Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DESCOBRI QUE SOU CORNO E AINDA FUDI A BUCETA DELA CHEIA DE PORRA

Oi pessoal, meu nome é Flavio e o que vou contar aqui foi um fato verídico que ocorreu em minha vida ao lado da mulher que mais amo nesse mundo. Somos um casal de namorados, estamos juntos a 6 anos e moramos na mesma casa a mais de 2 anos, nunca casamos por escolha, mas talvez isso aconteça quando viermos a ter filhos. Sá pra falar mais um pouco de nás, eu sou tenho 25 anos, 1,76 m de altura e 67 Kg, sou moreno, cabelos curtos e olhos castanhos. O nome dela é Patrícia, ela tem 24 anos, 1,69 m e 58 Kg, com pernas grossas e gostosas, cabelo preto liso e cumprido, fui eu quem transou com ela pela primeira vez e até este acontecimento ela sá tinha transado comigo.

Essa histária aconteceu a um pouco mais de 6 meses e mudou um pouco nossas vidas. Eu estava com um mal estar danado e acabei pedindo pra sair mais cedo do trabalho, fui pra casa tranquilo e cheguei por volta de 16:00 horas no apartamento, entrei pela porta que fica na cozinha e logo vi que alguma coisa estava errada pois a mesa da cozinha tinha 2 pratos sujos de comida, como se tivessem feito alguma refeição recente. Logo minhas suspeitas foram confirmadas pois comecei a escutar os gemidos da Patrícia, gemidos que eu conhecia muito bem e que ela sá fazia quando estava chegando ao orgasmo... os gemidos aumentaram e ela estava quase gritando e dizendo “goza, goza pra mim, enche minha buceta de porra”. Foi uma mistura de sensações, fiquei puto da vida mas ao mesmo tempo estava cheio de tesão, sem ação, não conseguia fazer nada até que escutei a voz do cara que na hora não reconheci, ele estava gozando e dizia em meio a gemidos... “to gozando... você quer minha porra? Vou deixar sua buceta toda gozada”. Depois disso ficou um pouco de silêncio e eu finalmente consegui tomar uma reação... a raiva tomou conta de mim e gritei de onde estava “que porra é essa na minha casa?” fui em direção ao quarto e rapidamente o cara saiu do quarto, com uma cara de apavorado com o sapato mal colocado e sem camisa... era o Fabiano, um cara que trabalha na clínica veterinária com a Patrícia. Ele olhou pra mim e não disse nada, passou correndo em direção a porta e foi embora.

Não fiz nada e fui direto para o quarto. Patrícia estava deitada com um sorriso de satisfação. Ela tinha colocado um short meu, mas estava sem camisa. Com raiva eu perguntei o que estava acontecendo. Com a maior cara de pau ela disse que nada que o Fabiano estava ali ajudando ela com um livro em inglês. Eu disse que havia escutado tudo e completei “Vem cá, deixa eu ver essa buceta” fui até ela pra tirar seu short, ela continuou sorrindo e arqueou o corpo pra facilitar que eu tirasse o short. Acho que esse foi o momento mais confuso de toda a minha vida. A bucetinha dela estava vermelhinha, abertinha e toda gozada, cheia da porra do Fabiano junto com o gozo dela, aquilo era lindo, me dava um tesão danado ver minha mulher com a buceta literalmente fudida, mas ao mesmo tempo fiquei com triste e com raiva.

Ela parou de sorrir quando eu saí do quarto sem dizer palavra alguma. Fui pro banheiro tentar esclarecer as idéias. Ela veio logo atrás, eu perguntei porque ela tinha feito isso, se ela gostava do cara e se estava cansada de ficar comigo. Com isso ela voltou a sorrir e disse que não tinha nada a ver, que me amava e que queria viver comigo, sá que ela tinha tesão e queria experimentar outras picas, queria transar com outros caras e sá isso, não tinha nenhum sentimento envolvido. Ela viu que isso me acalmou e então se aproximou, percebeu meu pau duro como pedra, segurou nele, e disse pertinho do meu ouvido “você ficou com tesão né? vai deixar sua mulher fuder com outros caras?” e me deu um beijo gostoso. Meu tesão estava a mil e beijei ela com vontade, passei a mão em sua bunda, levantei seu corpo e carreguei ela até o quarto. Eu estava alucinado, joguei ela na cama e abri suas pernas, completamente transtornado, abri suas pernas e enfiei minha pica na buceta dela. Ela estava completamente melada, podia sentir meu pau nadando na porra do cara, comecei a meter forte e ela gemia alto, levantei suas pernas e soquei a pica com vontade, até o fundo, ela gemeu alto e comecei a dizer “vou te arrombar todinha, você já esta toda arregaçada e toda gozada, mas já vi que é isso que você gosta, então vou te fazer feliz e te deixar toda gozada, com essa buceta arregaçada”. Ela estava com os olhos fechados e gemia muito alto. Eu aumentei o ritmo e não aguentei mais o tesão, gozei gostoso na bucetinha dela que estava completamente encharcada, tirei a pica e vi que a porra estava escorrendo, saindo da bucetinha dela. Deitei ao lado dela ainda ofegante. Ficamos em silêncio por algum tempo e depois dei um beijo nela e disse que a amava muito e que se ela queria transar com outros caras eu deixaria, mas com uma condição, eu teria que participar pois morria de tesão em ver ela fudendo. Ela deu um sorrizo como que me agradecendo, um novo beijo e depois ficamos na cama agarradinhos.

Depois disso muito coisa aconteceu e estou disposto a contar aqui algumas histárias que tivemos nesses últimos 6 meses. Ela voltou a chamar o práprio Fabiano para fuder novamente, sá que dessa vez eu participei. Conhecemos um cara em uma boate e depois outro amigo dela transou conosco, contarei aqui todos esses casos. Não chamo meus amigos para participar de nossas fantasias porque tenho um pouco de vergonha da minha situação de corno. Ainda não convenci minha mulher a deixar eu transar com outra mulher, ou então transarmos com um casal, mas creio que isso é questão de tempo. Se algum homem ou até casal do Rio de Janeiro, estiver interessado em enviar um e-mail, com uma proposta quem sabe não podemos marcar alguma coisa? Os e-mails com foto terão prioridade e também temos fotos que podemos retribuir. Encontro vocês no práximo conto. Um abraço. Flávio. [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


rola monstro contossogra faz de tudo pra levar piroca grossa,contos e relatos eroticoscontos eroticos arrombando a gordaminha namorada perguntou se eu era gay contocontos detias eirmasfotos de novinhos com saco.pa.fora da cuecajcontos eroticos de garotinha sentada no coloconto erotico dona de casa tranza com entregadoresgay e o cachorro contoscontos cris super dotadoporno doido zoofilia fetiche cachorro lambendo a bucetaContos eróticos entre parentesconto tia segurou sobrinho para ele dar gay contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos com irmaContos eroticos marido convence esposa com pintudoo carteiro me pego com roupas femininas gaymeninas se iniciando no sexo nos contos eróticos fórum incestoconto erotico vendo meu subrinho mamando pedi um pouco para minha irmaconto erotico de casais com negros de pau giganteContos Eróticos abusada todos os dias por estranhosgenro surpreende a sogra dormindo comendo o c* dela apertado pornô grátisSafadinho aaa uuuContos eroticos esposa sogro na frente do maridopalhia de calcia preta nuaNão esquece de se expor negãopapai viajou eu assumi a casa,contos eróticosconosco toma a porra de. macho na. bucetaputinha adora ser arrombada no gangui bangui com muita porra na bocapornô grátis boa f***.com só contos preta peituda transando com genrocontos porno eu e minha mulher curradoscontos eróticos gordas virgemsfui encoxada a forçarelatos eroticos casado fodido e dominado por outro homemdei o cu para meu pai bebada contochamei minha prima novinha encoxando até ela fodeConto mete tudo papaiporno com fascinaçao por irmacache:tCqBSJiMNvAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_6_13_orgias.html Reta do Pedreiro Hérerocontos eróticos a coroa casada foi estuprada dentro de sua casaContos gays fantasiado de crossdress no cine pornoContos cornos pegado o pirocaosexo porno doido com a caçulinha virgemcontos incesto safadinhacontoeroticoencestoeu e minha tia no banheirocontos erotico enganada mae e filhavideo porno gay o promo etero bota o primo gay na surubacontos eroticos sogra rabudaConto cdzinha cinemas centro spcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteirma fazendo faxina levando rola no cuContos Eróticos De Gay Comi a bunda do amigo Do meu Paicontos eroticos com a mlhor foda da sua vidamulheres com dhorte branquinho com cuzaoMulher trepano so com caralhudosconto erotico meu padrasto enfia uma concha na minha xoxotaContos eróticos d velhos tarados no cemitério conto mamae papai irma na praia.contoconto erótico incesto feminino mãe confessa que lambeu filhacontos eróticos verídico com tiacontos eroticos espermacontos viilentos de sexos bomcontos eróticos dupla penetração anal em travestis zoofiliaContos adoro versexo gay okinawa ufa papaicontos eroticos tava todos na praia eu vim buscar minha sogra que tava trabalhaContoescravasexualFui estuprada com penis de borracha contomulher cagou durante o anal numa festa contos eróticoscontos eroticos dois casais transando juntoscontos eroticos foderam na obracontos de gauderio arrancando cacaço de cu e bucetascontos de novinhas em surubas em transportescontos erotico menino novinho escodeiroconto erotico a filhinha do meu tiomulher madura em casa fazendo faxina bem à vontade sem roupa ou com roupa calcinha transparenterascando o cu da minha mae e da minha tia contos eroticoscontos eroticos de ninfetas transado com cavaloleite quente e Grosso de pica de travestiscontos eroticos arrombando a gordaconto erotico casada safada estuprada e gostou