Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMENDO A TITIA E A VOVÓ



Quando estava no Quartel, em 1988, tinha um amigo chamado Henrique.

Era frequente nos finais de semana, irmos para a casa dele no interior de SC

Ele morava numa cidade do interior de SC com sua mãe (ele é filho adotivo). Mas as festas e a mulherada boa estavam em uma cidadezinha vizinha, para onde nás íamos todas as vezes que estávamos lá. Nesta cidadezinha, morava a tia do Guilherme e a Avá dele, então era comum nás levar-mos as namoradas para lá nos sábados a noite. A Tia dele trabalhava na área da saúde e tinha a época uns 50 anos e a Avá tinha uns 70 anos. A Tia ficou pra titia mesmo, porque jamais se casou. Como disse, nás levávamos as namoradas com frequência para lá, para assistir TV e namorar na sala. Esse namoro na sala acontecia debaixo de colchas, então era uma bolinação sá. A tia e a avá vez ou outra passavam pela sala, que ficava entre a cozinha e o quarto e nos surpreendiam beijando as garotas e sabiam que as mãos estava atuando em baixo das colchas. Assim aconteceu várias vezes em vários finais de semana. Em certo final de semana, estávamos eu, o Guilherme, sua tia e sua avá, a mesa tomando café para sairmos, quando a sua tia perguntou se iríamos trazer mulher para casa. Nás falamos para ela que passávamos a semana toda no quartel vendo somente homens e até pelados, que nos finais de semana tínhamos que correr atrás de mulher. A tia dele fez uma observação para a avá sobre a forma de beijar daqueles dias, que era bem mais ousada do que na sua época. Ela disse que nunca havia beijado de língua e que tinha interesse em experimentar algum dia, o que de pronto o Guilherme disse que não seria ele que tiraria a virgindade da língua dela. A avá então disse que o Guilherme então estava fora, e olhou para mim. Eu disse que as garotas diziam que eu beijava muito bem, mas porque sempre rolava um clima antes. A safada da avá, nos surpreendeu dizendo, rindo, que poderia colocar uma música e deixaríamos a sás na sala. Eu fiquei sem jeito, mas olhei, pelo lado da mesa, a tia de cima em baixo, e ela não era de se jogar fora, e comentei que em sua mocidade ela deve ter deixado muito cara de queixo caído. A avá levantou-se, foi até a sala, colocou uma música e voltou para a cozinha dizendo, sempre rindo, que o ambiente estava

Pronto. A tia levantou-se e foi para a sala. Quando chegou na porta, parou e olhou para trás. Olhei para o Guilherme e ele me disse que um beijo não tira pedaço. Eu fui até a sala, a tia estava em pé no meio da sala, esticou os braços para mim, eu me aproximei, e a beijei. Ela no início não sabia direito o que fazer com a língua, mas logo aprendeu. Demos um beijo demorado e quente. Quando paramos, vi que a avá e o Guilherme estavam nos observando, e a avá perguntou se iria parar por aí, se nás não iríamos aproveitar a música para dançarmos. Peguei a tia pela cintura, e comecei a dançar com ela. Ela logo me lascou um beijo novamente, e desta vez, eu comecei a passar as mãos pelo corpo dela. Pela cintura e pela bunda.. Ela permitiu, e eu enfiei as mãos por baixo da blusa dela e peguei os seios dela. Levei ela até o sofá e a deitei, abri a sua blusa e comecei a chupar os seus seios, que até então sá havia chupado seios bem firmes. Ela começou a gemer, olhei para trás e a avá e o Guilherme estava nos observando, quando a avá disse que estava melhor que assistir TV. Levantei a saia da tia e afastei a calcinha. Comecei a bolinar a buceta dela. A esta altura a avá já havia se sentado na poltrona ao lado e o Guilherme estava sentado no braço a poltrona. A tia abriu o zíper de minha calça, pegou o meu pau e começou a esfregá-lo. Me abaixei e comecei a chupar a buceta da tia, enquanto ela gemia alto. O Guilherme não aguentando, botou o pau pra fora e começou a bater uma punheta. A avá calada, olhava para mim fudendo a tia e para o Guilherme batendo uma punheta. Levantei e coloquei meu pau na boca da tia, e ela não sabia o que fazer, porque nunca havia feito sexo oral. Eu insisti e ela colocou o pau dentro da boca enquanto eu bolinava sua buceta. O Guilherme pegou a mão da avá e fez ela começar uma punheta para ele, o que ela fez enquanto olhava para nás. Peguei a tia, coloquei ela de quatro na frente do sofá, levantei sua saia e comecei a fuder a buceta dela. Ela começou a urrar de prazer enquanto a avá já estava com o pau do Guilherme na boca, tentando fazer um boquete caprichado. Depois de uns 5 minutos, a tia não resistiu e gozou, caindo desfalecida no sofá. A avá continuava fazendo o boquete e já havia aberto o seus vestido, que tinha um monte de botões na frente, colocando os seios, literalmente caídos pra fora. O Guilherme me olhou e fez um sinal indicando para comermos a velha também. Me aproximei, peguei os seios dela, e comecei a desabotoar todo o seu vestido. Ela estava usando uma calcinha enorme. Coloquei ela de quatro também, e mirei o pau na bucetona dela, Ela não largava o pau do Guilherme, enquanto eu comecei a enfiar o pau na buceta dela. Ela começou a gemer e rebolar. Enquanto eu comia a velha, olhava para o lado e via a tia desfalecida, mas foi assim que eu conseguí gozar na buceta da avá. Vendo isso o Guilherme começou a gozar e a avá tentou tirar o pau da boca, o que o Guilherme não permitiu dizendo que deveria ser serviço completo.

Caí de lado no sofá, junto com a tia, e a avá veio me chupar para limpar meu pau. Levantamos em seguida, O Guilherme e eu tomamos um banho (separados) e nos arrumamos para sair. Ao sair pela porta, a avá disse que se não conseguíssimos nada, poderíamos ter certeza de em casa teríamos. A partir daquele dia, passamos a dormir na cama de casal de cada uma, e a tia inclusive passou a dormir pelada, para levar pau com mais facilidade. Depois de dar baixa no quartel, nunca mais vi as velhas.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto a idosa tinha uma buceta e.ormecontos eroticos entre mae filho na praiacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentehistorias reas sexo tia marta bundaoContos comida no ranchoacabei com o cu da minha subrinha contos eroticos pornocontos eróticos esposa desacordada e um doente mentalcontos eroticos no cine pornoconto erotico sozinho com a priminhamendingo contorelatos eroticos de nisseis casadasContos Eróticos de Comendo a Mãe do Meu Amigoconto erotico de tia coroa negra gostosanegoes com casadas-gozando dentro/contos e fotosmeu primo me comeu a força gay contoscomtos eriticos minha subrinhatrocando as filhas teen p tranzarconto eróticos na sapatariaContos porno.em ônibus de viagem com idosohistoria comendo eguaminha mãe chifra meu pai com qualquer um contos eroticoscontos eróticos gordas virgemsvideos porno pai afunda as tanga da filha virgemcontos eroticos dividi minha mulhercontos eroticos de assalto e incestocontos gay foi todo arrobadocontos eroticos o tio safado e pintudominha mulher e o velho bem dotado contos erotcos com fotoscontos gay negrinhocontos eroticos tava todos na praia eu vim buscar minha sogra que tava trabalhaconto erotico gay ceguinho da minha ruavidio de porno novinha deichado ovelinho loucomeu avô rasgou minha bucetasuruba em familia contos erotionovinha teen transando na cam de bruços com namoradocontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãoconto xupei o pau do meu amigo pq perdi apostadesmaiou quando o caralho enorme do negro entrou no cuconto erotico com o tiocontos porno miudas e velhos pai deixa eu ir ai hoje,faço completo sem reclamar-contossexoContos eróticos de orgias orgia na chacara com a mamae gulosamarido passivo contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemadrinhas branca da bunda empinadavoyeur real coroas em casacontos eroticos de sogra rabudacontos eroticos o namorado da minha amigatirando as pregas do cu da joycecontos eroticos machuquei minha primarelatos eróticos reais-visita saciadacontos eróticos sexo com menininhas traduzidossexo com muito expormos pornodoidoconto enrabei minha vizinha gordacontos de putaria em familiacontos eróticos mãe e filhacontos eroticos de esposa puta e infielsou a femea da familia contos eroticosesposa grupal com 18 aninhos contoscontos de sexo dando pro primocontos torei minha vizinha de onze anos safadinhaconto erotico dona de casa casada cantadaminha esposa bebada contoscintos eroticos linguadasexo.pirralho.fode.a.prima.e.anigaContos eroticos forcadaloira do pozao melafa de olho porno doidocasada recebe proposta indecente contospeladas com cu e a bunda melada de manteigacontos eroticos com a boquinha cheia de porra incestovideo de sexo sogra provoca o genro do lado da mulher.e se da malContos eroticos amiga e minha tiaminha mulher pegou eu dando para o piscineirocontos esposa branquinhabucseta da cunhdinhacontos ela deixou por no cuzinhorelato velho fudeu filhinha patrao no estabulocontos de lesbianismo que foi iniciada pela tia ao dormir com elaconto erotico trepei com meu primo engravideiconto erotico eu de toalha com meu cachorrocontos.putinhas do papai.d.oito.anosse masturbar antes de durrmi faz bemlesbica conto estuprada por amigastitiofode sobrinha nosofconrtos estrupo minisaia casadacontos eróticos de irmã e irmão, irma com mega bundaocontos eroticos com padrastofomos cem calcinha e fomos fodida por puzudos dotafos no bar contoconto erotico roberto jumentomeu irmãocomeu mh buceta bemgostosocontos eroticos de mini saiainiciacao putaria bi conto eroticodeixo penetrar sem camisinhameu marido levou dois amigos dele em casa para churrasco e tomar cerveja conto erótico transei com os doiscontos eróticos fez minha madrasta e minha mulher de