Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENCOXANDO AS CRENTRES

Sexta feira passada... Seis e Meia da tarde... Centro da cidade, eu esperando um busum para voltar pra casa... Fazia um pouco de frio e garoava bem...

O ponto de ônibus tava lotado de pessoas que voltavam do trabalho, escolas e outras atividades mais... De repente, eu ví encostar naquela parada de ônibus, um circular da Vila-ilha Evangélica - bairro que fica bem pertinho do meu, aqui em Sampa.

Gente, aquele busum tava tão lotado que nem chegava a fechar a porta. Assim que eu ví uma moça evangélica - morena, cabelos longos, trajando uma saia vermelha colada ao corpo - eu subí atrás dela...

Como mal conseguíamos andar pelo corredor, nás dois ficamos antes da catraca, já que havíamos embarcado pela porta dianteira. Alí dentro do busão tava um calor infernal, pois as portaa a maioria das janelas tavam fechadas, deviod ao frio de fora e à chuva insistente...

Eu usava uma calça moleton sem cueca. Já saí assim, prevendo que aconteceria uma bela encoxada na volta pra casa...

Aquele busum tava cheio de crentes gostosas e rabudas. Tinhma um monte de "neguinho" se arpoveitando daqueles rabos evangélicos. Então, tratei de sarrar no que eu havia escolhido...

Encostei meu caralho duro bem no meio daquela bunda go stosa, carnuda e empinada da tal crente. Logo percebí que ela era casada, pois havia uma aliança enorme em sua mão esquerda. Mue pau queria se enfiar naquele cuzão gostoso. A safada tava querendo se esquivar de todo jeito. Me dava empurrões e cotoveladas. Chegou a olhar-me de cara feia, mas eu não arredava de trás dela. De vez em quando, eu descia a mão direira, fazendo-a tocar no rabo da morena. Sentí a marca de sua calcinha nos dedos. Dei-lhe uym leve beliscão no bumbum. Porra, nessa hora quase que o "tempo fechava de vez pra mim". A mulher reclamou em voz alta - " VC QUER PARAR COM ISSO, MOÇO?"...

Ela conseguiu se virar um pouco, ficando de ladinho pra mim. No entanto, ao fazer isso, ela virava o rabo para um outro carinha tarado que nem eu. Notei que ele tava se deliciando com ela também. Ela tamém olhava para ele de cara feia... Mas nás dois não desistíamos de continuar bolinando e encoxando aquela bunda gostosa e aquelas coxas roliças...

Apás um tempo de sarro insistente na crente morena, eu notei que ela começara a se entregar aos nosso ataques. Claro, ela fazia isso de forma muito discreta. Parecia ter desistido mesmo de fugir dos assédios incensantes sofridos. Daí, eu e meu "colega" encoxador nos revezávamos no rabão dela. Ela mesma parecia controlar o tempo para cada um de nás. Se virava para um, depois para o outro. Sempre deixando-se ser encoxada no rabo. Até que numa certa hora, eu exagerei na medida. Enfiei os dedos no meio do rego dela. A mulher ficou uma "arara". Deu-me um safanão no meio do peito... Voltou a "dar preferência" pro outro tarado...



Bem, percebí que havia uma outra gostosa pertinho de mim. Esta estava aconpanhada de uma Senhora - parecia ser mãe dela. Pelo jeitinho de se vestir e se portar, eu desconfieie que ela também era evangélica. Um rabo delicioso coberto por uma apertada saia jeans. Fui me chegando para trás dela, na base do empurra-empurra. Foi difícil, mas depois de uma feada brusca do busão eu conseguí parar bem atrás dela. Ela sentiu logo minha tora grossa e dura tocar seu rabo carnudo. Deu-me uma discreta olhada por cima do ombro direito, mas não fez nada para fugir. Conituou a conversar com a tal Senhora - a quem ela logo chamou de "Mãe", confirmando minha dúvida. Aquela era bem mais safada e putinha do que a primeira evangélica que encoxei. A vadia deixou-me sarrar à vontade em seu traseiro. Empinava o rabo para sentir-me bem por trás. Dei várias dedas no mei do cuzão dela. Ela sá conversava com a "Mammãezinha". Fiquei impondo um ritmo de vai e vem no seu rabo, como quem estivesse fazendo sexo anal. A safada se deixava levar na onda daquele sarro gostoso. Sem ter mais a mínima condição de segurar o gozo, eu fiz uma meladeira geral por dentro do meu moleton... Gozeu jatos e jatosa de porra, alí mesmo no busum, sarrando no rabo gostoso daquela crente casada e safada... Que delícia de encoxadas...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


simpatia comer cunhadaFui estuprada com penis de borracha conto"me come"..."me fode" (contos eróticos)que cunhadameu caseiro da minha chacara ele fudeu minha buceta e meu cu conto eróticocontos eroticos coroas safadasContos eroticos da mamae quer ajudar filho a semastubarcontos gay amigo do irm.aiconto deflorando amigo de infânciaconto amiga cabacinho da minha irmacontos vouyerismocontos eroticos de padrinho gay dando a bundacontei para minha amiga que trai meu namorado e o namorado dela com seu amigos me comwramContos dei meu cu com novel anoscontos filhinha brincando com a picaContos dei para meu filho roludocontos eroticos sou adestrador de mulher casadaconto erotico com mandiocacontos eroticos cu de esposa vermelho cheio de porra com fotocontos erotiko comi a gorda bunduda q.tava no pagodeContos os velhos chupam melhor uma bucetapenetrando so nas coxa da prima novinhacontos eróticos de cunhada que foi encoxada pelo cunhadodeixei temperei site logo vou chegar no DPo cu rosinha de minha neta de 9 aninhoslesbica conto professora fisicamenino e porteiro conto eroticicontos de cú de tia gordacontos eroticos maridomeu marido bêbado dei muito para o amigo dele minha bucetacontos eroticos menagecontos eroticos que saudade da lingua dela na minha bcontos eróticos de mulheres casadas que curtem zoofilliaMulheres foi na massagens axando q hetero searchcontos eroticos de alunas e professores de educacao fisicaconto erotico lesbicas negona dominadora castiga novinha desobedientecontos eroticos incesto a neném do papaicontos eroticos comi cu cadelacontos porno casadas o negrinho safadofarra conto eróticocontos minha esposa flagou eu comendo o cu das mulhere da familiaConto erotico Calcinha da tiacontos eroticos/paguei pra comer o cuzinhocomo da a buceta direutinhopai tio padrasto contoscontos cuidando da minha irma casadacontos eroticos dormindo com rabuda contos mijou na minha bocaporno doido sumindo um emorme prinquedo na pusetaContos eróticos! Caçador de pau gigante me arrombou no matocontos eróticos esconde esconde gaycontos.putinhas do papai.d.oito.anosLóira safada narra conto metendo na cobertura contos eróticos travesti novinhas primeira vez que dei virei menininha mulher de fio drntal dancando e abrindo bem as pernas con tirinha enfiada no bucetaocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos meu enteado se vestiu de mulher pra mimcontos eroticos de estrupos estrupei minha sobrinha pequenade oito anoscontos eróticos esposa na garupa de um cavalomacho bebado dando o cucontos eróticos de maridos as colegiais f****** a esposa e g*************conto erotico eu de toalha com meu cachorropriminho tesudinhoContos Eróticos MEU BUNDAO filhocontos eroticos brincando escondido infanciacontos meu marido adora me ver sendo chupada por outra mulhermulher fudeno nafarmasiaContos eróticos teens boys jogando video game com o amiguinhoContos dei para meu filho roludocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos irmao fodendo irma novinhana festa um travesti enrabiu minha esposinha echupei opau com porracomo erotico dei para ocavaloconto eroco chupando elaconto porno instrutor de basqueteabusando no metroContos eroticos de mae e Enteadacontos travesti que sai leite dos peitoscontos de casadas que traem o marido quando ele sai para assistir futebolcontos de sexo gay meu melhor amigo me seduziu e me fez mulhercontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erótico mulher gostosa peituda dando de mamar para os macho para fêmeacomtos de tia carente contos eroticos meninacontos erotico reais avo deu seu anus virgen ao neto mas ela choroumeu amigo cumeu minha mae e minha irma.historias eroticascontos eroticos de travestis sem camisinhacontos eroticos mulher castiga o homem emagando o saco e dando soco no saco Conto minha enteada safada se insinua pra mimme mamaram muito no cine gaydopou e comeu a neguinhaCONTO O SEQUESTRADOR SEGUNDA PARTEcontos eroticos foderam na obra