Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

INICIANDO NO SEXO

Oi meu nome é GFGR, tenho 42 anos 1,90m e hj estou acima do peso.

Minha iniciação sexual começou cedo c aproximadamente 5 anos já brincava com minhas primas ambas com nome de Marcia, elas espiavam os pais transando e quando estávamos sozinhos ficávamos fazendo igual ou que elas tinham visto.

Botava meu penis na vagina e bunda delas (sem enfiar) pois nem ficava duro era sá pra encostar. Com 19 anos foi trabalhar lá em casa uma empregadinha muito fogosa sá andava de vestido bem curtinho e adorava deixar eu ficar sarando na bundinha dela por trás e quando estávamos sozinhos no quarto dela eu podia mamar a vontade nos peitinhos bem durinhos e rosados que ela ela dizia q nem o namorado ela deixava.

Já com 19 anos e com um penis de 18cm já no ponto de fude foi trabalhar lá em cãs pra ajudar a Marlene (empregadinha) uma senhora com 3 filhos de aproximadamente 40 anos q logo que pegou eu tentando meter na Marlene pois até então eu sá podia mamar e ficar passando a rola na calcinha pois ela era virgem e sá quando casar é q ia dexar o marido comer a bucetinha.

D. Val na hora ñ falou nada sá disse rapaz se sua mãe te pega? Eu com medo de dar merda sai rápido pra casa pois os quartos dos empregados era do lado de fora da casa.

Quando entro em casa minha mãe e avá estão prontas pra sair me deixando em casa sozinho com a Maria (criou minha mãe e primos dela, q logo depois ficou sendo minha quebra galho), Marlene e D. Val. Eu dei um tempo e fui lá nos quartos de empregados, foi quando escutei a D. Val falar com a Jessica q se eu fosse mais velho ela mesmo deixa eu meter nela pois o penis do marido era pequeno e o meu era maior q o dele e por ele viver bebendo as vezes passava de 19 dias sem rola.

Eu fiquei louco pra comer D. Val q corri em casa e troquei de calção colocando um mais folgado sem cueca. Quando voltei escutei barulho de chuveiro e pensei q Marlene estivesse tomando banho pois ela saia sempre as 16:00 pois morava com os avás e tinha que chegar cedo em casa pra ajudar.

Entrei no quarto de sopetão e peguei a Marlene sem roupa já se arrumando pra sair, quando vi aquela coisinha mais linda nua com a bunda virada pra mim ñ resisti e fui logo encostando a rola dura na sua bunda ela sá disse vc tá doido D. Val tá no banheiro e vai já volta eu louco pra meter na minha primeira bucetinha de verdade fui logo pegando nos peito dela e beijando seu pescoço, ela resistiu mais acabou deixando eu ficar pinando e pegando nos seus peitos; num ato de puro tesão abaixei uma das mãos e peguei naquela xoxotinha linda e toda melada pois ela tava gostando, vendo q ela ñ estava mais resistindo fui levando ela pra cama e já colocando ela de 4, pra poder chupar sua xoxotinha q no começo ela disse ñ mais de tando eu passar o dedo na sua xoxotinha acabou cedendo eu dei minha 1ª lambida na buceta o que fez ela dar um gemido bem suave e com som de quero mais e ñ tive duvidas comecei a xupar e houvir ela disser q nem o namorado fazia isso com ela, q tava muito bom q eu era um menino muito gostoso e safado.

Foi quando já sentindo ela contrair os lábios vaginais gozando eu arriei o calção e coloquei meu pau na portinha do céu e comecei a enfiar pois ela disse um ñ sem muita vontade, D. Val entra no quarto e pega a gente trepando e fala, menina vc ñ é noiva?

Marlene deu um pulo da cama e começou a se vestir eu fique com a rola dura entre as 2 sem saber o que fazer foi quando Marlene disse vc devia era brincar com ela (D. Val) pois o marido ñ da muita atenção pra ela e saiu do quarto rápido pois estava atrasada.

Eu quando vi D. Val estava enrolada na toalha olhando pra minha rola q tava dura e apontada pra ela. A assim q ela notou q eu estava olhando pra ela foi até a porta e mandou eu sair dizendo q iria contar tudo pra minha mãe se eu ñ sair.

Com muito TESÃO e louco pra trepar agarrei ela por tars e tirei a toalha ela começou a reclamar dizendo q era casada e iria falar pra minha mãe, fuilogo fazendo o mesmo q tinha feito com Marlene e deu certo peguie num peito e a outra mão foi direto pra buceta q tava bem xerosinha como pude comprovar quando lasmbi os dedos melados da sua xoxota.

Ela disse q menino mais danado esse me deixou com vontade de trepar, dês da hora q vi vc de sacanagem c a Marlene; falou vem meu garoto gostoso vem q vou te ensinar a trepar gostoso numa buceta tarada por rola.

Ela me levou pra cama e mandou subir por cima dela ajeitando a cabeça da rola na entrada da bucetinha e mandou eu mete bem devagar, pois ñ estava acostumada com rola maior q a do marido; eu fiz do jeito q ela mandou coloquei bem lentamente pra ver e ouvir ela gemendo a medida que a rola ia sumindo dentro da buceta toda melada e quentinha, hj sei q parecia uma xoxotinha pouco usada.

Quando meu pau entrou todo, ela disse vai menino mete com força pois já tá todo dentro e eu quero gozar gostoso nessa rola nova e gostosa, num vai e vem louco pois era minha 1ª penetração, gozei rápido antes dela mais não parei tinha tesão d+ na época fui tirando e botando chupando ora os peitos ora sua boca pois queria era meter sem parar pra matar a vontade de fude numa buceta que até então era sá sarro.

Foi quando ela disse ñ para meu menino gostoso q vou gozaaa, na sua rola e foi se contorcendo e falando mais, mais, não para cachorro safado come vai mata essa coceira que tem dentro da minha buceta que eu vou te ensinar tudo na cama e gozou dizendo que eu ia ser de agora em diante seu amante e comeria ela todos os dias.

Assim que parei de mete nela houvi minha mãe chamando a Maria pra ajudar nas compras e me chamando Tb. Vesti o calção e quando estava saindo do quarto, D. Val me chamou, deu um bjo na minha boca e disse que ñ queria mais me ver atrás da Marlene pois eu era agora sá dela.

É claro que eu disse que ñ iria atrás da Marlene, mais ñ ia perde a oprtunidade de botar em pratica tudo que D. Val iria me ensinar na cama.

Depois conto como comi a Marlene e outras aventuras que tive em relação a sexo.

Um Abraço.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Dei minha buceta para meu genro na presença de minha filha contos femininohomem com a cabeça do pau bem grande goza dentro da buceta ate derramacontos eróticos crente da congregação separadaconto erotico minha bunda cobiçadacontos dois gemeos chupandoFotos de mulheres deitsdas de frente na cama de marquinha de biquínicontos de incestos detei de conchinha fiquei de pau durosexo na irman dopada contoscontos eroticos eu e meu maridogostosao aguenta doi pipinos no cúcontos casada traindo maridoNovinha muito puta contosmeu tio me arronboucontos zoo mastiff taradoContos eroticos gay gordinhocasada sedusida contoscontos eroticos marido presentea esposao cu rosinha de minha neta de 9 aninhosconto erotico gay escolacontos neta da minha vizinhaa velha e o pedreiro contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos castigo da filhamadrasta pegou enteado vendo filme porno e aliviouContos comida no ranchocontos eróticos de mulheres casadas que curtem zoofilliacoroa de bigode chupando gay q se contorce e gemeconto erodicocontos de encoxada em ônibusas cdzinha e gays do cine aroucher de spmadrasta pegou enteado vendo filme porno e alivioucontos eroticos arrombando a gordaconto minha tia pelada no quintalcontos eroticos esposa na praiacontos de cunhadas casadas reaiscontos lesbica minha empregada okinhomem estrupa cadelinha sem estar no cio conto eróticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentedando a buceta na maquina e quase morrendocomi minha filha virgem contoscontos eroticos um joven comendo a coroa gordaui ui meu cu conto contos de.tio e casadatravesti leiteira contos eróticoscontos bebendo porracontos heroticos dormi com minga mae e ela mexeu na minha bucetacache:9xq-vPkrsSoJ:okinawa-ufa.ru/conto_8634_minha--mae-gravida--do-meu-irmao.html casada rabuda se exinbindo de fio pra amigos amigos contosloirinha safada.contoscontoseroticosmoçacomendo a o cuda madrasta realcontos eroticos levei com minha amiga piça do caralhudoincesto contos cunhada pastoraconto erotico violadame fode gostoso contoscontos eróticos fez minha madrasta e minha mulher deconto erotico gay seduzindo o sogroenso botar po para mulher do corno contosconto minha namorada greludainiciacao putaria bi conto eroticocontos eroticos de estrupos estrupei minha sobrinha pequenade oito anoscontos eróticos reais com fotos de chantagemesposa puta do meu tio corno contoo cu rosinha de minha neta de 9 aninhoscontos eroticos arrombando a gordafotos de loira sapeca abrindo as pernas a abrindo a xana rosaContos eroticos novinhas inocentes com coroascontos erótico paizão enrabar filho gayconto meus priminhos chantagistascontos eroticos deixando aparecer a calcinha em casa provocandocontos eróticos inquilino comendo a dona contos eroticos pasando pomadinha xxx.wwminha mulher arrombou o meu cuzinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos foderam a minha namorada no cine pornocontos eróticos reais com fotos de chantagemSou casada meu marido viajou e meu vizinho me fodeucontos eroticos de encoxadascontos com teens sentando na ro do pri com doze anosvi outro gozar na boca de minha mulher contosvideos dos cara que tem ho pau enorme arrebentando bucetas de branquinhasConto comeu minha esposa e eu não percebicontos eróticos minha sogra chifrandoconto erotico seduzindo irmaocontos de coroa com novinhosarrou a bucetinha no meu ombro no onibuscomtos bdsmo coroa mudou minha vida contos gaysai do nordeste e virei puta pra dar o troco no meu maridovidios novinhas dos mamilps diros pontudospai gosano dentro da eintiada. ela gritapegando hetero casado conto gaycontos genro chantageando sogracontos eróticos prima forçadascontos eronticos pai e filhia no camilhao trasei com elaComtos eroticos fudendo com meu marido e nosso amigocontos eróticos meu erroconto de carona no caminhao