Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NO DIA DO APAGÃO

Era umas 22h14min mais ou menos, eu estava assistindo um filme pornô e de repente, apagaram-se todas as luzes...



- Caramba, faltou energia, logo agora!



Era o apagão em 7 Estados do Brasil e eu não sabia, achei que voltaria logo...



Moro em uma casa dentro de um condomínio e na casa esquerda vizinha a minha, mora uma jovem com sua filhinha de 2 aninhos e um irmão que sá vem dormir em casa, e chega normalmente por volta da 00:00, diariamente.



Eu pequei minha lanterna de emergência que sempre a mantenho carregando na tomada (e a essa altura já havia acendido automaticamente), e me dirigi ao terraço de minha casa, foi quando me deparei com a essa jovem sentada no terraço da casa dela, tudo escuro e a menina dela já se encontrava dormindo.



- Que azar né Cristine?



- Pois é, e o pior, é que eu estou sem nenhuma vela ou lanterna, aqui em casa.



Eu prontamente me ofereci para resolver o seu problema, pois eu tinha velas e mais uma lanterna dentro de casa.



Busquei as velas e a entreguei, ela, muito gentil e delicada, me convida para entrar. Não sei por que, mais na hora que ela me convidou, bateu um arrepiozinho na coluna, o pau ficou duro (novamente, porque eu já tava em tempo de gozar na hora do filme) e eu nem havia percebido que ela estava trajando um baby-doll muito excitante por sinal.



Cristine pede para que eu me sente na poltrona da sala dela e se dirige ate seu quarto, em poucos segundo já volta trajando apenas a calcinha e a parte de cima do baby-doll.



Fiquei em estado de êxtase, afinal, eu sempre tive uma atração muito grande por ela, mais nunca tive coragem nem de insinuar algo... Ela sempre foi muita na dela e nunca mostrou nenhum interesse por mim.



Sentou ao meu lado e disse: Ta fazendo um calor muito grande, não é Roberto?



- Uhrum e como ta!



Eu realmente senti o fogo subir a minha cabeça, quando vi aquela deusa (por quem tinha um tesão sem limite) ao meu lado, trajando apenas roupinhas intimas (semi-nua) e ainda se oferecendo pra mim.



Me virei, ficando quase de frente para ela e falei: Sabe que você é muito mais bonita desse jeito.



Ela deu um sorrizinho safadinho e disse: Você acha?



- Mais é claro, e melhor ainda se você ficar sem essas pecinhas que ainda estar vestindo.



- Então pode tirar, faça o que você quiser, aproveita enquanto meu irmão não chega e a energia volte... Sorriu lindamente e eu não deixei nem ela terminar a frase, já fui logo puxando-a para junto do meu corpo e a beijei apaixonadamente.



Nunca tinha sentido uma sensação igual. Senti como um fogo tomar conta do meu corpo.



Que loucura de mulher, e como é que nunca ela mostrou interesse por mim e eu nunca me declarei a uma deusa dessas? (eu mesmo me perguntava)



Introduzi minha língua em sua boca, ela num mesmo momento introduz também a língua dela a minha boca e nossa línguas ficaram se acariciando uma a outra.



Minhas mãos não perdiam tempo, em fazer carinho naquele corpo deslumbrante e aveludado.



Senti a mão dela descendo por todas as minhas costas e vindo ate a frente, puxando o coes do calção e pega meu caralho (que estava duro como uma barra de ferro), segurando forte ela começa a me punhetar levemente. Deito ela sobre o sofá e começo a chupar seus lindos seios de bicos durinhos e arrepiados, as auréolas estavam bem enrugadinhas quando coloquei a minha boca naquelas tetas.



Ela alisava meus cabelos como quem fazia um cafuné e sussurrava baixinho... Eu descia suavemente com a língua percorrendo toda sua barriguinha ate o umbigo (muito delicado), coloco a língua dentro daquele umbigo e sinto quando ela da uma urrada de prazer... Desço mais um pouco ate sua buceta maravilhosa (depilada e um bigodinho ao redor de boquinha).



Com a ponta da língua eu localizo o grelo dela e começo a massagear ao redor. Ela se excita cada vez mais e mais e sua respiração vai ficando ofegante e ela não resiste e dá sua primeira gozada em minha boca...



Imediatamente eu a coloco de bumbum pra cima e começo a bater o meu pênis nas nádegas dela e passando na boquinha da xaninha... Ela geme e pede pra que eu empurre na buceta dela... Eu fico brincando um pouco para que ela fique cada vez mais excitada...



Segurando meu pau vou colocando e tirando a cabecinha e fazendo-o roçar no clitáris dela, que já não suportava mais tanta provocação... Começa a gritar: “Me come logo, não faça assim comigo!”... Dou umas tapinhas nas nádegas dela e depois passo a dá umas estocadas batendo o púbis na bunda dela.



Não demorei muito pra gozar (apesar de tentar me segurar ao máximo). A espirrada de gala foi grande e gozei dentro da xoxota de minha princesa.



Cai deitado por cima dela, e assim continuamos por alguns segundos...



Foi uma das melhores transa que eu já tive... Não sei se foi por ter muito tesão nela, mais o fato é que foi maravilhoso e isso sem contar que essa foi apenas a primeira.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos de bonitinha mais ordinariaeu curto cunhado faz chantagem para comer a cunhada casadacontos eroticos de homem contratado para engravidaracabei liberando para o meu tio e meu padrasto contos reais contos eroticos comi a minha mae e vonegra ra ufa bundudacontos dei a xota pro mendigomulheres casadas com picudos/contos com fotosmaldoso comeu meu cuzimvideo porno de garotinhas com olhinho vidradoConto erotico neguinha dano o cuzinhocontos flagrei meu pai comendo cu do meu irmaocontos de chantagem analAmigas pirocudas contosminha pequena porno contosa novinha deu para o porteiro contoscontos mordi a fronhaContos eróticos de incesto mamando nos peitao da mamae conto esposa negra e puta cornoporno filha esitadalesbicas presediarisconto "cacete na boca" casadacontos eroticos com velhoshetero sendo penetrado contocontos eroticos de mulheres de manauscolega de trabalho fama de pegador contocontos eroticos estrupada no onibusvizinha me chamou me acediou en sua casa contoscontoerotico esposa crente putacontos meu pai é cornocontos baixinha popozudaconto erotico: fui vendida no mercado de escravas sexuaisnunca gozei tanto quanto de meu tioConto erotico de nora e sograContos exóticos chatocorno mijado contosnamorada de calnsinha centou na picacontos eroticoscomendo uma bucetinhaconto titia greluda gozandomeu sogro pauzudo contosminha xereca consando na rua contos eroticoscontos minha cunhadinha da bucetinha bem pequenaperdi a virgindade no ônibus contos eróticoscontos eroticos marido nao viuconto erotico familianegrinhocontoseroticoscontos erótico dormiu de bundinha pra mim e fundi seu cuzinhocomendo gordinho do rabao gordo contos eróticosvou andar sem calcinhaeu sei que ele quer um pau, contoscontos eroticos com noviinhas sexoalmente precosedesvirginando irmazinha pequenaconto dono da minha mulhercontos eróticos de sogras com bundas granderelato mulheres que casaram virgem com dotadoconto erótica estupraram minha esposa Como eu copo CEDome ponoesposa de corno contos gosta na carawww.gordinhasvirgens.com.esposa puta do meu tio corno contocontos de sexo travesti dominadoracontos bucetinha linda da vizinha polacawwwmulhers casada loucapra fudecontos de chantagem analcontos eroticos muito.maior meu do.meucoroa raspadinha gozando contosconto comendo a nisseicontos eróticos virei marido da minha irmãcontos de cú de tia gordaContos eróticos manaCONTOS EROTICOS DE CASADAS ABUSADAS DA CHANTAGEMcontos eroticos com avôsconto erótico metendo na minha mãe gordafudeu a priminha de olhos fechadoconto erotico gay chupando tio bebadocontos de coroa com novinhocontos eroticos fudendo com velhonão aguento no cu contoscontos eroticos casada e o farmaceitico negaocontos eroticos fodir ater perde a vondeconto de meu avô rasgou meu cuzinho com a pica grandeprima gravida e primo contos