Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A PROFESSORA E SEU ALUNO

Já ouviram falar naquele ditado: “Toda escola tem sempre uma professora que dá pra todo mundo”, nesse caso sou eu, meu nome é Adriana.

Bem leitores, depois de pensar muito e por incentivo do meu maridão, que adora uma sacanagem, resolvi contar a vocês o que aconteceu comigo no fim do ano passado. Sou uma mulher daquelas que costumam chamar de “cavala”, tenho uma bunda grande e apetitosa, minha buceta e linda e tenho em testão que chega a chamar atenção quando estou de calça jeans, pois fica tudo enfiado, dividindo a “chana” em duas.

Sou professora de uma escola pública, e dava aula para a quarta série do primário, embora a idade escolar da maioria das crianças era normal, havia um menino, que aqui chamarei de Paulo, que já tinha 19 anos de idade.

Certo dia, uma mãe de uma outra aluna, veio reclamar comigo, que o Paulo no meio da aula tirava seu pintinho pra fora, quando eu estava escrevendo na lousa, e ficava se masturbando, olhando para mim e dizendo para os outros meninos e meninas que a professora tinha uma bundona gostosa e uma buceta enorme, ele gozava no chão da sala e ficava mostrando para as meninas sua porra, eu disse a mãe da menina que nunca havia visto isso, mas ficaria de olho nele e tomaria as atitudes necessárias.

Mas confesso que aquilo mexeu demais comigo, me deixou doidona de tesão, fiquei molhadinha na hora. Sempre fui meio putinha, já havia trepado com vários professores da escola, meu maridão sabia, e concordava, e sempre me incentivou a trepar com os meus colegas de serviço, e quando eu chegava em casa, toda arregaçada no cu e na buceta, cheia de porra, contava pra ele como eu tinha sido comida e arregaçada pelos outros machos, ele ficava doidão e me comia muito mais ainda.

Mas quando contei o que tinha acontecido, sobre o meu aluno Paulo, ele ficou fora de controle doido de tesão, seu pau ficou ainda maior e duro, meteu no meu cu sem dá, me arregaçando ainda mais, me comeu como um doido, sempre me xingando de professora vagabunda, piranha, professora putona e vacona.

Foi quando ele teve a idéia de que eu deveria trepar com o menino, deixar ele bater punheta na minha frente, chupar o pintinho dele, mostrar minha bucetona e os peitos ate o menino gozar.

Já no dia seguinte comecei a colocar o meu plano em ação, coloquei uma calça jeans, bem justa, uma blusa super decotada, deixando meus peitos a mostra e fui trabalhar.

Quando entrei na sala de aula, já percebi os olhos do Paulo em cima de mim, e sempre procurava ficar perto dele, para que ele pudesse ver bem de perto minha bucetona e meu rabão.

Quando comecei a passar a lição na lousa, sá ficava imaginando se o Paulo já havia tirado seu pintinho pra fora e estava batendo uma punhetinha olhando pra minha bunda.

Foi quando parei derrepente de escrever, me virei para ele, e percebi que ele tentava cobrir o pinto com o livro. Perguntei o que ele estava fazendo, ele respondeu: “Nada fessora sá tava copiando a lição”.

Pedi a ele que me acompanha-se até a Diretoria, mas no meio do caminho parei na biblioteca, que estava vazia, e já fui logo dizendo:

“ Menino já sei de tudo, já me contaram que voce fica batendo punheta na sala de aula, e ainda mais olhando para minha bunda e me chamando de gostosona, è verdade ou não é?”

“ é sim professora, eu acho à senhora muito gostosa, sempre bato uma punheta pensando nessa sua bundona. Fico pensando na senhora em casa e vou pro banheiro bater mais uma ou duas punhetas”

Aquilo me deixou com mais tesão ainda, sá pensando em quanta porra aquele menino já havia jogado fora por minha causa.

“ Então, Paulinho, não vou levá-lo para a Diretora, pois voce sabe que ela vai te expulsar da escola, mas voce vai ter que bater uma punhetinha aqui na minha frente e gozar na minha mão, para não sujar o chão, e se voce não contar pra ninguém esse nosso segredo, eu posso sempre trazer voce aqui e brincar com esse seu pintinho”

Ele ficou com medo, mas convenci a tirar seu pinto pra fora, alias um belo cacete já bem crescido pra sua idade, uma cabeçona vermelha pra fora daquela carne negra. Fiquei de costas pra ele, mostrando minha bunda, mas sempre olhando de rabo de olho para aquele cacete.

Ele batendo punheta e dizendo:

“ nossa fessora que bela bunda a senhora tem, gosto do seu rabo, fico doido pela sua buceta, nossa que delicia, sempre quis passar a mão no seu rabo, aí fessora a senhora e uma puta, aí que delicia de piranha, vou gozar sua cadela, põe a mão aqui e pega minha porra, sua vaca”.

Quando ele gozou coloquei minha mão embaixo para pegar cada gota daquela porra, mandei ele de volta pra sala de aula, e corri para o banheiro, peguei aquela porra toda e passei na boca, nos peitos, e enfiei uns três dedos na buceta, e fiquei me masturbando ate gozar.

Quando cheguei em casa e contei pro maridão o que havia acontecido, tive a melhor surra de pinto da minha vida, fiquei dois dias sem poder sentar direito de tanta rola que eu levei no rabo.

É claro que desse em dia em diante, sempre tiro o Paulinho da sala de aula, vamos para a biblioteca e ficamos brincando com sua bela rola, ate ele sempre gozar, apesar de que agora já estou deixando ele gozar em cima da minha bunda, abaixo minha calça ou levanto a saia, enfio minha calcinha no rego do cu e deixo ele passar a mão na minha bunda ate gozar bem gostoso em cima da minha calcinha.

Certa vez o menino pediu pra enfiar sua rola no meu cu, eu não deixei, ele ficou triste, mas para recompensá-lo, eu me abaixei coloquei aquele belo projeto de pinto na boca, e fiz a sua primeira chupeta, e claro que ele gozou rápido, então eu repeti a gulosa ate ele gozar de novo, pois esse menino tem muita porra pra dar.

Agora meus dias de trabalho são assim, fico metendo com os outros professores antes de começar a aula, depois brinco de punheta e chupeta com o Paulinho, chego em casa com o cu arregaçado com a buceta aberta e com muita porra na boca e na calcinha...

Sou feliz assim, pois sou mesmo uma PROFESSORA PIRANHA”





VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos filha rabudacontos eroticos: crente casada enrabadacolo do velho. contoconto guei dopei meu irmáo chupei a rola delerelatos eróticos reais-visita saciadaconto anal em familiaconto erotico gay chupando tio bebadopus uma micro saia contocontotiagostosahttp://comtos eroticos de estuprocontos gay bichinha boqueteira da escolacontoseroticoscomendo a coroa loira e a filha delatitiofode sobrinha nosofConto novinha o macho pirocudo tirou minha virgindadecontos eroticos pezinhos sujoscache:tCqBSJiMNvAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_6_13_orgias.html esposa no motel com amigos contocontos eroticos de primos e primascontos eróticos minhas irmãs e primascomendo a nora contocontos eroticos irmãzinhascontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosfudendo por um jumento contosconto erotico gay chupando tio bebadoler contos eroticos padrasto que chupou e estrupou a enteadaminha filinha bricando minha pica contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crente"contos eroticos" pai e filhas toplessaquele velho levantou meu vestidinho e minha calcinha melada contocontos de travestis comendo os patroespai fode fia a forsa contosporno comtos corno vendo cu da mulher depois que negao arombouminha priminha titio contos eróticoscontos eroticos na marravoyeur de esposa conto eroticocontos pornô de gordas faxineira grátiscontos eroticos aprendendo a fazer meu primeiro boquete com meu padrinho velhoVânia minha cunhada de 18 anos com as perna abertaa pica do papai com sebo contos gaycontos eróticos fortes fodendo o cu da gordaconto erotico com minha sobrinha novinhaorgia com os nerdes casa dos contoscontos sogra dando para o cachorrono colo contos eróticoscontos eroticos olhano meu marido jogando trucoursao tio roludo conto gayesposa puta do meu tio corno contoconto irmao deu a busseta o irmao pra fica gravidacontos pornos pesados de arrombamento anal de novinhos a forcanao resisti a buceta da minha maecesto de roupa sujas contos eróticosconto eróticos escravasconto erotico da irma novinha e safada do meu amigofoto de fodas gostosas da CCB melado e chupando o pau do travesti sentandofotos de fodas de buceta gostosa do precinpio ao fim todas as coloca?.contos eróticos cunhada provocaas novinha gostosinha dando a b******** sendo engravidado tomando vinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos de choronascontos eroticos fudendo com velhoasexo oral entre lesbicas pornodoidimulher vemdedora de avon cuconto eles gozaram na minha mulherFotos te mulhe sedo estrupda.comtos d primos d 30 cumemdo cusinho d priminhas d 15gozei na mão da mulher no ônibus contos lésbicacontos eroticos abuzei de minha irmazinha com ela dormindocontos eroticos comendo minha sograconto de encesto sou filho unico meus pais viajarom e eu fui com elescontos eroticos mae filhaconto de comi o cuzinho da minha prima novinha que chorou com a pica grandecontos eroticos funkcontos eroticos - isto e real. parte 5contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconvenci minha irmã contosConto gay "como uma boa fêmea"Sogra rabuda contando seus contos eroticoscontos sexuais de jessica no carroVelho pervertido come a bucetinha de uma garotinha na escolaconto minha madrasta me transformou em mulhercontos eróticos lanchahomen dotado arronba cu rapaz de programacasa contos para de gozar puta castigadameu marido na cachoeira flertando o viadinho..xvideos.contos incestos eu comi minha vovócontos de corno acampandodevolvendo esperma no pau do bem dotadocontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos minha mae sabiacontos esposa olhos vendados fudendoporno não queria mais o meu filho fodeo e gosa dento da cona conaputinhas de quinze anos xexo uricuiaviajei e transei no onibus marido corno assumidoContos de mendigos negros fodendo cu de garotos brancosbuceta goza po 19minutoso no cu da cunhada casada contosMostre minha rola cabeçuda para o cone e falei que ia comer sua mulher quando eróticoscontos eróticos punheta da primaA amiga da minha filha contos porno