrocontos eroticos pai e tio violentando sexualmente meninhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos reformahumilhado na praia contos eróticoscontos eroticos sedo fragadosagarrou e forçou de bruçoscontos eroticos iniciando os maridoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos incesto fis minha nora chupar na maraeu estava raspada contos de esposa acanhadameu pai comeu minha bucetinhaconto eroticoconto erótico meu avô tem uma pica muito grandecasa dos contos eróticos empregada doméstica na zoofiliacontos tenho um pau de 23,7cm comi minha madrinhamucica de funk samgrondo o cu delaContos eroticos esposa cunhada e sogra na praiaputinha da galera contosmeu pai me ensinou a foderSenhoras cinquentonas casadas praticando Zoofilia prla primeira vezmeu amante me depilou toda contoscontos erotico traindo crentecontos seduzi minha mãe com o tamanho do meu paucontos pornô com nora magrinhaConto erótico gay de um pai com filho da vizinhausei calcinha contos eróticoscontos eróticos com gordacontos eroticos no transei com a defurtaconto ante de comer minha boceta papai lambeu ate meu cutia fogozaconto gay fiz de femeabai jo meu primo e ele me comeuDoub a buseta pro meu pai contocontos eroticos mulher carinhosafui encoxada no elevador conto pornocontos eróticos defamíliaahora que paugozacontos eroticos troca de esposasContos eroticos de zoofilia ninfetas com jeguescontos eroticos de pau gigante arregassando bucetaler contos eroticos okinawacontos incesto com pai ajudado o filho come a mãe pela primeira vez conto gay aloprado gostoso virei putacontos eroticos: minha mae me pegou tomando leitinhobuceta carnuda comtos de sexocontos de padre purificando com a.pica as irmascontos de enteado gay