Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

"NA SECURA POR PISTOLA, MAMEI NO MENINO DE RUA"

O que vou contar aqui agora é meio que cabuloso!!! Bom, desde que o Roberto do centro faleceu e o Danilo sumiu, estava eu sem uma pistola pra me satisfazer. 1mês e 19 dias sem uma pistola estava me enlouquecendo, por mais que não estivesse pensando muito em sexo. Por incrível que pareça, eu me pegava masturbando e pensando no Roberto. Sentia depois uma baita culpa por isso, ou seja, por estar batendo punheta e com saudade da trepada de um ex-caso e amigo muito especial falecido. Me sentia o pior de todos os seres, pois depois que eu gozava era horrível, ainda mais se ele estivesse me vendo naquela situação!!!! E estava. Eu

não poderia ficar mais assim, sem pistola e batendo punheta pra defunto!

Resolvi num sábado sair sozinho à noite, dar uma volta e quem sabe, arrumar um alguém com uma pistola bem gostosa pra me satisfazer, ou quem sabe, dar uns bons amassos e beijos e assim eu arrumar um namorado e ficar calmo, tranquilo. Saí andando sozinho e sem rumo na rua e me deparo com um menino de 19 anos me pedindo dinheiro pra comprar comida para a família (isso umas 19 da noite). O reconheci e vi que aquele era um mesmo que de vez em quando aparecia na minha porta me pedindo mantimento para a família. O menino é feio, escurinho, cecezudo, sujo e muito pobre. Como quase nunca nego dinheiro ou alimento a alguém que me pede, dei 1 real pra ele. Segui caminhando a passos lentos e ele continuou parado no mesmo lugar pedindo dinheiro para os transeudes. Fui andando e fui maquinando na cabeça: "E se eu der uns trocados pra ele e ele me comer gostoso???" Parei no banco da praça práxima e fiquei o observando de longe e esperando ele passar para quem sabe, jogar um olhar mais insinuoso e ver o que ele poderia fazer por mim. Estava demorando demais e eu havia o perdido de vista, e quando levanto para atravessar a rua, eis que ele aparece na minha frente, me cumprimeta e continua andando e olhando meio que para trás. Resolvi segui-lo para ver no que ia dar, ele parando pra pedir dinheiro aos outros e eu olhando vitrine, até que ele percebe as minhas intenções, começa a andar um pouco mais rápido, me ultrapassa, olha pra trás, eu olho pra ele e ele puxa conversa comigo, falando que o "povo não dá dinheiro, não ajuda, e que os irmãos estão passando fome..." Pergunto a ele aonde ele mora, a situação de vida da família dele, como eles fazem para comer, etc,etc,etc e fomos andado pela rua afora, e ele pedindo dinheiro para os outros e eu na frente, andando devagarinho para ele não me perder de vista. Ele demora muito e eu viro a esquina, espero e resolvo voltar pra ver para onde ele tinha ido, e ele me aparece de cara na esquina e eu fico sem graça e aí nás paramos e começamos a conversar, e eu querendo engatar na conversa de sacanagem e aí ele olha pra minha cara e fala assim:

_"Ah, se eu encontrasse um viado aí pra chupar a minha pistola por 7 reais..." Respondi:

_"Ah é? E o que vc faz de sacanagem?" Ele respondeu:

"_ Ah, eu faço tudo né, sá não dou o cú porque aí é demais!" Falei:

_ "Quer ganhar 19 reais por uma mamada ?" Ele respondeu:

_ "Vamo lá então. Olha como é que o bicho já tá duro?!"

Olhei para a pistola dele e quAse gozei de tanto tesão e vontade de abocanhar. Fui seguindo-o e aí nás entramos numa rua deserta e fomos num matinho, uma área que funciona como um "metádromo", muito gostoso o lugar, e mais gostoso ainda porque há tempos que eu sá fazia em casa e não fazia num lugar perigoso, num mato (que delícia trepar gostoso de madrugada no mato!). Ele tirou a pistola pra fora, não era muito grande não (por se tratar de um pretinho dumdum né?!), mas preta e com a cabeça vermelhaça (quase morri de tesão), e eu peguei nela, coloquei perto da minha boca, cheirei pra ver se não tava muito suja, tive um pouco de nojo (o menino fedia a cc rsrsrsrs, mas eu tava com muito tesão numa pistola) pois tava com cheirinho de xixi e suor, mas eu caí de boca naquela pistola suja e gostosa daquele menino de rua fétido e fui curtindo ela, e ela durinha durinha na minha boca, uma delícia. Chupava tudo, metia o nariz naqueles pentelhos fedorentos dele e quase morria de tesão, chupava a cabeça da pistola dele igual um bezerro desmamado doido por leite, sugava o pinto, cheirava o saco e o cú dele pela frente, apertava a bunda dele e ele gemendo baixinho e eu chupando aquela pistola suja com vontade e com muito tesão. Chupei o saco, passei baton com o pau dele e eu socando punheta nele ao mesmo tempo e áí ele começou a bater uma pra ele mesmo, e eu fiquei em pé comecei também a me punhetar e gozei primeiro, e na perna dele. Que gozada gostosa meu Deus!!! Mais de um mês sem um pinto gostoso na minha boca!!! Gozei litros de porra e fui ajudá-lo a gozar com a ponta da pistola dele na minha língua e ele se punehtando, até que ele gozou também litros de porra, e em parte do meu rosto. Tive vontade de lamber o gozo dele mais não tive coragem é claro. Nos arrumamos, dei os 19 reais pra ele e combinamos que ele passaria em minha casa na semana que vem, e aí eu daria 7 reais e mais uns mantimentos (tudo ficaria em torno de 19 reais). Saí do meio do mato meio que com medo e fui flutuando pela rua, pois tinha satisfeito um pouco a minha tara, e depois parei num bar e tomei duas cervejas sozinho e pensando na mamada gostosa que eu tinha dado, e eu cheirando as minhas mãos com o cheiro de suor deixando por ele e, chegando em casa às 4 da manhã, tomei aquele banho demorado. Bati mais duas pra ele, lembrando a mamada gostosa que tinha dado nele .



Na Terça, às 18:00, ele me aperece lá me casa, e eu tive um pouco de receio em recebê-lo. Fui direto ao assunto para evitar qualquer intimidade maior e demora e mamei ele de novo. Ele estrebuchou de tanto tesão que a minha mamada fez nele. Peguei uma camisinha e pedi a ele para enfiar aquela pistola gostosa dele toda na minha bunda.Ele enfiou até à metade e eu gemi de tesão naquele saco gostoso dele encostando na minha bunda depois de um tempo. Dei o dinheiro e ele fez porque fez que queria ir mais uma vez lá em casa e eu quis negar, mas não consegui seguir a minha intuição e proteção, e ele me aparece depois de quatro dias, e estava esquisito. Não queria abrir a porta mas fui retardado e abri. Não queria mais nada com ele e pensei comigo: "essa é a última vez que chupo ele e dou dinheiro pra ele, e nunca mais eu quero!". Acabamos rápido, ele gozou e eu não. Antes tomei o cuidado de guardar todos os meus pertences valiosos na mesa e os tranquei escondido, inclusive cheques, dinheiro,etc, e enfiei tudo numa gaveta aqui em casa. No dia seguinte, eu dei falta do meu meio vidro de perfume (caro, e de edição -limitada, e ele tava no meio), da minha correntinha banhada a ouro e do meu relágio herdado de meu pai. Me deu muita raiva na hora, me senti péssimo e o mais idiota de todos os seres, pois dava dinnheiro pro garoto de rua e ainda dava mantimento, e ele me roubar???!!! Tentei esquecer aquilo, pensei em "matá-lo" quando percebi o roubo, ou em "tirar pele viva dele", mas não valeria a pena!!!! Eu é que não aprendo mesmo sabem??? Não me arrependo de ter dado 19 reais pra ele na primeira vez, pois valeu e foi muito gostoso e eu gozei supergostoso, mas me arrepndi de ter marcado mais um vez e ter aberto a minha casa pra ele, apesar de deixar tudo trancado, e ele me roubar assim mesmo PÔ!!! Fiquei triste, com raiva, mas depois quiz não esquentar mais a cabeça com isso, pois o que ele roubou foi pouco, e não adiantaria chorar pelo leite derramado, mas ai dele pedir um pão seco aqui?! Não dou nada, e ainda passo um susto nele!!!!!

Abraços a todos aí e votem no meu conto!!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


pau duro na frente da tia contospapai voce me acha bonita contos eroticoscontos de coroa com novinhocontos eroticos enchi a minha filha de porracontos de sobrinhas sem calcinha na igreja sentada no colo do tioContos espiando a sogra lesbicasou casada mais chupei um pau grande e bonito contoSustento minha mae conto eroticocontos eróticos tirinhas sobrinha e tiocontos bdsm erposas escrava submissa martacontos eroticos cumendo o cuzao cabeludo da minha maeConto fudi com travesti na frente do corno putinhosNegro jumento pikudoConto surpreendi meu maridocontos eróticos cheirando a calcinha da irmãmorema gostosa na balada so esperando uma trepadacontos eroticos minha mulher me castiga apertando minhas bolasContos gosaram no cuzinho virgem da minha filha meu partrao me escavizou casa dos contosContos eróticos arrombei a linda noiva santinha do meu vizinho ciumentosobrinho comendo a empregada contoconto erotico meu marido flagrou na sala bate papodei o cu chupando o cu da mamãe contos de incestoscontos fudendo a crente e o corno ficou olhandoCuidado com oque deseja contosPorno pesado gordao arromba magrinha pono doidocontos namoradas q dao a buceta por dinheirocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteesposarabudascontoscontos comi a gerente sou mulato bem dotadoconto de sexo me arrombaram na frente do meu maridoflagrei minha maé com socio de meu pai contosLevei minha morada para trás do muro da escola e transei com elacontos eroticos emprestei minha esposaConto erotico zoofila primeira vez abusadacontos de velhos gays peludocontossexxcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico gay chupando tio bebadocontos eróticos teen apostacontos sentou no meu colo e eu gozeiNo colinho do titio porno onlineconto erotico fui no pagode e comi um travesticontos batendo punheta no garotinhoVem vem safado contocontos de sexo comi minha sogra vadia na frente da irma delaconto de arrombando o cu do empregadoConto erotico com mocinha e acabou se cadandocontos eróticos minha tia viu eu de cueca boxcontos eroticos de gordinhas virgens no hotel_fazendaconto erotico arrombei o travesti do baile funkcontos de esposas putascontos eroticos homem rudecontos trai meu marido com cunhadocontos eróticos mamei em minha irmã porno com amiga loira baixinha encorpadinhaConto comi esposa do meu irmao e gozei dentrocontos das danadinhas perdendo cabaçinhocontos de marido queria ser cornoestupro incesto com a Titia na arraesposa puta do meu tio corno contoGordinha da buceta grande pegando um40 cmcontos eroticos gay de negaocontos eroticos de vendas passei gelo no corpo delefudendo a boca da namorada/contos eróticosvoyeur de esposa conto eroticocontos eroticos com a boquinha cheia de porra incestocontos eroticos meninos pintinhopai tio padrasto contoscontos eroticos fui comida pelo meu inimigomenina safada contos eroticoscontos eroticos me ferrei no chat tive de dar a forçao homem abre a periquita da mulher e chupa e coloca um botijão dentro da vajinhaconto sentado no colo e jogandoconto fodi a amiga da minha mulhercontos eroticos virei meninacontos eroticos estava fudendo a empregada e meu pai pegoucontos eróticos de sobrinho cheirando minhas calcinhasfudeno a amanda e nanda duas gostosinha mobileminha esposa foi aprender a montar - contos eroticoscontos eroticos primasokinawa.ufa.ru conto orgíasconto erotico aconteceu no onibusninfetinha virgem conto ver genecologista enfianando dedos na paceiente que sente tesaomargarinas na buseta e no cuesposa puta do meu tio corno contosexo e esganaçao