Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMI A SANTINHA DA EMPRESA

Este é meu primeiro conto e espero que gostem, esta histária que vou relatar ocorreu no ano de 2007, foi uma coisa meio louca, mas foi legal, bom vamos ao que importa. Já fazia algum tempo que estava nesta empresa e tinha um rapaz que ficava no mesmo departamento que eu, e eu considerava como irmão, grande amigo, e este carinha era cheio de 171 com as minas da empresa, se bem que não tinha muitas, mas as poucas que tinha ele levava o maior lero, e eu comecei a perceber algo estranho entre ele e a secretária administrativa, mas eu fingia que não sabia de nada, uma porque ele era casado, mas era safado e outra que a mina já era casada também e já tinha 1 filho e além disto o marido ia levar e buscar todo santo dia !!!!

Mas ainda era uma tiazinha gostosona, baixinha, aproximadamente 1,60 deveria ter uns 50 kg, cabelos curtos bem branquinha, seios pequenos, cinturinha fina e um rabão imenso bem grande, mas não me chamava muito a atenção pois ela era muito séria e não dava bola pra ninguém... quando comecei a perceber o rolo dos dois, de leve eu perguntei pra ele, e ele abriu o jogo, me contou que saiu com ela e dos amassos que ele dava nela depois do expediente na sala dela, cara aquilo foi mexendo comigo e a partir daquele instante o que mais queria era sair com ela !!!! ele saiu fora dela, e ai eu comecei a investir, fui dando umas conversinhas moles de vez em quando e de repente a mina já tava na minha, que delícia !!!! eu até fazia serão para ralar com ela, mas eu não sei porque ela tinha algum medo de mim, mas tudo bem, dava uns beijos ali, uma passada de mão lá outra cá, até o dia em que não aguentei e fiquei pelado na sala dela depois do expediente, ela ficou louquinha de tesão mas resistiu sá demos uns ralos e não transamos, volta e meia nos corredores e no elevador ralávamos, mas era coisa pouca. Certo dia eu tinha que tirar uns relatários na central de telefonia e ela foi junto comigo para aprender o serviço, e era uma salinha no sub-solo junto com o estoque da empresa e lá era sá dividido com umas divisárias e do lado de fora ficava os caras separando as mercadorias, mas nem ligava, entrava trancava a porta e lá ficávamos horas, pois a porcaria do sistema era lerdo pra caramba, era ruim mas tava bom !!!! num destes dias ela acendeu e veio pra cima, e já bem safado e com tesão também, já tava de pau duro, ela veio de frente pra mim, eu sentado na cadeira, veio abriu minha calça e começou um boquete maravilhoso, como chupava gostoso, lábia a cabecinha, engolia bem devagar e ao mesmo tempo batia uma punhetinha, chupava até as bolas, colocando tudinho na boca, ficou um pouco e eu já não aguentava mais de tanto tesão, queria gozar e ele disse para me segurar, neste dia ela tava com uma saia, de meia calça e sem calcinha, eu não acreditava, ele erguendo aquela sainha maravilhosa, rasgou a meia calça e foi sentando bem devagar, de repente foi tudo de uma vez, que delícia vendo aquele rabão subindo e descendo no meu pau, que já estava pra explodir, ela mexia gostoso, rebolava, subia e descia, tolava tudo o barulho era muito bom da bunda dela batendo nas minhas bolas, quando falei que iria gozar ela não aguentou e gozou também e sentou de vez e ficou com o meu pau todo dentro, enchi a bucetinha dela, ela adorou, não falávamos nenhuma palavra um para o outro tudo no silêncio, pois afinal tinha gente por perto do outro lado da parede, mas eu nem ligava adorava este espírito de emoção e perigo, pois se alguém que tinha a chave entrasse pagava os dois fudendo gostoso !!! quando ela se levantou do meu colo, a porra escorria toda pela perna dela, não pensou 2 vezes rasgou ainda mais a meia e se limpou, quando via ela fazendo aquilo, fiquei com tesão de novo e o pau subiu, coloquei ela deitava em cima da mesa de barriga pra baixo, empinou bem a bundona, mirei e soquei tudo de uma vez, ela até deu um suspiro, nem liguei, fui bombando gostoso, ora rápido ora devagar estava átimo, ela rebolava demais, tinha jeito de santinha mais era muito safadinha e eu adorava isto, metia gostoso demais, eu ia bem fundo tirava e colocava, ela adorava, de repente, ela se deitou de costas para a mesa, abriu bem as pernas e passou por de trás de minhas costas cheguei e tolei tudo de novo, a mesa era um pouco alta e ficava na mesma altura o meu pau com a buceta dela, como metia gostoso, ela gozava como louca a buceta já escorria de tanto tesão dela, quando falei que ira gozar ela me puxou de novo e mandou gozar dentro dela de novo, mas resisti, tirei e dei pra ela chupar, ela resistiu um pouco, mas peguei pelos cabelos e forcei, ela engoliu tudo e gozei bem na garganta dela, ficou um pouco com nojo mas engoliu tudinho e limpou o meu pau todo, quando acabou, o telefone tocou, era minha chefe pedindo porque eu estava demorando, deu um 171 nela peguei o relatário que já tinha acabado a tempos e fomos embora, estava mole das pernas, mas nem dei bandeira, chegando na sala ela me ligou, falamos mais alguma besteiras e tchau. Agora vem a aventura, ela tinha uma casa em são Vicente, litoral de são Paulo perto de santos para quem não conhece, e ela ia sair de férias e queria por que queria que eu fosse para lá comer ela lá, bom como não tinha namorada topei, sá que ela era muito safadinha, deixou o maridão aqui em SP e desceu com o filho e uma irmã, que passava um pano pra ela, sá que o moleque era um pentelho, não dava sucesso pra ela ficava junto o tempo todo, afinal era a mãe dele e estavam de férias, mas ela queria muito sair comigo lá, não deu nega, sai do trampo liguei pra ela, marcamos e desci pra lá, cheguei por volta das 9 da noite, ela tinha deixado o filho com a irmã depois de muito custo, colocou o moleque pra dormir e foi, nos encontramos e fomos dar uma volta pela praia, e depois fomos para um motel, o legal era que estávamos a pé sem carro sem nada, deu a maior vergonha chegando no motel a pé e pedindo um quarto, quando estávamos acabando, chegou um carro e a cara foi pro chão, mas tava valendo era sá festa, fomos pro quarto, quando entramos uma surpresa, o quarto era grande pra caramba, cheio de badulaques, banheira, piscina, cascata e tudo... fomos pros finalmente, beijamos muito, nos abraçamos e rolávamos pela cama que era redondo e muito grande, tudo lá era exagerado, e eu adorava, pois ela pagava tudo, pedimos uma bebida, tomamos e ela ficou um pouco aérea e soltou mais, ficou sem vergonha, fez um streap e tudo, falava que era minha putinha e que ira dar pra mim a noite toda, esta altura eu estava me controlando pois queria comer aquela mulher a noite toda e comer tudo que tinha direito, e assim foi, deixei ela se mostrar, se exibiu e ai tirei minha roupa também, e joguei ela na piscina, começamos nos beijar e fazer brincadeirinhas, aquelas de passar por debaixo da perna, sá que quando eu passava, chupava ela e ela fazia a mesma coisa, quando mergulhava dava uma chupada bem gostosa no meu pau, que ia as alturas, depois fomos pra canto, ficamos beijando e quando não aguentava mais, soquei a rola pra dentro, ela se apertava em mim me abraçava e me beijava muito, rebolava e fazia e minha rola entrar mais ainda, a bucetinha dela estava muito molhadinha e entrava muito gostoso, ai virei ela coloquei ela segurando na borda, fui por trás e soquei tudinho novamente ela deu um gritinho e gozou loucamente, eu também estava louco de vontade mais me segurava bombava gostoso naquela bucetinha, ela rebolando e me falando coisas que me deixava ainda mais com tesão, até que não aguentei e enchi a bucetinha dela, gozei gostoso e quando ela sentiu que estava gozando gozou de novo. Saímos da piscina fomos pra cama mole os dois, estava muito cansado, com as pernas bambas e a mulher ainda estava com fogo, mas não aguentava mais nada, se virou de lado pra mim, quando vi aquela bunda pra cima, não aguentei, subiu um fogo e meu pau endureceu na hora, cai de boca naquela bundona, minha boca sumia dentro daquele traseiro maravilhoso, comecei chupar a bundona dela e ela não reclamou socava a língua no cuzinho dela e ela rebolava, descia a língua pra bucetinha, ela empinava o rabão, coloquei ela de 4 e ai sim chupei gostoso, alternava entre a bucetinha e o cuzinho, quando coloquei um dedo na buceta e passei a língua do cu ela deu um gritinho e gozou, rebolou e pediu pra eu colocar no cu, dei uma guspidinha no reguinho e fui colocando um, 2 até entrar 3 dedos, quando percebi que ela já estava no esquema pedi pra ela chupar bem gostoso meu pau, chupou e deixou bem meladinho, dei mais uma guspidinha no reguinho e fui encostando forçando devagar, foi entrando bem devagar e ela gritava um pouco pois nunca tinha dado a bunda, quando passou a cabeça ela gemeu, mais aguentou, manerei e deixei acostumar aos poucos ia colocando, até entrar tudo, comecei a mexer e ela gemia de dor e prazer até que urrou e falou que tinha gozado ela estava num tesão imenso eu também, ia entrando e saindo, bombando, enfiando tudinho naquele rabão, que delícia a vista era maravilhosa, coloquei ela de lado e fui por trás, fui colocando rapidinho pois o cuzinho já estava larguinho bombei mais um pouco e ela pediu para eu deitar em cima dela, ficou de bruços e subi, empinou a bunda e fui socando, neste momento fiquei com um tesão enorme, e comecei a bombar bem rápido e forte, ai ela gozou de novo, o pau escapou e quando vi o cu estava um buraco maravilhoso, pedi pra ela por a mão e ela ficou preocupada, achando que tinha arrombado ela, e na verdade era isto mesmo, dei uns tapas na bunda dela e mandei ficar quieta, pois era a minha puta e puta que é puta aguenta calada e assim foi, coloquei de novo o pau e bombava ela rebolava e gemia como nunca tinha visto, deu um berrão bem alto e gozou, não aguentei e gozei também num tesão imenso, gozei muito pois estava tarado por aquela bunda e tinha conseguido comer e arrombar aquele cu, cai desfalecido na cama dum lado e ela do outro. Dormimos e quando acordamos já era 5 da manhã, demos mais uma foda gostosa na hidro, tomamos café da manhã, ela foi pra casa dela e eu voltei pra Sampa, pois tinha que trabalhar no outro dia, mas confesso que nem trabalhei sá fiquei no banheiro dormindo, afinal a noite tinha sido átima !!!!!!!! Quem quiser trocar contos ou mullheres, se quiser podemos fazer isto e muito mais !!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Gay com mulher contoContos eroticos estupro marido e esposaninfeta chupa buceta e cospe a goza com nojocontos esposa branquinhacontos eroticos minha esposa na praiapistolada filho xexoconto de sexo mae mulata de calcinha fil dental nas férias esposarabudascontoscontos eroticos gay dei o cu quando era pequenoconto erótico cavalos irmã filhadeflorada contosmulher depravadadei p meu genro contocontos eroticos de novinhas peitudascontos eroticos gay eu inocente deixei meu primo lamber meu cuhomem colocou sua picA ENORME NA XOTA DA CABRITA ENFIO TUDOsexo contos eroticos o amigo do meu marido me viu com um shortinho atolado no rego e nso resistiucontos eróticos com fotos de casadas que foi comida por mais de um homemcontos eroticos casada estuprada no onibuscontos eroticos com lesbicas bofinhosconto fomos fudidos em ménage sem querercontos eroticos de incesto filho arromba fode mãe carentecontos eroticos marido a am.tTrempando em cima da lancha com o coroa conto eroticocontos eroticos minha sobrinha e o dogeu quero ver a coroa instigando o marido com a calcinha fio-dentalcontos eroticos minha tia tomando banho de solmolestei minha filhinha contos eroticoscontos chupando ele dirmindoContos erótics so de gang bang e so com homems pauzudoscontos eróticos vovó transando com jumentonovinha adora pau de 20 sitimos pono prima dandcontos eroticos lesbico casadas e travestiContos erotico mandei minha filhinha tomar bamho e fiquei brexando elame vestia como menininha contoscontos eroticos gay nao aguentei e deicontos eronticos a vizinha bapeu uma pueta para um garotoNamoradinha gozada contosminha mulher contou que ficou com a buceta arrombada em floripacontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãoconto erotico gay chupando tio bebadomeu maridinho notou que fiquei tesuda roludomeu padrasto foi no meu quarto contosContos eroticos eu e minha irma no ginásioconto gay filho chupando o pau do pai dormindosobrinha fingida, conto eroticoconto neguinho varudo so pega casadacontos eroticos padressexo porno doido com a caçulinha virgemcontos eroticos cadela banheiro plugtitio e sobrinha contosconto erotico com pai e tio sebo gaycoroa mulata conto eróticotransei com minha meia irmã ela tem a buceta cabeludaconto erotico afilhadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos com meu vizinho de 23 anosso mulheres escravas de seus maridos contos eroticosConto erotico.com enteado novinholesbica conto estuprada por amigasdevagarsinho entrou tudo no cuzinho contossou puta do meu cachorroconto erotico de puta estupradaConto erótico de laracontos eróticos meu padrasto me deu banhocontos eróticos eu minha irmã fizemos sexo com faxineiro do condomínio.meu grelo est louco de tesaocontos de sexo com casada coroamatrupado no mercado pono doidocontos eroticos de crenteContos eróticos de rabudas casadasmande da Jamaika dando a b***** da mulher do pistoladaConto erotico so a cabecinhacontos de incesto vizinha crentecontos eroticos casadas com zeladores velhoscontos eroticos pastorSonifero contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentexoxotabemabertacontos eróticos de minha esposa bêbadacontos eroticos novinha com pedreiro pauzudoFotos contos eroticos casadas zoofilia cavalo frente do maridocontos eroticos velha greludaenteada nua contosconto erótico engravidou a casada em uma rapidinhaContos casada boquete em pintor enormecontos eróticos tia chegando da festa bebadacontoseroticoscomi o cu do mei paicontos eróticos na saída do paredão comendo c* virgemesposa puta do meu tio corno contorelatos de esposas de cornos mansos