Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA PRIMEIRAVEZ COM UM HOMOSSEXUAL

Havia mais ou menos uns vinte anos que eu não tinha uma transa anal. Eu estava trabalhando de motorista de caminhão, vivia na estrada. Em uma viajem ao nordeste do Brasil, com destino a Fortaleza, quando passava por um pequeno povoado um homem na beira da estrada pediu carona, como eu estava sozinho não vi o porque não dar uma carona ao homem, parei a carreta (1519 Mercedes-Benz) cabine dupla, o homem veio para o meu lado e perguntou se eu podia levá-lo até práximo de Fortaleza, pois ele estava sem dinheiro e não podia pagar o ônibus, respondi que não tinha problema e mandei ele subir, entro e sentou ao meu lado e ele se apresentou, (Breno), e fomos conversando estrada a dentro, eu notei que ele tinha um jeito meio feminino pelo gestos que ele fazia, e eu perguntei se ele era homossexual, ele respondeu que era, e comecei a prestar mais atenção na pessoa dele, era uma rapaz de uns 25 anos, estatura aproximadamente 1,75 de altura, magro, moreno-claro, muito simpático, e pessoa agradável de conversar. Conversa vai, conversa vem, ele me perguntou se eu já havia tido alguma transa com homossexual, - respondi que sim, e contei uma aventura que tive em São Paulo, nos anos 60, - Quando falei eu se chegou mais perto de mim de começou a alisar minhas coxas, (eu estava de bermuda), eu naturalmente deixei que a coisa seguisse o rumo, das coxas ele começou a alisar meu pau, que logo ficou duro, ele abriu o zíper e tirou o meu pinto para fora e começou a bater uma punheta para mim, depois se ajeitou e começou a chupar meu pinto, quando eu senti aquela boca quente no meu bilau, fique super excitado, não deixei ele chupar muito tempo para eu não gozar, resolvi e peguei no pinto dele por cima da calça, e vi que ele também estava de pinto duro, como eu estava dirigindo eu pedi para ele tirar o pinto para fora que eu queria pegar nele, ele tirou e vi que era uma senhora vara, calculei uns 19 a 20 centímetros, - falei, nossa como pode um bicha ter uma pica desse tamanho, - você está querendo me enganar dizendo que é bicha hein? ? Ele falou que era bicha de verdade, ele sá não sabia por que tinha um pinto grande assim, peguei naquele enorme pinto, e senti o quanto ele era possante, quase não conseguia abraçá-lo com minha mão, e com um olho na estrada e outro no pinto dele, e iniciei uma punheta de leve para ele, e ele gostou do que eu fazia e me perguntou se eu também era homossexual, respondi que já havia transado com outros homens, e que fazia muito tempo que eu não fazia mais, e eu fiquei de olho na estrada para achar um lugar para parar, logo adiante havia uma lugar afastado onde havia sinais que ali era parada de caminhões, parei e fui sentar do lado dele, onde fiquei deliciando aquele pau gostoso, fechei um lado da cortina e nos despimos e ficamos nos arretando, chegamos a nos beijar na boca, pois a tezão era muito grande, ele pediu para que eu ficasse de pé enfrente dele, ai ele começou a me chupar, ele mamou gostoso e sabia fazer uma chupeta legal, depois me fez ficar de costa e começou a morder minhas nádegas, dava mordida de doer, e lambia meu rego do cu, ele abria minha nádegas e passava e língua no meu cú, - nossa que sensação mais gostosa, nunca havia sentido algo tão gostoso que uma língua explorando seu cuzinho, senti quando a língua dele entrou no meu cu, nossa, nessa hora eu queria subir na parede de gostoso que era essa língua no meu cú, depois disso eu falei para trocarmos de lugar que eu queria fazer o mesmo para ele, quando vi o seu enorme pinto no minha frente, não pensei duas vezes e caí de boca naquele pinto delicioso, chupei com toda gana de uma pica, enfiava ela toda na minha garganta e sentia os pentelhos dele no meu nariz, ai eu via que ela estava toda na minha garganta, em umas dessas engolidas eu senti ele gozando e gemendo de tesão e eu sentindo a porra quente descer garganta abaixo, mamei toda aquela porra, enchi a boca da esperma dele e não desperdicei nem uma gota, e fiquei mamando até que senti a pica diminuir de tamanho na minha boca, depois ele sentou a meu lado e estava ofegante, pelo prazer que eu tinha proporcionado a ele. Deixei-o dar uma descansada de uns 19 minutos e comecei a chupar o pinto dele para ver se ele reagia, há quando o pinto dele sentiu minha boca ele reagiu na hora, quando ele estava no ponto eu disse que queria que ele me comesse, me comesse com aquela pica, fiquei curvado com os braços no painel, ele deu uma lambida no meu cú e deu uma cuspida e encostou a vara no meu buraco, deu uma forçadinha e senti que a cabeça do pinto estava entrando no meu cuzinho, ele em segurou pelos meus quadris e perguntou para mim, - Você quer tudo de uma vez, ou quer que eu coloque devagar para você sentir se aguenta ou não? ? Respondi: - Coloca tudo de uma vez sá, rasga esse cú, e deixa as pregas estourarem, - ele com uma única estoca ele colocou o pinto todo dentro de mim, foi uma dor enorme, dei um berro seguido de um gemido forte, ele ficou me segurando e eu gemendo de dor e de tesão ao mesmo tempo, fiquei quieto e esperei o meu cuzinho acostumar com aquela vara dentro dele, depois pedi para ele começar a bombar, - eu falava, isso me foda gostoso com essa vara de matar cobra, foda-me gostoso, e ele bombava gostoso dentro de mim, eu sentia meu cú doer de tanta grossura que era a pica dele, eu comecei a rebolar na pica, isso que era dançar na em uma pica, senti quando ele gozou dentro de mim, quando ele irou a pica eu passei a mão e senti um enorme buraco que meu cu tinha virado, - falei: - Cara você é demais. ? Aí ele me disse que agora era a vez dele sentir a minha pica dentro dele, - falei: - Sá se for agora, ele abaixou no painel e eu dei uma cuspida no cú dele e mande pica para dentro, a pinha pica não encontro muita dificuldade para entrar, e eu iniciei um vai-vem gostoso no cú dele, não sei por que, eu demorei a gozar, e ele se deliciava da minha demora, depois de uns 20 minutos comendo o cú dele eu senti que ia gozar, e gozei gostoso dentro dele. Quando tirei a pica eu vi o buraco que focou o cu dele, pensei comigo, o meu também ficou assim! Ele estava com as pernas mole e acabou sentando no meu colo, e ficamos assim até descansarmos um pouco, quando ele levantou eu vi que eu estava todo sujo de porra que tinha saído o cu dele, pequei uma toalha e dei a ele para ele se limpar, depois que ele se limpou e se vestiu ele desceu para que eu me limpasse também, quando eu levantei do banco eu vi que o banco estava todo sujo de porra e de sangue, pois ele havia rasgado algumas pregas que ainda estavam intactas, limpei-me e me vesti, sai e fui dar uma lavada nas mãos e nos rosto. Descansamos um pouco e seguimos viagem. Como não dava para chegar no mesmo dia, fomos dormir há 200 quilômetros de Fortaleza. Como a Cabine tinha duas camas, não teve problema nenhum de nás dar mais uma fudida antes de dormir. Acabamos dormindo na mesma cama e amanhecemos abraçados feito conchinhas. Foi uma experiência muito excitante.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Conto mete ui ui ui meu cucontos eróticos família vavela minha mãe comigo no banheiroConto gay incesto rocacontos incesto sogras gordasconvenci minha irmã contosfilho comendo a mae morena baixa contos reaiscantos erotico como comit minha filhacontos vendedora em casafilha pequena no banho contosporno.ele namorou a cunhada ate que ele comeu o cu delaporno doido zoofilia fetiche cachorro lambendo a bucetaquero ver travesti transando no abdômenContos eroticos novinha virgem sendo arrebentada pela mulecadasConsolado pela sobrinhas contos eróticosminha tia travesti contoso mestre de obras me estuprou contoscontos comendo mulher do amigo meia noitecontos encasa so andamos peladoscontos eroticos foderam minha mulhercontos eroticos de barbeiro cortando cabelo de mulheres casadasa vizinha gostosa veio pedir gelo e acabou levando rolacontos eróticos tiosafadofiz da minha esposa uma putaconto erotico banheirocontos de cú de coroa viuvaTenho uma tara incrível em ver mulheres lutando e foi com muito custo que consegui convencer minha então noiva a se atracar com mulheres semi nua, e em algumas lutas completamente nua, para o meu prazer. às vezes fico com peso na consciência pois ocontos eróticos estava bebeda e meu primo me comeuminha filha é uma vadia contos eróticosencoxado no onibus contosLóira safada narra conto metendo na coberturaConto erotico incesto coloContos erotico travesti na cadeiacolega de trabalho fama de pegador contocontos meu homem roludovidio porno gay em hotéis ospede e garconGozando na boca Abrantes dela chuparloiro do olho verde me fazendo um boquete gostoso perto da piscinaeu e minha cunhada e seu marido contos eroticossamba porno zool conto de incestocontos eróticos gordas virgemscontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosConto erotico dp coroafui corno na lua mel conts eroticosvideo de mulher transando no atelier delaesposa cheia de porra na festa casa dos contosver canto erotico com viuvahome subimisso bebi xixi da rainha contos heroticos gay com mudinho da piroca gostozazoofilia contosPiquena mais ja assanhadinha pelos coroas contos eroticoscasa erótica no ônibus cheiocontos eróticos enteada dando cucunhado dotado contoscontos erotico gozei como uma puta velhacontos reoticos mulheres nuas de tamanco e salto altorelato baba tirou minha virgindadeContos eroticos Minha filha choronafotus de zoofiliameu cu é todinho teuSonifero contosseduzindo o marido contoconto erotico gozada na renataprimeira vez contos eroticos gaycontos menininha linda buceta carnuda comtos de sexo lesbicas contos eroticos uma senhora de bem parte XRealizei a fantasia do meu colega e eu virei cornocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevídeos de porno mulher gazando espirrando no caralho grande tremorcontos eroticos da vagabunda do cornorelato erotico tirando o cabacinho da minha sobrinha negra novinhaconto gay filho ve o pai com o pau duro e perguta o que a quinlocontos eroticos mulher casada bi sonia e suas amigasconto gay virei viadinhoconto eonico de sexo analConto erotico briguei c6 meu marido sai sofri na pi2 do roluddocontos eroticos pegando a sobrinhas e filhacontos eroticos .na pica do meu filhão